Assine já
Alojamento

Em outubro mercado interno supera números de 2019 no alojamento turístico

Outubro vem, segundo o INE, confirmar o bom momento do alojamento turístico. Contudo, os números do mercado interno continuam a ser melhores do que os do mercado externo.

Publituris
Alojamento

Em outubro mercado interno supera números de 2019 no alojamento turístico

Outubro vem, segundo o INE, confirmar o bom momento do alojamento turístico. Contudo, os números do mercado interno continuam a ser melhores do que os do mercado externo.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Número de hóspedes e dormidas acentuam queda do turismo no início de 2021
Alojamento
Hotelaria: Dormidas voltaram a cair 1,3% em Setembro
Homepage
Alojamento turístico mantém quebra dramática
Alojamento
Proveitos do turismo nos nove meses de 2021 superam totalidade de 2020, mas ficam 50% abaixo de 2019
Alojamento

O setor do alojamento turístico registou, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) mais de 2,1 milhões de hóspedes e perto de 5,5 milhões de dormidas em outubro de 2021, correspondendo a aumentos de 115,5% e 139%, respetivamente (+52,3% e +58,5% em setembro, pela mesma ordem) face ao mesmo mês de 2020.

Já relativamente a outubro de 2019, o INE indica que o número de hóspedes diminuiu 14,6% e as dormidas decresceram 13,5%.

Em outubro, o mercado interno contribuiu com quase dois milhões de dormidas, correspondendo a um aumento de 65,4%, continuando a superar os níveis do período homólogo de 2019 (+28,2%).

No que diz respeito às dormidas de não residentes, estas ascenderam a 3,5 milhões, o valor mais elevado desde outubro de 2019, tendo triplicado face a outubro de 2020 (+216,6%), tendo, contudo, decrescido 26,7% face a outubro de 2019.

Relativamente ao 10.º mês do ano, o INE informa ainda que 24,2% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram movimento de hóspedes (20,5% em setembro).

Quanto à performance regional, destaque para os aumentos das dormidas em todas as regiões no mês de outubro, com o Algarve a concentrar 29% das dormidas (1,6 milhões), seguindo-se Lisboa com 1,3 milhões (24,1%), o Norte com 882 mil (16%) e a Madeira com 654 mil (11,9%).

Comparando com o mês de outubro de 2019, destacaram-se os crescimentos no Alentejo (+14,9%) e Madeira (+3,9%), enquanto nas restantes regiões se registaram decréscimos.

Nos primeiros dez meses do ano, todas as regiões apresentaram acréscimos no número de dormidas, com realce para as evoluções apresentadas pelos Açores (+114%) e Madeira (+59,1%). Os acréscimos foram generalizados às dormidas de residentes, com destaque para a Madeira (+106,6%), Açores (+97,6%) e Algarve (+35,7%) e também às de não residentes, verificando-se o maior aumento nos Açores com 150,6%.

Já numa análise municipal, nos primeiros dez meses de 2021, o destaque vai para Lisboa com 3,7 milhões de dormidas (11,9% do total), que se traduziram num crescimento de 15,7%. Neste período, as dormidas de residentes aumentaram 32,1% e as de não residentes (73% do total) cresceram 10,6%.

Comparando com o mesmo período de 2019, as dormidas em Lisboa registaram, no entanto, uma diminuição de 69% (-45,6% nos residentes e -73,2% nos não residentes).

Mais a sul, as dormidas em Albufeira (11,2% do total) atingiram 3,5 milhões entre janeiro e outubro e aumentaram 28% (+38,5% nos residentes e +18,6% nos não residentes). Efetuando uma comparação com o mesmo período de 2019, os dados do INE mostram um decréscimo de 65,3% (+2,2% nos residentes e -72,8% nos não residentes). Nos primeiros dez meses de 2021, as dormidas de não residentes representaram 48,5% do total, significativamente abaixo da quota verificada em 2019 (78,0% do total).

“Voando” para as ilhas, mais concretamente para o Funchal, as dormidas aumentaram 53,9% no conjunto dos primeiros dez meses do ano (+144,5% nos residentes e +36,6% nos não residentes), representando 7,1% do total. Face a 2019, registou-se uma redução de 48,8% (+22% nos residentes e -57,3% nos não residentes).

Proveitos crescem face a 2020, mas ficam a 50% de 2019
No que diz respeito aos proveitos registados nos estabelecimentos de alojamento turístico, estes atingiram 332,9 milhões de euros no total e 245,9 milhões de euros relativamente a aposento, indicando o INE que este valor mais do que duplicou face a 2020.

Comparando com outubro de 2019, os proveitos totais, contudo, decresceram 14,9% e os relativos a aposento diminuíram 15,2%. O rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) situou-se em 42,7 euros em outubro (48 euros em setembro). Já o rendimento médio por quarto ocupado (ADR) atingiu 84 euros em outubro (91,2 euros em setembro).

Em outubro de 2019, segundo dados do INE, o RevPAR foi 50,2 euros e o ADR 84,3 euros.

O Algarve concentrou 28,5% dos proveitos totais e 27% dos relativos a aposento em outubro, seguindo-se Lisboa (28,2% e 30,3%, pela mesma ordem) e o Norte (15,5% e 15,9%, respetivamente).

Nos primeiros dez meses de 2021, a evolução dos proveitos foi positiva nos três segmentos de alojamento. Se na hotelaria os proveitos totais e de aposento aumentaram 45,7% e 47,7%, respetivamente (peso de 85,7% e 84% no total do alojamento turístico, pela mesma ordem), os estabelecimentos de alojamento local (quotas de 8,5% e 10%) apresentaram, considerando as mesmas variáveis, subidas de 47,5% e 51,9%, e o turismo no espaço rural e de habitação (representatividade de 5,8% e 6,1%) registou aumentos de 47,4% e 42,4%.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Hotelaria

Projetos hoteleiros em desenvolvimento na região do Golfo igualam 40% dos quartos atualmente disponíveis

A região do GCC, de que fazem parte o Bahrain, Kuwait, Omã, Qatar, Arábia Saudita Emirados Árabes Unidos (EAU), possui atualmente um total de 170.000 quartos em construção. Isto perfaz cerca de 40% do atual número de quartos existentes na região.

Victor Jorge

De acordo com o mais recente relatório da STR, realizado para o Arabian Travel Market (ATM), relativamente aos projetos hoteleiros em construção, o pipeline de desenvolvimento de hotéis na região do Golfo (Gulf Cooperation Council, sigla GCC em inglês) corresponde a 40% da atual oferta de quartos, enquanto a nível global esse valor ronda os 11%.

A região do GCC, de que fazem parte o Bahrain, Kuwait, Omã, Qatar, Arábia Saudita Emirados Árabes Unidos (EAU), possui atualmente um total de 170.000 quartos em construção, liderando a Arábia Saudita este ranking com mais de 39.000 quartos, seguida dos EAU com mais de 32.000.

Danielle Curtis, Exhibition Director do Arabian Travel Market, refere que “entre a EXPO 2020, o Campeonato do Mundo de Futebol no Qatar, e o plano ambicioso da Arábia Saudita – Vision2030 -, o plano de desenvolvimento dsetor da hospitalidade da região do Golfo mantém-se robusto em contraste com a realidade global que está a quebra, devido às previsões de crescimento económico reduzido”.

“Embora o crescimento do setor da hospitalidade destaque a crescente popularidade da região no cenário global, também é indicativo da estratégia do governo regional de diversificar o crescimento do PIB dos hidrocarbonetos para o turismo, o que ajudará a impulsionar ainda mais a procura nos próximos anos”, salienta ainda Curtis.

O relatório da STR estima em 135.600 os quartos existentes na Arábia Saudita, com o pipeline ativo a ascender a 82.639 quartos, projetando-se, assim, um inventário de quartos para 2030 a rondar os 218 mil quartos. Também nos EAU, os atuais números indicam mais de 202 mil quartos, com um pipeline de perto de 49.000 quartos em construção, fazendo com que se chegue a 2030 com quase 251 mil quartos.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Alojamento

Riu Palace Kukulkan é a nova aposta da cadeia espanhola em Cancun

O novo hotel de 428 quartos constitui a quinta abertura da RIU em Cancun e a 22ª no México.

Publituris

A RIU Hotels & Resorts inaugurou um novo estabelecimento de cinco estrelas em Cancun, o Riu Palace Kukulkan. Localizado junto à praia, o novo hotel com 428 quartos oferece o serviço All-Inclusive 24h e tem a categoria Adults Only.

Os quartos espaçosos e com vista para o mar das Caraíbas são decorados com tonalidades naturais e terra, sendo que na restante unidade são utilizados materiais como o mármore e a madeira, como indicado em comunicado.

O novo hotel tem disponível uma oferta gastronómica de sete restaurantes: o principal Don Julio, um restaurante buffet com esplanada; o japonês Sunakku; o Krystal, de comida eclética; o mexicano Casa de las Flores; o italiano Rossini; um steakhouse na esplanada da piscina, perfeito para os amantes da carne e o grill Pepe’s Food, com especialidades grelhadas durante o dia. A seleção de F&B fica completa com mais cinco bares, nomeadamente o Lobby bar Daiquiri, com um especialista em mixologia e cocktails diários de autor; a pastelaria e gelataria Capuchino; o bar La Latina; o bar piscina Mamasita e o Lounge bar.

Na zona exterior, os hóspedes poderão desfrutar de até quatro piscinas, além do acesso direto à praia desde o hotel e dos serviços de wellness e beleza do Renova Spa.

Uma das particularidades do novo hotel é que, se pretenderem, os clientes poderão reservar quartos Elite Club by RIU. Os hóspedes que optarem por este serviço exclusivo terão acesso a um check-in independente e personalizado, assim como a um late check-out, presente de boas-vindas, aromaterapia e distribuidor de licores no quarto com uma variedade de bebidas Premium, entre muitas outras vantagens.

Além disso, os hóspedes que escolherem o novo conceito Elite Club desfrutarão de uma receção especial, acompanhada por uma carta assinada pelo diretor do hotel, um brinde da casa serigrafado com o logótipo de Elite Club e uma garrafa de vinho ou espumante para celebrar o início das suas férias.

Em 2022, a RIU celebra o 25.º aniversário da chegada da cadeia ao México, país que se tornou no seu principal destino internacional, com 22 hotéis em cinco estados das Caraíbas e do Pacífico. Estes totalizam mais de 12.000 quartos, empregando cerca de 9.000 colaboradores.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

GuestReady compra AYS Madeira Property Management e expande operações à Madeira

Depois da Oporto City Flats, em 2019, e da The Porto Concierge, em 2021, a GuestReady junta, agora, a AYS Madeira ao seu portefólio. Com esta expansão para o arquipélago, o portefólio da GuestReady ultrapassa as 1.100 propriedades geridas.

Publituris

A GuestReady acaba de adquirir o portefólio e operações da AYS Madeira Property Management expandindo-se, assim, para o arquipélago da Madeira.

A GuestReady junta, desta maneira, dezenas de propriedades na Madeira e em Porto Santo, constituindo esta a terceira aquisição da empresa em Portugal, depois da Oporto City Flats e da The Porto Concierge.

A empresa que atua no mercado da gestão de alojamento local em Portugal informa, em comunicado, que “todos os atuais funcionários da empresa integrarão a equipa da GuestReady Madeira ficando responsáveis pela continuidade das operações no arquipélago”.

Rui Silva, Managing Director da GuestReady em Portugal e Espanha, refere na mesma nota que, “a empresa tem um novo rosto, mas os mesmos funcionários, a mesma qualidade de excelência e o know-how local”.

“Com a integração na GuestReady as equipas terão acesso a mais recursos e a um software integrado que se desenvolverá de forma personalizada às suas necessidades o que permitirá às operações locais usufruir de melhores condições de crescimento”, sublinha o responsável pela empresa no mercado ibérico.

A GuestReady adquire assim um portefólio de dezenas de propriedades maioritariamente localizadas na ilha da Madeira — no Caniço, na Calheta e no Funchal —, e em Porto Santo. “Temos uma sólida e consistente carteira de clientes que irá beneficiar desta integração”, adianta Cecilia Lewington, sócia-gerente da da AYS Madeira Property Management e nova Business Developer da GuestReady Madeira.

Desde que a GuestReady chegou a Portugal em 2018 já adquiriu três empresas nacionais: a Oporto City Flats, em 2019, a The Porto Concierge, em 2021 e agora conta-se a terceira, com a AYS Madeira. Com esta expansão para o arquipélago, o portefólio da GuestReady já ultrapassa as 1.100 propriedades geridas.

“Arrancamos com as nossas operações na Madeira a poucas semanas de um dos períodos mais requisitados na ilha: a passagem de ano. Parece-nos o momento ideal para iniciar este novo capítulo para a GuestReady, com a certeza de que queremos continuar a chegar mais longe”, conclui Rui Silva.

Só em 2022 a GuestReady já adquiriu e integrou três empresas de gestão de propriedades europeias: duas em França e a mais recente em Portugal, na Madeira.

Globalmente, a GuestReady conta com 330 colaboradores, sendo que em Portugal e Espanha são mais de uma centena, gerindo, atualmente, mais de 4.000 propriedades em mais de 50 cidades em sete países onde está presente.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Stay Hotels lança campanha de Natal

A campanha de Natal da Stay Hotels disponibiliza um pack de cinco noites por 200 euros e é válida para reservas até 25 de dezembro, cujas estadias decorram até 23 de fevereiro de 2023.

Publituris

A Stay Hotels lançou esta quinta-feira, 1 de dezembro, a campanha de Natal ‘Stay for Xtmas’, na qual está a disponibilizar um pack de cinco noites de alojamento pelo preço de 200 euros. Esta campanha é válida para reservas até 25 de dezembro, cujas estadias decorram até 23 de fevereiro de 2023.

Válida para aquisições de vouchers online, através da app ou do website da Stay Hotels, esta campanha permite que o cliente escolha de que forma quer usufruir das cinco noites, ou seja, é o cliente que decide se quer passar as cinco noites seguidas e num único hotel ou se prefere reservar datas e hotéis diferentes, ou até cinco quartos para estadias de famílias ou grupos de amigos.

“Após receção do voucher via email, as reservas devem ser efetuadas diretamente junto do(s) hotel(éis) pretendido(s), através de email, telefone ou ao balcão”, acrescenta a Stay Hotels, num comunicado divulgado esta quarta-feira, 30 de novembro.

Segundo Jorge Bastos, administrador da Stay Hotels, esta campanha oferece a “oportunidade perfeita para celebrar a quadra natalícia” em família ou com amigos, até porque é possível escolher entre as várias unidades da Stay Hotels, que contam com as “localizações mais estratégicas das cidades portuguesas, com todo o conforto, a um preço muito atrativo”.

Guimarães, Porto, Coimbra, Torres Vedras, Lisboa, Évora e Faro são as cidades onde a Stay Hotels conta com unidades hoteleiras.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Hóspedes e dormidas de outubro crescem 5,0% e 6,2% face a 2019

Segundo o INE, em outubro “registaram-se aumentos de 21,0% nas dormidas de residentes e 1,5% nas de não residentes”, tendo os não residentes apresentado mesmo “o maior crescimento face a 2019”.

Inês de Matos

Em outubro, o setor do alojamento turístico nacional contabilizou 2,6 milhões de hóspedes e 6,8 milhões de dormidas, números que traduzem aumentos de 23,4% e 23,5% face a mês homólogo do ano passado e de 5,0% e 6,2%, respetivamente, em comparação com outubro de 2019, o último ano antes da pandemia.

De acordo com os dados divulgado esta quarta-feira, 30 de novembro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), em outubro, o mercado interno contribuiu com 1,8 milhões de dormidas, enquanto os mercados externos totalizaram 4,9 milhões, o que traduz uma descida de 2,7% no mercado interno mas um aumento de 37,3% no que respeita às dormidas dos mercados externos.

No entanto, face a outubro de 2019, acrescenta o INE, “registaram-se aumentos de 21,0% nas dormidas de residentes e 1,5% nas de não residentes”, tendo os não residentes apresentado mesmo “o maior crescimento face a 2019”.

Por tipo de estabelecimento, as dormidas na hotelaria, que representaram 83,4% do total de dormidas, aumentaram 23,4% em comparação com outubro de 2021 e 6,1% face ao mesmo mês de 2019, enquanto as dormidas nos estabelecimentos de alojamento local, que representaram 13,3% do total, cresceram 28,4% e 0,6% face aos mesmos meses de 2021 e 2019, respetivamente. Já as dormidas em unidades de turismo no espaço rural e de habitação, que representaram 3,2% do total, apresentaram um aumento de 9,0% face a outubro de 2021 e de 45,2% em comparação com o mesmo mês de 2019.

O INE diz ainda que, em outubro, 21,6% dos estabelecimentos de alojamento turístico estiveram encerrados ou não registaram movimento de hóspedes, quando em igual mês do ano passado esta percentagem chegava aos 26,5%.

Por mercados, o destaque vai para o britânico, que apesar de ter representado 20,8% do total das dormidas de não residentes em outubro, apresentou uma descida de 1,7% relativamente a outubro de 2019.

Já as dormidas dos turistas alemães, cuja quota foi de 12%, registaram, de acordo com o INE, a “segunda maior diminuição no grupo dos 17 principais mercados emissores”, com uma quebra de 10,2%, ainda que o maior decréscimo se tenha registado no mercado brasileiro, que caiu 15,3%. A descer esteve também o mercado francês, que representou 8,3% do total, mas que apresentou uma descida de 2,2%.

Em sentido contrário manteve-se o mercado norte-americano, que representou 8,8% do total e “continuou a destacar-se, com um crescimento de 39,5% em outubro face a igual mês de 2019”, enquanto o mercado espanhol, cuja quota foi de 8,2%, aumentou 17,4% face a outubro de 2019.

O INE destaca ainda o crescimento das dormidas do mercado checo, que subiram 63,1% face a outubro de 2019.

O INE diz também que, em outubro, se registaram “aumentos das dormidas em todas as regiões”, com o Algarve a concentrar 28,2% das dormidas, seguindo-se a AM Lisboa (26,6%) e o Norte (16,5%).

Face a outubro de 2019, apenas o Algarve registou um decréscimo de 1,3%, aponta o INE, acrescentando que “os maiores aumentos ocorreram na RA Madeira (+25,0%) e na RA Açores (+17,5%)”.

Em outubro, também as dormidas dos residentes aumentaram em todas as regiões mas, neste caso, o destaque vai para a RA Madeira (+97,1%), seguida do Algarve
(+24,8%), Alentejo (+23,9%) e Centro (+20,1%).

Já as dormidas de não residentes aumentaram na RA Açores (+21,4%), RA Madeira (+15,4%), Norte (+7,9%) e AM Lisboa (+2,5%) e diminuíram no Centro (-9,5%), Algarve (-4,9%) e Alentejo (-3,4%).

A estada média de outubro ficou nas 2,57 noites, o que traduz um aumento de 0,1% face a outubro de 2021, ainda que a estada média dos residentes, que se situou nas 1,88 noites, tenha recuado 1,4%, enquanto a dos não residentes desceu 5,2%, fixando-se nas 2,98 noites.

A estada média mais elevada foi registada na Madeira, com 4,55 noites, seguindo-se o Algarve, onde os turistas ficaram, em média 3,99 noites, com o INE a indicar que, à exceção da RA Madeira (-4,0%) e da AM Lisboa (-0,9%), “todas as restantes regiões apresentaram aumentos da estada média”.

No acumulado desde janeiro, as dormidas aumentaram 97,3%, com destaque para as dormidas dos não residentes, que apresentaram um acréscimo de 177,9%, enquanto as dormidas dos residentes cresceram 23,7% face ao mesmo período de 2021.

“Comparando com o mesmo período de 2019, as dormidas decresceram 1,6%,
como consequência da diminuição das dormidas de não residentes (-6,0%), dado que as de residentes cresceram 9,0%”, acrescenta o INE.

 

 

Sobre o autorInês de Matos

Inês de Matos

Mais artigos
Alojamento

The Lumiares e The Vintage Hotel & Spa tornam-se ‘pet-friendly’

O The Lumiares e o The Vintage Hotel & Spa, unidades do Grupo Bomporto em Lisboa, passaram a permitir que os donos de animais de estimação levem o melhor amigo de férias e tornaram-se unidades ‘pet-friendly’.

Publituris

O The Lumiares e o The Vintage Hotel & Spa, unidades do Grupo Bomporto em Lisboa, passaram a permitir que os donos de animais de estimação levem o melhor amigo de férias e tornaram-se unidades ‘pet-friendly’.

Num comunicado divulgado esta terça-feira, 29 de novembro, o Grupo Bomporto revela que, à chegada à duas unidades de cinco estrelas, os hóspedes que viajem com o seu animal de estimação recebem um “‘pet friendly welcome kit’, que inclui snacks saudáveis, cobertor e cama para dormirem e tudo o que for necessário para que os seus companheiros se sintam em casa”.

Nas proximidades das unidades, os donos destes animais podem ainda encontrar “vários serviços dedicados aos seus animais, desde dog walking a pet sitting”, acrescenta o Grupo Bomporto, que sublinha ainda que a equipa das unidades “está sempre pronta a ajudar”, recomendando “uma lista completa de restaurantes ‘pet-friendly’ na cidade”.

A estadia de animais de estimação implica o pagamento de uma taxa adicional de 30 euros e os amigos de quatro patas não devem ultrapassar o limite de peso de 15kg.

Recorde-se que o The Lumiares funciona num palacete do século XVIII, que foi completamente renovado, e que conta com uma seleção impressionante de quartos em estilo apartamento e onde cada suíte tem uma cozinha totalmente equipada para que os clientes possam “desfrutar da estadia com o seu animal de estimação com todos os confortos da sua casa”.

Já o The Vintage, por outro lado, é hotel boutique que presta tributo à cultura artística da cidade de Lisboa e cujos quartos contam com todo o tipo de peças de arte, desde lindos quadros a esculturas e peças de cerâmica.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Restauração

Já estão abertas as inscrições do concurso para jovens sommeliers que leva os vencedores a Itália

A iniciativa “Viaje no seu futuro! Jovem Sommelier De Vinhos Italianos” é dividida numa competição de duas partes. No final, dois participantes ganham um curso de formação em Itália.

Publituris

O concurso para jovens sommeliers tem inscrições abertas até 15 de dezembro, de acordo com informação avançada em comunicado. A iniciativa “Viaje no seu futuro! Jovem Sommelier De Vinhos Italianos”, lançada no âmbito da Semana da Cozinha Italiana no Mundo, vai levar dois participantes até Itália para um curso de formação, na Escola Internacional de Cozinha Italiana da ALMA, em Colorno, em Parma.

O concurso está aberto a portugueses até aos 40 anos que sejam sommeliers, escanções, profissionais da indústria hoteleira e da restauração, distribuição de alimentos e bebidas ou estudantes em escolas superiores especializadas e centros de formação. Os candidatos devem ter conhecimentos teóricos e práticos da viticultura em geral, devendo também estar interessados em desenvolver um conhecimento profissional sobre o vinho italiano, tanto em termos de vinhas clássicas italianas como também da sua geografia vinícola.

A iniciativa está divida em duas fases. A primeira diz respeito à fase de qualificação, na qual serão admitidos os candidatos que satisfaçam os requisitos básicos da inscrição e que possam comprovar os seus conhecimentos, sujeitos à avaliação dos organizadores. Aqui os candidatos serão submetidos a uma prova escrita, com perguntas gerais relativas à enologia, à enografia e à técnica de degustação, seguida de uma prova prática sobre a identificação e descrição da organolética do vinho italiano.

Por fim, a segunda fase contará apenas com a participação de cinco candidatos – os que obtiverem a melhor pontuação na fase de qualificação.

Dos cinco participantes serão selecionados dois vencedores, que terão a oportunidade de participar num curso de formação teórico e prático, com a duração de uma semana, na Escola Internacional de Cozinha Italiana da ALMA em Colorno (Parma). O curso inclui visitas a adegas, restaurantes italianos, produtores de vinho e provas de produtos típicos dos territórios italianos mais representativos da gastronomia e da cultura vínica daquele país. O prémio inclui ainda as despesas de viagem e alojamento.

Para participarem, os interessados devem preencher o formulário disponibilizado na página da Embaixada de Itália em Lisboa (https://amblisbona.esteri.it/ambasciata_lisbona/pt), enviando-o, juntamente com o seu CV, para o email [email protected]

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

EHTO organiza primeiro concurso de pastelaria literária

O concurso “Once Upon a Pastry” decorre na Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO) no início do próximo ano e é aberto a todos os alunos de hotelaria do país.

Publituris

De 11 a 12 de janeiro de 2023, a Escola de Hotelaria e Turismo do Oeste (EHTO) terá a decorrer a primeira edição do concurso de pastelaria Once Upon a Pastry, onde os participantes serão desafiados a escolher uma obra literária e criar uma sobremesa baseada na mesma.

A iniciativa, que parte da turma de Gestão e Produção de Pastelaria desta instituição, “pretende incentivar a criatividade, inovação e o hábito da leitura nos concorrentes”, como indicado em comunicado enviado pela EHTO.

No mesmo documento é adiantado que o concurso é “pensado e desenhado de alunos para alunos”, já que constitui “o projeto final da turma de Gestão e Produção de Pastelaria” desta escola. Além das provas teóricas e práticas, a iniciativa contará com mostras de produtos e um jantar.

O painel de jurados será composto por: Ricardo Duque, representante da Óbidos Creativa; José Pinho, presidente do F(Ó)LIO; Lara Figueiredo, pasteleira no restaurante Midori, do Penha Longa Resort, e Francisco Siopa, chef executivo de pastelaria do Penha Longa Resort.

A competição Once Upon a Pastry é aberta a todos os alunos de hotelaria do país, sendo que as inscrições devem ser realizadas através de um formulário até 2 de dezembro.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

Air Cairo abre voos para Lisboa e passa a ser representada pela ATR em Portugal

A companhia aérea egípcia de baixo custo Air Cairo passou a ser representada em Portugal pela ATR e prepara-se para abrir, a 30 de dezembro, voos entre Lisboa, Assuão e o Cairo, passando a ligar, no verão, Lisboa a Hurghada.

Publituris

A companhia aérea egípcia de baixo custo Air Cairo vai abrir, a 30 de dezembro, voos entre Lisboa, Assuão e o Cairo, capital do Egito, informação que é avançada em comunicado pela ATR, que passou a representar a transportadora no mercado português.

“Atualmente, a Air Cairo é uma companhia aérea nacional egípcia de baixo custo com uma frota de 10 aviões, operando mais de 200 voos semanais para 25 destinos internacionais e domésticos”, indica a ATR, recordando que a companhia aérea nasceu em 2003.

A 30 de dezembro, a Air Cairo inicia uma operação de inverno que vai ligar Lisboa, o Cairo e Assuão, que conta com um voo por semana, às sextas-feiras, e que vai operar até 24 de março de 2023.

A partir de 28 de março, os voos da Air Cairo passam a ligar a capital portuguesa a Hurghada, estância balnear egípcia localizada no Mar Vermelho, que vai contar com voos às terças-feiras, até 24 de outubro de 2023.

“Em breve teremos mais novidades em relação ao verão IATA”, acrescenta a ATR, revelando que os voos e as tarifas já se encontram carregados no GDS da Amadeus, enquanto as agências que utilizam o Galileo, da Travelport, devem contactar a ATR através do e-mail [email protected] ou pelo número de telefone +351 217618987.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

Guia Complethotel 2023 já está disponível

Após um interregno de dois anos, o guia Complethotel está de volta, listando os melhores fornecedores para hotelaria.

Publituris

Após um interregno de dois anos motivado pela pandemia, o guia Complethotel está de volta, listando os melhores fornecedores para hotelaria nas áreas de Arquitetura e Construção, Equipamento Hoteleiro, Food & Beverage (F&B), Mobiliário e Decoração, Novas Tecnologias, Pavimentos e Revestimento, Serviços e Têxteis.

Um guia pensado para os gestores hoteleiros para os ajudar na tomada de decisão quanto aos melhores serviços e fornecedores para os seus hotéis, garantindo a excelência do serviço.

Após uma primeira distribuição no 33.º Congresso da Hotelaria e Turismo, organizado pela Associação da Hotelaria de Portugal (AHP) em Fátima, de 16 a 18 de novembro, o CompletHotel fica agora disponível nos suportes digitais da Publituris Hotelaria, para os assinantes do Publituris e da revista Publituris Hotelaria e nas feiras e eventos ligados ao setor, além das ações organizadas pela Publituris Hotelaria.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.