António Pina não se recandidata ao Turismo do Algarve

Por a 25 de Setembro de 2012 as 9:30

António Pina não se vai recandidatar à presidência da Entidade Regional de Turismo do Algarve (ERTA). Satisfeito com o trabalho que fez e com a casa que o acolheu, o ainda responsável defende que “há um tempo para entrar e um para sair e dar lugar a outros.”

À Publituris, António Pina lança críticas ao Governo, mais concretamente à Secretaria de Estado do Turismo e à maneira como tem sido conduzido o projecto de reestruturação das regiões de turismo e o próprio QREN.

“Tenho a sensação de que, pelo facto de estar a dirigir a região e ser uma pessoa que protesta e ‘sua a camisola’ conta tudo e todos, me possa tornar um prejuízo para o Algarve que tanto defendo”, diz António Pina, esperando que o próximo presidente da ERTA tenha “experiência, maturidade, seja honesto a mexer nestes assuntos públicos e que vista a camisola do Turismo do Algarve, despindo outras.”

Sobre a sua direcção, António Pina manifesta-se “satisfeito.” “Saio satisfeito, com a sensação de que houve coisas que quis fazer e não fiz, mas de consciência tranquila, com muitos amigos e de que lutei, uma vezes ganhei, outras perdi. A vida é feita disso. Não me arrependo nada de ter trabalhado no Turismo do Algarve, tive momentos difíceis do ponto de vista profissional, pessoal e até partidário, do qual ficaram muitas mágoas. Mas, no computo final sou um homem feliz.”

Relativamente aos futuros candidatos, o ainda presidente da ERTA diz não apoiar ninguém, mas que nutre “muita simpatia” por Desidério Silva, presidente da Câmara Municipal de Albufeira, que pondera candidatar-se a sucessor de António Pina. “Mas é preciso esperar para ver os outros candidatos”, ressalva.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *