Assine já
Alojamento

Indicadores económicos da hotelaria mantêm quebra em agosto, apesar da ajuda dos residentes

Segundo o INE, os proveitos totais e por aposento continuaram a apresentar descidas significativas em agosto e, no acumulado do ano, a quebra ultrapassa mesmo os 50% face ao período pré-pandemia.

Inês de Matos
Alojamento

Indicadores económicos da hotelaria mantêm quebra em agosto, apesar da ajuda dos residentes

Segundo o INE, os proveitos totais e por aposento continuaram a apresentar descidas significativas em agosto e, no acumulado do ano, a quebra ultrapassa mesmo os 50% face ao período pré-pandemia.

Inês de Matos
Sobre o autor
Inês de Matos
Artigos relacionados
INE: Hóspedes e dormidas aceleram face a Janeiro
Homepage
Carnaval condicionou resultados do alojamento turístico em fevereiro
Homepage
Número de hóspedes e dormidas acentuam queda do turismo no início de 2021
Alojamento
Crescimento da hotelaria abranda em Agosto
Alojamento

Apesar do mercado interno ter contribuído com 4,2 milhões de dormidas e ter crescido 24,2%, o valor mensal mais elevado desde que há registos,  os indicadores económicos da hotelaria nacional mantiveram, em agosto, quebras expressivas face a igual mês de de 2019, avança o  Instituto Nacional de Estatística (INE).

De acordo com os dados já confirmados do INE relativamente ao mês de agosto, que foram divulgados esta quinta-feira, 14 de outubro, “os proveitos registados nos estabelecimentos de alojamento turístico atingiram 515,8 milhões de euros no total e 410,2 milhões de euros relativamente a aposento”, o que traduz descidas de 19,2% e 19,3% face a igual mês de 2019.

No acumulado dos primeiros oito meses do ano, as quebras nos proveitos são ainda maiores face ao mesmo período pré-pandemia, uma vez que, indica o INE, “registaram-se variações de -57,1% e -56,7%” nos proveitos totais e por aposento, respetivamente.

Apesar de continuarem por metade face ao período pré-pandemia, tanto os proveitos totais, como os proveitos por aposento, subiram em comparação com agosto do ano passado, num aumento que, de acordo com o INE, foi de 25,0% nos proveitos totais e de 27,2% nos por aposento.

Já o RevPar situou-se em 71,4 euros em agosto, valor que indica uma subida face ao mês anterior, já que, em julho, este indicador estava nos 40,2 euros, mas ainda assim abaixo dos 84,4 euros registados em agosto de 2019.

O rendimento médio por quarto ocupado (ADR) é o indicador que mais perto está de alcançar os valores de 2019, uma vez que, no oitavo mês deste ano, chegou aos 115,8 euros, acima dos 98,7 euros contabilizados em julho e já próximo dos 116,2 euros de agosto de 2019.

No total, as unidades de alojamento turístico nacionais somaram 2,5 milhões de hóspedes e 7,5 milhões de dormidas, o que indica subidas de 35,6% e 47,6%, respetivamente, que se somam aos aumento de +60,4% e +73,0% que já tinham sido apurados em julho.

Ainda assim, o INE diz que estes valores “foram, no entanto, inferiores aos observados em
agosto de 2019, tendo diminuído o número de hóspedes e de dormidas, 23,6% e 22,1%, respetivamente”.

Além da forte recuperação do mercado interno, que contribuiu com 4,2 milhões de dormidas e aumentou 24,2%, também os mercados externos cresceram 94,5% e totalizaram 3,3 milhões de dormidas, ainda que, ao contrário do mercado doméstico, os não residentes apresentem um decréscimo de 46,9% nas dormidas face a agosto de 2019, enquanto as dormidas de residentes subiram 22,6%.

Já a ocupação das unidades de alojamento situou-se nos 61,6%, mais 15,0 pontos percentuais que o observado em agosto de 2020, mas 11,0 pontos percentuais abaixo do registado em agosto de 2019, quando a taxa de ocupação chegava aos 72,6%.

No acumulado dos primeiros oito meses do ano, as unidades de alojamento turístico somam 8,8 milhões de hóspedes e 23,9 milhões de dormidas, correspondendo a crescimentos de 8,1% e 11,8%, respetivamente.

 

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Artigos relacionados
Hotelaria

NH Hotel Group lança a ferramenta “Click & Meet”

O “Click & Meet” é a nova ferramenta do NH Hotel Group para reservas online de espaços de reuniões e eventos.

A nova funcionalidade do NH PRO dá acesso, a qualquer hora e a partir de qualquer lugar, a mais de 900 espaços em 17 países europeus, incluindo Portugal.

Através do NH PRO os utilizadores podem aceder a informações de preços e disponibilidade em tempo real, além de obterem confirmação imediata da reserva.

Da mesma forma, este serviço permite o acesso aos pacotes disponíveis, de forma fácil e rápida, e as reservas podem ser canceladas gratuitamente até 14 dias antes do evento.

Refira-se que, em 2019, a empresa realizou mais de 110 mil eventos nos seus hotéis, com a participação de aproximadamente quatro milhões de pessoas. Com a retoma dos eventos e das viagens de negócios, e olhando para o futuro, a empresa planeia ampliar as funcionalidades desta nova ferramenta, oferecendo ao utilizador, por exemplo, a possibilidade de reservar espaços e quartos em simultâneo e podendo ainda incluir novos espaços e mais hotéis de diferentes países.

Como parte do seu compromisso constante com a digitalização dos serviços e com o objetivo de oferecer cada vez mais opções adaptadas às novas necessidades dos clientes, o NH Hotel Group também lançou recentemente o Buyouts by NH. Este serviço oferece a possibilidade de contratação exclusiva de alguns dos seus hotéis e espaços na sua totalidade e com total privacidade e flexibilidade, para que os clientes os possam personalizar de acordo com as suas necessidades.

Outra das propostas recentes do grupo é a reserva de espaços exteriores através do Outdoor Spaces by NH. A cadeia coloca assim à disposição dos clientes inúmeros tipos de espaços, desde terraços com vista para a montanha até coberturas em áreas urbanas.

Além de todas estas propostas inovadoras, estão disponíveis outros serviços, como os Smart Spaces, graças aos quais os clientes podem usufruir de espaços exclusivos para trabalhar e realizarem pequenas reuniões de negócios em locais únicos, com todas as comodidades e serviços dos hotéis; e as Reuniões Híbridas, por meio das quais o grupo implementou diferentes inovações tecnológicas visando facilitar o planeamento virtual de eventos, garantindo a realização de reuniões e conferências híbridas com todos os protocolos de saúde, nas melhores localizações.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Vila Galé abre novo resort no Brasil, o maior do Estado de Alagoas

O Vila Galé Alagoas conta com 513 quartos, é o “maior empreendimento do género neste estado brasileiro” e fica localizado a cerca de 40 minutos de Maceió, capital do Estado de Alagoas.

Publituris

A Vila Galé abriu um novo resort tudo incluído no Brasil, o Vila Galé Alagoas, que se encontra localizado a cerca de 40 minutos de Maceió e se apresenta como o “maior empreendimento do género neste estado brasileiro”.

Segundo um comunicado do grupo hoteleiro português, o Vila Galé Alagoas conta com 513 quartos, quatro piscinas, sete restaurantes, cinco bares, Clube Nep para crianças com parque aquático, Satsanga Spa & Wellness, discoteca, centro de convenções com 2.000 m2 e várias zonas de lazer e desportivas.

“Conseguimos superar todas as dificuldades e cumprimos a nossa meta de abertura, graças ao gigantesco esforço das equipas Vila Galé e de todo o pessoal em obra. Estamos muito orgulhosos do novo resort e de termos uma unidade em Alagoas”, afirma o presidente e fundador da Vila Galé, Jorge Rebelo de Almeida.

O novo resort da Vila Galé no Brasil conta também com uma vasta oferta de restauração, com destaque para a pizzaria Massa Fina e para a Cervejaria Portuguesa, sem esquecer o restaurante Inevitável e os buffets do Versátil. Além destes, o Vila Galé Alagoas conta também com o ‘Museu Do Sertão’, onde são servidos pratos típicos do estado de Alagoas, assim como com o restaurante NEP, com alimentação infantil e pensado para as crianças.

A nova unidade segue também a estratégia da Vila Galé, que tem vindo a dar um tema aos seus hotéis, sendo que, no caso do Vila Galé Alagoas, o tema escolhido foram os escritores de língua portuguesa de Portugal e do Brasil, aos quais o resort presta homenagem.

“Os quartos têm sempre uma referência a um escritor. Na receção, os mais célebres escritores mundiais foram homenageados com estátuas realistas. As escritoras também têm uma exposição própria e há uma galeria dos 54 prémios Nobel da Literatura”, indica a Vila Galé.

Este é o 10º empreendimento da Vila Galé no Brasil e vem reforçar a posição do grupo de hotelaria português como a maior rede de resorts no país.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

NH Hotel Group lança nova funcionalidade de reserva online de espaços para reuniões e eventos

Através do Click & Meet, os profissionais do setor podem reservar mais de 900 espaços para reuniões e eventos até 20 pessoas, em 17 países europeus.

Publituris

O NH Hotel Group lançou o Click & Meet, nova funcionalidade que está agora disponível no NH PRO, o site do grupo para profissionais, e que permite a reserva online de espaços para reuniões e eventos até 20 pessoas.

De acordo com um comunicado enviado à imprensa, através do Click & Meet, os profissionais podem agora ter acesso a mais de 900 espaços em 17 países europeus, “a qualquer hora e de qualquer lugar ou dispositivo”.

“Em apenas três minutos e quatro passos simples, podem ser consultadas as informações de preços e disponibilidades e fazer uma reserva de forma imediata”, refere o NH Hotel Group, explicando que, em caso de qualquer problema, as reservas podem ser “canceladas gratuitamente até 14 dias antes do evento”.

Na informação divulgada, o NH Hotel Group adianta que, com a retoma dos eventos e das viagens de negócios, planeia “ampliar as funcionalidades desta nova ferramenta” no futuro, de forma a oferecer ao utilizador a oportunidade de “reservar espaços e quartos em simultâneo e podendo ainda incluir novos espaços e mais hotéis de diferentes países”.

Além de Portugal, a nova funcionalidade está também disponível em Espanha, França, Itália, Áustria, Bélgica, República Checa, Dinamarca, Alemanha, Hungria, Irlanda, Luxemburgo, Roménia, Eslováquia, Suíça, Países Baixos e Reino Unido.

Além desta funcionalidade e também com foco no MICE, o NH Hotel Group lançou ainda o Buyouts by NH, serviço que “oferece a possibilidade de contratação exclusiva de alguns dos seus hotéis e espaços na sua totalidade e com total privacidade e flexibilidade, para que os clientes os possam personalizar de acordo com as suas necessidades”.

Além disso, o grupo passou a permitir a reserva de espaços exteriores através do Outdoor Spaces by NH, colocando “à disposição dos clientes inúmeros tipos de espaços, desde terraços com vista para a montanha até coberturas em áreas urbanas”.

“Além de todas estas propostas inovadoras, estão disponíveis outros serviços, como os Smart Spaces, graças aos quais os clientes podem usufruir de espaços exclusivos para trabalhar e realizarem pequenas reuniões de negócios em locais únicos, com todas as comodidades e serviços dos hotéis; e as Reuniões Híbridas, por meio das quais o grupo implementou diferentes inovações tecnológicas visando facilitar o planeamento virtual de eventos, garantindo a realização de reuniões e conferências híbridas com todos os protocolos de saúde, nas melhores localizações”, lembra ainda o grupo, que pertence à Minor Hotels.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Descidas de alemães e britânicos atrasam recuperação da hotelaria algarvia em maio

Segundo a AHETA, em maio, a hotelaria do Algarve registou uma taxa de ocupação de 64,8%, 7,4% abaixo do registado em igual mês de 2019, muito por culpa dos mercados alemão e britânico, que apresentaram descidas de 41,3% e 8,1%, respetivamente.

Inês de Matos

Em maio, as unidades de hotelaria do Algarve registaram uma taxa de ocupação de 64,8%, valor que fica 7,4% abaixo do registado em igual mês de 2019, antes da chegada da pandemia, avança a AHETA – Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve, que identifica também uma descida do número de hóspedes dos mercados alemão e britânico, dois dos principais mercados emissores para a região.

De acordo com a AHETA, em maio, a taxa de ocupação até “superou o valor médio para este mês” e traduz uma subida de 275% relativamente a maio de 2021, ainda que face a 2019, que tinha sido o melhor ano turístico de sempre em Portugal, se continue a encontrar “uma descida de -7,4%, relativamente ao mesmo mês de 2019”.

Já a taxa de ocupação cama foi de 52,5%, o que indica uma descida de 10,2% face a maior de 2019, com a AHETA a adiantar que também no acumulado do ano se regista um decréscimo de 10,5% na taxa de ocupação face a maio de 2019.

“A variação homóloga verificada é justificada pela pandemia provocada pelo vírus COVID-19, cujo impacto na hotelaria começou a sentir-se no início do mês de maio de 2020. A taxa de ocupação média nos últimos doze meses quedou-se nos 45,7%”, acrescenta a associação, que divulgou esta terça-feira, 21 de junho, os dados relativos a maio.

Por zonas do Algarve, as maiores subidas face a mês homólogo de 2019 foram registadas nas zonas de Portimão/Praia da Rocha (+2,7pp, +3,7%) e Lagos/Sagres (+1,7pp, +2,6%), enquanto as principais quebras ocorreram em Tavira e (-17,9pp, -26,9%) e Albufeira (-12,9pp, -16,2%).

Já as zonas de Faro/Olhão, com 78,0%, e Portimão/Praia da Rocha, 75,5%, foram, segundo a AHETA, “as que registaram as taxas de ocupação mais elevadas enquanto a mais baixa ocorreu na zona de Monte Gordo/VRSA, com 40,7%”.

Por categorias, a principal descida relativamente a 2019 verificou-se nos hotéis e aparthotéis de quatro estrelas (-15,4pp, -19,6%), enquanto os hotéis e aparthotéis de três e duas estrelas  registaram a maior subida (+7,3pp, +14,2%) seguidos dos de cinco estrelas (+2,1pp, +3,1%).

Já os hotéis e aparthotéis de três e duas estrelas foram os que registaram a taxa de ocupação mais baixa (59,1%), tendo a ocupação mais alta sido registada nos aldeamentos e apartamentos turísticos de cinco e quatro estrelas (71,9%).

Por mercados, a AHETA revela que “alguns mercados registaram subidas”, a exemplo do irlandês, que subiu 17,8%; e do holandês, que apresentou um aumento de 10,9%; ainda que a maior subida tenha pertencido ao mercado belga, com um acréscimo de 24,2%.

Em sentido contrário estiveram alguns dos principais mercados internacionais emissores de turistas para o Algarve, a exemplo do alemão e do britânico, que apresentaram, em maio, decréscimos de 41,3% e 8,1%, respetivamente, numa tendência que se reflete também no acumulado dos cinco primeiros meses de 2022.

“De janeiro a maio, a Alemanha é o mercado com a maior descida acumulada face a 2019 (-1,9pp, -38,2%) seguido pelo Reino Unido (-1,7pp, -12,3%) e Holanda (-0,4pp, -9,8%)”, indica a AHETA.

Ainda assim, em maio, a maior fatia das dormidas na hotelaria algarvia coube aos turistas britânicos com 39,8%, seguidos pelos portugueses (13,1%), irlandeses (10,9%) e holandeses (7,0%), sendo que os britânicos lideraram também em número de hóspedes, com 32,0%, seguidos pelos portugueses (20,6%), irlandeses (8,6%) e franceses (6,6%).

Em maio, a estada média na hotelaria algarvia foi de 4,2 noites, menos 0,1 que no período homólogo de 2019, com destaque para os holandeses que, com 5,5 noites, registaram as estadias mais prolongadas, seguidos dos irlandeses (5,4), britânicos (5,3) e be3lgas, com 5,0 noites. Já a estadia média dos turistas portugueses foi de 2,7 noites, ligeiramente abaixo do verificado em 2019.

A AHETA diz ainda que os britânicos representaram o maior número de dormidas em quase todas as categorias, com exceção dos aldeamentos e apartamentos de três estrelas, onde os portugueses foram o principal mercado, tendo também representado o maior número de hóspedes nos hotéis e aparthotéis de cinco estrelas e nos de quatro estrelas, assim como nos aldeamentos e apartamentos turísticos de cinco e quatro estrelas. Nas restantes categorias, o maior número de hóspedes coube aos portugueses.

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Alojamento

Traços D’Outrora volta a ser galardoado pelo Green Key

Pelo segundo ano consecutivo, o complexo turístico Traços D’Outrora, em Vale de Cambra, volta a ostentar o galardão Green Key.

Publituris

Localizado na aldeia de Trebilhadouro, o conjunto de quatro casas, que formam a Traços D’Outrora, voltou a arrecadar o prémio internacional que distingue as boas práticas ambientais.

Refira-se que o galardão Green Key tem por objetivo consciencializar para a adoção de práticas e comportamentos sustentáveis através da educação ambiental para a sustentabilidade, reduzir o impacto ambiental das atividades de comércio, serviços e restauração, mas também promover a redução e eficiência no consumo dos recursos naturais, facilitar e comunicar estratégias de sustentabilidade e reconhecer as iniciativas de gestão ambiental.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Lisbon Marriott Hotel tem nova diretora de Operações

Com mais de 12 anos de experiência, Paula Morgado Lino assume a liderança das operações do Lisbon Marriott Hotel.

Publituris

Paula Morgado Lino é a nova responsável pela operação do Lisbon Marriott Hotel, que pertence ao grupo Sotéis, localizado na Av. dos Combatentes, em Lisboa.

Licenciada em Gestão Hoteleira e Turismo pela Universidade de Gestão Hoteleira do Estoril (2010-2013) e Pós-Graduação em Gestão Hoteleira e Turismo pela Universidade Cornell, Paula Morgado Lino possui mais de 12 anos de experiência em gestão hoteleira, tendo desenvolvido soluções criativas e eficazes de gestão no negócio através da implementação e desenvolvimento de processos inovadores por várias unidades hoteleiras de renome em diferentes países.

Antes de integrar a equipa do Lisbon Marriott, foi diretora de F&B no PGA Catalunya Golf & Wellness Resort (entre 2017 e 2019), esteve no Sandals Royal Bahamian, na capital das ilhas das Bahamas, onde desempenhou funções de & B Manager( 2016).

Anos antes, passou pelo novo Sandals Resorts International Barbados e no Crowne Plaza Shanghai na China.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

44% do emprego criado em Espanha, em maio, foi no setor do turismo

Só no mês de maio de 2022, o setor do turismo, em Espanha, criou mais 409.615 empregos face a igual período do ano 2021 e mais 32.962 que em igual mês de 2019.

Publituris

Segundo as contas efetuadas pela Turespaña, o mês de maio terminou, em Espanha, com 2.608.600 pessoas inscritas na Segurança Social do país vinculadas a atividades turísticas, o que corresponde a mais 409.615 trabalhadores face a igual período do ano 2021 e a mais 32.962 que em igual mês de 2019.

Estes dados revelam que a atividade turística, em Espanha, foi responsável por 44% da criação de emprego no quinto mês de 2022, representando 12,9% do total da força de trabalho inscrita na Segurança Social.

“A recuperação do setor está a gerar um forte aumento na criação de trabalho, que ultrapassou 2,6 milhões de inscritos, em maio, na Segurança Social, o maior número registado em maio”, destacou a ministra da Indústria, Comércio e Turismo espanhola, Maria Reyes Maroto, à imprensa do país vizinho.

A responsável pela pasta do turismo explicou que esta realidade tem sido possível “graças ao “escudo social eficaz implementado pelo Governo durante a pandemia para manter de pé os nossos trabalhadores e empresas do setor do turismo e os elevados níveis de vacinação da população espanhola”, destacando, ainda, que a reforma levada a cabo pelo Governo de Pedro Sanchez permite a criação de emprego de “maior qualidade”.

Reyes Maroto admitiu, também, que Espanha iniciou a temporada de verão com “boas perspectivas”, apesar do contexto complexo derivado da guerra na Ucrânia, concluindo que “o turismo será um dos setores que mais contribuirá para o recuperação económica e criação de empregos neste ano”.

Por atividade, os dados da Turespaña mostram que foi na hotelaria e agências de viagens/operadores turísticos que, de forma conjunta, mais emprego se criou, registando uma subida de 20,7%, comparado com maio de 2021, significando mais de 306 mil empregos na hotelaria (183 mil nos serviços de F&B e 122 mil nos serviços de alojamento), enquanto as agências de viagens conseguiram mais 5.662 novos trabalhadores (+2,3%) e os operadores turísticos aumentaram em mais de 97 mil os empregos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

Hotéis de luxo em Portugal podem concorrer aos Beyond Luxury Awards

Esta segunda edição dos Beyond Luxury Awards traz, como novidade, a inclusão de hotéis de luxo em Portugal, tornando-se os primeiros prémios deste setor na Península Ibérica.

Organizados pela plataforma de comunicação e networking The Rooms Collection Magazine, estes são os primeiros prémios em Portugal e Espanha, especificamente concebidos para reconhecer a hotelaria de luxo, atribuídos por um júri profissional e independente. Embora a primeira edição dos prémios, que decorreu no outono de 2020, tenha como foco a hotelaria espanhola, esta edição inclui estabelecimentos portugueses.

Os Beyond Luxury Awards são prémios reconhecidos pela independência da sua organização e do seu júri, composto por especialistas com reconhecida experiência em hotelaria, turismo, gastronomia, design, luxo e comunicação.

Os candidatos concorrem ao prémio numa das 20 categorias (mais 10 do que as que foram premiadas na primeira edição), incluindo o de melhor hotel de luxo do ano em Portugal e Espanha.

Os vencedores serão anunciados em cerimónia exclusiva no dia 10 de novembro no Hotel Finca Cortesín, localizado entre Marbella e Sotogrande (Espanha).

Na primeira edição, o Hotel Finca Cortesín foi precisamente o estabelecimento que ganhou o Prémio Melhor Hotel de Luxo do Ano 2020.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Hotelaria

RIU inaugura segundo hotel em Zanzibar

O hotel RIU Jambo tem 461 quartos e encontra-se no terreno adjacente ao hotel RIU Palace Zanzibar.

Publituris

A cadeia RIU apostou numa segunda unidade hoteleira em Zanzibar, com a inauguração do hotel RIU Jambo.

O novo hotel de quatro estrelas tem um edifício principal de seis andares e um total de 461 quartos, onde disponibiliza o serviço “Tudo Incluído 24h”, característico do grupo.

Localizada na zona norte de Unguja, a ilha principal de Zanzibar, e junto à praia de Nungwi, a unidade encontra-se no terreno adjacente do hotel RIU Palace Zanzibar, remodelado em 2019.

O novo estabelecimento encontra-se nas antigas instalações do hotel La Gema dell’Est, adquirido pela RIU em 2019. Alguns dos elementos originais foram mantidos, como foi o caso da palafita em frente à unidade.

O edifício principal do RIU Jambo alberga a receção e a maior parte dos quartos, cuja fachada bebe inspiração “na cultura africana”, através de “máscaras que adornam as torres” da unidade.

Do total de quartos, 93 encontram-se no rés-do-chão de forma escalonada, de frente para o mar, para não ocultar a vista para a paisagem.

Para a decoração dos quartos apostou-se nos tons de terra, dando protagonismo às aplicações em madeira.

De acordo com informação enviada em comunicado, “os fatores de sustentabilidade e eficiência energética também estão presentes neste edifício”, dada a utilização de “materiais naturais” no mobiliário, decoração, pavimentos e revestimentos.

A unidade refere ainda que “o hall de entrada é um espaço completamente aberto, com ventilação natural cruzada e profusão de luz natural através dos vários vãos presentes”.

No que diz respeito à restauração, a unidade oferece dois restaurantes temáticos na zona de palafita: o Italiano “il Panzotto” e o “Kulinarium”, bem como o bar “Bahari”.

Para além destes, os clientes podem ainda desfrutar no edifício principal do restaurante asiático “Yunnan” e do “Maisha”, com esplanada e cozinha internacional.

A oferta de F&B estende-se ao bar com esplanada “Bongo Flava”, ao bar-piscina “Hakuna Matata” e ao snack-bar na praia “Rafiki”.

Na zona exterior, os clientes do hotel têm à disposição cinco piscinas, uma das quais para crianças.

Já na parte do entretenimento, a unidade disponibiliza o clube infantil RiuLand, com uma zona de RiuArt e com uma área de RiuFit. Além disso, os hóspedes podem descontrair na zona de spa junto ao ginásio, bem como praticar desportos aquáticos com a Scuba Caribe.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

Mercan Properties investe 16,8 milhões de euros em Évora com abertura de hotel em 2023

Em 2023, Évora passa a contar com um hotel Holiday Inn Express, resultado de um projeto de investimento de 16,8 milhões de euros da Mercan Properties, em parceria com a IHG Hotels & Resorts (IHG). O novo hotel tem abertura prevista para o verão de 2023, localizando-se na zona de Portas de Avis, em vários… Continue reading Mercan Properties investe 16,8 milhões de euros em Évora com abertura de hotel em 2023

Publituris

Em 2023, Évora passa a contar com um hotel Holiday Inn Express, resultado de um projeto de investimento de 16,8 milhões de euros da Mercan Properties, em parceria com a IHG Hotels & Resorts (IHG).

O novo hotel tem abertura prevista para o verão de 2023, localizando-se na zona de Portas de Avis, em vários edifícios renovados perto da praça central da cidade.

Este irá oferecer 76 quartos, piscina, restaurante, lounge bar e salas de reuniões, num edifício de “fachada clássica, em linha com o património envolvente”, tal como indicado em comunicado.

O grupo adianta que o empreendimento criará cerca de 100 postos de trabalho – 70 durante a fase de construção, e 30 postos permanentes aquando da abertura do hotel.

Explicam ainda que “a propriedade destina-se a viajantes de lazer e negócios, que queiram desfrutar da história e cultura de Évora”.

“O Holiday Inn Express Évora tem uma localização privilegiada dentro de uma área de grande riqueza histórica e cultural. O projeto de renovação, e subsequente investimento, demonstra a crescente procura turística em Évora e a confiança da Mercan em Portugal. Estamos encantados por acrescentar esta marca hoteleira de renome mundial ao nosso portfólio”, declara Jordi Vilanova, presidente da Mercan Properties.

Este é o segundo projeto da Mercan Properties em Évora, após o Hilton Garden Inn Évora, cuja primeira pedra foi colocada em 2021.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.