“Não existe qualquer atraso nos concursos relativos às concessões de casinos”

Por a 7 de Maio de 2019 as 16:07

O gabinete da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, veio esclarecer que “não existe qualquer atraso nos concursos relativos às concessões de casinos, uma vez que as primeiras concessões terminam no prazo de um ano e oito meses”, lê-se numa nota enviada à imprensa.

O esclarecimento surge na sequência de uma notícia publicada esta segunda-feira, 6 de maio, pelo jornal Público e que dava conta da existência de um atraso nos concursos públicos para as concessões dos casinos nacionais que, segundo o Público, terminariam no próximo ano.

Na mesma informação, o gabinete esclarece ainda que as concessões dos casinos terminam a 31 de dezembro de 2020, no caso do Estoril e da Figueira da Foz, enquanto nos casinos da Póvoa de Varzim, Espinho, Portimão, Vilamoura e Monte Gordo chegam ao fim a 31 de dezembro de 2023, e, no caso de Tróia e Chaves, só acabam a 31 de dezembro de 2032.

“Os concursos estão a ser preparados, estando a ser cumprido o calendário previsto para o seu lançamento atempado, não existindo qualquer atraso na programação”, refere ainda o gabinete da secretária de Estado do Turismo, dando conta que está previsto que “os concursos públicos internacionais a lançar tenham uma duração de seis meses”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *