Edição digital
Assine já
PUB
Opinião

Cas’Amaro em Alenquer: A Fusão Ideal entre Vinho, Arte e Inovação

Além de criarem vinhos notáveis, também estão a construir uma experiência que transcende os limites do enoturismo convencional

Opinião

Cas’Amaro em Alenquer: A Fusão Ideal entre Vinho, Arte e Inovação

Além de criarem vinhos notáveis, também estão a construir uma experiência que transcende os limites do enoturismo convencional

Sobre o autor
André Villa de Brito e Pedro Valle

Chegados a Alenquer, onde o famoso Presépio nos saudava, estacionámos o carro à porta daquele que será o maior WineBar de Portugal. E que visão. Mas já lá vamos.

Somos recebidos pelo diretor-geral, Rui Costa, um entusiasta de vinho e enoturismo, que lidera toda a equipa com um objetivo: criar vinhos disruptivos, com a excelência servida em cada gota. Além de criarem vinhos notáveis, também estão a construir uma experiência que transcende os limites do enoturismo convencional.

Mas voltemos aquele que vai ser o WineBar:  O espaço respira história e promete ser um local para degustar vinhos da região, servindo de um verdadeiro templo para os apreciadores desta bebida divina. A antiga adega, com as suas paredes de pedra e depósitos de cimento recuperados, será o palco para eventos vínicos inesquecíveis. O restauro desta adega não é apenas uma renovação arquitetónica; é uma expressão da visão da Cas’Amaro onde cada peça de mobiliário antigo que volta à vida é um tributo ao respeito pela herança cultural, e cada garrafa de vinho que será servida no Wine Bar será um convite a viajar no tempo através dos sabores.

Chegados à Quinta da Cas’Amaro na Merceana, Alenquer, salta imediatamente à vista o fascínio por obras de arte que enriquecem cada canto da propriedade, coleção composta por quadros, peças de design e móveis antigos restaurados é uma extensão do amor pela estética e pela história. Na quinta degusta-se vinhos, e encontra-se um verdadeiro museu onde cada visita é uma jornada através dos sentidos, onde são conjugados com mestria o clássico e o moderno. Estar no salão principal da quinta é uma imersão na paixão pelo belo. Cada peça conta uma história e o processo de restauro é um ato de amor e respeito pelo passado. Entrar na Cas’Amaro é como folhear o catálogo de uma galeria de arte, onde cada peça tem algo a contar.

Descemos um corredor, qual peça arquitetónica moderna digna de ser visitada uma e outra vez, leva-nos a três quartos onde as vinhas são o nosso anfitrião, permitindo inspirar a paz e calmaria necessária a qualquer pessoa que procure o sossego do campo. A piscina no terraço permite-nos contemplar toda a paisagem circundante onde o azul do céu, casa na perfeição com o verde da terra.

Provar os vinhos da Cas’Amaro, é saborear a paixão da equipa pelo belo e o irreverente. Os vinhos, ricos em sabor e complexidade, são uma expressão viva do terroir de Alenquer, mas também refletem a visão audaciosa que impulsiona esta quinta para novas alturas.

Numa vinha biológica certificada, com 10 hectares distribuídos desde 2016 por várias localizações, as castas tintas, Touriga Nacional, Tinta Miúda, Bastardo, Camarate e as brancas Arinto, Sercial, Rabo de Ovelha e Fernão Pires, elaboram vinhos, de enorme identidade e equilíbrio.  Procurando produzir referências inusitadas todos os anos, que possam demonstrar o terroir da região de Alenquer, são vinhos muito direcionados à restauração e a garrafeiras especializadas.

Ao deixarmos a Cas’Amaro, levamos uma memória de uma experiência enoturística que vai para além do convencional. Estão a criar mais do que vinhos de qualidade; estão a fazer história onde o vinho, a arte e o belo se tornam intemporais.

Sobre o autorAndré Villa de Brito e Pedro Valle

André Villa de Brito e Pedro Valle

André Villa de Brito, Sommelier e Tour Guide, e Pedro Valle Abrantes, Managing Partner da Trypor
Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.