Alentejo vai contar com mais duas certificações da UNESCO em dois anos

Por a 28 de Maio de 2019 as 16:58

O presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo, António Ceia da Silva, revelou na semana passada que a região alentejana vai passar a contar, dentro de dois anos, com mais duas certificações da UNESCO, que deverá reconhecer, já em 2020, as Festas do Povo de Campo Maior como património imaterial da humanidade, bem como o montado alentejano , em 2021, enquanto paisagem cultural da humanidade .

“Posso dizer aqui que as festas do povo de Campo Maior serão classificadas pela UNESCO no próximo ano, e o montado, como paisagem cultural ao nível do que sucedeu com o Douro vinhateiro e com o Pico, que será classificada daqui a dois anos”, revelou o presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo, durante uma intervenção no 6.º Fórum de Turismo Interno Vê Portugal, em Castelo Branco.

Para Ceia da Silva, este reconhecimento da UNESCO é fundamental para o Alentejo, já que, acrescentou, “tem toda a relevância do ponto de vista da afirmação de um destino”, o que está até comprovado por estudos académicos, explicou ainda o responsável.

“Todas as pesquisas académicas indicam que a primeira pesquisa que um turista faz quando procura um determinado destino é o que é que ele tem de património da humanidade. É, de facto, um valor indiscutível no mercado”, referiu.

 

 

Um comentário

  1. mcq

    29 de Maio de 2019 at 12:04

    Muito bom trabalho. Trabalho continuado sempre em progresso
    A Região de Turismo e os seus dirigentes merecem ser reconhecidos como grandes empreendorores

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *