Assine já
Destinos

Turismo do Centro e D. Dinis Business School abrem 2.ª edição do curso de Gestão de Turismo

Curso começa a 29 de Janeiro, em Leiria.

Publituris
Destinos

Turismo do Centro e D. Dinis Business School abrem 2.ª edição do curso de Gestão de Turismo

Curso começa a 29 de Janeiro, em Leiria.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Turismo de Portugal lança nova formação gratuita e online para profissionais do setor
Homepage
Turismo motiva fórum internacional promovido pela Presidência Portuguesa do Conselho da União Europeia
Homepage
Nova Formação Executiva de Gestão da Restauração visa capacitar profissionais do setor para o futuro
Homepage
Olimpíadas do Turismo já contam mais de 550 inscrições
Homepage

Castelo de LeiriaA D.Dinis, Business School, em parceria com a Entidade Turismo do Centro Portugal, lança em Janeiro a 2.ª edição da formação executiva Gestão de Turismo para Empresários e Empreendedores.

O programa, de carácter prático, foi pensado para empresários ou empreendedores que pretendam investir num dos sectores de maior potencial em Portugal, que integra o top 20 dos destinos turísticos mais competitivos do mundo. O curso proporciona uma visão integrada de áreas essenciais no turismo: Planeamento, Gestão, Estratégia, Marketing, Finanças, Licenciamentos e Incentivos à Actividade Turística.

A formação executiva visa preparar os participantes para tarefas de criação e gestão de projectos turísticos, focando as especificidades do sector, bem como oportunidades de crescimento e inovação. Gestão de Turismo para Empresários e Empreendedores inicia a 29 de Janeiro, em Leiria, e tem uma duração de 60 horas, em horário pós-laboral. As candidaturas pagas até 29 de Dezembro beneficiam de um desconto de 5% ao abrigo do EARLY BIRD FEE.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Destinos

Turismo europeu permanece resiliente apesar da menor confiança

O mais recente relatório da European Travel Commission revela que o turismo na Europa enfrentou com “sucesso” o verão de 2022. O problema está na incerteza para 2023 que deverá favorecer as viagens de curta distância, apesar de se esperar uma evolução por parte do turismo americano.

De acordo com o último relatório trimestral da European Travel Commission (ETC), o setor do turismo na Europa enfrentou com sucesso outro verão desafiador, com o agravamento da inflação e a escassez de pessoal a ameaçar a recuperação. As companhias aéreas europeias resistiram bem, com volumes de voos de agosto a cair apenas 11% em relação a 2019.

Face a estes números, a ETC admite que se tratam de “dados encorajadores” e que sugerem uma perspectiva “positiva para 2022”, com a região a recuperar cerca de 75% dos volumes de viagens de 2019 no presente ano.

No entanto, o inverno continua ameaçado, pois uma recessão iminente e uma inflação mais alta em toda a Europa “pesarão nos gastos do consumidor e na procura do turismo”, salientando, no entanto, a ETC que esta realidade poderá “atrasar, mas não atrapalhar a recuperação”. A guerra prolongada na Ucrânia e restrições adicionais de viagem para turistas russos em toda a Europa também atrasarão a recuperação na Europa Oriental, refere a ETC.

Luís Araújo, presidente da ETC, refere que “o turismo europeu está a mostrar-se excecionalmente resistente à inflação. Embora a crise do custo de vida esteja a fazer com que muitos mudem a sua abordagem relativamente às viagens, isso não está a diminuir o seu desejo de explorar a Europa”. Luís Araújo salienta ainda que “as viagens de curta distância serão uma tábua de salvação para o setor nos próximos meses, à medida que mais viajantes optarem por viagens mais curtas e próximas. À medida que continuamos a enfrentar os desafios trazidos pela incerteza global, é crucial reconstruir um setor que mantenha a sustentabilidade em mente”, termina.

Menor confiança impulsiona viagens de curta distância
Face à incerteza económica e do aumento da inflação, a ETC prevê que os viajantes preferirão viagens de curta distância, que tendem a ser mais económicas. Em setembro deste ano, a confiança do consumidor na França atingiu uma baixa de nove anos. Tendências semelhantes também foram observadas em outros grandes mercados de origem, como o Reino Unido e a Alemanha.

No geral, o preço das férias será um fator decisivo para as famílias, que se vêm confrontadas com menos rendimento disponível, acreditando a ETC que isso pode ser “benéfico para a Europa”, pois as férias intra-europeias, bem como as viagens domésticas, tendem a ser mais baratas do que as alternativas de longa distância. Atualmente, as viagens de curta distância representam cerca de 72% do total de visitas na Europa e devem crescer em popularidade no restante do ano.

O impacto de um dólar forte
As viagens de longa distância para a Europa ainda estão significativamente deprimidas, prejudicadas por restrições e sentimentos negativos persistentes da Ásia e do Pacífico. O mercado chinês, em particular, mostrou progressos mínimos em direção à recuperação devido ao levantamento mais lento das restrições de viagens.

Contudo, a ETC acredita que “nem tudo está perdido” para viagens de longa distância, já que o turismo transatlântico recebe um impulso dos turistas americanos que beneficiam da força do dólar americano – que valorizou cerca de 20% em relação ao euro no ano passado.

Um dólar forte já provou ser uma “tábua de salvação” para muitos destinos europeus, com os dados mais recentes a mostrarem que três em cada cinco países recuperaram pelo menos 70% dos volumes de viagens dos EUA de 2019 até ao presente ano.

A ETC destaca, de resto, vários destinos que superaram a procura de viagens em 2019, aparecendo a Turquia (+61%) como o destino com maior recuperação, seguida por Portugal (+17%), Lituânia (+7%), Montenegro (+6%) e Polónia (+6%).

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Hotelaria

Selina aposta no segmento de bem-estar através de parceria com o operador Mantra

O grupo pretende elevar o potencial dos retiros de bem-estar no ecossistema da Selina.

O grupo Selina Hospitality PLC. estabeleceu uma parceria com o Mantra, um operador global especializado em retiros, “para elevar o potencial dos retiros de bem-estar no ecossistema da Selina”, como refere em comunicado.

O grupo já conta com 163 locais em 25 países e seis continentes, sendo que agora expande-se nesta área com a criação de uma entidade distinta, “focada unicamente na construção de experiências enriquecedoras de bem-estar”.

O Mantra é conhecido pelos programas em que reúne instrutores de yoga, meditação e movimento com uma experiência culinária, música ao vivo e viagens de um dia “para proporcionar um retiro completo da mente, do corpo e da alma”. No âmbito desta parceria, o Mantra encontra-se a reunir talentos locais ligados ao bem-estar – sejam professores, chefes de cozinha ou músicos – para desenvolver programas personalizados para os vários retiros do Selina.

“O Selina orgulha-se de defender uma marca como a Mantra e de estar na vanguarda desta evolução em experiências globais de viagens e retiros. Vemos a nossa parceria como uma oportunidade para alcançar novos clientes e entrar no mercado do bem-estar, proporcionando aos líderes, professores e instrutores os melhores espaços para levar as suas habilidades e experiências únicas, a pessoas de todo o mundo” afirma Steven O’Hayon, VP de Estratégia Selina.

Antes de estabelecer esta parceria com o Selina, o Mantra tinha já organizado mais de 50 retiros, team-buildings de empresas e festivais em Israel, Grécia, Chipre, Egipto e Sri Lanka, desde a sua fundação em junho de 2020.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Alentejo tem uma nova rota turística sobre o vinho de talha

A Rota do Vinho de Talha vai estar disponível ainda este mês, associando este tipo de vinho ancestral ao território e atrações turísticas de 22 municípios do Alentejo.

O Alentejo vai passar a contar, ainda este mês, com a Rota do Vinho de Talha, uma nova rota turística que associa o ancestral vinho de talha ao território e que passa por um total de 22 municípios alentejanos.

De acordo com a Lusa, a nova rota, nascida de um projeto liderado pela Câmara Municipal da Vidigueira, integra adegas, restaurantes, alojamentos e espaços museológicos de 22 concelhos do Alentejo, num produto turístico que se espera que leve um maior número de turistas à região.

“A ideia é criar um produto turístico que una o Alentejo em torno do vinho da talha e que este ‘chapéu’ promova o território e o património cultural, gastronómico e arqueológico”, afirmou à agência Lusa o presidente da Câmara da Vidigueira, Rui Raposo.

A rota, que surgiu na sequência do trabalho feito pelo município da Vidigueira para candidatar a produção de vinho de talha a Património Cultural Imaterial da Humanidade pela UNESCO, permite “associar o vinho de talha a um projeto turístico” e, ao mesmo tempo, “reforçar a candidatura” deste tipo de ‘néctar’ a Património da Humanidade com “a componente intermunicipal”.

Segundo Rui Raposo, o vinho de talha é um “produto único, muito tradicional e autêntico”, que permite criar “experiências completamente diferentes” relacionadas com “a técnica da produção” e o seu “conceito natural e biológico”.

Para o autarca, existe espaço para valorizar este produto vínico e contrariar “a fama de sazonalidade”, de que “só se bebia em determinada altura do ano, e que não podia ser engarrafado, porque não tinha qualidade”.

“Todas estas questões foram pensadas” quando foi desenvolvido o projeto da rota, disse o autarca, sustentando que a iniciativa vai ajudar a “preservar uma técnica ancestral com 2.000 anos e a desenvolver o território, que tem um produto único e de excelência”.

Além da rota, vai também ser criado um site informação de todos os espaços que integram a iniciativa, de forma a que os visitantes possam definir os seus próprios percursos, assim como “onde quer almoçar, que museu quer visitar, que adega quer conhecer e que vinhos quer provar”.

A par desta possibilidade, vão também ser disponibilizados “cinco ou seis pacotes” com propostas de visitas “já predefinidas”, segundo Rui Raposo, que referiu que a rota e a respetiva página de internet ficam disponíveis este mês.

Além de Vidigueira, integram a rota os concelhos de Aljustrel, Almodôvar, Alvito, Arronches, Borba, Beja, Campo Maior, Cuba, Elvas, Estremoz, Évora, Ferreira do Alentejo, Marvão, Mora, Moura, Mourão, Redondo, Reguengos de Monsaraz, Santiago do Cacém, Serpa e Viana do Alentejo.

O vinho de talha distingue-se essencialmente pelo facto de fermentar de modo ancestral e espontâneo na talha, através do contacto com o barro, ao invés de em cubas, o que lhe confere características únicas.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Prémios Construir’22 nomeiam seis hotéis para melhor empreendimento turístico

As votações para a 15.ª edição dos Prémios Construir’22, que vai decorrer a 21 de novembro, numa cerimónia a ter lugar no Cineteatro Capitólio, em Lisboa, estão abertas até 17 de novembro.

The Editory Riverside Hotel Apolónia (Lisboa), Eurostars Aliados (Porto), Hotel M.OU.CO (Porto), White Shell (Algarve), W Algarve (Algarve) e Pestana Douro Riverside (Porto) são os hotéis nomeados para melhor empreendimento turístico na 15.ª edição dos Prémios Construir’22, que vão ser entregues a 21 de novembro, numa cerimónia a decorrer no Cineteatro Capitólio, em Lisboa.

As votação para escolher os vencedores dos Prémios Construir’22 já se encontram a decorrer online e estão abertas até à próxima quinta-feira, 17 de novembro.

Os hotéis estão nomeados na categoria dedicada ao imobiliário, que vai eleger também o melhor edifício de escritórios, melhor espaço de comércio e serviços, melhor edifício residencial e melhor consultora.

Além da categoria dedicada ao imobiliário, estes prémios, que são entregues pelo jornal Construir anualmente, incluem também categorias dedicadas à arquitetura, engenharia e construção.

No caso da arquitetura, vão ser distinguidos os melhores projetos públicos e privados, assim como o melhor projeto de reabilitação e o melhor atelier, enquanto na categoria engenharia, além dos melhores projetos públicos e privados e do melhor gabinete, vai ser também atribuído um Prémio de Fiscalização e Coordenação e um Prémio de Internacionalização.

Já na categoria construção, vai ser distinguida a melhor construtora, sendo ainda atribuídos os prémios Internacionalização, Cidade e Sustentabilidade.

Os Prémios Construir foram criados com o objetivo de homenagear e celebrar o esforço e talento de empresas e profissionais dos diversos setores da Construção.

As nomeações são realizadas pela equipa do jornal Construir, de acordo com a análise de critérios que passam pelo mérito, técnica, funcionalidade e inovação, e os vencedores são encontrados através da votação dos leitores do jornal, seja na versão digital ou na edição impressa.

Para votar, basta introduzir o endereço de e-mail com que está registado como assinante do Construir e/ou como subscritor da Newsletter do Construir no formulário de votação e escolher entre os vários nomeados.

As votações estão disponíveis aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

MSC Cruzeiros apresentou novidades em roadshow

O roadshow da MSC Cruzeiros “serviu como ponto de partida para a nova temporada” e incluiu a apresentação de “várias novidades”, como os itinerários no Médio Oriente para este inverno, em parceria com a Emirates, os novos navios e a programação para o verão de 2023.

A MSC Cruzeiros apresentou, entre 25 de outubro e 8 de novembro, as novidades para o próximo ano em mais uma edição do roadshow da companhia de cruzeiros, que decorreu presencialmente em Lisboa e Porto, e contou ainda com a realização de quatro webinares.

Num comunicado enviado à imprensa, a companhia de cruzeiros explica que o evento, que passou pelo Porto a 25 de outubro e por Lisboa na passada terça-feira, 8 de novembro, “serviu como ponto de partida para a nova temporada” e incluiu a apresentação de “várias novidades”.

Em destaque no roadshow da MSC Cruzeiros esteve o pacote para este inverno que junta um cruzeiro desde o Dubai no MSC World Europa ou no MSC Opera e no qual a companhia de cruzeiros conta com a parceria da Emirates, que realiza os voos entre Lisboa e o Dubai. Além do cruzeiro e do voo, o pacote da MSC Cruzeiros contempla também transferes.

Durante o roadshow, a MSC Cruzeiros deu também a conhecer os itinerários para o verão de 2023, que já estão disponíveis para reserva e que vão ser assegurados por 21 navios da companhia de cruzeiros, que vão visitar mais de 140 destinos ao longo de todo a época estival, disponibilizando itinerários que vão desde minicruzeiros a viagens com 21 noites.

Mas o principal destaque foi mesmo para os cruzeiros que a companhia vai realizar, em 2023, com partida e chegada a portos nacionais, e que incluem um total de 13 cruzeiros de 10 noites com partidas e chegadas a Lisboa, em junho, julho, agosto, setembro e outubro no MSC Orchestra e duas partidas do Funchal, no MSC Divina, para itinerários de 11 noites.

A MSC Cruzeiros apresentou ainda o MSC World Europa, o primeiro navio da companhia de cruzeiros que é movido a GNL e que vai ser entregue ainda este mês, e que, no próximo verão, vai estar a navegar no Mediterrâneo Ocidental, em itinerários de sete noites.

Tal como o MSC World Europa, também o MSC Seascape foi apresentado durante o roadshow, navio que também será entregue à companhia de cruzeiros ainda este ano e que vai realizar viagens alternadas de sete noites nas Caraíbas partindo de Miami, Flórida (EUA), num itinerário que inclui escala na Ocean Cay MSC Marine Reserve, a ilha particular da MSC Cruzeiros nas Bahamas.

Durante o roadshow, a companhia de cruzeiros apresentou também o seu Novo Modelo de Categorias, em que explicou aos agentes de viagens como vender os itinerários da MSC Cruzeiros.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Condições de venda da TAP “devem começar a preocupar os portugueses”

A presidente do Conselho de Finanças Públicas (CFP), Nazaré Costa Cabral, está preocupada com as condições em que será feita a venda da TAP e com os impactos que a transação possa vir a ter para os contribuintes nacionais.

A presidente do Conselho das Finanças Públicas (CFP), Nazaré Costa Cabral, considera que os portugueses devem preocupar-se com as condições em que será feita a venda da TAP e com os impactos que a transação possa vir a ter para os contribuintes nacionais.

“Penso que são questões que devem começar a preocupar os portugueses, porque a empresa tem um passivo muito grande, é uma empresa que tem dívida financeira e, aliás, alguma dela vai se vencer no próximo ano, portanto é importante ver em que condições essa venda se vai materializar e os impactos que isso possa vir a ter para os contribuintes e para os portugueses”, disse Nazaré Costa Cabral.

De acordo com a responsável, que foi ouvida esta quinta-feira, 10 de novembro, na Comissão de Orçamento e Finanças, no âmbito da discussão na especialidade da proposta de Orçamento do Estado para 2023 (OE2023), mostrou-se preocupada com a intenção de venda da companhia aérea, até porque ainda não são conhecidos quaisquer detalhes sobre o negócio.

“Não sabemos detalhes do que é que se pretende fazer quer na conclusão do processo de reestruturação da TAP, nem em termos de privatização da empresa, mas é evidente que a situação da TAP nos preocupa”, afirmou a presidente do CFP.

Para Nazaré Costa Cabral, a questão está em saber “como é que a empresa vai ser vendida, por que preço, em que condições e a quem”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Marriott International lança nova marca para apartamentos turísticos de luxo

Os Apartments by Marriott Bonvoy pretendem dar resposta à procura que combina viagens de negócios com lazer e vêm diversificar as opções de alojamento da cadeia de hotelaria norte-americana.

A Marriott International lançou uma nova marca para apartamentos turísticos de luxo, os Apartments by Marriott Bonvoy, novidade que pretende dar resposta à procura que combina viagens de negócios com lazer e que vem diversificar as opções de alojamento da cadeia de hotelaria norte-americana.

“Os viajantes que planeiam feiras e viagens de negócios longas procuram, hoje, mais opções de alojamento, e a introdução dos Apartments by Marriott Bonvoy responde a essas tendências, oferecendo um produto premium apoiado pela nossa marca e plataforma de distribuição”, afirma Stephanie Linnartz, presidente da Marriott International

Os Apartments by Marriott Bonvoy vão direcionar-se a um segmento de luxo e superior, diferenciando-se das demais marcas da Marriott International pela decoração e design, uma vez que vão ter inspiração dos locais onde estão inseridos, respondendo aos clientes que procuram alojamento mais espaçoso e com serviços residenciais.

De acordo com informação publicada no site da cadeia de hotelaria, os Apartments by Marriott Bonvoy não vão, contudo, disponibilizar alguns dos serviços típicos da hotelaria, como restauração e bebidas, salas de reuniões ou lojas, contando com um design semelhante ao das marcas Autograph Collection e Tribute Portfolio.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Viagens Tempo promovem últimos lugares para réveillon na Madeira

Programa das Viagens Tempo inclui quatro noites de alojamento em hotel de quatro estrelas, em Meia Pensão e com jantar de réveillon, assim como partida a 29 e 30 de dezembro, em voos TAP. Os preços começam nos 1.030 euros.

As Viagens Tempo estão a promover os últimos lugares para o réveillon na Madeira, que inclui quatro noites de alojamento no destino e cujas partidas estão previstas para 29 e 30 de dezembro. Os preços começam nos 1.030 euros por pessoa.

A proposta do operador turístico para o réveillon na Madeira prevê alojamento no hotel de quatro estrelas Pestana Village, em meia pensão, e inclui também o jantar de gala de réveillon na noite de 31 de dezembro.

O programa das Viagens Tempo para o réveillon na Madeira contempla voos de ida e volta pela TAP, assim como transferes e taxas aeroportuárias, além de internet no hotel e acesso gratuito às piscinas, sauna, banho turco, jacuzzi e ginásio.

Mais informações no site das Viagens Tempo.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Budget Surf
Transportes

Rent-a-car adquiriu 2.619 veículos em outubro

O setor do rent-a-car adquiriu, em outubro, mais 24,2% de viaturas que em igual mês do ano passado, apesar da escassez de veículos disponíveis para aquisição, devido à crise dos semicondutores.

O setor do rent-a-car adquiriu 2.619 veículos em outubro, entre viaturas ligeiras de passageiros, comerciais ligeiros, motos e pesados, número que representa um aumento de 24,2% face a igual mês do ano passado, quando tinham sido adquiridas 2.107 viaturas pelas empresas de rent-a-car, de acordo com a ARAC – Associação Nacional dos Locadores de Veículos.

No que diz respeito ao número de veículos ligeiros de passageiros, os mais solicitados a nível turístico, a ARAC, que representa 96% das empresas de rent-a-car que operam em Portugal, revela que as empresas suas associadas adquiriram um total de 2.264 unidades.

Apesar do aumento na aquisição de veículos face a período homólogo do ano passado, a ARAC diz que se tem “verificado no corrente ano uma quebra significativa do número de viaturas adquiridas pelas empresas de rent-a-car e rent-a-cargo face ao ano anterior e sobretudo face ao ano de 2019 (ano pré-crise pandémica)”.

A ARAC explica a descida de aquisições com o facto de as cadeias de produção dos construtores de veículos automóveis continuarem “longe dos níveis pré-pandemia, pois as fábricas continuam a ter falta de semicondutores para incorporação nos veículos, existindo atualmente milhares de automóveis produzidos parqueados à espera do fornecimento de semicondutores”.

Os Açores e a Madeira são, segundo a ARAC, as regiões do país onde existe maior escassez de viaturas disponíveis no rent-a-car, seguindo-se as principais “zonas de forte impacto turístico” nacionais, concretamente o Algarve, Porto e Lisboa.

A aquisição de viaturas abrangeu “os segmentos A, B e C”, que representaram, em outubro, a maioria das aquisições efetuadas pelas empresas de rent-a-car, setor que tem, atualmente, no turismo cerca de 60% do seu volume de negócios.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

.

Destinos

Embratur lança nova campanha de promoção turística na Europa

Sob o mote “Brasil. É mais, muito mais do que você imagina.”, a campanha da Embratur vai estar em vigor na Europa até final de novembro e apresenta o Brasil como o melhor destino de natureza, ecoturismo e sol e praia.

Publituris

A Embratur – Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo lançou uma nova campanha de promoção turística que convida os turistas europeus a visitarem o Brasil no próximo verão, sob o mote “Brasil. É mais, muito mais do que você imagina.”.

A nova campanha da Embratur arrancou em outubro e vai estar em vigor até ao final de novembro, apresentando os destinos brasileiros segmentados por três nichos de turismo: praia e sol, natureza e ecoturismo, cultura e hospitalidade.

“Vamos aproveitar a grande retomada do turismo mundial para consolidar o Brasil como melhor destino de natureza, ecoturismo e sol e praia. E vamos fazer isso enaltecendo a nossa cultura, diversidade e hospitalidade para os europeus”, explica Silvio Nascimento, presidente da Embratur, citado num comunicado enviado à imprensa.

A nova campanha de promoção turística do Brasil conta com peças publicitárias para televisão, outdoors digitais, redes sociais, sites do trade turístico, sites de busca, revistas e taxidoors.

A campanha inclui também vídeos especiais pensados para a internet e que ensinam aos turistas um pouco mais sobre o Brasil e o povo brasileiro, nomeadamente sobre as expressões que os brasileiros tipicamente usam, além de materiais dedicados aos nómadas digitais e a investidores interessados em adquirir visto de residência permanente no Brasil.

“A inspiração para estes vídeos nasce da grande diversidade de destinos que o país oferece e da vontade de apresentar uma surpreendente variedade de opções turísticas existentes nos seus 6 diferentes biomas e nos quase oito mil quilómetros de praias. São tantos destinos turísticos que é impossível saber exatamente o que esperar do Brasil”, acrescenta a Embratur.

A nova campanha de promoção turística do Brasil já está disponível para visualização através do canal de Youtube da Embratur.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.