Turismo da Alemanha não espera recuperação do mercado português antes de 2024

Por a 17 de Junho de 2021 as 18:32

A diretora do Turismo da Alemanha para Portugal e Espanha, Ulrike Bohnet, estima que a recuperação do mercado português ainda “vai demorar algum tempo” e não deve acontecer antes de 2024/2025, depois de, com a pandemia da COVID-19, as dormidas dos turistas portugueses na Alemanha terem descido 59,9%, ficando-se pelas 207.402 dormidas no ano passado.

“Penso que vamos ter alguma recuperação no próximo ano, mas isso não significa que vamos voltar à situação que tínhamos já em 2022, no que diz respeito às viagens dos portugueses”, afirmou a responsável, durante um almoço com a imprensa, promovido pelo Turismo de Alemanha esta quinta-feira, 17 de março, em Lisboa.

Ulrike Bohnet acredita que, este ano, as viagens vão ser essencialmente domésticas, motivo pelo qual diz que a recuperação não será ainda suficiente para que o mercado português volte a ultrapassar as 500 mil dormidas, como aconteceu em 2019, quando o Turismo da Alemanha contabilizou 517.212 dormidas de turistas portugueses.

Com a pandemia, esse número sofreu, no ano passado, uma descida de 59,9%, tendo-se ficado pelas 207.402 dormidas, ainda que a responsável realce que os dados do Turismo da Alemanha contemplam apenas as dormidas em estabelecimentos com mais de 10 camas, excluindo, por isso, o alojamento local.

“Temos esperança que, em 2024 ou 2025, possamos voltar aos números de 2019”, acrescentou a responsável, que prefere, no entanto, ser cautelosa nas previsões e não avançar números para 2021, uma vez “toda a situação continua muito instável”.

A diretora do Turismo da Alemanha para Portugal e Espanha acredita, no entanto, que, este ano, a Alemanha já vai poder voltar a realizar os tradicionais mercados de Natal, ainda que sob algumas condições, o que deverá aumentar a procura turística no final do ano.

Promoção

Apesar da incerteza, a Alemanha não vai deixar de apostar no mercado português e, como revelou a responsável, este ano vão ser lançadas em Portugal duas das campanhas promocionais que as autoridades de turismo alemãs já anunciaram, a German Local Culture, que pretende dar a conhecer as cidades mais pequenas e desconhecidas da Alemanha, e a Feel Good, que promove o país enquanto destino de turismo sustentável.

Em ambas as campanhas, explicou Ulrike Bohnet, existe o foco nas atividades ao ar livre, em contacto com a natureza e zonas rurais, assim como nos produtos e cultura alemãs, num tipo de turismo mais responsável e sustentável, que deu origem ao conceito de ‘slow travel’.

“A base do ‘slow travel’ é claramente a sustentabilidade. Para o Turismo da Alemanha, o turismo sustentável é uma aposta de longo prazo e de há muitos anos”, destacou a responsável, sublinhando que esta é também uma das tendências trazidas pela pandemia, como mostram vários estudos.

Este ano, o Turismo da Alemanha vai ainda promover o 250.º aniversário de Beethoven, cujas celebrações foram canceladas no ano passado, tendo o período dedicado às celebrações do aniversário do compositor clássico alemão sido alargado até setembro de 2021.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *