TAP prepara programa de rescisões por mútuo acordo

Por a 24 de Fevereiro de 2017 as 16:06
TAP

A TAP vai dar início a um programa de redesenho da sua estrutura organizacional com o objectivo de obter ganhos de eficiência e agilidade. Para tal, vão ser feitas algumas rescisões por mútuo acordo.

Sobre este tema, Fernando Pinto, presidente da TAP, afirmou que “não haverá despedimentos, mas rescisões por mútuo acordo, apoiadas por um pacote financeiro e de benefícios“.

Além desta medida, está prevista a centralização em Portugal de funções dispersas pelas representações internacionais da companhia, no âmbito da qual estão a ser criados 60 novos postos de trabalho em Lisboa. Estão ainda a decorrer concursos para cerca de 200 novas admissões para funções nos sectores da empresa em maior crescimento, nomeadamente pilotos, comissários/assistentes de bordo, mecânicos e colaboradores ligados ao serviço de passageiros.

“A TAP investiu imenso no último ano na renovação do seu serviço e produto, tendo aumentado em 26% o número de passageiros transportados nos últimos três meses, além de ter recuperado a sua quota de mercado. Ainda assim, apesar de todas estas vitórias comuns, a empresa enfrenta um grande desafio: ganhar eficiência e agilidade para competir num mercado cada vez mais agressivo. Estamos a fazer contratações onde elas são necessárias e, em simultâneo, a promover um melhor alinhamento das competências com as necessidades do negócio”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *