Edição digital
Assine já
PUB
Distribuição

Viagens de final de ano resistem às medidas anti-COVID, diz APAVT

Apesar dos dados indicarem que as viagens para o final do ano não estão a sofrer grandes cancelamentos, o presidente da APAVT foi crítico relativamente a algumas medidas do Governo.

Publituris
Distribuição

Viagens de final de ano resistem às medidas anti-COVID, diz APAVT

Apesar dos dados indicarem que as viagens para o final do ano não estão a sofrer grandes cancelamentos, o presidente da APAVT foi crítico relativamente a algumas medidas do Governo.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
MSC Cruzeiros vai ter 19 cruzeiros com partida e chegada ao Funchal no inverno 2024-2025
Transportes
Portugal entre os destinos com melhor performance em 2023, dizem dados da UN Tourism
Destinos
GoldenPark: A Nova Casa de Apostas em Portugal
Sabia que a Betclic Também Tem Jogos de Casino
Conheça a Secção de Desporto da Betclic
Porto e Norte de Portugal vai ter maior participação de sempre na BTL
Destinos
Algarve leva experiência imersiva pela região à BTL
Destinos
Booking.com e TAP com melhor reputação em 2024
Turismo
França marca presença sem precedente na BTL com a sua delegação “French Travel Tech”
Praia da Falésia ganha prémio “Travellers’ Choice” do Tripadvisor como “Melhor praia do Mundo”
Destinos

A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) afirmou que as viagens para o final de ano se mantêm, em operações de êxito, ao contrário do Natal, cujos cancelamentos aconteceram após o anúncio das novas medidas.

Em declarações à Lusa, o presidente da APAVT, Pedro Costa Ferreira, disse que as viagens turísticas para o estrangeiro nestes últimos dias do ano, por exemplo, para Cabo Verde, Disneyland Paris, Maldivas e Dubai, “são um êxito”, assim como em Portugal para a Madeira ou os Açores.

“A operação é, naturalmente, inferior a 2019, mas é superior a 2020, está consolidada e não foi abalada por estes últimos acontecimentos” de mais contenção devido à pandemia de COVID-19, acrescentou.

O presidente da APAVT divide, contudo, a operação turística “em três grandes partes”.

“Uma (delas) que já estava um caos, já estava sacrificada, que tinha sido destruída, é a entrada de estrangeiros em Portugal. A partir do momento em que o Governo abala uma das bandeiras da sua Presidência Europeia, que é o Certificado Digital de Vacinação, e obriga à realização de testes (de testagem à COVID-19), há um cancelamento generalizado dos mercados internacionais para Portugal”, começou por explicar o responsável.

No que diz respeito à segunda área, Pedro Costa Ferreira salienta o turismo interno que “estava a resistir” e que “acabou por ser arrasada pelo discurso” do primeiro-ministro, António Costa, depois do Conselho de Ministros extraordinário na terça-feira (21 de dezembro) para aprovar a atualização das novas medidas de prevenção e combate à pandemia, dado o crescimento da variante Ómicron.

“Os cancelamentos foram imediatos assim que o primeiro-ministro terminou o anúncio das medidas. Falei com os agentes de viagens, com os hoteleiros, os restaurantes, e os cancelamentos iniciaram-se logo nesse dia à noite. Portanto, um subsetor, que estava a resistir em termos de Natal e de fim de ano, que era o turismo interno, tenho muitas dúvidas que consiga aguentar”, lamenta Pedro Costa Ferreira.

O presidente da APAVT critica que se tenha legislado, “sabendo que a sociedade civil não consegue responder”, nomeadamente dada a falta de capacidade de testagem.

“É muito bonito dizer que os testes gratuitos passam de quatro para seis quando não se pode fazer nenhum porque não há agenda, não se tem tempo ou dinheiro”, exemplificou.

Recorde-se que só na quinta-feira (23 de dezembro), o Governo informou que os autotestes podem ser realizados para aceder a atividades ou estabelecimentos para os quais passa a ser exigido um teste COVID-19 negativo, desde que feitos no local mediante supervisão, até 2 de janeiro.

Por fim, e em terceiro lugar, Pedro Costa Ferreira enumera, uma área que tem a ver com os turistas portugueses para o estrangeiro e que se “mantém resistente”.

“Os cancelamentos, continuam a ser materialmente irrelevantes e a operação comercial é definitivamente um êxito”, dando como exemplo os destinos mencionados.

“O que é que nos faz pensar? Um país que é modelo, entre aspas, no ataque à COVID, e – depois de turistas internacionais que têm medo de cá entrar -, termos turistas nacionais que cancelam as viagens no seu próprio país e turistas nacionais que continuam confortáveis a ir para o estrangeiro, para diferentes países, de diferentes estágios de desenvolvimento, só há uma única razão: é que nesses países não se alteraram as restrições às viagens dia após dia. Elas estão clarificadas, estão solidificadas, não se alteram no curto prazo, e isso faz toda a diferença”, reforçou.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
MSC Cruzeiros vai ter 19 cruzeiros com partida e chegada ao Funchal no inverno 2024-2025
Transportes
Portugal entre os destinos com melhor performance em 2023, dizem dados da UN Tourism
Destinos
GoldenPark: A Nova Casa de Apostas em Portugal
Sabia que a Betclic Também Tem Jogos de Casino
Conheça a Secção de Desporto da Betclic
Porto e Norte de Portugal vai ter maior participação de sempre na BTL
Destinos
Algarve leva experiência imersiva pela região à BTL
Destinos
Booking.com e TAP com melhor reputação em 2024
Turismo
França marca presença sem precedente na BTL com a sua delegação “French Travel Tech”
Praia da Falésia ganha prémio “Travellers’ Choice” do Tripadvisor como “Melhor praia do Mundo”
Destinos
PUB

Foto: Depositphotos.com

Distribuição

A posição da DECO sobre a proposta de revisão da Diretiva das Viagens

A Diretiva das viagens, em vigor desde 2018, revelou falhas na resposta em episódios críticos como a pandemia Covid 19 e a insolvência de grandes operadores. Agora, a Comissão apresentou uma proposta de alteração e a DECO salienta o que deve ser modificado para garantir a proteção dos consumidores.

Publituris

A Diretiva (UE) 2015/2302 relativa às viagens organizadas e aos serviços de viagem conexos (Diretiva 2015/2302), propunha-se, atendendo à evolução do mercado, e ao regime consagrado pela Diretiva 90/314/CEE, adaptar o âmbito de proteção em matéria de viagens organizadas aos consumidores, atendendo à evolução registada, aumentando a transparência e reforçando a segurança jurídica de viajantes e operadores, tendo presente que os serviços de viagem cada vez mais são propostos e contratados nos canais digitais e não se limitam a combinações sob a forma de viagens pré-organizadas tradicionais, sendo muitas vezes combinados de forma personalizada.

A Diretiva 2015/2302 revela-se um importante instrumento de proteção dos consumidores, desde logo, face às regras relativas à proteção em caso de insolvência de um operador turístico. Com efeito, e embora lhe possam ser atribuídas um conjunto significativo de lacunas, estabelece um importante conjunto de direitos para os viajantes e define os termos em que os operadores devem ser responsabilizados e em que termos podem ou não alterar as condições contratadas, no quadro da dinâmica subjacente a este mercado.

No entanto, a Diretiva assentou num conjunto de definições extremamente complexo e em algumas regras que se revelaram pouco claras, situações que têm trazido dificuldades na sua aplicação prática.

Por outro lado, a opção de focar a proteção financeira dos viajantes conferida pela Diretiva apenas na insolvência, a opção de deixar de fora do seu âmbito a contratação de serviços avulsos, e a ausência de regras prescrevendo um regime de responsabilidade pelo cumprimento do contrato no que respeita aos serviços conexos limitam o quadro de proteção aos viajantes resultantes da Diretiva e, deveriam, no entendimento da DECO, ser alguns dos pontos de partida para a sua alteração. Lamentavelmente o caminho traçado pela Comissão foi distinto, mantendo de fora a contratação de serviço avulsos e regras contratuais para os serviços conexos, e embora a Proposta de alteração da Diretiva aborde a necessidade de clarificação de conceitos chave como o de viagens organizadas e de serviços conexos, e de determinadas regras relacionadas com a possibilidade de rescisão do contrato pelo viajante em caso de circunstâncias extraordinárias, e ainda, acerca do âmbito da proteção contra a insolvência, a verdade é que, fica, assim, aquém do que a DECO consideraria necessário.

Acresce que, a Proposta de alteração da Diretiva nada acrescenta ou revê em termos de disposições que visem garantir o seu cumprimento e dissuadir infrações, designadamente em termos de sanções, cuja harmonização baseada numa percentagem do volume de negócios anual do profissional ao nível da UE se considera recomendável.

Conheça a posição detalhada da DECO sobre as diferentes alterações apresentadas e o que, no entendimento da Associação, deve, ainda, ser alterado.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Operadores Turísticos

Solférias reuniu em convenção anual com o lema “Desafios fazem líderes”

A cidade de Tomar e o recente Vila Galé Collection foram palco da VII convenção anual da Solférias, que juntou os profissionais do operador turístico, entre 16 e 18 de fevereiro 2024, com o lema “Desafios fazem líderes”.

Publituris

“Desafios fazem líderes” serviu de mote para dias plenos de atividades, onde a direção da empresa aproveitou a oportunidade para fazer um balanço sobre o ano de 2023, enquanto uma atividade de “Escape Room” visou reforçar o espírito de equipa e realçar a importância da interajuda.

Houve ainda, durante a convenção da Solférias, em Tomar, tempo para um testemunho da futebolista Kika Nazareth, que abordou o seu percurso e desafios profissionais, servindo para alertar, aos profissionais do operador turístico, para os desafios que se apresentam a quem quer ser cada dia melhor e superar-se na sua vida profissional e pessoal.

Um jantar temático medieval, onde foram sorteados alguns prémios, marcou o final do fim de semana de convívio e de trabalho. E para justificar a assinatura da marca: “Viajar Aproxima”, a convenção reteve as palavras Confiança, Interajuda, Resiliência, Compromisso e Celebração, porque, conforme disse a Solférias na sua comunicação à imprensa, mais difícil que alcançar qualquer liderança, é manter essa posição, cimentando parcerias, serrando fileiras e trabalhando, com mais empenho.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Lusanova com campanha especial para circuitos até 10 de março

Válida de 26 de fevereiro a 10 de março 2024, o operador turístico Lusanova vai promover uma campanha com condições especiais em Circuitos Europeus e Ibéricos.

Publituris

A campanha da Lusanova oferece comissões especiais para as reservas em alguns Circuitos Europeus Clássicos e Circuitos Ibéricos Regulares. Todos contam com partidas garantidas e reservas online disponíveis em lusanova.pt. Esta oferta é válida de 26 de fevereiro a 10 de março.

Nos Circuitos Europeus destacam-se alguns itinerários para Itália, como “Ópera Italiana”, “Itália Sole Mio” ou “Sul de Itália com Costa Amalfitana”, os quais incluem a opção mais incluído. A “Escapada a Como” também está abrangida pela campanha.

A promoção da Lusanova integra outras opções como o itinerário “Suíça e Áustria”, numa viagem de oito dias por Friburgo, Cataratas do Reno, Zurique, Innsbruck, Viena e outros destinos, ou “À Descoberta do Chipre”, no qual se pode explorar esta ilha do Mediterrâneo ao longo de sete dias.

Também as reservas em alguns Circuitos Ibéricos Regulares contam com condições especiais para os agentes de viagem. As “Grandes Cidades de Espanha”, “Grandes Santuários Ibéricos com Lourdes” ou a viagem de sete dias que explora o “Portugal Gourmet” de Sesimbra ao Porto, são alguns exemplos integrados na promoção.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

João Cruz reforça equipa comercial da TUI Portugal

O operador turístico TUI Portugal anuncia um novo crescimento da equipa comercial com aposta para a zona norte do país.

Publituris

A TUI Portugal, parte do Grupo TUI, acaba de reforçar o departamento comercial liderado por Nuno Fouto, atual Commercial Manager da operação, agora para assegurar a presença da marca na zona norte do país.

Após a entrada de Rita Carvalho para a área comercial no passado mês de dezembro, a contratação de João Cruz, que terá a sua base operacional no Porto, é mais um passo da TUI Portugal na sua estratégia de desenvolvimento de negócio e consolidação da relação comercial com as Agências de Viagens, essencial para o crescimento do operador.

Com um vasto conhecimento no setor do turismo, João Cruz exercia, até à data, funções de Agente de Viagens, assumindo agora um papel comercial, com o objetivo de reforçar a presença da marca e oferta da TUI Portugal junto das Agências de Viagens na zona norte do país.

Para Nuno Fouto, “este crescimento da equipa é fruto da estratégia para melhorar o serviço prestado às Agências, considerando as necessidades atuais do mercado”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Consolidador.com moderniza identidade visual com olhos postos numa maior internacionalização

O Consolidador.com tem uma identidade visual mais moderna, numa releitura do logotipo que o acompanhou desde a sua criação, em 2008. Um dos principais objetivos deste rebranding é uma forte internacionalização que a empresa pretende consolidar este ano, passando a estar presente em 15 mercados, em vez dos 10 atuais.

Num encontro com jornalistas, esta terça-feira, em Lisboa, o CEO do Consolidador.com, Miguel Quintas, e a diretora de Marketing Lisangela Santos, revelaram o novo logotipo da empresa, que se pretende mais moderno e jovial, face ao existente há 15 anos, que já não estava a representar alguns pilares considerados muito importantes para a empresa: Inovação, Tecnologia e Pessoas.

Para Miguel Quintas, o novo logo quer “representar aquilo que a empresa é, uma evolução”, assumindo que “queremos e sabemos que é necessário, para uma empresa evoluir, ter capacidade de se renovar. Esta é a mensagem principal” com a nova identidade visual.

O Consolidador.com “está a entrar numa nova fase, particularmente, de internacionalização muito forte, e é um dos nossos objetivos”, assim “precisamos com isso demonstrar que o estamos a fazer não só para dentro, mas também para fora”, apontou o CEO da empresa.

Por sua vez, Lisangela Santos, referiu que “este novo logo vem trazer mais cor e mais jovialidade à empresa porque, se falamos o tempo inteiro em tecnologia e inovação, precisava de representar isso”.

A nova imagem, segundo a diretora de Marketing, realça o C para mostrar que se trata do Consolidador e ponto, seguido de um lettering “muito mais moderno e com muito mais curvas”.

“Mantivemos as cores que tínhamos anteriormente, mas fizemos uma releitura com dois níveis: uma para o digital, para trazer mais força, mais vivacidade e mais energia, e outra para as impressões”, disse, avançando que também “juntamos os elementos da nossa comunicação que representam a conectividade, enquanto a nossa cara (as nossas redes sociais), está mais moderna, mais dinâmica e mais viva, que acompanha ainda um novo material de merchandising, que estará em todos os pontos da nossa comunicação”.

Lisangela Santos revelou aos jornalistas que “fizemos toda esta mudança a nível de identidade visual, mas a mensagem principal que queremos deixar é que a nossa essência é a mesma: ‘Apaixonados pelo futuro das viagens’, apostando cada vez mais na tecnologia, na inovação e nas pessoas”, O próprio site do Consolidador.com foi completamente renovado e a comunicação está toda atualizada a nível digital e não só.

O símbolo C ponto, só vai ser utilizado de forma isolada daqui a seis meses, até que as pessoas comecem a associar, a assimilar e a entender que é essa a nova imagem do Consolidador.com, mas juntamente com o lettering que o acompanha, já está no mercado para toda a gente ver, realçou a responsável.

A outra aplicação da empresa, como é o Consolidador. com Hotels, plataforma para busca de hotéis e outros meios de alojamento, também acompanha, nos mesmo moldes, esta nova imagem.

Crescer num mercado limitado significa internacionalizar

O CEO do Consolidador.com disse que a empresa registou o ano passado um crescimento de 43%, mas “sabemos que Portugal, pela dimensão que tem é finito, cresce organicamente, mas não tem dimensão”, assim “para crescermos, temos de o fazer internacionalmente, ganhar espaço para novos mercados”. Nesse sentido, a empresa aposta em continuar a crescer em termos de dimensão “e nos mercados estratégicos que estão definidos pelos quais queremos entrar este ano, sabendo que a casa mão do Consolidador.com é Portugal”.

Miguel Quintas declarou que a empresa “tem de conquistar novos territórios e novos espaços, é isso que estamos à procura, é o que temos vindo a fazer há alguns anos para cá, mas agora, oficialmente, a abrir novos mercados, que espero que durante o 2024 possamos, em termos de presença internacional, crescer mais 50%”. Neste caso, o Consolidador.com passará de 10 para 15 mercados com presença local. Não avançou mais, pois disse que os contratos ainda não estão assinados, mas prometeu anunciar essas entradas ao longo de 2024.

“A marca tem de acompanhar a nossa presença internacional, queremos que seja visível no momento em que entremos em novos mercados e tem que estar presente nos próximos anos. Não faria muito sentido alargarmos internacionalmente baseados numa marca antiga”.

Os PALOP é uma forte possibilidade, “é um interesse nosso, mas não se esgota aí, até porque já estamos presentes em alguns países em África, e de língua portuguesa, mas apesar de não estar nada fechado, posso dizer que é um continente preferencial”, considerou Miguel Quintas.

Em relação ao Consolidador.com Hotels o empresário sublinhou que “somos conhecidos pela parte da aviação, é o nosso forte, mas também vendemos hotelaria. Embora não seja a nossa aposta estratégica, sabemos posicionar-nos e queremos posicionar-nos aí, e quando entrarmos em outros mercados também o vamos fazer com essa perspetiva”.

Sobre a importância de um consolidador na área das viagens, Miguel Quintas é perentório: “Qualquer grupo de agências de viagens em Portugal que queira comprar bilhetes de aviação só tem benefícios em fazê-lo com o consolidador, pelo que é a sua eficiência, a capacidade de serviço e pelo preço que apresenta”.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Agências

Bestravel tem nova agência de viagens em Vila Real

O grupo Bestravel continua a sua expansão e passa a contar com uma nova agência localizada em Vila Real, inaugurada esta segunda-feira. Trata-se da abertura da segunda loja Bestravel do franchisado Miguel Pereira, que já possui uma em Lousada.

Publituris

A nova agência de viagens Bestravel de Vila Real, tem Miguel Pereira como diretor e funciona na Avenida 1º de Maio, nº 285, o email é [email protected], e o telefone: 259 093 900.

Para Ricardo Teles, diretor operacional da Bestravel, “trata-se de mais um reforço da marca na zona norte do país e é a melhor forma de iniciar o ano de 2024”, acrescentando que “estamos certos de que esta abertura será um êxito de um franchisado que está na nossa rede há seis anos e tem feito connosco um caminho de sucesso”.

Já Miguel Pereira, diretor da nova agência, afirma que “tendo aberto a nossa primeira agência em 2018, na Lousada, estamos muito entusiasmados por continuar este caminho na rede Bestravel e continuar a prestar o melhor e mais personalizado serviço na área das viagens, continuando o caminho até agora efetuado”

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

TUI Portugal disponibiliza mais de 40 destinos para temporada 2024/2025

O operador turístico TUI Portugal anuncia que dispõe no mercado de uma programação abrangente, com ofertas para mais de 40 destinos para a temporada 2024/2025, com confirmação imediata e lugares garantidos.

Publituris

A TUI Portugal oferece a programação mais completa de sempre para a temporada 2024/2025, com ofertas para mais de 40 destinos, totalmente disponível online para reserva junto das agências de viagens parceiras.

“Com mais produto e uma aposta cada vez maior em destinos com lugares garantidos e confirmação imediata, onde não falta uma programação especial para a Páscoa, o nosso objetivo é oferecer ao mercado uma programação muito completa, alinhada com as tendências das viagens em Portugal e que vá ao encontro das necessidades dos clientes”, afirma o operador turístico em nota de imprensa.

Na sua programação para 2024/2025, para além dos seus destinos mais populares, a TUI Portugal destaca os Estados Unidos da América, com estadias em cidades icónicas como ‘Nova Iorque’ ou ‘Las Vegas’, numa proposta complementada com novos circuitos, incluindo a ‘Route 66’ ou ‘Os Grandes Parques Nacionais’. Para o México, a oferta também foi reforçada e, para além das estadias, estão disponíveis novos circuitos com confirmação imediata. O Peru também é uma das apostas do operador turístico, com propostas de circuitos para desvendar, entre outros, o ‘Império Inca’ e as famosas ‘Paisagens Andinas’.

Para a Páscoa, a TUI Portugal anuncia lugares garantidos e confirmação imediata numa seleção de destinos como Hurghada e Sharm El Sheikh no Egito, Dubai e Abu Dhabi, e os best sellers Maldivas e Maurícia. Adicionalmente, a empresa destaca a oferta de partidas especiais em destinos como Nova Iorque, Seychelles e Brasil.

Na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, onde irá regressar com a maior presença de sempre, a TUI Portugal promete mais novidades e ofertas imperdíveis, a revelar nos dias dedicados aos profissionais do setor, mas também nas datas abertas ao público.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Sonhando propõe El Gouna (Mar Vermelho) no verão

O operador turístico Sonhando propõe El Gouna, uma estância turística egípcia localizada no Mar Vermelho para o verão de 2024, que terá saídas semanais tanto de Lisboa como do Porto entre junho e setembro.

Publituris

A Sonhando, lança no mercado duas ofertas para e verão de 2024 para El Gouna, no Egito. Nas duas sugestões, com saídas de Lisboa entre 7 de junho a 6 de setembro, e partidas do Porto, de 10 de junho a 9 de setembro, o operador turístico aponta o Hotel Sultan Bey, de quatro estrelas em regime do tudo incluído, para estadas de sete noites, a preços desde 1.246 euros por pessoa em duplo, e desde 1.204 euros por pessoa, em alojamento duplo, respetivamente. As reservas são até 29 de fevereiro.

Os serviços incluídos no preço são: Voos Fly Egipt Porto ou Lisboa / Hurghada / Porto ou Lisboa, com direito a um pacote de até 20kg de bagagem de porão, mais um até 8kg como bagagem de mão (por passageiro); transferes com assistência; sete noites de alojamento no hotel indicado, em quarto standard, no regime de tudo incluído; taxas; e seguro de viagem.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

B travel lança nova campanha de verão para vários destinos

“Volte sempre com mais do que leva” é o slogan da nova campanha da B travel, que oferece descontos exclusivos para uma grande variedade de destinos para desfrutar na temporada de verão.

Publituris

A B travel, rede de agências do grupo Ávoris Corporación Empresarial, lança a sua campanha de reservas antecipadas na rádio, televisão, publicidade exterior e meios de comunicação online.

Com o slogan “Volte sempre com mais do que leva”, a marca exalta todos os benefícios de fazer uma viagem, porque para além de aproveitarmos as férias, regressamos não apenas com os pertences físicos, mas também carregados de experiências memoráveis e momentos inesquecíveis que vamos guardar para sempre. Com esta afirmação a B travel convida a aproveitar a viagem e a vida, destacando a parte mais emocional, pois a viagem permanece com o viajante além do tempo que dura.

Esta campanha, com reservas até 29 de fevereiro, oferece descontos exclusivos para uma grande variedade de destinos para desfrutar na temporada de verão, entre os quais Caraíbas, Maurícias, Tailândia, Tunísia, Marrocos, Bulgária e Ilhas Espanholas.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Agências

Bestravel anuncia campanha exclusiva em parceria com Turismo de Marrocos

A campanha trabalhará sob o conceito “Marrocos: mil e uma cores!” e explorará a diversidade de oferta do destino, de experiências, de hotelaria e de produto que vai desde citybreaks a circuitos, passando pelas praias marroquinas, como Agadir.

Publituris

Com o mote “Marrocos; mil e uma cores”, a rede de agências de viagens Bestravel acaba de lançar uma campanha em parceria com o Turismo marroquino, que estará em vigor até 25 de fevereiro nos 48 pontos de venda da marca.

Esta campanha, segundo a rede, visa reforçar a proximidade entre o destino e o turista nacional, convidando-os a explorar as cores vibrantes de Chefchaouen, o charme histórico de Marraquexe e a atmosfera cosmopolita de Casablanca, tornando a viagem por Marrocos uma experiência inesquecível.

Ricardo Teles, diretor Operacional da Bestravel, destaca que “Marrocos já se tornou um ponto obrigatório nas agendas de férias dos portugueses, sendo um destino de ano inteiro, oferecendo uma variedade de opções ideais para famílias”.

O responsável aponta que esta campanha “é ideal para aqueles que ainda não planearam as suas férias e que procuram um destino próximo, com uma oferta hoteleira excelente e uma ótima relação qualidade-preço”, para avançar que esta parceria com o Turismo de Marrocos “demonstra também a importância do destino no mercado nacional e entre os clientes da Bestravel”.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.