Castilla-La Mancha cresce 45% em turistas portugueses no 1.º trimestre de 2018

Por a 30 de Maio de 2018 as 11:28

O número de turistas portugueses que visitaram a região espanhola de Castilla-La Mancha subiu 45% no primeiro trimestre de 2018, depois de já no ano passado ter crescido 48,3%, chegando aos 18.334 visitantes, disse ao Publituris Patricia Franco Jiménez, Conselheira de Economia, Empresas e Emprego da Junta de Comunidades de Castilla-La Mancha.

“Em 2017, Portugal foi o sétimo país emissor de turistas para Castilla-La Mancha”, começou por referir a responsável, explicando que, com a subida registada nos primeiros três meses de 2018, Portugal passou para a quinta posição no ranking de mercados emissores de turistas para a região, “com um peso de 6,5% no conjunto dos turistas estrangeiros”.

Patricia Franco Jiménez, que esteve em Lisboa a propósito de uma apresentação da região de Castilla-La Mancha para o trade nacional, afirmou que “o turista português é muito fiel, conhece o destino Espanha e visita-o com muita frequência, mais de 70% dos portugueses que visitam Espanha voltam”, algo que também acontece em Castilla-La Mancha, onde a estada média dos turistas portugueses ronda os 3,5 dias.

“A estada dos portugueses supera os três dias, ronda os 3,5 dias. Não é uma estadia muito longa, mas o interessante é que o português é um turista que repete”, acrescentou a responsável, considerando que “os portugueses estão a começar a descobrir Castilla-La Mancha, um pouco mais tarde que as outras comunidades espanholas”.

A região de Castilla-La Mancha tem 80 mil quilómetros quadrados, fica no interior espanhol e é conhecida essencialmente pelo património histórico, cultural, artesanato e natureza, bem como pela gastronomia e vinhos, numa “grande variedade de oferta” que, segundo Patricia Franco Jiménez, é “uma boa alternativa ao Turismo de Sol e Praia”.

“Temos património, cultura, festas e tradição, temos três cidades Património Mundial, temos sete parques naturais e toda uma actividade muito ligada à cultura românica. Temos também festas religiosas, como o Corpus Christi e a Semana Santa, uma grande variedade de oferta”, enumerou, explicando que, no caso dos portugueses, as cidades património mundial, como Toledo, que é a capital da região, são os destinos mais visitados.

“As cidades património são muito visitadas pelos turistas portugueses. Creio que a maioria das visitas são a cidades, porque os portugueses gostam de visitar cidades e património, e também gostam do turismo de compras. São estas as motivações de visita dos turistas portugueses”, concluiu a responsável.

 

 

 

.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *