Les Suites at The Cliff Bay abrem no próximo mês de outubro

Por a 7 de Setembro de 2019 as 12:49

No próximo dia 1 de outubro, as Les Suites at The Cliff Bay, no Funchal, começam a receber os primeiros clientes.

O complexo de 23 suites junto ao hotel The Cliff Bay, também do Grupo PortoBay Hotels & Resorts, vão usufruir de todas as comodidades da unidade hoteleira. Com 76 metros quadrados, as Suites vão ser complementadas com uma infinity pool, ginásio, salas para crianças e um promontório com vista para o mar.

No entanto, o grupo tem mais um projecto em desenvolvimento no Funchal: o PortoBay Oldtown. Aquela que vai ser a oitava unidade do grupo na Madeira  fica localizada na zona velha da cidade do Funchal e vai contar com cerca de 70 quartos. Segundo António Trindade, CEO do grupo, em conferência de imprensa à margem da inauguração da segunda unidade do grupo no Porto – o PortoBay Flores -, a futura unidade situado perto do PortoBay Santa Maria cumpre o objectivo da cadeia hoteleira: “crescer na Madeira sem criar concorrência interna entre os hotéis”, mas aproveitando as sinergias entre eles.

Recentemente, a Portobay Hotels & Resorts assinou também o contrato para o desenvolvimento daquele que será o seu segundo hotel no Algarve. António Trindade avançou que acabaram de “negociar um terreno inserido numa zona do Plano Pormenor do Município de Lagos, numa zona que nos é muito cara, próxima da praia D. Ana e onde pretendemos fazer um hotel à volta dos cento e poucos quartos de cinco estrelas, numa zona que consideramos paradisíaca”. Também esta unidade vai manter a lógica de complementaridade entre unidades do grupo na região, onde já possuem, em regime de arrendamento, uma unidade de quatro estrelas junto à praia da Falésia, o PortoBay Falésia.

Enquanto estas unidades se encontram em desenvolvimento, o grupo hoteleiro, que também está na corrida para o Quartel da Graça, em Lisboa, não descura a possibilidade de olhar para outras oportunidades. “Já que a oferta demora tanto tempo a reagir quando se está a fazer um produto de raiz, não podemos descurar a hipótese de aproveitar oportunidades. Este aproveitamento de oportunidades, quer numa lógica de investimento, quer numa lógica de gestão, são fundamentais para o posicionamento dos próprios grupos”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *