“Temos de trazer o Turismo para a centralidade da economia”, defende Costa Ferreira

Por a 16 de Novembro de 2019 as 20:03

Terminou este sábado, dia 16 de novembro, na cidade do Funchal, o 45º Congresso da APAVT, que contou com a participação de 750 congressistas, revelando-se um dos congressos com maior participação de sempre.
Pedro Costa Ferreira, presidente da Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo (APAVT), em jeito de balanço do congresso, destacou que no mesmo se constatou que os players do Turismo em Portugal são “melhores a reagir do que a agir”. Para o responsável, “o sector soube reagir como mais ninguém no último ciclo de crescimento”, mas,alertou, “não é tão óbvio que esteja a saber agir com igual capacidade e efectividade, em direcção a uma estratégia vencedora”. No entanto, salientou a necessidade do sector reunir “mais capacidade de acumulação de capital e de investimento”, não deixando de frisar que o mesmo se caracteriza sobretudo por pequenas e médias empresas e que este objectivo só se poderá concretizar com “modelos de associação e partilha”, mas também de interacção “que garantam maior produtividade e competitividade”.
A importância da união foi também destacada no ponto seguinte, no qual Costa Ferreira considera que é preciso “trazer o turismo para a centralidade da economia e espalhar os benefícios do turismo por todo o país”, algo que, explicou, “será atingível numa lógica de conjunto, em oposição aos egoísmos que proliferam nas quintas associativas e empresariais que abundam no nosso país”.
Por fim, o presidente da APAVT referiu que o Turismo “como um todo tem de se unir e fazer, em lugar de se desculpar nos erros dos outros, na inabilidade da gestão pública ou nas circunstâncias de todos”.

*No Funchal

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *