Assine já
Homepage

MSC Meraviglia já tem reservas disponíveis

O mais inovador navio de última geração da MSC Cruzeiros fará a sua temporada inaugural no Mediterrâneo.

 

Publituris
Homepage

MSC Meraviglia já tem reservas disponíveis

O mais inovador navio de última geração da MSC Cruzeiros fará a sua temporada inaugural no Mediterrâneo.

 

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Programa de fidelização da Emirates lança aplicação para ajudar a acumular milhas
Homepage
Lisboa vai ter nova ligação aérea para Kyiv
Homepage
Grupo SATA reforça ligações inter-ilhas, mas não só
Homepage
FlixBus retoma gradualmente atividade
Homepage

Será possível encontrar aqui a página dedicada às reservas para a melhor experiência de férias, facilitando a visualização e selecção dos 12 tipos de camarotes disponíveis.

Gianni Onorato, CEO da MSC Cruises, afirmou que: “A abertura destas reservas marca um momento decisivo no plano de expansão da MSC Cruzeiros, especialmente considerando que o cruzeiro inaugural do MSC Meraviglia acontecerá daqui a dois anos. O MSC Meraviglia é uma verdadeira maravilha marítima e será um dos navios mais seguros e amigos do ambiente na indústria, bem como um dos mais avançados tecnologicamente. Estamos muito entusiasmados por podermos oferecer aos membros MSC Club a reserva em primeira mão, e com tanta antecedência, desta distintiva experiência de férias, mais uma maneira que temos de disponibilizar o nosso melhor serviço. Este navio é perfeito para realizar cruzeiros todo o ano em todos os destinos, em qualquer parte do mundo, com um estilo e conforto maravilhoso. A procura que temos verificado relativamente aos nossos produtos traduz a ansiedade com que os clientes aguardam pelo MSC Meraviglia.”

O MSC Meraviglia será o maior e mais inovador navio de cruzeiro alguma vez construído por uma companhia de cruzeiros mundial, sediada na Europa. O navio de última geração transportará5,700 passageiros e terá 167,600 toneladas de arqueação bruta – com data prevista de entrega em Maio de 2017 – e estará a navegar pelo Mediterrâneo Ocidental no seu primeiro Verão, sendo o primeiro a disponibilizar três portos de embarque: Génova, Marselha e Barcelona. O MSC Meraviglia será perfeitamente capaz de fazer escala em todos os portos do mundo, o que significa que passageiros de mais de 150 países onde a MSC Cruzeiros opera terão agora a oportunidade de explorar ainda mais os melhores destinos.

O MSC Meraviglia será um navio cheio de avanços tecnológicos de última geração e terá disponível uma vasta gama de serviços como a tecnologia ‘Near Field Communication’ para aplicações móveis e o uso de equipamentos inteligentes por todo o navio, permitindo assim aos passageiros interagirem com o navio e com a comunidade a bordo ou selecionar um plano das suas actividades. Esta tecnologia permitirá aos passageiros realizar pagamentos, aceder aos seus camarotes ou localizar as crianças, amigos e locais a bordo usando apenas o seu cruise card ou smartphone. Outra característica será a introdução de um ecrã de LED com 480 metros quadrados, que forma todo o tecto do promenade interior do navio. Como um céu digital, estas imagens serão um conjunto de paisagens e vistas, incluindo espectáculos agendados – criando uma variedade de ambientes a toda a hora.

Entre as múltiplas inovações do navio, a companhia apresenta agora também os novos camarotes, que vêm reforçar o cuidado e a atenção para com os seus passageiros, com os novos camarotes Família, Super Família, as Suites Duplex e uma área aumentada do MSC Yacht Club, um espaço de luxo exclusivo e independente na prestigiada proa com um vasto solário e um restaurante e lounge privados. Estes espaços serão equipados com extraordinárias particularidades que os tornará ideais para viagens em qualquer altura do ano, incluindo variadíssimas opções para refeições e escolhas de entretenimento, deslumbrantes espaços panorâmicos, um enorme teatro e um magnífico parque de diversões que dá acesso a um parque aquático ao ar livre, bem como um promenade interior de três andares.

Existem também uma grande variedade de opções de entretenimento para todos ao longo do dia, desde música, jogos e outras actividades, sem esquecer os pais e os seu pequenos – com parcerias com as marcas globais Lego e Chicco que fortalecem o compromisso que a companhia tem em criar férias inesquecíveis para famílias e as suas crianças. A MSC Cruzeiros trabalha no sentido de proporcionar uma marcante experiência de cruzeiro aos seus passageiros durante as suas férias a bordo da frota da companhia. Para tal, a MSC Cruzeiros oferece um rico e variado programa de espectáculos, impressionantes actuações teatrais ao estilo da Broadway e Las-Vegas, música ao vivo e uma vida noturna que permite dançar até madrugada.

MSC Meraviglia é o primeiro de dois navios idênticos encomendados à STX France, o segundo dos quais será entregue em 2019. Para além disso, a MSC Cruzeiros tem opção para mais dois projectos de navios Vista que serão entregues em 2022.

Gastronomia de qualidade é um importante e inesquecível ponto de todos os cruzeiros MSC, com uma vasta gama de opções de criar água na boca e com escolhas que variam entre um jantar formal num dos muitos e deliciosos restaurantes ou um extenso buffet e secções dedicadas para satisfazer todos os gostos, preparados na hora por Chefs altamente qualificados. Como alternativa, foi estabelecida outra recente parceria com o restaurante italiano Eataly, promovendo a junção da gastronomia de alta qualidade com a melhor cozinha italiana, baseada em ingredientes excepcionais, à rica oferta gastronómica mediterrânica e internacional.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Alojamento

AL: GuestReady registou mais de 65 mil reservas nas propriedades que gere em Portugal

Em 2022, a GuestReady registou mais de 65 mil reservas, nas 1.100 propriedades de alojamento local que gere em Portugal. A maioria da procura chegou dos franceses, espanhóis e portugueses, mas o interesse dos norte-americanos continua a crescer e já representam quase 10% do total de reservas recebidas pela empresa no ano passado.

A GuestReady fechou o ano de 2022 com 65 mil reservas feitas em Portugal nas mais de 1.100 propriedades de alojamento local que que gere de norte a sul do país e também no arquipélago da Madeira.

A nível global, e no período em análise, nos sete países onde está presente, a GuestReady recebeu quase meio milhão de hóspedes e gerou mais de 90 milhões de dólares para os seus proprietários.

Entretanto, os objetivos para Portugal em 2023 já estão definidos destaca a empresa em nota de imprensa, e passam pelo aumento do portefólio de propriedades geridas em território nacional em 70% e, em paralelo, continuar a apostar na melhoria dos serviços para os hóspedes e na formação da equipa.

“Este foi um ano com ótimos resultados e atingimos grandes objetivos, incluindo a nossa a chegada ao arquipélago da Madeira,” explica Rui Silva, diretor geral da GuestReady em Portugal. “Em 2023 queremos consolidar ainda mais a nossa presença no mercado nacional com um crescimento sustentável do nosso portefólio”, disse.

Para a GuestReady, o verão foi o período de maior procura, com a taxa de ocupação mais alta a registar-se em agosto – mês com uma média de ocupação superior a 94%. Ao longo do ano, a empresa refere ainda que a maioria dos hóspedes escolhe viajar ao fim-de-semana, com chegada à sexta-feira e partida ao domingo ou segunda. Em 2022, a estadia média foi de 3,8 dias, com mais de 90% dos viajantes a optar por viajar sem crianças (menores de 12 anos).

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

IPDAL assinala 17º aniversário e promete continuar a fazer “pontes” entre Portugal, América Latina e Caraíbas

O IPDAL – Instituto para a Promoção da América Latina e Caraíbas assinalou o seu 17º aniversário esta quarta-feira, em Lisboa, em ambiente de festa. Na ocasião, o seu presidente, Paulo Neves, garantiu que a organização vai continuar a fazer “pontes” entre Portugal, América Latina e Caraíbas.

Na sua intervenção, Paulo Neves sublinhou a atenção que o Ministério português dos Negócios Estrangeiros tem dado àquelas duas regiões do mundo que o IPDAL representa no sentido de fomentar a cooperação.

O IPDAL, segundo o responsável, também colabora numa reflexão sobre a estratégia da política externa portuguesa, dando como exemplo uma reunião realizada no passado mês de setembro em Cascais, cujo documento das sugestões, sobre esta matéria, será entregue ao Governo.

O presidente do IPDAL lembrou que o objetivo desta organização é fazer a promoção da América Latina e das Caraíbas em Portugal, nos mais diversos setores, incluindo o turismo, mas também vice-versa. Assegurou que “vamos continuar a trabalhar muito para promover essas regiões e os países individualmente, aqui em Portugal”, recordando, nomeadamente, a realização do Fórum Empresarial Iberoamericano com vista a aproximar as empresas portuguesas à América Latina, bem como o Fórum do Turismo, a reunião da América Latina com a CPLP, a presença na BTL, e a organização de visitas a regiões do país e a instituições com os embaixadores, sempre com o objetivo de “fazer ‘pontes’ entre Portugal, a América Latina e as Caraíbas”, disse.

Paulo Neves prometeu que “vamos continuar a ter muita ambição e vamos fazer aquilo que, exatamente, aquilo que sabemos fazer e gostamos, fazer ‘pontes’ e pôr Portugal no mapa e o mapa em Portugal”.

A cerimónia de celebração dos 17 anos do IPDAL contou com presenças do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Francisco André, membros do corpo diplomático acreditado em Portugal, com destaque para os da América Latina e Caraíbas, responsáveis do setor do turismo, outras entidades portuguesas, parceiros e amigos do Instituto.

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Destinos

Gastos com cartões estrangeiros em Portugal aumentam 69% face a 2019. No alojamento crescem 30%

Os números avançados pela SIBS relativamente aos gastos com cartões de pagamento estrangeiros em Portugal, em 2022, indicam uma clara subida em valor e volume. A subida no alojamento foi superior a 30% e na restauração de 74%.

De acordo com a SIBS, o número de transações anuais com cartões estrangeiros em Portugal mais do que duplicou, em 2022, em comparação com 2021, totalizando quase 126 milhões de transações, correspondendo a +106,5% face a 2021 e mais 68,9% em comparação com 2019.

Já quanto ao volume total de compras que se cifrou nos 5.598 milhões de euros, a SIBS indica que ficou 92,9% acima do registado em 2021 e mais 36,1% face ao ano de 2019.

Contudo, valor médio de transação baixou relativamente aos outros dois anos em análise, com a comparação com 2021 a indicar uma quebra de 6,6%, enquanto face a 2019 essa descida foi de 8,8%.

As transações em compras com cartões bancários estrangeiros, em 2022, ficaram marcadas por dois aspetos, já que, com exceção de janeiro, em todos os outros meses foram registados máximos absolutos. Em comparação com os meses homólogos de 2019, janeiro foi o que registou menores ganhos. Um segundo aspeto apontado pela SIBS refere que, a partir do 2.º trimestre a utilização de cartões bancários para compras aumentou mais de 70% relativamente ao meses homólogos de 2019.

No global, a distribuição regional das transações não foi equitativa, indicando a SIBS que a Área Metropolitana de Lisboa concentrou mais de 40% do total de transações; o Algarve e a Região Norte ficaram numa posição intermédia, cada uma com cerca de 20% do valor total; e os Açores e o Alentejo foram as regiões com menor número de transações, ambas abaixo dos 3%.

Globalmente, a distribuição das transações por mercado de origem assume uma evidente hierarquização, com a liderança a ser partilhada pelo Reino Unido e pela França com quotas próximas dos 15%. Espanha ocupa a posição seguinte, com uma quota de 11%; os EUA ultrapassaram, ainda que muito ligeiramente, a Alemanha, ocupando respetivamente o 4.º e 5.º lugares entre os principais mercados emissores.

Tal como nas transações, a distribuição regional dos consumos não foi equitativa, tendo a Área Metropolitana de Lisboa concentrado perto de 40% dos gastos totais; o Algarve, com 24%, e a Região Norte, com 19%, ficaram em posições intermédias. Já os Açores e o Alentejo foram as regiões com menores valores gastos, ficando ambas as regiões entre os 2,5% e os 3,5%.

A distribuição dos consumos, por mercado de origem, também evidencia uma clara hierarquização com o Reino Unido e a França ocupam as posições cimeiras, com quotas a rondar os 15%; os EUA posicionaram-se em 3.º lugar, como líderes destacados entre os mercados intercontinentais, com 11%. Alemanha e Espanha, apesar de aumentarem as suas quotas face a anos anteriores, são ultrapassadas pelos EUA.

O gasto médio em compras com cartões bancários estrangeiros em 2022 reforçou a tendência de “diminuição já verificada em anos anteriores”, sendo o valor mais reduzido desde 2019. “Na origem desta tendência e do crescimento significativo do número de operações está a generalização do uso do cartão bancário como meio de pagamento mais utilizado, mesmo para despesas mais correntes e de baixo valor”, refere a SIBS.

A distribuição regional dos gastos médios, tal como os outros indicadores, também mostrou diferenças. Os Açores e o Algarve apresentam o valor médio por compra mais elevado, superior a 50€; o Alentejo, a Região Centro e a Madeira ficaram em posições intermédias, com montantes entre 45 e 50€; a Área Metropolitana de Lisboa registou o valor médio por compra mais baixo, pouco acima dos 40€.

A distribuição dos gastos médios, por mercado de origem, ao contrário dos outros indicadores, mostra um relativo equilíbrio, com os EUA a posicionaram-se como líderes absolutos, com um gasto médio próximo dos 60€; seguem-se França, Reino Unido e Alemanha, com valores pouco acima de 40€.

Gastos em alojamento a crescer a partir do 2.º trimestre
Em 2022, os gastos em compras com cartões bancários estrangeiros no alojamento foram sempre crescentes até agosto, mês em que foi atingido o valor máximo.

Os dados da SIBS mostram um valor acumulado, em 2022, de 1,526 milhões de euros, comparando com os 1.166 milhões de 2019, representando, assim, uma evolução de mais de 30%, enquanto com o ano de 2022 (580 milhões de euros), esse crescimento cifra-se acima dos 160%.

Comparando com os meses homólogos de 2019, registaram-se ganhos relativos a partir do início do 2.º trimestre. Os meses de julho e agosto apresentaram ganhos relativos quase 50% superiores face aos meses homólogos de 2019.

A distribuição relativa dos gastos em alojamento, por região, evidencia, mais uma vez, uma marcada hierarquia entre regiões, com a Área Metropolitana de Lisboa a representar quase 40% dos gastos; o Algarve conquistou a 2.ª posição, com uma quota de 27%; os Açores (4%) e o Alentejo (2%) foram as regiões com menores gastos relativos em serviços de alojamento.

A distribuição dos consumos em alojamento, por mercado emissor, evidencia uma liderança partilhada pelos EUA e Reino Unido que superam claramente os maiores mercados europeus.

Neste ponto, tal como na globalidade da análise da SIBS, o valor médio gasto desce face a 2019, passando de 172,8 euros para 153,6 euros.

Já na restauração, os gastos em compras com cartões bancários estrangeiros foram, em 2022, sempre crescentes até ao mês de agosto, altura em que foi atingido o valor máximo.

No acumulado do ano 2022, a SIBS indica um valor de 1.685 milhões de euros, o que compara com os 688,5 milhões de 2021 e com os 965,5 milhões de 2019.

Comparando com os meses homólogos de 2019, registaram-se ganhos relativos logo desde o início do ano. Em todos os meses do 2.º semestre, os ganhos relativos tiveram aumentos pelo menos 75% superiores face aos meses homólogos de 2019.

Quanto ao valor médio por compra, esta cifrou-se nos 30,3 euros, enquanto em 2021 estava nos 32,3 euros e, em 2019, nos 36,6 euros.

A distribuição relativa dos gastos em restauração, por região, evidencia uma forte hierarquia entre regiões, com a Área Metropolitana de Lisboa representou cerca de 44% dos gastos; o Algarve ocupou a 2.ª posição, com 26%; os Açores (2,5%) e o Alentejo (2%) foram as regiões com menores gastos relativos em serviços de restauração.

Quanto à distribuição dos consumos por mercado emissor evidencia uma liderança destacada do Reino Unido, secundado pela França e pelos Estados Unidos da América que superam Espanha e Alemanha.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Destinos

Marina de Vilamoura recebe certificação 5 Gold Anchor Platinum da TYHA

A Marina de Vilamoura acaba de receber a certificação 5 Gold Anchor Platinum acreditada pela The Yacht Harbour Association (TIHA).

Torna-se, assim, na primeira marina em Portugal a ostentar a mais alta distinção desta mais antiga associação da indústria, e permite que o nosso país entre para o Top 10 mundial.

São apenas 10 as marinas/portos de recreio, a nível mundial, a hastear a certificação e, agora, Portugal faz parte deste ranking de marinas que se distinguem por receber clientes de elevada exigência e que esperam os mais altos níveis de instalações, infraestruturas e serviço ao cliente.

Para alcançar a distinção foi necessário garantir alguns princípios diferenciadores onde se inclui uma avaliação da ambiência da marina baseada em design de construção, instalações, acessórios e outras características de primeira classe; atendimento ao cliente através de uma equipa de concierge dedicada que atende a todas as necessidades dos proprietários, convidados e tripulação; e instalações de qualidade, proporcionando uma experiência de luxo para os clientes.

Isolete Correia, administradora da Vilamoura World, entidade master developer que tem por objetivo liderar e promover Vilamoura, comenta que “esta certificação reflete o nível de oferta e a qualidade das infraestruturas, bem como o trabalho constante e dedicação de toda a equipa envolvida, cujo esforço está inteiramente focado na prestação de serviços de excelência”.

Refira-se que, entre 2015 e 2017, a Marina de Vilamoura foi eleita, entre todas as marinas classificadas com 5 Âncoras, a melhor marina internacional do ano e, por ser galardoada em três anos consecutivos, em 2017 foi-lhe atribuída a respetiva distinção: prémio “International Marina of Distinction 2015-2017”. Em 2019 foi novamente distinguida com prémio de melhor marina internacional do ano e nomeada como a Melhor do Mundo em 2021 e mais recentemente, em setembro de 2022, foi eleita a Melhor Marina Internacional, no Southampton International Boat Show.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Free Stock photos by Vecteezy
Alojamento

Investimento em programas de gestão ambiental em unidades de alojamento traz benefícios económicos e de satisfação do cliente

77,9% dos gestores consideram que um alojamento ambientalmente sustentável é importante ou muito importante, no âmbito do desenvolvimento da sua atividade.

Um estudo realizado pela Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH) em parceria com a Divisão de Consultoria Estratégica em Turismo da Portugal Green Travel e com o apoio do Serviço de Saúde Ocupacional do Instituto Politécnico de Coimbra, revelou que o investimento em programas de gestão ambiental por parte de gestores de Unidades de Alojamento tem benefícios económicos e aumenta a satisfação global do cliente.

Este estudo sugere também que o investimento “é rentável a vários níveis, como na melhoria da imagem e reputação do alojamento, melhoria da experiência do cliente e aumento da procura”.

Para a realização deste estudo, foi considera uma amostra de 109 gestores de Unidades de Alojamento, através de um questionário online. Variáveis como a perceção sobre programas ambientais e práticas de gestão ambiental aplicadas a Unidades de Alojamento, intenção comportamental dos colaboradores e comportamento ecológico foram consideradas para o desenvolvimento desta pesquisa.

Os resultados deste estudo indicam que os gestores valorizam e reconhecem a importância da adoção de práticas ambientalmente sustentáveis para a sustentabilidade financeira. 77,9% dos gestores consideram que um alojamento ambientalmente sustentável é importante ou muito importante, no âmbito do desenvolvimento da sua atividade.

Segundo Ana Beatriz Sousa, aluna da ESTGOH e uma das autoras do estudo, “este estudo confirma o que já sabíamos: que o investimento em programas de gestão ambiental é rentável a vários níveis e que é importante que as Unidades de Alojamento continuem a investir nestas práticas para garantir um futuro mais sustentável.”

Hugo Teixeira Francisco, co-fundador e Chief Marketing Officer da Portugal Green Travel afirma que “há ainda falta de análise de mercado no que toca ao resultado operacional da aplicação de estratégia de sustentabilidade nas unidades de alojamento em Portugal. A recente parceria com a ESTGOH permite criar intelligence no sector, criando métricas e KPI´s fácies de interpretar pelos empresários, que em complemento com o Travel BI do Turismo de Portugal e o Observatório do Turismo Sustentável do Centro de Portugal permitem uma análise mais profunda do resultado do setor.”

Os resultados deste estudo são uma chamada de atenção para as Unidades de Alojamento a investir em práticas ambientalmente sustentáveis e a sensibilizar os clientes para esta questão. A indústria deve liderar o caminho e lançar tendências na luta contra as mudanças climáticas e preservação do meio ambiente, devendo abraçar o investimento em programas de gestão ambiental.

A Portugal Green Travel enquanto agente de operação turística que prioriza a sustentabilidade ambiental no desenvolvimento das suas atividades, tem vindo a apostar na estreita relação com a academia e, em particular, com o Instituto Politécnico de Coimbra e com a ESTGOH. Estas três entidades acreditam que esta é uma parceria win-win que potencia a troca e desenvolvimento de conhecimentos imperativos para o desenvolvimento do setor turístico.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Viajar Tours promove novas ações de formação a agentes de viagens

O operador turístico Viajar Tours promove, em 16 cidades de Portugal continental, novas ações de formação para agentes de viagens, regressando à forma presencial, entre 15 de fevereiro e 14 de março.

As formações, que contarão com a presença dos hotéis Iberostar e da cadeia hoteleira italiana Mangia’s, irão incidir sobre os destinos charter Viajar Tours para o verão 2023 – Saïdia, Monastir, Djerba, Sardenha, e os recentemente confirmados Creta e Antalya, duas operações que terão saída de Lisboa e que estarão muito brevemente disponíveis para reserva em viajartours.pt, indica nota do operador turístico, que acrescenta que as inscrições podem ser efetuadas em https://forms.gle/3gDuuXuEPw2AmwHa7.

Estas ações decorrerão no Porto (15 fevereiro às 15h e 19h), Braga (16 fevereiro às 10h), Guimarães (16 fevereiro às 19h), Lisboa (22 fevereiro às 15h e 19h), Setúbal (23 fevereiro às 19h), Évora (24 fevereiro às 15h), Coimbra (27 fevereiro às 19h), Leiria (28 fevereiro às 19h).

Para março estão agendadas em Castelo Branco (6 março às 10h), Viseu (6 março às 19h), Mirandela (7 março às 10h), Vila Real (7 março às 19h), Viana do Castelo (8 março às 19h), Aveiro (9 março às 19h), Portimão (14 março às 10h) e Faro (14 março às 19h).

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Transportes

Voos internos em Cabo Verde com aumento homólogo superior a 33% em dezembro

Os voos domésticos em Cabo Verde movimentaram quase 24.100 passageiros em dezembro, um aumento homólogo superior a 33%, segundo dados da Agência de Aviação Civil (AAC).

De acordo com informação da agência que regula o setor em Cabo Verde, em dezembro registou-se um movimento global de 48.188 passageiros em voos domésticos, em embarques e desembarques, nos quatro aeroportos internacionais e três aeródromos do país. Como cada passageiro é contado no embarque e no desembarque (aeroportos diferentes), trata-se de um movimento equivalente a 24.094 passageiros em voos domésticos num mês.

Este movimento compara com os 36.073 passageiros em dezembro de 2021 (+33,6%), período ainda afetado pelas restrições impostas face à covid-19, e com o recorde (desde o início da pandemia) de quase 30.000 em agosto de 2022.

Em dezembro de 2019, antes da pandemia de covid-19, 71.425 passageiros foram transportados nos voos domésticos no arquipélago.

No mês passado foram contabilizados ainda 902 voos domésticos em Cabo Verde, contra os 707 em dezembro de 2021.

Os voos domésticos eram operados desde 17 de maio de 2021 apenas pela angolana BestFly, em regime de concessão emergencial de seis meses atribuída pelo Governo cabo-verdiano. A partir de 24 de outubro, a BestFly passou a operar apenas com a Transportes Interilhas de Cabo Verde (TICV, companhia que adquiriu em julho de 2021), terminando o regime de concessão emergencial.

O grupo angolano BestFly comprou há mais de um ano 70% do capital social da TICV aos espanhóis da Binter, ficando os restantes 30% com o Estado cabo-verdiano, e concentrou as ligações aéreas domésticas apenas na TICV, que não operava voos comerciais desde 16 de maio de 2021.

Em 2020, os voos domésticos em Cabo Verde, operados então apenas pela TICV, movimentaram cerca de 125 mil passageiros, menos 286 mil (-230%) face ao ano anterior, face às restrições impostas pela pandemia de covid-19, e em 2021 subiu para 143.876 passageiros.

Os passageiros das ligações aéreas domésticas em Cabo Verde atingiram em 2017 o recorde de quase 465 mil (movimento total de 929.595 embarques e desembarques), com mais de 10.200 voos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

‘Metro Art’ é nova atração turística de Banguecoque

Chama-se ‘Metro Art’ a nova atração turística da capital tailandesa, um espaço de arte e criatividade, que acaba de ser inaugurado.

Localizado na estação de metro MRT Phahon Yothin, a nova atração turística de Banguecoque ocupa uma área de 1.000 metros quadrados, está aberta entre as 07h00 e as 21h00, e é de entrada gratuita.

O projeto Metro Art resulta de um investimento de mais de 30 milhões de Baht (mais de 842 mil euros) e foi desenvolvido pela Bangkok Expressway, Metro Public Company Limited e Bangkok Metro Networks Limites (BMN), apoiado pela TAT para se tornar num novo local atrativo para os turistas e residentes que apreciam arte e criatividade.

Ao longo de 2023, o Metro Art vai ser palco de vários eventos, desde exposições mensais de arte moderna e clássica de artistas famosos, bem como apresentações regulares de música ao vivo. O espaço conta ainda com um Art Learning Center, em colaboração com a International Watercolor Society Thailand, no qual os visitantes podem aprender vários tipos de arte; uma galeria e loja para venda de obras de arte; um espaço de pintura; e um mercado de arte.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Aviação

Prejuízos da Boeing aumentam 17,44 % em 2022

Com prejuízos há quatro anos, a subida de 7% na faturação, para mais de 66 mil milhões de dólares (cerca de 60 mil milhões de euros) não foi suficiente para a Boeing sair da zona vermelha nos que diz respeito aos prejuízos.

A Boeing anunciou que no exercício de 2022 aumentou os prejuízos em 17,44% para 4.935 milhões de dólares (cerca de 4.531 milhões de euros).

O construtor aeronáutico norte-americano mantém os prejuízos há quatro anos, primeiro com os problemas nos aviões 737 MAX, depois com a crise económica causada pela pandemia de covid-19, que ainda afeta a empresa, já que hesitou em aumentar a produção à espera que a cadeia de fornecimento estivesse estabilizada.

Em comunicado, a empresa revela que teve uma faturação anual acumulada de 66.608 milhões de dólares, mais 7% em relação a 2021.

O presidente executivo da Boeing, Dave Calhoun, considerou que 2022 foi um “ano importante” na recuperação da empresa.

“A procura em toda a nossa carteira é sólida e seguimos focados em impulsionar a estabilidade nas nossas operações e na cadeia de fornecimento para cumprir os nossos compromissos em 2023 e nos anos seguintes”, acrescentou.

A companhia está a produzir 31 aparelhos do modelo 737 por mês e conta aumentar essa produção para 50 unidades mensais em 2025 e 2026.

No quarto trimestre, o mais seguido pelos analistas de Wall Street, a companhia teve perdas de 634 milhões de dólares (581 milhões de euros), o que representa uma redução de 84,69% em relação ao mesmo período de 2021.

As receitas entre outubro e dezembro alcançaram 19.980 milhões de dólares, mais 35,06% em comparação com o mesmo período do ano anterior.

Os resultados não foram bem recebidos na bolsa e as ações da Boeing recuavam 2,35% nas operações eletrónicas antes da abertura de Wall Street.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Agenda

“Food Needs Design? Design Needs Food?” é tema de mesa-redonda sobre turismo na Universidade Europeia

A Universidade Europeia promove, de fevereiro a maio, um ciclo de mesas-redondas, sendo que a primeira sessão terá como tema “Food Needs Design? Design Needs Food?” e decorrerá no dia 7 deste mês, entre as 10.00 e as 13.00.

Em parceria com o The FORK Organization, o evento conta com a participação de diversos especialistas do mundo do design e da alimentação que vão discutir e propor ideias, tendo como pressuposto que o Food Design é muito mais do que uma questão de estilo ou apresentação.

Este evento marca o arranque do ciclo de mesas redondas, promovido pela Universidade Europeia, sobre temas relacionados com o setor do Turismo: “Os Desafios do Gestor Hoteleiro no atual contexto de instabilidade mundial” (15 de março), “Qual o valor do Marketing para o Turismo?” (17 de abril) e “Com quantas estrelas se faz um Destino? Guia Michelin para Portugal” (7 de maio).

O 1º seminário, que decorrerá no Campus da Quinta do Bom Nome, Universidade Europeia, parte do racional que o Design e a Alimentação são conceitos inerentes à evolução do ser humano e das sociedades contemporâneas.

As inscrições terão que ser submetidas até ao dia 3 de fevereiro.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.