easyJet aponta “’shift’ na procura para o oriente do Mediterrâneo”

Por a 17 de Maio de 2019 as 16:18

A easyJet está a notar um “’shift’ na procura para o oriente do Mediterrâneo”, com José Lopes, diretor da companhia aérea de baixo custo para Portugal, a revelar que essa mudança é “sobretudo para destinos como a Grécia, a Turquia, Israel e Egipto, que estão a mostrar um aumento de popularidade”.

“As pessoas continuam a dar prioridade às suas férias de verão e destinos como Portugal, Espanha, França e Itália continuam a ser populares, apesar de, recentemente, termos começado a notar um ‘shift’ na procura para o oriente do Mediterrâneo, sobretudo para destinos como a Grécia, a Turquia, Israel e Egipto, que estão a mostrar um aumento de popularidade”, disse o responsável ao Publituris.

Em Portugal, alerta o responsável, esta alteração na procura pode ser preocupante, já que o aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, está esgotado, o que não tem permitido aumentos de capacidade, o que, no caso da easyJet, acontece há dois verões consecutivos.

“Nunca é demais dizer que é urgente que exista mais capacidade. Vamos em dois verões consecutivos com crescimento zero nos slots em Lisboa e não podemos, especialmente agora com o risco adicional deste ‘shift’ na procura para o leste do Mediterrâneo, dar-nos ao luxo de ter o verão de 2020 como o terceiro verão consecutivo de crescimento zero no aeroporto Humberto Delgado. A economia portuguesa não se pode dar a esse luxo, é extremamente prejudicial para a economia do nosso país”, alerta o responsável.

Recorde-se que a easyJet apresentou esta sexta-feira, 17 de maio, os resultados do primeiro semestre do ano, que terminou a 31 de março, período ao longo do qual a companhia apresentou uma performance “em linha com as previsões”, apesar das “difíceis condições comerciais”, que levaram a perdas no valor de 249 milhões de euros e a uma descida de 7,4% na receita por lugar, ainda que a receita total da companhia aérea tenha subido 7,3%, para 2,3 mil milhões de libras.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *