Desafios do Turismo

Por a 9 de Fevereiro de 2018 as 16:28

Vivemos estados de graça no que ao Turismo diz respeito. Continuamos a registar crescimentos expressivos no número de hóspedes, dormidas e receitas e tudo se encaminha para o cumprimento das metas estabelecidas na Estratégia 2027.
A tutela não esconde a satisfação com estes resultados e, como é natural nestas circunstâncias, o desempenho do Turismo é a pedra de toque para os discursos e entrevistas.
A entrevista que o presidente do Turismo de Portugal dá ao Publituris nesta edição não é excepção. O discurso é positivo e optimista, afinal somos o Melhor Destino do Mundo, e vamos fazer uso da distinção no próximo ano. No entanto, a entrevista tinha um propósito claro: avaliar as expectativas para o ano que agora começa e falar dos desafios que se apresentam ao sector, que são tanto externos, como internos. É preciso saber se estes crescimentos são sustentáveis e como se vão distribuir ao longo do ano e do território, como é que levamos mais turistas para as regiões com menos procura, como é que o mercado inglês se vai comportar no próximo ano, e de que forma o ressurgimento de mercados como a Tunísia, Turquia e Egipto nos pode afectar. Esses são os desafios externos. Quantos aos desafios internos, também parece haver um certo optimismo, estamos longe de fenómenos que levem à turismofobia, considera Luís Araújo. Mas a verdade é que na Assembleia da República se discutem formas de regular o Alojamento Local e nos grandes centros urbanos se proíbe a circulação de autocarros turísticos. Certamente não estaremos ao nível ainda de cidades como Barcelona ou Veneza. Mas temos de estar atentos a estas tendências, porque não queremos que o Turismo caia em desgraça mas sim que continue o seu estado de graça.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *