Comunicado da sócia gerente das Sociedades Mania das Viagens, Lda., Sundaygrowing, Lda. e Flying Scorpion

Por a 2 de Novembro de 2016 as 10:43

O Publituris publica na íntegra o comunicado de Patrícia Mendes Paulo, sócia gerente das Sociedades Mania das Viagens, Lda., Sundaygrowing, Lda. e Flying Scorpion, Lda., enviado esta terça-feira, dia 1 de Novembro de 2016, no seguimento das notícias recentes da venda da marca Travelers.

“Na qualidade de sócia gerente das Sociedades Mania das Viagens, Lda., Sundaygrowing, Lda. e Flying Scorpion, Lda., dados os últimos acontecimentos, assim como todos os factos que apurei, serve o presente para esclarecer e informar o seguinte:

1. O Sócio e Gerente Mohamed Fouad Kahil Mohamed, durante vários anos desviou valores monetários das Sociedades, primeiro da Sociedade Mania das Viagens, Lda e depois das Sociedades Sundaygrowing, Lda. e Flying Scorpion, Lda.;

2. Estes valores, tal sócio gerente usou em proveito próprio, liquidando por exemplo o faustoso casamento que fez no Cairo no ano de 2015;

3. Mais, desviou valores para contas situadas no Egipto e no Dubai, onde pessoas com responsabilidades em companhias aéreas beneficiaram e foram pagas, não sabendo para que efeito, com tais valores;

4. Em tal sequência, no ano de 2016 e depois de ter constituído as sociedades Sundaygrowing, Lda. e Flying Scorpion, Lda. o mesmos contratou uma Empresa para dar inicio ao PER da sociedade Mania das Viagens, Lda. – acontece que, desde há dois meses a esta parte, o referido Mohamed Fouad não atende o telefone a ninguém nem liquida as faturas desta Sociedade;

5. Mais, e pior, o mesmo vendeu a marca Travelers, ao Grupo EGO TRAVEL – gerido pela Sociedade Amo Viagens – sendo que tal marca pertence a Sociedade Sundaygrowing, Lda., e não a ele;

6. Note-se que o mesmo usou um documento previamente feito, ludibriando o mercado e todos os agentes nesta operação;

7. Neste momento o Senhor Mohamed Fouad é requisitado por Operadores, Recetivos, Fornecedores e Agências de Viagens, em Portugal, Tunísia, Marrocos, Egipto e outros países, onde enganou e deve valores, arruinando por conseguinte um sem número de Empresas;

8. Deixou de pagar aos trabalhadores, bloqueou-me o acesso aos meus emails pessoais das diferentes Empresas, e agora deixou de atender os telefones.

Assim e por tudo o acima descrito, existem três processo crime a decorrer contra o Senhor Mohamed Fouad, e dará entrada um processo de anulação da venda da marca Travelers, contra o mesmo e contra a EGO TRAVEL, com a correspondente pedido de indemnização.

Patrícia Mendes Paulo “

Um comentário

  1. Isabel

    7 de Novembro de 2016 at 13:19

    Também fomos prejudicados!! Ficou a dever-nos campanhas de publicidade!

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *