Norwegian cancela 4.000 voos e anuncia lay-off

Por a 13 de Março de 2020 as 12:38

A Norwegian cancelou cerca de quatro mil voos até ao final de maio, medida que, segundo comunicado da companhia aérea, se deve à proibição de entrada de passageiros provenientes do espaço Schengen decretada pelos EUA e ao surto de Covid-19, o novo coronavírus que já fez mais de quatro mil vítimas mortais em todo o mundo.

“Esta é uma situação sem precedentes e a nossa prioridade continua a ser a prevenção e a segurança dos nossos clientes e companheiros. As novas restrições impuseram uma maior pressão sobre uma situação já de si difícil. Instamos os governos internacionais a que atuem agora para garantir que indústria da aviação consiga proteger os seus empregos e continuar a ser uma parte vital da recuperação económica global”, afirma Jacob Schram, CEO da Norwegian, citado num comunicado enviado à imprensa esta quinta-feira, 12 de março.

Desta forma, a Norwegian decidiu cancelar cerca de 40% da sua operação internacional, incluindo a maioria dos voos para os EUA até 29 de março, nomeadamente nos que têm partida de Barcelona, Madrid, Oslo, Amsterdão, Estocolmo e Paris.

Até ao final de maio, também os voos da companhia aérea entre Roma e os EUA estão cancelados, enquanto os voos entre os EUA e Barcelona, Madrid, Oslo, Amesterdão, Atenas e Paris são cancelados entre 29 de março e final de abril.

Já as rotas que a companhia opera entre Londres Gatwick e os EUA vão continuar a operar com normalidade, com a Norwegian a explicar que o seu objetivo é dirigir os passageiros para os voos de Londres “durante este difícil período”.

Além dos voos de longo curso, também a rede de curta distância da Norwegian vai ser fortemente afetada por cancelamentos, com a companhia a avançar que vai cancelar também “uma grande parte” dos seus voos domésticos na Noruega e Escandinávia, a exemplo da ligação Oslo-Copenhaga e Oslo-Estocolmo, assim como os voos para Itália.

A companhia aérea diz que vai contactar os clientes afetados por estes cancelamentos para lhes comunicar as opções disponíveis, incluindo a possibilidade de remarcação dos voos para uma data posterior. Já os clientes que reservas para voos depois de 15 de abril, devem aguardar mais informações.

A par do cancelamento de voos, a Norwegian anunciou também que vai colocar perto de 50% dos seus funcionários em lay-off, decisão que a companhia aérea explica com a “descida dramática do volume de clientes e a consequente diminuição da produção”.

“Devemos considerar todas as medidas possíveis para reduzir custos. Infelizmente, isso também inclui suspensões temporárias de emprego até 50% dos nossos empregados, número que pode aumentar”, avisa ainda a Norwegian, explicando que todos os departamentos vão ser afetados por esta suspensão.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *