Assine já
Emprego e Formação

Turismo de Portugal lança projeto Formação + Próxima

Formação + Próxima, um projeto desenvolvido pelas Escolas do Turismo de Portugal, é apresentado oficialmente hoje, em Amarante.

Publituris
Emprego e Formação

Turismo de Portugal lança projeto Formação + Próxima

Formação + Próxima, um projeto desenvolvido pelas Escolas do Turismo de Portugal, é apresentado oficialmente hoje, em Amarante.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
AHP lança nova área de formação
Homepage
RM Academy promove formações em hotelaria
Homepage
Escolas do Turismo de Portugal promovem ‘open day’
Homepage
Escolas do Turismo de Portugal têm candidaturas abertas até julho
Emprego e Formação

Formação + Próxima, um projeto desenvolvido pelas Escolas do Turismo de Portugal, é apresentado oficialmente hoje, às 16h00, no Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, em Amarante. 

A sessão, que será transmitida em streaming no canal de YouTube do Turismo de Portugal, contará com a participação da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques. 

A medida, inscrita no Plano “Reativar o Turismo. Construir o Futuro”, visa capacitar, massivamente e de forma gratuita, os colaboradores do setor do turismo, em parceria com as autarquias, enquanto agentes mais próximos das realidades locais e mobilizadores da mudança estratégica que se pretende alcançar no território em que se inserem. 

Este projeto tem como objetivo descentralizar a formação do espaço físico das Escolas do Turismo de Portugal e adaptá-la às necessidades de cada autarquia, por todo o território nacional, à diversidade das empresas do setor e extensível a toda a cadeia de valor do turismo. 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Emprego e Formação

Faltam preencher 85.000 empregos no setor das viagens e turismo em Portugal em 2021, revela WTTC

O WTTC admite que, uma em cada seis vagas, não serão preenchidas no setor das viagens e turismo, em Portugal, neste ano de 2021.

Victor Jorge

Uma nova análise do World Travel & Tourism Council (WTTC) revela uma significativa escassez de mão-de-obra em Portugal, com 85.000 empregos em falta no setor das viagens e turismo e a necessitarem de serem preenchidos até ao final deste ano.

Os novos números “preocupantes” do WTTC, que representa o setor privado global das viagens e turismo, mostram pela, primeira vez, o impacto “significativo” que a falta de pessoal pode ter na recuperação económica geral de Portugal.

Os dados compilados pela Oxford Economics para o WTTC analisaram a falta de pessoal em Portugal e em outros mercados importantes nas áreas das viagens e turismo, incluindo os EUA, Espanha, Reino Unido, Itália e França, com foco no período entre julho-dezembro de 2021 e 2022.

“Todos os países apresentaram escassez significativa de pessoal, com a procura de emprego a começar a superar a oferta de mão de obra disponível”, refere o WTTC em nota de imprensa.

À medida que as taxas de desemprego diminuem e a procura aumenta, as empresas de viagens e turismo têm lutado para preencher as vagas de emprego disponíveis, com o relatório do WTTC a revelar que o setor, em Portugal, “até um em cada seis empregos no país permanecerá por preencher devido à escassez de mão de obra”.

Julia Simpson, presidente e CEO do WTTC, salienta que “a recuperação económica de Portugal pode ser prejudicada se não tivermos pessoas suficientes para preencher esses empregos com o regresso dos viajantes”, admitindo mesmo que, o não preenchimento destas vagas, poderá “ameaçar a sobrevivência dos negócios” no setor das viagens e turismo em todo o país.

“As empresas que dependem do turismo têm estado a aguentar”, diz Julia Simpson, salientando que “este é apenas mais um golpe ao qual muitos podem não sobreviver”.

O órgão global de turismo também alerta para as recentes reposições das restrições de viagens que diz serem “prejudiciais”, frisando que estas medidas “não impedem a propagação do vírus”. Aliás, o WTTC admite que estas restrições “apenas atrapalham a recuperação do setor e aumentam o problema já significativo com a escassez de mão de obra”.

Salientando a política de emprego implementado pelo Governo português, o WTTC diz que os apoios  financeiros “salvaram empresas e empregos em todo o país”.

No entanto, apesar deste apoio tão necessário, “92.000 pessoas que trabalham diretamente no setor das viagens e turismo em Portugal perderam o seu emprego no ano passado”, destaca o  WTTC.

O “Relatório de Escassez de Pessoal” do WTTC mostra que, à medida que a procura por viagens começou a se crescer durante o segundo semestre de 2021, especialmente durante os meses de verão devido à flexibilização das restrições, “aumentou a pressão sobre o setor após meses de limitação à atividade e a oferta de trabalho foram incapazes de corresponder à crescente procura de trabalho”.

Daí o WTTC chegar à conclusão que, com este aumento na procura, a escassez de mão de obra deve chegar a 85.000 pessoas, o que equivale a uma em cada seis vagas não preenchidas”.

No próximo ano, espera-se que o mercado de trabalho permaneça “apertado” com uma nova previsão de escassez média de 53.000 trabalhadores, causando mais danos ao setor em crise.

O relatório do WTTC descreve soluções para governos e empresas enfrentarem a crise iminente de escassez de mão de obra, reconhecendo o impacto da políticas de apoio.

Isso inclui a “facilitação da mobilidade laboral e do trabalho remoto, fornecimento de redes de segurança social, qualificação e requalificação da força de trabalho e retenção de talentos e criação e promoção de educação e aprendizagem”, admite o WTTC.

O relatório do organismo de turismo global revelou o impacto “devastador” que a COVID-19 teve no setor de viagens e turismo, com 62 milhões de empregos perdidos em todo o mundo.

O WTTC diz que a falta de pessoal representa um “grande problema” para o setor global de viagens e turismo e, embora as questões de oferta e procura devam ajustar-se gradualmente durante 2022, o problema, provavelmente, “permanecerá e precisa ser resolvido com urgência”.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Emprego e Formação

Turismo de Portugal e Arábia Saudita estabelecem parceria no domínio da formação

O modelo formativo da rede de Escolas do Turismo de Portugal vai ser implementado na Zdak Culinary Academy, da Arábia Saudita, ao abrigo de um protocolo de cooperação.

Publituris

O Turismo de Portugal, através da sua rede de Escolas, vai partilhar experiência formativa, métodos de ensino, conteúdos e estrutura programática dos cursos com a Zadk Culinary Academy, da Arábia Saudita, ao abrigo de um acordo estabelecido esta terça-feira.

O objetivo desta parceria, no futuro, é criar uma Certificação Internacional que permita a partilha de alunos entre os dois países.

Este protocolo, segundo nota de imprensa do Turismo de Portugal, pretende acrescentar valor às duas instituições, e aos alunos e profissionais a envolver, visando ainda a certificação, por parte do Turismo de Portugal, da formação lecionada na Zadk Culinary Academy.

Além da formação profissional certificada pelo Turismo de Portugal, outro dos objetivos é a criação de um Hotel-Escola, e que permitem complementar o conteúdo teórico dos cursos com o ensino experiencial e prático.

Paralelamente, esta parceria vem reforçar as relações institucionais entre os dois países, promovendo Portugal e o nosso turismo na Arábia Saudita, através da Zadk Culinary Academy e das suas relações privilegiadas que permitirão conhecer melhor a cultura e os projetos naquela parte do globo.

A Zdak Culinary Academy é uma instituição privada sem fins lucrativos, com ligações às instituições governamentais do Reino da Arábia Saudita.

O turismo passou a ser uma prioridade para o investimento neste país, existindo um grande potencial de crescimento ao nível da qualificação dos recursos humanos, onde a Zadk Academy tem um papel importante por ser a primeira “Culinary Academy” na Arábia Saudita e, também, a primeira a lecionar para ambos os géneros, sendo muito procurada por entidades governamentais e privados para apoio ou gestão de projetos ligados ao turismo, refere o comunicado.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Candidaturas a cursos nas Escolas do Turismo de Portugal até 22 de fevereiro

As candidaturas para alunos nacionais e internacionais que queiram frequentar cursos nas Escolas do Turismo de Portugal, para o ano letivo que se inicia a 07 de março de 2022, decorrem até 22 de fevereiro.

Publituris

Decorrem até 22 de fevereiro de 2022 as candidaturas para alunos nacionais e internacionais que queiram frequentar cursos nas Escolas do Turismo de Portugal, para o ano letivo que se inicia a 07 de março.

De acordo com o site oficial do Turismo de Portugal, são cerca de 270 as vagas abertas para nove Escolas, com dois Cursos de Especialização Tecnológica (CET) a ser lecionados em língua estrangeira.

Devido ao atual contexto de pandemia da Covid-19, a rede de escolas do Turismo de Portugal adaptou-se a esta nova realidade, passando todo o processo de candidatura para os cursos de nível 4 e de nível 5, a ser feito via online.

Da mesma forma, os percursos formativos têm vindo a ser também ajustados a essa realidade e procurando responder com inovação, criatividade e flexibilidade às necessidades dos alunos e dos profissionais do turismo.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Bolsa de Empregabilidade: empresas têm condições especiais até sexta-feira

As empresas que pretendem contratar na Bolsa de Empregabilidade 2022 têm até sexta-feira para se inscreverem e poderem usufruir de condições especiais.

Publituris

As condições especiais para as empresas que pretendem contratar na Bolsa de Empregabilidade 2022, promovida pelo Fórum Turismo, terminam esta sexta-feira, dia 10.

Com a inscrição na feira de Lisboa, que decorre nos dias 18 e 19 de março do próximo ano na BTL, as empresas ganham automaticamente acesso à feira de emprego do Porto, que terá lugar a 06 de abril no Palácio da Bolsa, sem qualquer custo adicional.

Para usufruir destas condições especiais as empresas interessadas devem fazer a sua pré-inscrição no website da Bolsa de Empregabilidade, sem compromisso dado que não exige o pagamento imediato da inscrição.

Até ao momento, 63 empresas, entre elas, o Pestana Hotel Group, Vila Galé, Lisbon Marriott Hotel, Sublime Comporta, Sonae Capital, MCdonalds, e Timing, têm presença garantida nas duas feiras.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Rota Vicentina promove curso para guias turísticos locais

A Associação Rota Vicentina vai promover uma formação que pretende capacitar guias turísticos para a região da Costa Alentejana e Vicentina.

Publituris

A Associação Rota Vicentina vai promover, no início do próximo ano, uma formação que pretende capacitar guias turísticos para a região da Costa Alentejana e Vicentina.

A iniciativa “Turismo Responsável na Rota Vicentina: Curso para Guias Locais”, inspirada no manual de boas práticas sobre a identidade do território, nasceu, segundo a Associação, da vontade de qualificar, em especial os mais jovens, para a criação de uma oferta local de serviços de guia que propicie experiências turísticas mais responsáveis, de maior proximidade com as comunidades, de absorção dos valores culturais distintivos da região e com pegadas ambientais reduzidas.

A participação nesta formação é gratuita, terá a duração de 12 dias, e vai decorrer dos meses de janeiro, fevereiro e março de 2022, contando com sessões presenciais e online, bem como várias saídas de campo, totalizando 77 horas dedicadas à interpretação e valorização do Património Cultural e Natural da Costa Alentejana e Vicentina. Existem apenas 10 vagas e as inscrições decorrem até ao fim do ano, no site oficial da Rota Vicentina. 

O guia terá a oportunidade de apresentar, no final do curso, um programa turístico desenhado por si na 2ª edição Semana ID, evento promovido pela Associação na primavera de 2022.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Les Roches e Glion procuram jovens portugueses interessados em formação internacional

As escolas de Hospitality Management – Glion e Les Roches promovem, em Lisboa e Cascais, encontros personalizados para jovens interessados em formação internacional. 

Publituris

As escolas de Hospitality Management – Glion e Les Roches promovem, em Lisboa e Cascais, encontros personalizados para jovens interessados em formação internacional. 

Estes encontros one-to-one têm como objetivo apresentar as várias ofertas formativas assim como o panorama dos serviços destas instituições e a vida no campus, de forma que os jovens portugueses que pretendem dar continuidade internacional ao seu percurso académico fiquem com um conhecimento mais aprofundado destas escolas. 

As sessões decorrem nos dias 02 e 03 entre as 14h00 e as 18h00 no Hotel Cascais Miragem, e nos dias 06 e 07, no mesmo horário, no Hotel Ritz em Lisboa.

 Os encontros individuais, onde os potenciais candidatos podem obter todas as informações necessárias sobre o funcionamento das escolas, o método de ensino, as oportunidades de carreira e também esclarecer eventuais dúvidas. têm a duração de aproximadamente uma hora e devem ser agendados através do e-mail [email protected]

A Glion e a Les Roches procuram em Portugal alunos com um perfil internacional, que gostem de viajar, tenham bom nível de Inglês e interesse pela indústria hoteleira e os seus desafios atuais. Os processos de admissão já estão a decorrer e há vagas disponíveis nos vários campus da Suíça, Espanha e China. 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Escolas do Turismo de Portugal criam manual técnico de Cozinha

As Escolas do Turismo de Portugal desenvolveram um manual que reúne informação básica necessária a quem estuda e ensina na área da Cozinha.  

Publituris

As Escolas do Turismo de Portugal desenvolveram um manual dirigido a alunos e formadores, que reúne a informação básica necessária a quem estuda e ensina na área da Cozinha.  

O livro, com o título ‘Tecnologia de Cozinha: Equipamentos e Produtos’, disponível nas 12 Escolas do Turismo de Portugal, com preço de capa de 15 euros, expõe de forma simples e acessível os principais fundamentos necessários ao entendimento da Cozinha enquanto arte e ciência. 

As Escolas do Turismo de Portugal já desenvolveram manuais técnicos para as áreas de Pastelaria, Serviço de Vinhos e Receção, agora complementados por este manual de Cozinha. 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Formação + Próxima arranca em janeiro na Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre

Arranca em janeiro do próximo ano, na Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, o novo programa de formação de ativos e capacitação das empresas do setor, no âmbito do projeto Formação + Próxima,

Publituris

Arranca em janeiro do próximo ano, na Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, o novo programa de formação de ativos e capacitação das empresas do setor, no âmbito do projeto Formação + Próxima, numa parceria com os municípios de Castelo de Vide, de Ponte de Sor e de Portalegre. 

A diretora da Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, Maria Conceição Grilo, lembra que “o Turismo de Portugal pretende, através da sua rede de escolas, capacitar o maior número de profissionais do setor do turismo”, para acrescentar que “esta é uma área muito importante para o país e que necessita de profissionais qualificados como fator de diferenciação”, e realçar ainda que “ a partir de agora, vamos trabalhar em conjunto para que, no início do próximo ano, possamos consolidar a atividade no setor do turismo”.

A apresentação nacional do programa Formação + Próxima aconteceu no dia 25 de novembro, em Amarante, e contou com a presença da secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e do presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo. Na cerimónia, a diretora da Escola de Hotelaria e Turismo de Portalegre, e os representantes dos três municípios do distrito envolvidos no processo assinaram o acordo que determina a forma como se vai realizar o programa desta nova iniciativa formativa do Turismo de Portugal. 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Turismo de Portugal financia com 6 milhões de euros programa “Formação + Próxima”

O Turismo de Portugal canaliza seis milhões de euros para o programa que tem por objetivo formar cerca de 75.000 pessoas no setor.

Publituris

O Turismo de Portugal vai financiar com seis milhões de euros, ao longo de seis anos, o programa “Formação + Próxima”, para formação descentralizada no setor a cerca de 75 mil pessoas.

Na sessão que marcou o lançamento deste programa, no Museu Municipal Amadeo de Souza-Cardoso, em Amarante, Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal, explicou que o instituto tem “12 escolas espalhadas por todo o território”, mas que tem “sentido ao longo destes anos que há muita necessidade de formação, não só inicial, mas também contínua, e principalmente formação para executivos em todo o território”.

“Além disso o que nos tem sido pedido é para darmos formação em turismo a outras entidades, nomeadamente municípios e CCDR [Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional], ou seja, entidades que não são 100% turismo, mas que precisam de ter formação”, salientou.

Este programa, que deverá começar no início de 2022, “funcionará em parceria estreita com os municípios para que tenha uma componente digital mas também do território”, explicou Luís Araújo, indicando que passa por multiplicar as escolas do Turismo de Portugal, “não com instalações próprias”, mas aproveitando outros espaços existentes, para “dar esta formação muito mais direcionada as necessidades daquela região específica”.

“A ideia é fazer parcerias com os municípios e, numa primeira fase, estamos a falar à volta de 36 municípios”, explicou, destacando que a “formação vai ser dada até a funcionários dos municípios para captar investimento, desenvolvimento do território e produto” entre outras áreas.

Luís Araújo acredita que este programa pode ajudar na resolução do problema de mão-de-obra no setor, mas avisou que é só uma componente entre várias. “Há uma parte demográfica, não temos pessoas”, salientou, chamando ainda a atenção para a “atratividade” do turismo, que deve ser promovida com “salários, benefícios, planos de carreira”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Emprego e Formação

Empresas já podem inscrever-se para recrutar na Bolsa de Empregabilidade

Estão abertas as inscrições para as empresas interessadas em contratar na Bolsa de Empregabilidade que regressa em 2022 com a realização de feiras físicas em Lisboa e no Porto.

Publituris

Estão abertas as inscrições para as empresas interessadas em contratar na Bolsa de Empregabilidade que regressa em 2022 com a realização de duas feiras físicas em Lisboa (18 e 19 de março), e no Porto (6 de abril).

As empresas que se inscreverem para recrutar na feira de emprego de Lisboa até dia 10 de dezembro de 2021, têm a possibilidade de participar na feira do Porto sem custo adicional.

Com um novo mote – criar o maior hub de contratação no Turismo em Portugal, a iniciativa é do Fórum Turismo, e acontece há cinco anos em Lisboa, como um evento independente na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), na FIL. Em 2022, a feira de emprego da Bolsa de Empregabilidade vai rumar pela primeira vez também ao Porto, no Palácio da Bolsa.

Para além das feiras físicas, prevê-se o investimento na plataforma de contratação digital, que permite às empresas inscritas para contratar na Bolsa, disponibilizarem as suas vagas de emprego para o público, online, e durante todo o ano.

Em 2022, de acordo com António Marto, presidente do Fórum Turismo, “o objetivo é descentralizar o emprego e as oportunidades para mais pontos do país”.

A iniciativa visa colocar “cara a cara” os profissionais, estudantes e desempregados que procuram oportunidades no Turismo, com os representantes de recursos humanos das empresas que disponibilizam estas vagas de trabalho.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Toda a informação sobre o sector do turismo, à distância de um clique.

Assine agora a newsletter e receba diariamente as principais notícias do Turismo. É gratuito e não demora mais do que 15 segundos.

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.