Assine já
Homepage

WTM América Latina cria espaço para empresas com presença global

A ‘Global Village’ vai acolher cadeias hoteleiras como a Vila Galé, Marriott, Starwood e Hilton.

Tiago da Cunha Esteves
Homepage

WTM América Latina cria espaço para empresas com presença global

A ‘Global Village’ vai acolher cadeias hoteleiras como a Vila Galé, Marriott, Starwood e Hilton.

Sobre o autor
Tiago da Cunha Esteves
Artigos relacionados
WTM América Latina abre inscrições para programa de ‘hosted buyers’
Homepage
WTM América Latina “vai gerar uma quantidade fenomenal de negócio”
Homepage
Perfil da WTM América Latina no Facebook supera os 10.000 fãs
Homepage
WTM 2013 quer ser “a melhor e maior de sempre”
Homepage
WTM

A World Travel Market (WTM) América Latina criou uma área de exposição dedicada às empresas que têm uma representação global, a ‘Global Village’, que vai acolher cadeias hoteleiras, empresas do ramo das tecnologias, entre outras. Aquela que será a primeira edição desta feira vai decorrer em São Paulo, Brasil, de 23 a 25 de Abril.

A organização também anunciou que a Accor será o parceiro hoteleiro oficial do evento. A cadeia hoteleira investiu recentemente 265 milhões de dólares (203 milhões de euros) na compra de um hotel no México e detém mais de 200 unidades na América Latina e Caraíbas.

Vila Galé, Marriot, Starwood e Hilton são outras das cadeias hoteleiras que também vão estar presentes na ‘Global Village’.

Sobre o autorTiago da Cunha Esteves

Tiago da Cunha Esteves

Mais artigos
Artigos relacionados
Transportes

Aumento de capital de 62 milhões previsto para a SATA concluído até final do ano

O aumento de capital, no valor de 62 milhões de euros, foi confirmado pela secretária do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral.

Publituris

A secretária do Turismo, Mobilidade e Infraestruturas, Berta Cabral, afirmou esta sexta-feira, 4 de novembro, que o aumento de capital de 62 milhões de euros previsto para a transportadora aérea açoriana SATA vai ficar concluído até ao final do ano.

“O capital da SATA vai ser aumentado em 62 milhões de euros. Nós já processamos esta verba. Parte já entrou nas contas da SATA, outra vai entrar até ao final do ano. Tem a sua programação estabelecida pelas [secretaria das] Finanças”, afirmou Berta Cabral, em audição na Comissão de Economia da Assembleia Legislativa dos Açores sobre o Plano e Orçamento da Região para 2023, que será discutido e votado em plenário a partir de 21 de novembro.

As declarações da governante foram motivadas pelas questões de António Lima, do BE, e de Carlos Silva, do PS, que notaram que a verba prevista para a injeção de capital na SATA não consta da proposta de Orçamento para 2023, ao contrário do que aconteceu este ano.

“Esta verba, que estava prevista nos Transportes, já não está em 2023. Já processamos o aumento do capital e está, neste momento, no lado das Finanças”, reforçou Berta Cabral.

A secretária regional reiterou ainda a privatização do ‘handling’ da SATA, apesar de tal não estar programado para 2023, ao contrário do que acontece com a alienação da Azores Airlines (companhia do grupo SATA responsável pelas deslocações de e para o exterior do arquipélago), prevista no Orçamento.

A 21 de julho, o Conselho de Governo dos Açores autorizou a injeção de capital de 144,5 milhões de euros na SATA Air Açores e a “posterior conversão em capital social da empresa”, no âmbito do processo de reestruturação aprovado em junho pela Comissão Europeia.

Desses 144,5 milhões, 82,5 milhões são um aumento de capital por conversão de um empréstimo e 62 milhões “por entrada em dinheiro, a subscrever e a realizar integralmente pela Região Autónoma dos Açores”, segundo a publicação em Jornal Oficial.

A proposta de Decreto Legislativo Regional do Orçamento da Região Autónoma dos Açores para 2023 autoriza a “alienação da maioria da participação social indireta” da região na SATA Internacional – Azores Airlines, a companhia aérea do grupo SATA responsável pelas ligações com o exterior do arquipélago.

O “desinvestimento de uma participação de controlo (51%) na Azores Airlines” está previsto no plano de restruturação da companhia aérea açoriana aprovado em junho pela Comissão Europeia.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Qatar Airways ganha prémios da Business Traveller

A poucos dias de receber o Mundial de Futebol, a companhia aérea do Qatar ganhou quatro prémios atribuídos pela Business Traveller. Além da Qatar Airways, também o ‘hub’ do Aeroporto Internacional de Hamad (HIA) foi distinguido como Melhor Aeroporto do Médio Oriente.

Publituris

A companhia aérea nacional do Qatar venceu as distinções de Melhor Companhia Aérea de Longa Distância, Melhor Classe Executiva, Melhor Companhia Aérea do Médio Oriente e Melhor Comida e Bebida a Bordo, prémios atribuídos nos Business Traveller Awards 2022.

O hub da Qatar Airways, Aeroporto Internacional de Hamad (HIA), foi também premiado com o título de Melhor Aeroporto do Médio Oriente, indo ao encontro do compromisso assumido pela companhia aérea de fornecer aos passageiros serviços sem transtornos. Além das conquistas da companhia aérea, a Qatar Airways celebra ainda a sua adesão à oneworld, considerada a Melhor Aliança de Companhias Aéreas.

O CEO do Grupo Qatar Airways, Akbar Al Baker, destaca estes prémios, recebidos a menos de 20 dias de acolher o maior evento de futebol do Médio Oriente”, referindo que “receber quatro novos prémios da Business Traveller ilustra ainda mais a nossa disponibilidade para prestar serviços sem transtornos e excecionais”.

Além disso, diz em comunicado, que “a conquista destes prémios demonstra o nosso compromisso para com os nossos passageiros, enquanto esperamos recebê-los para experimentarem os nossos excelentes serviços durante um dos mais entusiasmantes eventos a nível global”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Selina
Atualidade

Selina passa a estar cotada na Bolsa de Nova Iorque

A Selina, que agora passa a designar-se Selina Hospitality PLC, já tem as suas ações cotadas na segunda maior bolsa de valores de Nova Iorque, a NASDAQ – National Association of Securities Dealers Automated Quotations, sob os símbolos “SLNA” e “SLNAW”.

Publituris

De acordo com informação enviada em comunicado, a entrada na bolsa NASDAQ tem vindo a ser preparada desde o final de 2021, através da celebração de um acordo de fusão com a BOA Acquisition Corp., uma empresa de aquisição para fins especiais de capital aberto.

Com a fusão e consequente integração na bolsa de valores, a Selina garante 55 milhões de euros em receitas de PIPE, até 235 milhões de euros em dinheiro da conta fiduciária de BOA e 120 milhões de euros das subscrições de 150 milhões de euros de capital de 6% de notas convertíveis não garantidas com vencimento em 2026.

Para além do co-fundador e diretor-executivo Rafael Museri, e do co-fundador e diretor de crescimento Daniel Rudasevski, a Selina passa a contar com mais cinco diretores nas áreas de liderança, finanças, operações, marketing e tecnologia, “para reforçar a estabilidade e o crescimento da empresa”, como indicado em nota de imprensa.

“Fechamos um ciclo que há muito temos vindo a preparar e assinalamos um novo marco na história da Selina, ao estarmos cotados na bolsa. Continuamos focados em alcançar a rentabilidade à medida que crescemos, escalarmos o nosso negócio, e progredirmos no sentido de obter margens cada vez mais rentáveis, sempre com a ligação do nosso espírito e da nossa marca a hóspedes locais, trabalhadores remotos e nómadas digitais, a nossa oferta de hospitalidade diferenciada”, declara Rafael Museri, co-fundador e CEO da Selina.

No primeiro semestre de 2022, a Selina obteve receitas de 86 milhões de dólares, um aumento de 142% comparativamente ao período homólogo de 2021. Segundo informação enviada pela empresa, os resultados foram impulsionados “sobretudo pela melhoria do desempenho operacional em todo o portfólio, assim como pela abertura de 13 novos espaços com mais 3.368 camas na Grécia, Austrália, Portugal, Panamá, Estados Unidos, Marrocos e Israel”.

A 30 de junho de 2022 a Selina tinha 163 espaços abertos em 25 países nos seis continentes, com mais de 27.000 camas, o que representa um aumento de 43,3% face ao primeiro semestre de 2021.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Créditos: Gonçalo Português | Cortesia AHRESP

Destinos

Governo lança programa com escolas de turismo para ajudar a orientar nómadas digitais

De acordo com a secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques, este programa vai colocar as 12 escolas de turismo do país a ajudar os nómadas digitais a escolherem a melhor localização para se poderem instalar em Portugal.

Publituris

O governo está a preparar um programa que visa orientar os nómadas digitais que se queiram instalar no país e que vai colocar as 12 escolas de turismo que existem no país a ajudar estes viajantes a escolherem a melhor localização para se poderem instalar em Portugal.

A informação foi avançada esta sexta-feira, 4 de novembro, pela secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços, Rita Marques, durante a Web Summit, que voltou a decorrer no Parque das Nações, em Lisboa.

Estamos a preparar um programa nas nossas escolas de turismo – e temos 12 espalhadas por Portugal – e, basicamente, a ideia é ajudar a decisão destes nómadas digitais, informando sobre as potencialidades do país, qual será a melhor localização para se poderem instalar”, explicou Rita Marques.

A governante deu o exemplo do surf, considerando que os nómadas digitais interessados neste desporto de ondas podem escolher destinos como Peniche ou a Nazaré, ambos no centro do país, explicando que o papel das escolas de turismo passará por “facilitar a decisão” dos nómadas digitais.

Rita Marques espera que estas medidas possam atrair “mais nómadas digitais não só para as grandes cidades, mas também para o interior” do país, que “tem potencialidades extraordinárias para viver e trabalhar”.

Durante a sua intervenção no painel “A Ascensão do Nómada Digital”, Rita Marques vantagens defendeu ainda as vantagens do novo regime de entrada de nómadas digitais em Portugal, invocando a importância de “atrair jovens para Portugal” e considerando que os nómadas digitais são um grupo que “pode impulsionar a economia”.

A secretária de Estado do Turismo, Comércio e Serviços sublinhou ainda que este não é um regime dedicado apenas a estrangeiros, mas também a cidadãos portugueses que foram para o estrangeiro, e que o objetivo do Governo não é vender o país apenas a estrangeiros.

“Não estamos a vender o país apenas a estrangeiros, mas a portugueses que trabalham em empresas americanas e canadianas e que podem trabalhar a partir de Portugal”, acrescentou.

Relativamente às criticas que o programa tem recebido, uma vez que tem sido associado à subida dos preços da habitação, Rita Marques considerou apenas que o Governo “tem de estar atento e criar políticas públicas que façam sentido”, dando a entender que, no futuro, podem ser atribuídos benefícios aos nómadas digitais que se desloquem para zonas do interior ou menos centrais do país.

Durante a participação na Web Summit, Rita Marques falou ainda sobre a greve que os tripulantes de cabine da TAP agendaram para 8 e 9 de dezembro, considerando que esta paralização vai “com certeza” impactar o turismo.

“A TAP é um parceiro fundamental para o turismo (…) e todo o setor privado do turismo tem apoiado a TAP”, concluiu, assinalando que o direito à greve “está consagrado” na legislação e mostrando-se convencida que será possível chegar a um “discurso harmonizado e apaziguador para resolver os problemas dos trabalhadores”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Portugal e Espanha preparam estratégia comum para o turismo nas zonas fronteiriças

Portugal e Espanha vão desenvolver uma estratégia comum para o turismo nas zonas fronteiriças, que visa a valorização e promoção dos destinos turísticos, mas também a formação de recursos humanos.

Publituris

Portugal e Espanha vão desenvolver uma estratégia comum para o turismo nas zonas fronteiriças, que visa a valorização e promoção dos destinos turísticos, mas também a formação de recursos humanos, avança a Lusa, que cita o Ministério da Economia.

A ‘Estratégia conjunta para a Sustentabilidade do Turismo Transfronteiriço entre Portugal e Espanha 2022-2024’ abrange diversas áreas, nomeadamente “planos de sustentabilidade turística” para melhorar os destinos fronteiriços e aumentar a procura ao longo do ano, assim como o “desenvolvimento de produtos e experiências turísticas na fronteira”.

Esta estratégia foi um dos acordos assinados esta sexta-feira, 4 de novembro, durante a cimeira ibérica, que decorreu em Viana do Castelo, e, segundo resposta do Ministério da Economia à Lusa, prevê também a realização de ações de formação e “geração de conhecimento e investigação em turismo transfronteiriço”.

Cultura, história, património, recursos naturais, gastronomia e artesanato dos destinos fronteiriços, assim como os incentivos aos centros de estudo dos dois lados da fronteira para aprofundar conhecimentos “sobre os recursos turísticos” e a promoção da “investigação no domínio da cooperação transfronteiriça, abordando os desafios das comunidades residentes e propondo oportunidades para o seu desenvolvimento”, são algumas das áreas que vão ser abordadas nas ações de formação previstas.

Esta estratégia conjunta prevê também a promoção externa dos destinos fronteiriços e da região como um “destino ibérico”, nomeadamente junto de mercados mais distantes, para os quais faz sentido juntar Portugal e Espanha numa única deslocação.

Para o Ministério da Economia, existe “um grande potencial que Portugal e Espanha podem e devem explorar em conjunto”, nomeadamente em mercados da América do Norte e da Ásia.

O Ministério da Economia sublinhou que Portugal e Espanha partilham uma fronteira terrestre de 1.234 quilómetros, a mais longa da União Europeia e que, “ao nível bilateral, Espanha é desde há muito um mercado estratégico para o turismo nacional”.

“É de tal forma importante, que enquanto mercado emissor, é tratado como mercado interno alargado, ou seja, um prolongamento do mercado português”, indica o Ministério da Economia à Lusa, lembrando que, no que respeita à promoção, o mercado ibérico é visto como um “único mercado internacional” , sendo aliás o único que “pode ser trabalhado pelas Entidades Regionais de Turismo”.

A estratégia para o turismo insere-se na Estratégia Comum de Desenvolvimento Transfronteiriço de Portugal e Espanha, anunciada na cimeira ibérica da Guarda de outubro de 2020, para abranger 1.551 freguesias portuguesas e 1.231 municípios espanhóis.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Disneyland Paris propõe Natal ainda mais mágico no 30.º aniversário

O Natal Encantado da Disney vai decorrer entre 12 de novembro e 8 de janeiro, este ano, com espetáculos e atrações que vão assinalar também o 30.º aniversário do parque.

Publituris

A Disneyland Paris, que está a celebrar o 30.º aniversário, já se está a preparar para a quadra natalícia e, este ano, propõe um Natal ainda mais mágico, com novidades e atrações dedicadas a esta época do ano, no Natal Encantado da Disney, que decorre entre 12 de novembro e 8 de janeiro.

“Este ano a magia do Natal será ainda mais intensa com as comemorações do 30º aniversário e surpreenderá, certamente, visitantes de todas as idades. Quer venham passar momentos mágicos com a família, fazer uma escapadela inesquecível com amigos, ou mesmo passar um fim de semana romântico, a Disneyland Paris é o melhor destino para viver as férias de Natal”, lê-se num comunicado do parque.

A Disneyland Paris indica que, assim que entrarem no parque, os visitantes vão ser logo surpreendidos pela “majestosa árvore brilhante com 24 metros de altura”, que dá o mote ao ambiente natalício, que será ainda composto por “música de Natal, grinaldas e flocos de neve a voar no ar da zona ao redor da Main Street USA”.

No que diz respeito a espetáculos, destaque para o drone Disney D-Light, que foi produzido para a celebração do 30. º aniversário e que ilumina o céu da Disneyland Paris todas as noites, assim como para o o “Disney Dreams! of Christmas”, um espetáculo noturno que volta a animar o parque e que, nesta edição, vai assinalar também o aniversário da Disneyland Paris.

Este ano, o Natal da Disneyland Paris conta também com o regresso do desfile “Mickey’s Dazzling Christmas Parade”, que estreou no ano passado e que conta com cinco carros alegóricos coloridos e iluminados que vão celebrar a magia do inverno durante o dia e à noite.

A magia do Natal vai chegar ainda aos hotéis da Disneyland Paris, que vão estar enfeitados com decorações de Natal, e que vão contar com a presença de várias personagens vestidas de acordo com a época, onde não vai faltar o Pai Natal.

Durante o dia, vai estar ainda disponível o espetáculo musical “Let’s Sing Christmas!”, com a participação do Mickey, da Minnie, do Donald, da Margarida e do Pateta.

Ao nível da restauração, o Natal também não vai ser esquecido, uma vez que vai estar disponível nos espaços de comidas e bebidas da Disneyland Paris uma “grande variedade de pratos e guloseimas alusivos à ocasião”, enquanto o Parque Walt Disney Studios vai retomar o L’Hiver Gourmand, um mercado de inverno que vai ser “composto por chalés elegantes, três deles em estreia, onde é servido pão de especiarias, crepes, chocolate quente e outras delícias”.

Além da programação especial dedicada ao Natal, também as lojas da Disneyland Paris vão disponibilizar “uma grande variedade de produtos” dedicados ao Natal.

A Disneyland Paris vai ainda contar com uma festa de passagem do ano, a decorrer a 31 de dezembro, entre as 20h30 e as 02h00, e que inclui um espetáculo de fogo-de-artifício, acesso a atrações repletas de emoções, participação de personagens da Disney, espetáculos exclusivos e muitas outras surpresas alusivas ao 30.º aniversário do parque.

As reservas para estadias de Natal e passagem do ano já se encontram disponíveis e podem ser realizadas aqui.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Soltrópico e Egotravel já disponibilizam produtos combinados online

Nova funcionalidade já está disponível através das plataformas de venda online da Soltrópico e da Egotravel.

Publituris

Os operadores turísticos Soltrópico e Egotravel já estão a disponibilizar, através das suas plataformas de venda online, a reserva de produtos combinados, o que permite a comercialização de pacotes de viagem combinados de ambos os operadores.

“Com este novo desenvolvimento, a Soltrópico e a Egotravel conseguem assim disponibilizar as agências de viagem novos produtos onde combinam dois ou mais destinos dentro do mesmo país”, lê-se num comunicado enviado à imprensa.

Com esta nova funcionalidade, passa a ser possível reservar pacotes combinados da Egotravel para o Cairo e Hurghada, no Egito, para Marraquexe e Agadir, em Marrocos, assim como Banguecoque e Phuket, na Tailândia.

Além dos combinados da Egotravel, é ainda possível reservar pacotes combinados da Soltrópico entre a Ilha de São Tomé e a Ilha do Príncipe, em São Tomé e Príncipe, bem como entre o Dubai e as Maldivas, ou ainda para a Madeira e o Porto Santo.

“Este lançamento dará mais amplitude ao portfolio de produtos da Egotravel e é uma ferramenta eficaz que responde as necessidades primordiais dos agentes de viagem: flexibilidade e agilidade, principalmente com a confirmação imediata”, considera Daniel Graça, diretor de Vendas da Egotravel.

Já Sandro Lopes, diretor de Vendas da Soltrópico, considera que esta funcionalidade “fará a diferença no dia-a-dia” dos clientes do operador turístico, uma vez que se trata de uma “excelente ferramenta de vendas que transformará a forma com o agente de viagens pode cativar e converter a venda.”

Incluída nesta funcionalidade está também a possibilidade de ser a agência de viagens a selecionar o número de noites em cada uma das cidades que integram o combinado, sendo também possível alterar o hotel, bem como a tipologia de quarto e regime, em cada uma das cidades.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Turismo do Algarve lança nova campanha promocional dedicada a Monchique

A nova campanha promocional do Turismo do Algarve vai decorrer até final do ano e é composta por “várias peças de vídeo e de fotografia” que retratam as experiências que é possível viver em Monchique.

Publituris

O Turismo do Algarve lançou uma nova campanha promocional, sob o mote “Deixe que Monchique guie a sua aventura”, que desafia os turistas a “partirem à descoberta de Monchique e a deixarem-se surpreender pelas várias experiências” do destino.

A nova campanha que, segundo comunicado do Turismo do Algarve, vai decorrer até final do ano, é composta por “várias peças de vídeo e de fotografia” que retratam as experiências que é possível viver em Monchique.

“As imagens, captadas no município ao longo de nove dias, dão a conhecer a riqueza da oferta turística que aqui é possível encontrar, colocando em destaque as atividades na natureza, as termas, a cultura e o património e ainda a autenticidade da gastronomia local”, sublinha o Turismo do Algarve.

Esta campanha é essencialmente direcionada às redes sociais, mas vai também marcar presença em vários jornais e revistas, estrategicamente selecionados, dos mercados que o Turismo do Algarve pretende atingir, como Espanha, Reino Unido, França, Alemanha e Países Baixos.

“Queremos, com esta campanha, despertar o interesse de todo o tipo de turistas e demonstrar que Monchique tem muito mais para oferecer para além das suas fantásticas paisagens naturais. A mensagem que pretendemos passar é a de que, independentemente dos planos e das motivações que os trazem ao Algarve, todos os viajantes conseguem encontrar em Monchique a aventura que procuram”, explica João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve.

Todos os materiais desta campanha vão estar disponíveis em seis idiomas, concretamente português, espanhol, inglês, francês e neerlandês, com o Turismo do Algarve a prever que esta ação promocional tenha um “alcance de milhões de potenciais visitantes”.

Esta iniciativa está inserida no projeto “Revitalizar Monchique – o Turismo como catalisador”, que procura dar uma nova vida a este concelho através da criação de condições atrativas para o desenvolvimento do turismo local.

Na promoção desta campanha, a ATA tem como parceiros a Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve e o Município de Monchique, contando também com o apoio do Turismo de Portugal.

Além das redes sociais, a nova campanha está também disponível para visualização aqui.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Azul lança tarifa promocional de 644 euros na rota de Lisboa-Viracopos

A tarifa promocional de 644 euros é válida para voos de ida e volta na rota Lisboa-Viracopos-Lisboa e aplica-se a reservas realizadas até esta segunda-feira, 7 de novembro.

Publituris

A Azul está a oferecer uma tarifa promocional de 644 euros para voos de ida e volta na rota Lisboa-Viracopos-Lisboa, que é válida para reservas realizadas até esta segunda-feira, 7 de novembro.

Num comunicado enviado à imprensa, a companhia aérea brasileira indica que esta tarifa promocional se aplica a viagens que decorram entre 1 de fevereiro e 31 de maio de 2023.

A tarifa de 644 euros já inclui taxas, assim como o transporte de um volume de bagagem até 23 kg.

A companhia aérea diz estar disponível para mais informações, através dos seus contactos em Portugal, concretamente pelo e-mail [email protected] e pelo número de telefone +351 211 350 520.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Tripulantes da TAP aprovam greve para 8 e 9 de dezembro

Os “sistemáticos atropelos” ao Acordo de Empresa em vigor e ao Acordo Temporário de Emergência, levaram o Sindicato Nacional Pessoal de Voo da Aviação Civil a anunciar uma greve para os dias 8 e 9 de dezembro.

Publituris

Os tripulantes da TAP vão avançar com uma greve nos dias 8 e 9 de dezembro, decisão tomada esta quinta-feira, 3 de novembro, em assembleia geral do Sindicato Nacional Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC), e que coincidirá com um feriado e sexta-feira seguinte.

Em comunicado, a direção do SNPVAC já tinha informado que pedira uma assembleia geral para “debater o atual momento da empresa e apresentar as conclusões retiradas pela direção sobre a proposta de AE [Acordo de Empresa] enviada pela TAP, além de deliberar eventuais medidas a tomar – não descartando o recurso à greve”.

O sindicato dos tripulantes justifica o pedido de convocatória com os “sistemáticos atropelos” ao Acordo de Empresa em vigor e ao Acordo Temporário de Emergência.

A isso, diz o SNPVAC, somam-se a “falta de respeito que a TAP tem vindo a ter perante os tripulantes” e as “mais do que questionáveis decisões de gestão que acabam por ter um impacto direto e indireto” na vida destes trabalhadores.

A situação “culminou mais recentemente com a denúncia do Acordo de Empresa em vigor, acompanhado de uma proposta de AE inenarrável”, acrescenta.

Recorde-se que durante a apresentação dos resultados trimestrais da TAP, a CEO da companhia, Christine Ourmières-Widener, admitiu que uma greve seria “um desastre, porque afeta todo o trabalho que tem sido feito por todos, depois de um terceiro trimestre que veio provar que estamos certos e que este é o caminho certo para reconstruir o orgulho nesta companhia”.

“Uma greve nunca é boa para qualquer organização e penso que o diálogo que precisamos de ter não deve incluir este tipo de ações, mas não é algo que me caiba a mim decidir. Penso que nos devemos sentar e ver o que é possível fazer”, acrescentou na altura Christine Ourmières-Widener, defendendo que, apesar da greve ser um direito, este “não é o melhor momento” para avançar para uma paralização.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.