Assine já
Homepage

À descoberta da aventura em São Miguel

A propósito do 44.º Congresso da APAVT, que decorre este mês, em Ponta Delgada, o Publituris aceitou o convite para experimentar algumas das actividades que os participantes no evento vão poder realizar. O resultado foi uma viagem descontraída, cheia de diversão, que nos fez apaixonar ainda mais por São Miguel.

Inês de Matos
Homepage

À descoberta da aventura em São Miguel

A propósito do 44.º Congresso da APAVT, que decorre este mês, em Ponta Delgada, o Publituris aceitou o convite para experimentar algumas das actividades que os participantes no evento vão poder realizar. O resultado foi uma viagem descontraída, cheia de diversão, que nos fez apaixonar ainda mais por São Miguel.

Inês de Matos
Sobre o autor
Inês de Matos
Artigos relacionados
Autarquia açoriana aprova taxa turística
Destinos
Reportagem: A (re)descoberta dos Açores
Destinos
Açores voltam a exigir teste nos voos interilhas desde São Miguel
Homepage
Açores querem fomentar turismo de saúde (actualização)
Destinos

A propósito do 44.º Congresso da APAVT, que decorre este mês, em Ponta Delgada, o Publituris aceitou o convite para experimentar algumas das actividades que os participantes no evento vão poder realizar. O resultado foi uma viagem descontraída, cheia de diversão, que nos fez apaixonar ainda mais por São Miguel.


Com perto de 40 metros de altura e águas cristalinas, a cascata do Salto do Cabrito, junto à Ribeira Grande, já se tornou num ponto de visita incontornável na ilha de São Miguel, Açores. O cenário é deslumbrante, já que a ajudar à beleza da própria cascata, está a natureza luxuriante que a rodeia e que é um dos principais atractivos turísticos do arquipélago açoriano.
Acessível através da estrada que segue para a Lagoa do Fogo, localizada na montanha mais alta da ilha, o Salto do Cabrito integra um pequeno trilho pedestre de forma circular, com início e fim na zona das Caldeiras da Ribeira Grande, e é também um dos dois locais em São Miguel onde a empresa de animação turística Picos de Aventura realiza a actividade de canyoning, desporto que consiste na exploração progressiva de um curso de água, transpondo os obstáculos verticais e anfíbios, através de diversas técnicas e equipamentos.
Com mais de 15 anos de experiência, a Picos de Aventura é uma das poucas empresas em São Miguel a disponibilizar canyoning, uma actividade que é cada vez mais procuradas pelos turistas que visitam esta ilha açoriana e que o Publituris foi experimentar, no início de Novembro, a convite da empresa, que nos desafiou a praticar algumas das actividades que podem ser realizadas à margem do 44.º Congresso Nacional da Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo (APAVT), que vai decorrer em Ponta Delgada, capital micaelense, entre 21 e 25 de Novembro.
Avisamos, desde já, que deixámos de lado os típicos passeios de barco para ver e nadar com baleias e golfinho, actividade que a Picos de Aventura também disponibiliza e que é, actualmente, um dos principais cartões de visita do destino. Optámos por um programa mais activo e até radical, em pleno contacto com a natureza e que apela à adrenalina. Venha connosco descobrir a face mais destemida de São Miguel.

Do cozido à Lagoa das Furnas

Chegámos a São Miguel pela hora do almoço e seguimos directos para as Furnas, onde nos esperava – a mim e ao repórter fotográfico – um cozido típico, daqueles que são cozinhados debaixo da terra, ao longo de seis horas, nas fumarolas das Furnas. O Tony’s é um dos muitos restaurantes da vila das Furnas que fazem do cozido a sua especialidade e que nos recebeu com simpatia e uma dose que mais parecia ser destinada a um batalhão. Fica o aviso, nas Furnas come-se bem e muito, por isso, não estranhe o tamanho quase industrial dos pratos.
Depois de devidamente apreciado o cozido, seguimos para junto da Lagoa das Furnas, onde as fumarolas se anunciam ao longe. Destas manifestações vulcânicas brotam águas em ebulição, cujo fumo branco contrasta com a paisagem verdejante que circunda a lagoa e que lhe confere um ar quase mágico. Foi este cenário idílico que nos acompanhou na primeira actividade que realizámos com a Picos de Aventura, empresa credenciada e que conta com diversos técnicos especializados nas várias actividades disponibilizadas, e que nos proporcionou um agradável passeio de bicicleta à volta da lagoa. O percurso é fácil e as dicas do técnico que nos acompanhou fizeram a diferença, no sentido de seguirmos o caminho mais seguro ou o mais desafiante.
A Lagoa das Furnas é visitável ao longo de toda a margem e, pelo caminho, vão-se descobrindo pequenos tesouros, como a Capela de Nossa Senhora das Vitória, em estilo gótico, e na qual é difícil deixar de reparar pela imponência do edifício, sem esquecer o Centro de Monitorização e Investigação das Furnas (CMIF),  que tem por objectivo implementar e divulgar as acções de recuperação  ecológica da qualidade da água e do ecossistema da Lagoa.
E já que estávamos pela lagoa, decidimos entrar na água e dar continuidade às actividades, com mais um passeio, desta vez a bordo de uma canoa. Devo dizer que a actividade parece mais fácil do que, na realidade, se revelou, visto que sincronizar a remada com o nosso parceiro de canoa nem sempre é simples, o que nos valeu largos minutos a andar apenas à roda, em vez de progredirmos em distância. Apesar disso, o passeio de canoa valeu bem a pena, além da diversão que proporciona, a vista das montanhas e das fumarolas a partir da água é ainda mais deslumbrante.

Chá e sunset na praia

Apesar de termos optado por actividades mais físicas e até radicais, houve também espaço para momentos mais calmos e relaxantes, como a visita à Fábrica de Chá Gorreana, localizada no lugar homónimo e no concelho da Ribeira Grande. Esta fábrica de cariz familiar, a mais antiga da Europa e a única ainda em funcionamento, produz chá verde e chá preto desde 1883, contando com uma plantação que se estende por 75 hectares.
A visita à Fábrica de Chá Gorreana é curta, o suficiente para explicar o que cada uma daquelas máquinas centenárias faz às folhas de chá, que são colhidas unicamente por mulheres, já que a delicadeza das mãos femininas é a mais indicada para esse trabalho. Durante a visita, ficámos a saber que o chá verde e o chá preto provêm da mesma folha e que a única coisa que difere é o seu tratamento: enquanto o chá preto resulta da oxidação da folha, no verde é necessário proceder à sua esterilização. No final, os visitantes têm oportunidade de provar o chá, tanto o preto como o verde, além de uma variedade fria, ideal para refrescar os dias quentes.
Quando saímos da Fábrica de Chá Gorreana, o sol já ameaçava pôr-se e, por isso, corremos para a Praia de Santa Bárbara, que possui um dos maiores areais da ilha e que é muito procurada por surfistas, mas que oferece também o melhor pôr-do-sol da costa Norte da Ilha de São Miguel. Quando lá chegámos, o sol já praticamente tinha desaparecido, mas agradecemos igualmente a visita, já que a beleza da paisagem, com destaque para o negro das rochas e da areia da praia, em conjunto com o som relaxante da rebentação das ondas do mar, nos proporcionou um momento bem agradável, de tal forma que decidimos, logo ali, regressar no dia seguinte para captar, atempadamente, as melhores fotografias do pôr-do-sol na Praia de Santa Bárbara.


Canyoning e Lagoa do Fogo

O segundo dia em São Miguel começou com uma visita à Lagoa do Fogo. O previsto era realizarmos uma caminhada até às margens da lagoa, mas a meteorologia não ajudou. Quem já esteve em São Miguel sabe que, num único dia, a ilha pode atravessar as quatro estações do ano e que, quando as nuvens cobrem a montanha, o melhor é mesmo deixar a visita ao Fogo para outro dia. Foi o que nos aconteceu, à medida que íamos subindo a montanha as condições meteorológicas foram-se degradando, ao ponto de encontrarmos um autêntico dia de Inverno. A caminhada teve, por isso, que se transformar num curto passeio.
Mas não desanimámos, menos tempo na Lagoa do Fogo significava mais tempo para explorar o Salto do Cabrito, a cascata que fica a poucos minutos de outro importante monumento natural da ilha de São Miguel, a Caldeira Velha, e onde nos esperava o canyoning.
Devo dizer que esta foi a minha parte favorita de toda a viagem. Há muito que queria experimentar esta actividade e, ainda para mais nos Açores, um dos destinos mais bonitos que, até hoje, tive oportunidade de visitar. Foi, por isso, muito entusiasmada que vesti o fato de neoprene que me entregaram, calcei umas botas especiais e ouvi atentamente o briefing de segurança dos experientes técnicos da Picos de Aventura que nos acompanharam, já que o canyoning é uma actividade que implica algum risco, ainda que reduzido, pois a Picos de Aventura é uma empresa credenciada e todo o material é certificado. Mesmo assim, convém ouvir com atenção os conselhos dos especialistas, para garantir que todos tiram o máximo partido da actividade.
Uma vez equipados a rigor, subimos as escadas que dão acesso à Central Hidroeléctrica do Salto do Cabrito e que nos levam também ao topo da cascata, e foi só desfrutar. Toda a descida é feita em rapel, a primeira etapa através da água, enquanto estamos apenas suspensos por cordas. É aqui que notamos que a adrenalina começa a subir, culminando numa incrível sensação de liberdade com a última etapa, que consiste num salto de poucos metros para a água, cuja temperatura estava surpreendentemente agradável.
E foi ainda com a adrenalina a correr-nos nas veias que seguimos para o Arquipélago, o centro de artes contemporâneas da Ribeira Grande, construído há dois anos e que ocupa uma antiga fábrica de tabaco, cujo edifício é uma autêntica preciosidade. Só pela infraestrutura valeria a pena visitar o Arquipélago, mas o espaço é muito mais do que isso, já que além da interessante exposição “Geometria Sónica”, patente ao público até 13 de Janeiro de 2019, inclui também residências artísticas onde são desenvolvidas as obras, assim como uma black box destinada a vários tipos de espectáculos, oficina de escultura e centro de produção audiovisual. Dedique algum tempo à cultura, vai ver que o Arquipélago é um espaço surpreendente.
Antes do dia terminar, regressámos à Praia de Santa Bárbara, desta vez ainda a tempo de apanharmos o pôr-do-sol, que fechou com chave de ouro esta curta, mas muito animada visita à Ilha de São Miguel. P

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Artigos relacionados
Homepage

Eurostars Santa Luzia 4* integra portefólio da Eurostars Hotel Company

O hotel localizado em Guimarães funciona em regime de aluguer e conta com 99 quartos, bem como uma área de bem-estar com spa e piscina.

Publituris

A Eurostars Hotel Company integrou um novo hotel no portefólio, o Eurostars Santa Luzia 4*, em Guimarães.

O antigo Santa Luzia Art Hotel, que agora pertence à carteira da Eurostars Hotel Company, funciona em regime de aluguer e contabiliza 99 quartos, totalmente equipados e decorados “em tons quentes”, como indicado em comunicado.

As instalações, que prometem “satisfazer as necessidades dos mais diversos tipos de turistas”, incluem uma cafetaria, um restaurante de cozinha portuguesa e internacional, ginásio e uma área de bem-estar, com spa, sauna, banhos turcos, piscina e zona de massagens e tratamentos. Inclui ainda uma piscina exterior no telhado, localizada no terceiro andar, bem como quatro salas de diferentes capacidades para a realização de eventos.

“Temos orgulho em continuar a avançar na expansão internacional da Eurostars Hotel Company e, ao mesmo tempo, consolidar a nossa posição num mercado como o português, tão estratégico para nós e com grandes expectativas de crescimento”, afirma o presidente do Grupo Hotusa, Amancio López Seijas.

Com a integração desta unidade, a cadeia hoteleira do Grupo Hotusa passa a gerir 23 estabelecimentos e mais de 1800 quartos em Portugal.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

José Arnaut é o novo diretor de F&B do Real Hotels Group

O profissional conta com 19 anos de experiência profissional na indústria hoteleira de luxo, tanto em Portugal como em Espanha.

Publituris

O Real Hotels Group anunciou em comunicado de imprensa a contratação de um novo diretor de F&B do grupo, José Arnaut.

Com 19 anos de experiência profissional na indústria da hoteleira de luxo, o profissional fez parte de unidades como o Tivoli Liberdade Lisboa, o EPIC SANA Lisboa, o Sheraton Lisboa Hotel & Spa e o Palácio Estoril Hotel & Golf. Em Espanha, também deu cartas no Le Meridien Barcelona, no Alfonso XIII Luxury Collection Hotel e no Gran Meliá Palácio de Isora, entre outros.

Começou a formação em Business Management na Universidade Lusíada, tendo posteriormente feito a licenciatura em Gestão Turística e Hoteleira na Universidade Internacional, apostando em várias formações em cozinha e gestão de comidas e bebidas.

Conquistou um certificado de Foodservice Management da Cornell University e, na mesma instituição, realizou o General Manager Program. Em 2021 adquiriu o grau de Executive Master’s em Gestão Hoteleira Internacional, na Les Roches Marbella.

“O novo desafio no Real Hotels Group constitui mais um passo na minha carreira, na medida em que será a primeira vez que vou trabalhar para 16 hotéis em simultâneo. Quero trazer a estas unidades a minha experiência em hotelaria de luxo e elevar a fasquia do serviço, ultrapassando os desafios que a pandemia nos trouxe”, afirma o profissional em comunicado.

O Real Hotels Group resulta da fusão, em 2020, de dois grupos hoteleiros nacionais, os detentores da marca REAL e a NEWPALM, operadora Holiday Inn Express da IHG – o que se traduz em 16 hotéis, num conjunto de 2.100 quartos distribuídos por Lisboa, Porto e Algarve.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Homepage

PortoBay Rio de Janeiro é alvo de remodelação no valor de 2M€

A fachada do edifício fez parte de um dos elementos remodelados.

Publituris

O hotel de quatro estrelas PortoBay Rio de Janeiro foi alvo de várias remodelações, num investimento de 2M€.

Estas decorreram no âmbito de um conjunto de remodelações levadas a cabo nos hotéis do grupo, de acordo com informação adiantada em comunicado.

A unidade aproveitou o último ano para proceder às obras que alteraram o exterior do PortoBay Rio de Janeiro para “uma imagem sofisticada em tons claros, integrado na paisagem cultural urbana da orla de Copacabana”.

Questões como a sustentabilidade e a eficiência energética tiveram peso no planeamento da intervenção, segundo o grupo, que explica que “todo o material retirado foi entregue para reciclagem ou reutilização”, por forma a reduzir o impacto ambiental da obra.

Para otimizar o rendimento energético da nova fachada, foram utilizados elementos maioritariamente feitos em vidro, alumínio e alumínio compósito (ACM).

“A escolha do tipo de vidro foi adequada às condições climatéricas da zona, permitindo limitar a troca térmica entre o interior e o exterior e, dessa forma, reduzir a necessidade de uso do sistema de ar condicionado do hotel e o impacto no consumo energético e na pegada de carbono inerente”, explica Cláudio Santos, CEO do PortoBay no Brasil.

O projeto de remodelação do PortoBay Rio de Janeiro contemplou ainda uma obra de manutenção profunda na zona da cobertura, onde está a situada a piscina. Acresce a reestruturação da rede elétrica do prédio, bem como a readequação do sistema de ar condicionado nas zonas públicas.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

“Be Our Guest” debate “hospitalidade em ambientes complexos” a 25 de julho

A terceira sessão decorre a 25 de julho, às 19h00, com a presença de Nuno Neves, General Manager do Intercontinental Luanda.

Publituris

A terceira sessão da “Be Our Guest”, uma iniciativa de conversas promovida pela ADHP – Associação dos Diretores de Hotéis de Portugal, vai discutir “a hospitalidade em ambientes complexos” a 25 de julho, às 19h00.

Desta vez, a sessão conta com a presença de Nuno Neves, General Manager do Intercontinental Luanda, numa conversa moderada por Raúl Ribeiro Ferreira, vice-presidente da ADHP.

À semelhança das conversas anteriores, a sessão terá lugar em ambiente digital, via Zoom, sendo necessária inscrição através de um formulário. Em comunicado de imprensa, a associação alerta que as inscrições são limitadas.

Com formação em Gestão Hoteleira pela Alpina School of Hotel Management, na Suíça, e pela Cornell School of Hotel Administration, nos Estados Unidos, Nuno Neves é General Manager do InterContinental Luanda. No currículo, conta ainda com passagens pela direção de F&B do Meliá Milano, de unidades do Radisson em Roma e Bordéus, e do Hilton Vilamoura.

Antes de assumir a direção do InterContinental na capital angolana, foi General Manager do Océana Palace Hotel (Hammamet, Tunísia), do Radisson Blu Mammy Yoko Hotel (Freetown, Serra Leoa), do Radisson Blu Hydra Hotel (Argel, Algéria) e dos Park Inn by Radisson em Mascate e Duqm (Omã).

Raúl Ribeiro Ferreira é diretor da Estalagem Muchaxo Hotel desde 2003. Assumiu durante nove anos a presidência da ADHP, tendo sido eleito recentemente para um novo mandato como vice-presidente.

É professor na Universidade Lusófona, na Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Instituto Politécnico de Leiria e na Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril, responsável por unidades curriculares relacionadas com a gestão hoteleira e a gestão de restauração.

Tem formação em Gestão Hoteleira pelo Instituto Superior Politécnico Internacional e pela Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, para além de um doutoramento em Gestão de Turismo pela Universidade de Lisboa.

A iniciativa “Be Our Guest” promove conversas informais com diretores de hotéis de referência sobre as suas experiências profissionais, a hotelaria e o setor do turismo, decorrendo sempre nas últimas segundas-feiras de cada mês, às 19h00.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Homepage

Tarrafal Alfândega Suites é a nova unidade hoteleira da Oásis Atlântico em Cabo Verde

A inauguração terá lugar na próxima sexta-feira, 1 de julho, no novo empreendimento.

Publituris

O grupo Oásis Atlântico vai inaugurar esta sexta-feira, 1 de julho, um novo empreendimento, o Tarrafal Alfândega Suites.

Localizado na Baía do Tarrafal, na Ilha de Santiago, em Cabo Verde, o edifício da antiga alfândega foi agora transformado numa unidade de 20 apartamentos, “todos com vista para o mar”, como indicado pelo grupo em comunicado.

O projeto turístico pretende “valorizar o património cultural, local e nacional, estimulando a economia da região”. Por essa razão, os detalhes arquitetónicos da traça original do edifício histórico foram preservados.

Para além dos apartamentos, o Tarrafal Alfândega Suites dispõe de um espaço de restauração, o “Restaurante Malagueta”, com terraço com vista para o mar e uma ementa que promete “refeições ligeiras e saudáveis”.

O cocktail de inauguração deste empreendimento contará com a presença do primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, bem como de diversas entidades institucionais.

O grupo Oásis Atlântico tem um portefólio de oito hotéis, nomeadamente: Hotel Belorizonte e Hotel Salinas Sea (Ilha do Sal, Cabo Verde); Hotel Praiamar (Santiago, Cabo Verde); Hotel Porto Grande (S.Vicente, Cabo Verde); Hotel Fortaleza e Hotel Imperial, no Brasil, e os hotéis Hotel Saidia Palace & Hotel Blue Pearl, em Marrocos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Sem categoria

HiJiffy lança sistema operativo “Aplysia OS” para facilitar interações entre hóspedes e hotéis

A tecnologia utiliza inteligência artificial para acompanhar todas as fases da jornada do hóspede no hotel, desde a pré reserva até ao pós-estadia. O objetivo passa por facilitar ações como “o processo de reserva, o check-in antecipado ou a reserva de uma mesa no restaurante”, de acordo com a HiJiffy.

Carla_Nunes

A HiJiffy acaba de lançar um novo sistema operativo de comunicação com hóspedes, o Aplysia OS.

Esta tecnologia utiliza Inteligência Artificial (IA) para criar interações entre os hotéis e os clientes em todas as fases da jornada do hóspede, desde a pré reserva até ao pós-estadia, de acordo com informação enviada em comunicado pela empresa.

Desta forma, a Aplysia permite conectar os hóspedes e hotéis “24 horas por dia, sete dias por semana”, sem a necessidade de interação humana”.

O objetivo passa por facilitar ações como “o processo de reserva, o check-in antecipado ou a reserva de uma mesa no restaurante”, de acordo com a HiJiffy.

A empresa explica que este sistema foi treinado nos últimos seis anos “com milhões de questões exclusivamente relacionadas com a indústria hoteleira”, pelo que possui recursos de autoaprendizagem para analisar dados em bruto e não etiquetados e classificá-los por si só.

Isto permite que a IA “aprenda de forma quase autónoma, tornando o processo de aprendizagem mais rápido face às soluções treinadas manualmente por humanos”.

Para além disso, a Aplysia consegue “entender as emoções por detrás das conversas”, através da análise semântica e de sintaxe.

O sistema consegue reconhecer se a conversa é negativa, neutra ou positiva, reagindo de acordo com esta análise – ou seja, dá prioridade e encaminha automaticamente as mensagens para o departamento certo.

Por exemplo, se a conversa for classificada pelo sistema como positiva, “o hóspede poderá seguir um fluxo de atendimento normal, eventualmente até sem qualquer interação com um agente humano”, tal como explica Tiago Araújo, CEO da HiJiffy, à Publituris Hotelaria.

Se, por outro lado, o tom da conversa for negativo, o “hóspede poderá ser imediatamente redirecionado para a equipa do front-office, por exemplo, ou então diretamente para o diretor do hotel”.

A Aplysia OS é baseada na cloud e possui uma consola acessível através de desktop, browser e aplicações para Android e iOS.

Esta solução funciona apenas para os produtos da HiJiffy e não poderá ser comprada para ser usada para outros fins, tal como indica a empresa.

De momento, a tecnologia já está disponível “para todos os clientes da HiJiffy com muitos recursos já totalmente funcionais”, como adianta a empresa.

Funcionalidades em beta testing, que de momento só estão disponíveis para um número restrito de hotéis, serão alargadas a todos os clientes “em breve”.

Sobre o autorCarla_Nunes

Carla_Nunes

Mais artigos
Homepage

Sleep & Nature Hotel dinamiza terapias do sono em Montemor-o-Novo

A unidade abre em regime soft opening esta quinta-feira, 30 de junho.

Publituris

Esta quinta-feira, 30 de junho, o Sleep & Nature Hotel, em Montemor-o-Novo, abre em regime de soft opening, prometendo aos hóspedes “um sono repousante”, tal como indicado em comunicado.

A unidade de quatro estrelas gerida pela Amazing Evolution localiza-se no Monte do Vagar, freguesia de Lavre, e pretende oferecer “mais do que um sítio para descansar” rodeado pela natureza.

Isto porque o conceito do hotel passa por aproveitar o ambiente envolvente, numa zona calma, para influenciar o bem-estar dos hóspedes, incentivando o contacto com a natureza como forma de melhorar as práticas de sono, através de terapias não-médicas.

Teresa Paiva, especialista em neurologia, é a responsável pelo conceito e desenvolvimento deste projeto. Chama a atenção para o facto de o sono ser “um dos cinco pilares da saúde”, influenciando o risco de “cancro, doenças autoimunes, depressão, demência e doenças cardiovasculares”.

Com uma oferta direcionada para as perturbações relacionadas com o sono e stress, a unidade disponibiliza um ginásio, piscinas interior e exterior, spa, biblioteca e restaurante.

O hotel rural contará com 32 unidades de alojamento, incluindo 8 quartos duplos, 12 quartos duplos com pátio, 7 suites e 5 suites familiares com terraço. Existem também quartos para pessoas com mobilidade condicionada.

A sua localização no Monte Vagar dá o nome ao restaurante desta unidade, com opções que pretendem “revigorar o corpo”, tendo em conta “os sabores da região”.

Da carta fazem parte opções como Polvo à lagareiro com batata a murro e espinafres salteados; Sopa de Cação; Borrego confecionado a baixa temperatura, com texturas de ervilha e hortelã Lombinhos de porco preto grelhados com migas de espargos, enchidos e ameijoas salteadas.

Os alojamentos estão disponíveis a partir de 108 euros e as reservas podem ser realizadas através do website da Sleep and Nature  ou do email [email protected].

A responsável pelo projeto, Teresa Paiva, formou-se em medicina em 1969 e especializou-se em neurologia.

É pioneira na investigação e tratamento de problemas relacionados com o sono, sendo considerada a maior especialista de medicina do sono em Portugal.

O seu trabalho clínico na medicina do sono começou em 1983 no Hospital de Santa Maria e, após uma longa experiência, começou em 1998 o Centro de Medicina e Sono (CENC).

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

RIU inaugura segundo hotel em Zanzibar

O hotel RIU Jambo tem 461 quartos e encontra-se no terreno adjacente ao hotel RIU Palace Zanzibar.

Publituris

A cadeia RIU apostou numa segunda unidade hoteleira em Zanzibar, com a inauguração do hotel RIU Jambo.

O novo hotel de quatro estrelas tem um edifício principal de seis andares e um total de 461 quartos, onde disponibiliza o serviço “Tudo Incluído 24h”, característico do grupo.

Localizada na zona norte de Unguja, a ilha principal de Zanzibar, e junto à praia de Nungwi, a unidade encontra-se no terreno adjacente do hotel RIU Palace Zanzibar, remodelado em 2019.

O novo estabelecimento encontra-se nas antigas instalações do hotel La Gema dell’Est, adquirido pela RIU em 2019. Alguns dos elementos originais foram mantidos, como foi o caso da palafita em frente à unidade.

O edifício principal do RIU Jambo alberga a receção e a maior parte dos quartos, cuja fachada bebe inspiração “na cultura africana”, através de “máscaras que adornam as torres” da unidade.

Do total de quartos, 93 encontram-se no rés-do-chão de forma escalonada, de frente para o mar, para não ocultar a vista para a paisagem.

Para a decoração dos quartos apostou-se nos tons de terra, dando protagonismo às aplicações em madeira.

De acordo com informação enviada em comunicado, “os fatores de sustentabilidade e eficiência energética também estão presentes neste edifício”, dada a utilização de “materiais naturais” no mobiliário, decoração, pavimentos e revestimentos.

A unidade refere ainda que “o hall de entrada é um espaço completamente aberto, com ventilação natural cruzada e profusão de luz natural através dos vários vãos presentes”.

No que diz respeito à restauração, a unidade oferece dois restaurantes temáticos na zona de palafita: o Italiano “il Panzotto” e o “Kulinarium”, bem como o bar “Bahari”.

Para além destes, os clientes podem ainda desfrutar no edifício principal do restaurante asiático “Yunnan” e do “Maisha”, com esplanada e cozinha internacional.

A oferta de F&B estende-se ao bar com esplanada “Bongo Flava”, ao bar-piscina “Hakuna Matata” e ao snack-bar na praia “Rafiki”.

Na zona exterior, os clientes do hotel têm à disposição cinco piscinas, uma das quais para crianças.

Já na parte do entretenimento, a unidade disponibiliza o clube infantil RiuLand, com uma zona de RiuArt e com uma área de RiuFit. Além disso, os hóspedes podem descontrair na zona de spa junto ao ginásio, bem como praticar desportos aquáticos com a Scuba Caribe.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Homepage

Portugal entre os destinos mais procurados para miniférias dos britânicos nas celebrações do Jubileu da rainha de Inglaterra

Portugal está entre os destinos mais procurados pelos britânicos para os dias de férias em virtude das celebrações do Jubileu do reinado da rainha Isabel II.

Publituris

Com o Jubileu de Platina da rainha Isabel II, em comemoração aos 70 anos de reinado, a aproximar-se (celebrações que decorrem de 2 a 5 de junho), são muitos os britânicos que aproveitam esses dias para umas miniférias.

Portugal aparece na listagem de destinos mais pesquisados pelos britânicos na Europa, segundo indica uma análise da Mabrian que mede o impacto das viagens outbound no Reino Unido.

Segundo a consultora, a recente pesquisa por bilhetes de avião do Reino Unido para destinos como Espanha, Itália, Turquia, Grécia e Portugal, mostra um claro pico na procura no fim de semana que antecede a data das celebrações e feriados, seguido de uma queda em todos os destinos.

Na medição da procura efetuada pela Mabrian, Portugal aparece atrás da Espanha, Itália, Turquia e Grécia. Espanha é a escolha clara de destino para os britânicos que desejam viajar, com 12,09 por milhão de todas as pesquisas efetuadas, seguida de Itália com 5,37, Turquia, Grécia e Portugal com 4,44, 4,30 e 4,16 respetivamente.

Esta procura por estes destinos não está, segundo a Mabrian, estar diretamente ligada aos preços médios dos quartos, com a Itália a revelar o preço médio mais elevado com 133,84€, seguida pela Grécia com 120,65€, Espanha logo atrás com 119,28€, Portugal não muito distante com 118,23€ e Turquia significativamente mais barato com 82,45€.

Carlos Cendra, diretor de Vendas e Marketing da Mabrian, refere na análise que a consultora efetua, que, “normalmente, nesta época do ano, há um aumento constante na procura semana a semana por destinos europeus de sol e praia por parte dos britânicos à medida que as temperaturas ficam mais quentes e a temporada de verão começa adequadamente”.

Contudo, diz o responsável, “o mega feriado de fim de semana deste ano, graças às comemorações do 70.º aniversário da rainha Isabel, criou um impulso pontual na procura, com uma clara preferência dos viajantes em tirar a semana inteira de férias e beneficiar de nove dias em vez de apenas três”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Qatar Airways e Malaysia Airlines reforçam parceria estratégica

Com esta parceria, as duas companhias aéreas acrescentam 34 aos 62 destinos de ‘codeshare’ existentes e algumas experiências melhoradas para os viajantes.

Publituris

A Qatar Airways e a Malaysia Airlines vão avançar com a próxima fase da parceria estratégica, na sequência do anúncio, pela Malaysia Airlines, de um serviço sem escalas de Kuala Lumpur para Doha a partir de 25 de maio.

Assim, os dois parceiros vão ampliar significativamente a cooperação em matéria de codeshares, permitindo aos passageiros viajar pelo mundo e desfrutar de melhores ligações através dos seus principais hubs em Kuala Lumpur e em Doha.

Segundo é avançado em comunicado, “a expansão do codeshare, que acrescenta 34 aos 62 destinos de codeshare existentes, assinala um novo marco na relação de longa data entre as transportadoras nacionais dos dois países e parceiras na oneworld.

Os viajantes do mundo inteiro passam a ter acesso a uma rede combinada muito maior e poderão desfrutar de uma experiência de viagem melhorada nas duas companhias aéreas com um único bilhete, incluindo os processos de check-in, embarque e baggage-check, benefícios para passageiros frequentes e acesso a salas de espera durante toda a viagem.

A partir de 25 de maio de 2022, os clientes que voarem no novo serviço da Malaysia Airlines de Kuala Lumpur para Doha terão acesso a 62 destinos de codeshare dentro da vasta rede da Qatar Airways para o Médio Oriente, África, Europa e América do Norte. Da mesma forma, os clientes da Qatar Airways que viajarem de Doha para Kuala Lumpur podem tirar partido de 34 destinos da Malaysia Airlines, incluindo toda a sua rede doméstica e mercados-chave na Ásia, tais como Singapura, Seul, Hong Kong e a Cidade de Ho Chi Minh, sujeitos a aprovação governamental.

Ao ligar ambas as redes, os parceiros procuram desenvolver Kuala Lumpur como um hub de aviação líder na região do Sudeste Asiático, ligando a Malásia, o Sudeste Asiático, a Austrália e a Nova Zelândia ao Médio Oriente, Europa, Américas e África. Além disso, a Qatar Airways e a Malaysia Airlines aproveitarão sinergias em múltiplas áreas de negócios e desenvolverão produtos inovadores para beneficiar os seus clientes distribuídos por todo o mundo.

A cooperação reforçada incluirá também benefícios de fidelidade recíproca, permitindo que os membros do Qatar Airways Privilege Club ganhem e resgatem pontos “Avios” quando voam na Malaysia Airlines, com benefícios semelhantes para os membros da “Malaysia Airlines Enrich” quando viajam nos serviços da Qatar Airways. Os membros do Privilege Club e do Enrich usufruirão também de uma vasta gama de outras vantagens únicas, em função do estatuto de escalão, tais como acesso gratuito a salas VIP, franquia de bagagem extra, check-in prioritário, embarque prioritário e entrega de bagagem prioritária na Malaysia Airlines e na Qatar Airways.

A parceria estratégica da Malaysia Airlines e da Qatar Airways evoluiu progressivamente a partir de 2001 e foi significativamente ampliada com a assinatura de um Memorando de Entendimento, em fevereiro de 2022, a fim de potenciar os pontos fortes de ambas as redes, proporcionar aos passageiros um acesso robusto a viagens para novos destinos além da rede individual de cada companhia, e, finalmente, liderar as viagens na região da Ásia-Pacífico.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.