Cervejaria Trindade celebra 182 anos

Por a 12 de Fevereiro de 2018 as 15:45

Foi há oito séculos, em 1294, que se iniciou a construção do Convento da Santíssima Trindade dos Frades Trinos da Redenção dos Cativos, nome que se deveu à vocação dos seus frades que resgatavam os prisioneiros cristãos aos mouros. Nos 400 anos seguintes foi um dos mais importantes conventos da cidade de Lisboa, apoiado por Casas Reais e pela Nobreza.

Destruído por três vezes, no século XVIII – em 1704 por um incêndio, em 1755 pelo terramoto que atingiu Lisboa e, por um novo incêndio, quando já se erguia em 1756 –  acabou por desaparecer no ano 1834, como consequência da extinção das ordens religiosas em Portugal.

Foi em 1836 que Manoel Moreira Garcia, industrial de origem galega, adquiriu as ruínas do  convento e instalou a Fábrica de Cerveja da Trindade, a primeira fábrica de cerveja em Portugal. O sucesso foi tal que Manoel Garcia decidiu abrir um balcão de cerveja a copo e, mais tarde, uma cervejaria composta por quatro salas e um pátio. Em 1854, a Fábrica de Cerveja da Trindade torna-se fornecedora oficial da Casa Real e, ao balcão desta Cervejaria, juntam-se boémios e trabalhadores, artistas e políticos, escritores e operários.

No século XX, a Fábrica é adquirida pela Sociedade Central de Cervejas, que assume o fabrico da cerveja. Nos anos 40, o edifício foi recuperado e modernizado, sendo a Cervejaria aberta ao público como sala de refeições. No século XXI é entregue ao Grupo Portugália Restauração a missão de manter viva a mais emblemática cervejaria de Portugal.

E, em 2018, a Cervejaria Trindade continua com o mesmo propósito de há cinco séculos: manter vivas a memória e a tradição, preservando a história, a cultura e a gastronomia.

Mais de cinco séculos como Convento da Santíssima Trindade e mais de 180 anos como Cervejaria, não há grandes dúvidas: a Trindade continua a ser a mais antiga e mais bela Cervejaria de Portugal.Em 2018, a Cervejaria Trindade continua com o mesmo propósito de há cinco séculos: manter vivas a memória e a tradição, preservando a história, a cultura e a gastronomia.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *