Assine já
Homepage

WTA: Portugal sobressai seis vezes nos “melhores da Europa”

A gala dos World Travel Awards (WTA) dedicada à Europa decorreu no Conrad Algarve, no passado sábado. Nos “melhores da Europa”, Portugal surgiu seis vezes. O País ‘arrisca-se’, agora, a ser considerado o “melhor destino de golfe” do mundo, numa cerimónia que vai decorrer em Dezembro, na Índia.

Tiago da Cunha Esteves
Homepage

WTA: Portugal sobressai seis vezes nos “melhores da Europa”

A gala dos World Travel Awards (WTA) dedicada à Europa decorreu no Conrad Algarve, no passado sábado. Nos “melhores da Europa”, Portugal surgiu seis vezes. O País ‘arrisca-se’, agora, a ser considerado o “melhor destino de golfe” do mundo, numa cerimónia que vai decorrer em Dezembro, na Índia.

Sobre o autor
Tiago da Cunha Esteves
Artigos relacionados
Próxima gala regional dos WTA é no Algarve
Homepage
Portugal ganha três ‘Óscares’ do turismo na Índia
Homepage
Gala final dos WTA 2012 será na Ásia
Homepage
Índia prepara-se para a final mundial dos ‘Óscares’ do turismo
Homepage

Portugal brilhou na gala dos World Travel Awards (WTA) dedicada à Europa, com seis vencedores que foram considerados “os melhores” do continente e vão concorrer, agora, em termos mundiais. O evento decorreu no hotel Conrad Algarve, no passado sábado.

A região do Algarve, anfitriã do evento, foi considerada o “melhor destino de praia” da Europa”. Mais uma vez, o Vila Joya foi eleito “melhor boutique resort”, ao passo que o Conrad venceu na categoria de “melhor resort” do continente. Portugal foi considerado “melhor destino de golfe” e o Dunas Douradas Beach Club “melhor complexo turístico de vilas e apartamentos”. Por último, destaque ainda para o Martinhal Beach Resort & Hotel, que foi eleito “melhor villa resort”.

No que diz respeito ao Mediterrâneo, Portugal também conseguiu um “Óscar”, com o Hotel Quinta do Lago a vencer na categoria de “melhor hotel”.

Por países, em relação a Portugal, o Bairro Alto Hotel foi eleito o “melhor boutique hotel” do País. O Ria Park Hotel & Spa venceu na categoria de “melhor hotel para conferências”, o Sheraton Algarve “melhor resort para famílias”, o Le Méridien Penina Golf & Resort “melhor golf resort” e “melhor resort”, o Hilton Vilamoura “melhor hotel”, o Conrad “melhor novo resort de luxo” e, por fim, o Blue&Green Vilalara Thalassa Resort “melhor spa resort”.

Os vencedores na região da Europa vão, agora, competir ao nível mundial. A Grande Final dos WTA vai decorrer este ano na Índia, em Nova Deli, a 12 de Dezembro.

Sobre o autorTiago da Cunha Esteves

Tiago da Cunha Esteves

Mais artigos
Artigos relacionados
Prémios

Votações para os Publituris “Portugal Travel Awards” 2022 encerram hoje

Os Publituris “Portugal Travel Awards” 2022 vão ser entregues a 18 de outubro, numa cerimónia a decorrer na Quinta da Pimenteira, em Lisboa.

A votação para escolher os vencedores dos Publituris “Portugal Travel Awards” 2022 termina esta sexta-feira, 7 de outubro, dia em que ainda poderá votar nos 104 os nomeados, divididos por 15 categorias, que concorrem nesta edição.

A votação está disponível aqui e, para validar o voto, é exigida a introdução do e-mail que terá de ser idêntico ao de registo na newsletter diário do publituris.pt.

Além dos 104 os nomeados, divididos por 15 categorias, que concorrem nesta edição, os Publituris “Portugal Travel Awards” 2022 vão também voltar a atribuir o Prémio Belmiro Santos, que será entregue diretamente pela redação do Publituris.

Os vencedores resultam de uma média ponderada entre os votos do júri (45%), assinantes do jornal Publituris (45%) e subscritores da newsletter diária (10%).

Os Publituris “Portugal Travel Awards” 2022 vão ser entregues a 18 de outubro, numa cerimónia a realizar na Quinta da Pimenteira, em Lisboa.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Ryanair abre quatro novas rotas em Faro no inverno

A Ryanair vai disponibilizar um total de 30 rotas em Faro este inverno, incluindo quatro novas ligações que vão ligar a capital algarvia a Frankfurt, Luxemburgo, Madrid e Nuremberga.

Publituris

A Ryanair vai disponibilizar a maior programação de inverno de sempre em Faro, passando a oferecer 30 rotas entre a capital algarvia e destinos de  sol e city break, entre as quais se encontram quatro novas rotas, que vão ligar Faro a Frankfurt, Luxemburgo, Madrid e Nuremberga.

“A Ryanair tem o prazer de proporcionar a Faro e à região do Algarve mais escolha de rotas e conectividade, ao mesmo tempo que transporta mais turistas, contribuindo assim para o crescimento e economia da região durante a época de inverno”, destaca a companhia aérea.

As novas rotas estão já disponíveis para reserva através do site da Ryanair e apresentam preços desde 24,99 euros, valores promocionais válidos para viagens entre 22 de outubro e 23 de março de 2023, cujas reservas estão disponíveis até 8 de outubro.

“Temos o prazer de anunciar a nossa maior programação de inverno de sempre para o Algarve, que inclui quatro novas rotas para Frankfurt, Luxemburgo, Madrid e Nuremberga. Este Inverno, a Ryanair oferece aos seus clientes/visitantes do Algarve tarifas mais baixas e fiabilidade com os seus planos de viagem de inverno, uma vez que opera 3.000 voos diários”, indica Elena Cabrera, a Country Manager da Ryanair para Portugal e Espanha.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Grupo Redevco compra seis hotéis em Portugal e Espanha

A Redevco, uma das maiores gestoras de investimento imobiliário privado da Europa, começou a aventurar-se no mercado hoteleiro, depois de adquirir seis ativos localizados em Portugal e Espanha, por cerca de 80 milhões de euros.

Os seis hotéis adquiridos estão localizados, em Lisboa e Porto, enquanto em Espanha na Espanha ficam em Bilbao, Sevilha e Málaga e serão focados em jovens viajantes, sob a marca Next Gen Stays.

Os investimentos vão acontecer em prédios obsoletos que podem ser transformados em hotéis sustentáveis

A intenção do grupo holandês é construir uma carteira de 250 milhões de euros nos mercados ibéricos e depois expandir para outros países europeus com um volume de investimento de 500 a 700 milhões de euros.

Israel Casanova, diretora geral da Redevco para Espanha e Portugal, explicou na sua conta Linkedin, e citada pelo jornal espanhol Hosteltur, que “esta estratégia responde à ambição que temos de transformar o centro urbano das principais cidades europeias”.

Ainda segundo a mesma fonte, o plano do grupo não é construir novos hotéis, mas converter edifícios existentes, que são arquitetonicamente interessantes, mas desatualizados, para torná-los mais sustentáveis ​​e melhorar as suas pegadas ambientais.

A responsável revelou ainda a um outro jornal espanhol que os hotéis Next Gen Stays pretendem formar “um subsegmento de mercado diferente, para atingir os viajantes mais jovens, experientes em tecnologia e sustentáveis ​​que procuram cada vez mais experiências mais autênticas, de alta qualidade e acessível”.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Destinos

Portugal no top 3 dos destinos “baby-friendly”

A segurança, o bom clima, a oferta de quartos familiares disponibilizadas, fazem com que Portugal apareça em destaque neste ranking.

Publituris

Portugal foi considerado um dos destinos de férias mais “baby-friendly” para visitar no mundo, aparecendo em terceiro lugar, logo a seguir à Grécia (1.º lugar) e Turquia (2.º lugar), num estudo realizado pela Airport Parking Reservations, considerando um país com “bom clima, praias maravilhosas e gastronomia deliciosa”.

Atribuindo notas de 0 a 10, Portugal atingiu um score final de 7,45, abaixo dos 8 da Grécia e dos 7,65 da Turquia.

O estudo refere que 49% de todos os hotéis portugueses oferecem a opção de quarto familiar para quem viaja com crianças, destacando ainda o índice de segurança de 70,37, superior à média dos países estudados.

A temperatura média anual no país – 15,2 Cº – e um nível de precipitação a rondar os 591 mm por ano, constituem fatores que colocam Portugal no topo do ranking, destacando-se ainda as mais de 2.500 atividades que as crianças poderão realizar no país.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Análise

Portugueses gastam mais 60% em viagens de curta distância face a período pré-pandemia, revela estudo da Mastercard

A diferença entre os gastos efetuados com viagens de curta e longa distância é assinalável, com o estudo da Mastercard a destacar o teletrabalho, a mudança para o digital e a pressão de preços como principais fatores de impacto.

Publituris

Os gastos dos portugueses com viagens de curta distância registaram um aumento de 60% em agosto, comparativamente com o mesmo mês de 2019, aponta um estudo realizado pelo Mastercard Economics Institute, indicando ainda que este valor está “substancialmente acima” do aumento dos gastos com viagens de longo curso (16%).

O “Shifting Wallets” revela que os hábitos dos consumidores estão a “alterar-se e que as tendências de teletrabalho estão a influenciar a forma como vivemos e quando gastamos”, salientando que o “fim de semana” começa agora mais cedo.

As reservas de voos registadas a nível global neste verão (maio-agosto) ficaram 15% acima dos níveis de 2019, apesar dos desafios logísticos e das pressões de preços existentes, com os voos de curta distância a impulsionar a maior parte deste crescimento global de gastos com viagens (representando +20% face aos de longo curso).

O estudo “Shifting Wallets” recorreu a uma análise exaustiva de dados económicos públicos e anonimizados com o objetivo de oferecer uma visão global sobre a forma como as recentes alterações económicas estão a impactar as escolhas que os consumidores estão a fazer relativamente ao que gastam, onde e quando.

Segundo o estudo da Mastercard, os preços mais altos estão a pressionar os consumidores a nivelarem os seus gastos diários e com bens essenciais, apesar dos gastos com refeições fora de casa manterem-se como prioridades.

O teletrabalho e a mudança para o digital implicaram alterações ao nível dos dias em que são feitos os gastos, com impactos significativos na cadeia de abastecimento para retalhistas, restaurantes e outras empresas e na composição de equipas de trabalho.

Bricklin Dwyer, economista-chefe da Mastercard e chefe do Mastercard Economics Institute, sublinha que “as mudanças nas preferências de gastos ocorrem à medida que os consumidores se adaptam a um novo ritmo”. E conclui que, “apesar do aumento dos preços, das taxas de juros e da crescente incerteza económica, os consumidores continuam a avaliar os seus hábitos de consumo de acordo com o que faz sentido para as suas vidas”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

IATA: Transporte aéreo encerra temporada alta com pico de procura em agosto

Em agosto, o tráfego aéreo global aumentou 67,7% face ao mesmo mês do ano passado e ficou a 73,7% dos níveis pré-crise, muito por culpa da reabertura de vários países na Ásia, segundo a IATA.

Inês de Matos

Em agosto, o tráfego aéreo global aumentou 67,7% face ao mesmo mês do ano passado e ficou a 73,7% dos níveis pré-crise, avança a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), que atribui a subida ao aumento da procura internacional, principalmente na Ásia.

“A temporada de viagens de verão no Hemisfério Norte terminou em alta. Considerando as incertezas económicas predominantes, a procura por viagens está a progredir bem. E a remoção ou flexibilização das restrições de viagem em alguns dos principais destinos asiáticos, incluindo o Japão, certamente acelerará a recuperação na Ásia”, congratula-se Willie Walsh, diretor-geral da IATA.

Em agosto, tráfego internacional aumentou 115,6% em relação a agosto de 2021, com a procura a chegar a 67,4% dos níveis de agosto de 2019, com a IATA a indicar que “as maiores taxas de crescimento” foram registadas na Ásia.

Recuperação significativa no mês de agosto registou também o tráfego doméstico, com a IATA a apontar uma subida de 26,5% face ao oitavo mês de 2021, ficando a 85,4% do nível de agosto de 2019.

Por regiões, foi na Ásia Pacífico que o tráfego internacional de passageiros mais cresceu, num aumento que chegou aos 449.2%, enquanto a capacidade aumentou 167.0% e o load factor cresceu 40,1 pontos percentuais, fixando-se nos 78%.

“Embora a região tenha experimentado o crescimento mais forte ano a ano, as restrições de viagens que ainda existem na China continuam a dificultar a recuperação geral da região”, aponta a IATA, em relação à recuperação registada na região Ásia Pacífico.

No Médio Oriente, a recuperação também foi animadora, com a IATA a indicar um crescimento de 144.9% no tráfego internacional de agosto, enquanto a capacidade subiu 72.2% e o load factor aumentou 23,7 pontos percentuais, para 79,8%.

Na América do Norte, a subida do tráfego internacional chegou aos 110.4% e a capacidade de agosto subiu 69.7%, enquanto o load factor aumentou 16.9 pontos percentuais, para 87.2%, “o mais alto entre todas as regiões”, indica a IATA.

Na América Latina, houve ainda uma subida de 102.5% no tráfego aéreo internacional e de 80.8% na capacidade, enquanto o load factor cresceu 8.9 pontos percentuais, fixando-se nos 83.5%.

Na Europa, houve ainda um aumento de tráfego internacional de 78.8% e a capacidade subiu 48.0%, tendo-se registado ainda um crescimento de 14.7 pontos percentuais no load factor, que passou para 85,5%, o “segundo load factor mais alto, depois da América do Norte”.

Já em África os resultados de agosto foram mais modestos e o tráfego internacional cresceu 69.5%, enquanto a capacidade aumentou 45.3% e o load factor subiu 10,8 pontos percentuais, para 75,9%, “o mais baixo entre todas as regiões”, ainda que a IATA assinale que “o tráfego internacional entre África e as regiões vizinhas está próximo dos níveis pré-pandemia”.

 

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Destinos

Algarve Spa Week está de volta de 22 a 30 de outubro

A Algarve Spa Week está de volta de 22 a 30 de outubro com tratamentos e preços especiais em nove spas de hotéis de cinco estrelas da região. Durante a iniciativa haverá 50% de descontos em serviços de wellness.

Publituris

A 12.ª edição da iniciativa, desenvolvida desde 2010 com objetivo de promover o Algarve enquanto região de excelência para o Turismo de Saúde e Bem-Estar, decorre este ano sob a temática “Digital Detox: Connecting Yourself to Welness”.

Além dos menus de tratamento criados especialmente para o evento a metade do preço, que incluem terapias de beleza e bem-estar, surge este ano a novidade do tratamento de assinatura “Massagem Mente e Corpos Serenos”, inspirado na temática desta edição.

Entretanto, organização da Algarve Spa Week, em parceria com as Juntas de Freguesia de Alvor, de Quarteira e a Câmara Municipal de Loulé, promove a iniciativa com dias de pré-evento em dois fins-de-semana consecutivos, nos dias 9 e 16 de outubro.

Com o objetivo de envolver a comunidade local, residentes e turistas, no dia 9 de outubro, no Passeio das Dunas entre Vilamoura e Quarteira, e no dia 16 de outubro, na Zona Ribeirinha do Alvor, junto ao Mercadinho da Ria, será possível aos participantes experimentarem gratuitamente massagens que vão estar disponíveis durante os nove dias da Algarve Spa Week. Estarão também disponíveis atividades de Wellness e Fitness com um custo de três euros, que revertem na sua totalidade para apoiar projetos de cariz social.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Meeting Industry

Guatemala é “País Parceiro” da FITUR 2023

Para o Instituto Guatemalteco de Turismo (INGUAT), a FITUR 2023 será a plataforma que mostrará o país como “surpreendente e imparável, de acordo com o seu objetivo de posicionar as principais atrações turísticas do país a nível mundial”.

Publituris

A Guatemala será o país parceiro na Feira Internacional de Turismo (FITUR) 2023, que irá realizar a sua 43.ª edição de 18 a 22 de janeiro de 2023.

De acordo com o Instituto Guatemalteco de Turismo (INGUAT), a união de forças com a FITUR, como “País Parceiro”, constitui uma “ampla plataforma internacional que mostrará a Guatemala como surpreendente e imparável, de acordo com o seu objetivo de posicionar as principais atrações turísticas do país a nível mundial”.

O diretor-geral da IFEMA MADRID, Juan Arrizabalaga, salientou que “para a FITUR é especialmente importante estabelecer esta aliança estratégica com a Guatemala, o que ajudará a aumentar o seu reconhecimento como destino preferido e o seu posicionamento turístico internacional”.

De resto, os responsáveis pela FITUR 2023 enfrentam a próxima edição com perspectivas “muito positivas apoiadas pela aceleração da atividade turística e pelo exercício de resiliência desenvolvido nas suas edições anteriores com o importante aval institucional e setorial”.

Em comunicado, a organização salienta que a oferta da FITUR 2023 será “fortemente marcada pela especialização”, representada ao longo das diferentes seções, tais como: FITUR KNOW HOW & EXPORT, centrada na internacionalização; FITURTECHY, com tópicos de vanguarda como o big data e a inteligência artificial; FITUR TALENT, com ênfase na formação profissional na indústria do turismo; FITUR SCREEN, abordará a ligação entre turismo e audiovisual; FITUR LGBT + , centrada na diversidade de destinos e no segmento LGBT; FITUR CRUISES , dedicada à indústria dos cruzeiros;  FITUR MICE, ponto de encontro para conhecer o turismo de reuniões; e FITUR NEXT, promovendo a sustentabilidade. Outras secções relevantes são FITUR WOMAN e FITUR LINGUA. A FITUR continuará também a sua fórmula de hibridação através de FITUR LIVEConnect.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Algarve promove-se com ações para mercado português e espanhol em outubro

Segundo a Região de Turismo do Algarve (RTA), estas ações foram pensadas para “continuar a dar visibilidade à marca Algarve fora da época alta, de olhos postos no mercado interno alargado”.  

Publituris

A Região de Turismo do Algarve (RTA) vai promover, ao longo de outubro, uma série de ações que visam promover o destino no mercado português e espanhol, com destaque para a participação numa feira, para a organização de um evento de turismo de natureza e de uma famtrip do segmento de desporto.

De acordo com um comunicado da RTA, estas ações foram pensadas para “continuar a dar visibilidade à marca Algarve fora da época alta, de olhos postos no mercado interno alargado”.

O mês de outubro arranca com uma participação, este fim-de-semana, entre 8 e 9 de outubro, na BLIP Expo – Better Living In Portugal, feira que regressa ao formato presencial e que decorre no Portimão Arena, dando a conhecer “produtos e serviços para se viver melhor em Portugal” e na qual a RTA  vai marcar presença para “prestar informação turística sobre a região aos visitantes”.

“A entidade regional de turismo marca presença na feira com um stand promocional do destino, espaço dinamizado em parceria com a Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA), onde estarão também produtores de vinho regionais para divulgar, vender e dar a provar os seus vinhos”, explica a RTA.

Já entre 18 e 22 de outubro, a RTA marca presença no  Algarve + Sustentável, iniciativa que reúne a Bienal de Turismo de Natureza e o Algarve Nature Fest num único evento, naquela que será a “maior iniciativa de turismo de natureza do Algarve”.

“Coorganizado pela RTA, em conjunto com a Câmara Municipal de Aljezur e a Associação Vicentina, o evento tem como objetivo responder às necessidades dos stakeholders na promoção dos lugares, das atividades, das boas práticas e do conhecimento em torno do turismo sustentável na região”, explica a entidade regional de turismo.

Neste evento, que inclui oficinas de conhecimento, debates, exposições e atividades de natureza, o primeiro dia será dedicado ao público mais jovem, enquanto os três dias seguintes se destinam a profissionais e o último dia é dirigido ao público em geral.

Entre 19 e 22 de outubro, a RTA promove ainda uma famtrip para o mercado espanhol, que será organizada em conjunto com a Associação Turismo do Algarve (ATA), e que pretende “divulgar a oferta de turismo desportivo do Algarve a operadores turísticos de Espanha, e através da ATA também do Reino Unido e dos Países Baixos”.

De acordo com a RTA, esta famtrip “surge inserida no projeto Internacionalizar + Algarve 2.0, o qual a RTA e a ATA integram com a perspectiva de estimular a partilha de conhecimento entre parceiros, a capacitação das PME do Algarve para a internacionalização e o desenvolvimento de mecanismos inovadores de acesso a novos mercados estrangeiros”.

“Estas iniciativas surgem no âmbito da promoção do Algarve no mercado interno alargado (Portugal e Espanha), uma das principais competências da entidade regional de turismo, além da animação e da informação turística”, conclui a entidade regional de turismo.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

TAP está contra o aumento de taxas aeroportuárias e diz que medida é “desproporcionada”

A TAP considera que o aumento das taxas aeroportuárias vai ter “impacto nos preços das viagens para os residentes em Portugal” e na competitividade do país enquanto destino turístico.

Publituris

A TAP veio terça-feira, 4 de outubro, manifestar-se “bastante preocupada” com a intenção da empresa que gere os aeroportos nacionais de aumentar as taxas aeroportuárias, considerando que se trata de uma medida “desproporcionada” e que vai acabar por ter “impacto nos preços das viagens para os residentes em Portugal” e na competitividade do país enquanto destino turístico.

A preocupação da TAP prende-se com a intenção da ANA – Aeroportos de Portugal de aumentar, a partir de 1 de janeiro de 2023, as taxas aeroportuárias em 35 cêntimos por passageiro nos Açores, 79 cêntimos na Madeira, 80 cêntimos em Faro, 81 cêntimos no Porto e 1,53 euros em Lisboa.

“A TAP Air Portugal está bastante preocupada com a anunciada intenção de aumentar as taxas aeroportuárias revelada pelo concessionário dos principais aeroportos portugueses”, indica a TAP em comunicado, considerando que se trata de uma medida “desproporcionada” porque não têm existido investimentos significativos nos aeroportos e porque há uma série de “ineficiências e constrangimentos recorrentes” que afetam “o nível de serviço prestado” no aeroporto de Lisboa.

A TAP considera também que o impacto do aumento das taxas, somado à forte subida no preço dos combustíveis, vai levar a “um aumento dos custos das companhias aéreas”, que terá “impacto nos preços das viagens para os residentes em Portugal” e que pode também afetar “a competitividade de Portugal como destino turístico”.

“Estes aumentos contribuiriam também para agravar a situação económica da TAP Air Portugal, principal cliente dos aeroportos nacionais, dos passageiros aéreos em geral e dos passageiros portugueses em particular, especialmente os que vivem nas regiões autónomas”, admite ainda a companhia aérea.

A TAP queixa-se que os valores cobrados aos passageiros dos voos domésticos entre aeroportos portugueses ou com escala no hub de Lisboa “são já significativamente mais elevadas do que as cobradas nos aeroportos e hubs das principais companhias aéreas europeias que concorrem com a TAP”, assim como acontece também nos valores cobrados aos passageiros que viajam da Europa para o Brasil, Estados Unidos ou África.

A companhia aérea de bandeira nacional garante ainda que “será parte ativa no processo de consulta lançado pela ANA Aeroportos” e que “informará a ANAC e outras autoridades competentes da sua oposição determinada a estes aumentos das taxas aeroportuárias em Portugal”, bem como da necessidade de “encontrar uma abordagem diferente em relação às taxas aeroportuárias que possa funcionar como fator competitivo para a economia portuguesa”.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.