Madeira mantém festas de Natal e Fim do Ano mas com adaptações

Por a 28 de Setembro de 2020 as 12:11

O secretário Regional do Turismo e Cultura da Madeira, Eduardo Jesus, confirmou domingo, 27 de setembro, que a Madeira vai realizar as tradicionais festas de Natal e Fim do Ano, cujos concursos já foram até lançados, mas revelou que, devido à pandemia da COVID-9, os programas vão ser adaptados ao contexto.

“Já lançámos os concursos e temos algumas surpresas reservadas relativamente a qualquer um destes grandes acontecimentos da tradição da Madeira na época natalícia e final do ano”, disse Eduardo Jesus à Lusa, à margem das comemorações regionais do Dia Mundial do Turismo.

De acordo com o governante regional, apesar das festas se manterem, a Madeira vai “promover uma série de cuidados que atendam às recomendações da autoridade de saúde”, à semelhança do que já aconteceu com a Festa da Flor, cujo programa foi, este ano, reinventado devido à COVID-19, o que levou a que, ao invés do tradicional cortejo, tenham sido realizadas 51 atuações de nove grupos.

“A Festa da Flor, que termina este fim de semana, não foi igual à do ano passado, mas foi igualmente bela e deu oportunidade aos grupos de atuarem muito mais vezes, os quais estão mais contentes porque tiveram mais oportunidades de dar a ver o seu trabalho”, afirmou Eduardo Jesus.

O secretário Regional do Turismo e Cultura da Madeira vincou que o importante “é nunca desistir do caminho” traçado e considerou que a obrigação do governo madeirense é “encontrar soluções, alternativas” para estas situações.

“Não podemos ficar resignados às consequências da pandemia. Temos de obedecer às orientações da saúde, mas dentro das limitações ser capazes de inventar soluções”, reforçou, apontando que “este é o espírito” para a realização das festas do Natal e Fim de Ano.

O responsável assegurou que os cartazes já estão a ser trabalhados, sendo uma das preocupações a questão da “visualização do espetáculo do fogo de artifício em diferentes espaços, facilitando que não haja concentração nos sítios tradicionais”.

Eduardo Jesus aproveitou ainda para elogiar “o comportamento exemplar em todas as manifestações” adotado pela maioria das pessoas na região, no que diz respeito ao cumprimento das regras profiláticas.

As festas de Natal e Fim do Ano começam no início de dezembro e, segundo o responsável, devem voltar a incluir o tradicional “mercadinho de Natal”, assim como iluminações na cidade e arredores, além da “animação na Praça do Povo, dentro do habitual, mas com as devidas adaptações”.

Já as comemorações do Fim do Ano, que tradicionalmente culminam num grandioso espetáculo de fogo-de-artificio, vão ser, segundo o responsável, “mais uma prova para ser superada”, que espera que as limitações nestas comemorações devido à pandemia sejam compreendidas.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *