Madeira insiste que despistagem nas viagens deve acontecer nos destinos de origem

Por a 28 de Setembro de 2020 as 10:35

A Madeira vai insistir para que a União Europeia determine um “critério uniforme” aplicável a todos os estados-membros para a realização do controlo da covid-19 nas viagens ser realizado na origem, sublinhou o Governo Regional.

“Vamos continuar a insistir, pese embora o modelo que adotamos na Madeira, que era importantíssimo que a União Europeia através da Comissão, tomasse uma posição que fosse uniforme para todos os estados e obrigasse a que o controlo se fizesse no momento do início da viagem”, declarou o secretário do Turismo e Cultura madeirense.

Eduardo Jesus falava à margem da cerimónia de atribuição de 24 medalhas de Mérito Turístico pelo Governo da Madeira (de ouro, prata e bronze) a várias pessoas e entidades, reconhecendo o contributo para o setor, assinalando este domingo o Dia Mundial do Turismo.

O governante madeirense considerou que a determinação desta medida de controlo seria “extraordinariamente importante” para a Madeira e “a retoma e a atividade neste setor seria necessariamente outra, mesmo com o efeito desta dimensão da pandemia que se assiste em toda a Europa”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *