Especial| Celebrar o Inverno

Por a 21 de Dezembro de 2018 as 9:52

As temperaturas diminuem mas não são motivo para inibir uma viagem nesta altura do ano. Os mercados de Natal são uma das sugestões.

Nesta altura do ano, as temperaturas arrefecem, mas não arrefece a vontade de viajar. O Inverno traz consigo o misticismo e a magia das noites gélidas, mas também experiências que só se podem desfrutar nesta altura do ano. Eventos que celebram a época festiva que se avizinha ou actividades relacionadas com a neve são algumas das experiências que podem ser vivenciadas.
Um pouco por toda a Europa, a celebração do Natal reflecte-se pelos tradicionais Mercados de Natal. A Alemanha e a Croácia são alguns dos destinos onde estas iniciativas ganham forma e contagiam quem os visita.
A capital da Baviera é conhecida não apenas pela Oktoberfest. A partir do final deste mês de Novembro, Munique recebe o Christkindlmarkt, o mercado de Natal na Marienplatz. Nesta altura do ano, a bebida passa a ser o vinho quente, mas não faltam salsichas grelhadas para provar e doces da época como os biscoitos “Pfeffernüsse” e o bolo “Magenbrot”. O programa das festas inclui música até 24 de Dezembro, desde solistas, coros e bandas. Mas há mais. O Wittelsbacherplatz é um mercado medieval que também pode ser visitado nesta altura do ano.
No antigo leste alemão, Dresden dá vida ao Striezelmarkt, o mais antigo mercado de Natal da Alemanha, mas a cidade tem mais dez mercados de Natal. Este ano, decorre de 28 de Novembro a 24 de Dezembro e aconselha-se provar o bolo de Natal, que aqui se chama “Striezel” e brindar com “Glühwein”, o típico vinho quente. Para ver no destino, destaque para a Frauenkirche (ou Igreja de Nossa Senhora), símbolo da cidade e também de paz, o Residenzschloss (ou Palácio Real), que acolhe vários e muito interessantes museus, ou o animado bairro Äussere Neustadt, o preferido dos artistas.

Christkindlesmarkt

O Christkindlesmarkt é um dos mais conhecidos mercados natalícios da Alemanha e acontece em Nuremberga. Este decorre na praça Hauptmarkt onde se destacam a igreja gótica Frauenkirche (ou de Nossa Senhora) e a fonte Schöner Brunnen, com 40 figuras de pedra e quase 20 metros de altura. Nas 180 barraquinhas, tradicionalmente cobertas com um toldo às riscas vermelhas e brancas, vende-se artesanato, brinquedos, típicas decorações para a árvore de Natal, entre outras.
Também a segunda maior cidade alemã – Hamburgo – tem, a partir de 26 de Novembro, o seu mercado tradicional. A praça da Rathaus recebe cerca de 80 barraquinhas que vendem artesanato em madeira, cerâmica e ourivesaria, por exemplo, feitos por artistas vindos de todo o país. Para as crianças há a Spielzeuggasse, uma zona cheia de brinquedos. Para os mais graúdos há o Santa Pauli, na Reeperbahn, conhecida pelos seus clubes nocturnos. Passamos a explicar, no Natal, mantém-se a tradição e há shows de striptease e leituras de textos eróticos, além de actuações de bandas num ambiente de festa que oficialmente se estende até à uma da manhã. Estes são apenas dois dos 16 mercados de Hamburgo e em todos eles há vinho quente para brindar e especialidades gastronómicas.
Estugarda é conhecida por ter um dos mercados de Natal mais bonitos da Alemanha e um dos mais antigos e maiores da Europa. Ao todo são 290 barraquinhas aprumadas. Com inauguração também a 28 de Novembro, neste mercado as crianças podem fazer os seus próprios biscoitos natalícios ou até velas para oferecer à família. E, claro, há especialidades típicas para provar, como o bolo com frutas “Hutzelbrot”, e concertos para assistir. Na ocasião é possível ficar a conhecer o Palácio Antigo, a Staatsgalerie, com obras desde o século XIV, e o museu Mercedes, que é muito mais do que um espaço dedicado ao automóvel.

Ludwigsburg @benjamin stollenberg

A poucos quilómetros, em Ludwigsburg, realiza-se o Mercado de Natal Barroco, que merece igualmente uma visita, tal como o seu famoso Palácio com 452 divisões e jardins.
Mais a Este, na Croácia, Zagreb apruma-se para receber o Advento. A partir de 1 de Dezembro até 6 de Janeiro, Zagreb recebe os seus mercados de Natal, não fosse o destino ter recebido a distinção de Melhor Mercado de Natal pela European Best Destinations, em 2016, 2017 e 2018. Zrinjevac, Praça da Europa, Praça Jelacic ou na Cidade Alta, seja na Caffe de Matos ou no Miradouro, ou até mesmo na passagem Maric, são alguns dos locais-chaves das celebrações do Advento no destino.

A acrescentar ainda um ringue de patinagem no gelo ou um presépio vivo que completam o vasto leque de actividades. Para aquecer por entre as ruas de Zagreb, fica a sugestão de um vinho quente e um “fritule”, um doce tradicional de Natal.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *