Cruzeiros regressam aos EUA mas obrigam a quarentena de sete dias

Por a 25 de Novembro de 2020 as 11:30

Os passageiros norte-americanos de cruzeiros vão ter de realizar uma quarentena de sete dias à chegada aos EUA, mesmo que tenham um teste PCR com resultado negativo para a COVID-19, de acordo com as mais recentes medidas estabelecidas pelo Centro de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA.

O organismo responsável pela saúde pública norte-americana levantou a proibição aos cruzeiros no país a 30 de outubro, depois de oito meses de suspensão, mas estabeleceu apertadas regras para uma retoma gradual das operações, já que os cruzeiros são vistos como um local de risco muito elevado para a COVID-19.

No passado sábado, 21 de novembro, o CDC recomendou a todos os norte-americanos que evitem os cruzeiros em todo o mundo, incluindo os fluviais, sublinhando que “é especialmente importante que as pessoas com um maior risco de doença grave evitem viajar em cruzeiros”.

Por isso, a retoma das operações vai ser gradual e decorrer sob apertadas medidas sanitárias e de controlo, obrigando nomeadamente os passageiros a realizarem um teste PCR à COVID-19 entre três a cinco dias depois do regresso aos EUA, assim como a ficarem em casa de quarentena durante os sete dias seguintes, mesmo que o resultado seja negativo.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *