Edição digital
Assine já
PUB
Distribuição

Portugal-China: Língua é o maior entrave ao desenvolvimento de negócios

Essa é uma das opiniões generalizadas do workshop China-Portugal, que se realizou, esta quinta-feira, em Macau, no âmbito do XLIII Congresso da APAVT, tendo reunido meia centena de agências de viagens de vinte cidades do interior da China e agências de viagens e DMC’s portugueses.

Raquel Relvas Neto
Distribuição

Portugal-China: Língua é o maior entrave ao desenvolvimento de negócios

Essa é uma das opiniões generalizadas do workshop China-Portugal, que se realizou, esta quinta-feira, em Macau, no âmbito do XLIII Congresso da APAVT, tendo reunido meia centena de agências de viagens de vinte cidades do interior da China e agências de viagens e DMC’s portugueses.

Sobre o autor
Raquel Relvas Neto
Artigos relacionados
Turismo do Porto e Norte e CCDR Norte lançam novo produto “Rotas do Norte”
Destinos
A 19.ª edição dos Publituris Portugal Travel Awards em menos de 5 minutos
Eventos Publituris
2.ª Edição do ISCE Tourism PAP Challenge tem nove finalistas
Emprego e Formação
Politécnico de Beja abre candidaturas para pós-graduação em “Turismo Sustentável e Bem-Estar”
Destinos
47% das opiniões sobre companhias aéreas nas redes sociais são negativas
Transportes
Air France-KLM e SAS estabelecem acordos de codeshare e interline
Aviação
Dom Pedro Golf Vilamoura renova Old Course
Destinos
Comboio histórico do Vouga associa-se ao AgitÁgueda – Art Festival
Destinos
Produto “Solo Hotel” da Soltour cresce 25% em reservas no início do verão
Distribuição
Ano turístico vai ser melhor do que em 2023, mesmo com menor procura interna
Destinos

Depois de ter sido ultrapassada a primeira dificuldade operacional com a abertura do voo directo Pequim-Lisboa, em Julho deste ano, o desenvolvimento de negócios turísticos na China ainda se depara com uma barreira muito importante: a língua.
Essa é uma das opiniões generalizadas do workshop China-Portugal, que se realizou, esta quinta-feira, em Macau, no âmbito do XLIII Congresso da APAVT, tendo reunido meia centena de agências de viagens de vinte cidades do interior da China, como Pequim, Guangzhou, Xiamen, Haikou, entre outras, interessadas em desenvolver o mercado de inbound e outbound de Portugal-Europa-China e agentes de viagens portugueses.
Descrevendo a iniciativa como interessante, Eduardo Caetano, director executivo da Portimar, não deixa de referir que o mercado chinês, apesar do elevado potencial, “não é um mercado fácil, tem uma cultura própria e exige das empresas um grande investimento para chegar a este mercado”. Um dos investimento apontados tem que ver com a questão dos recursos humanos, particularmente de guias que falem mandarim, que, segundo o responsável, são de número reduzido. “Em Portugal existem muito poucos guias em mandarim e é um povo que de facto não fala outra língua e não tendo essa parte há aí um grande entrave para as empresas portuguesas no sentido de conseguirem chegar a este mercado porque de facto não há os recursos humanos necessários”, explica.
Do workshop de quinta-feira, a Transalpino traz “três contactos muito apetecíveis”, indica Pedro Areias, director comercial ao Publituris. Mas não foram apenas os contactos que a empresa retirou desta experiência: “Abriu aqui um conhecimento de uma cultura e de uma vivência da qual não tínhamos essa realidade. Achamos que conhecemos o mercado chinês e é completamente ilusório. Começámos a notar que temos que ser mais incisivos, mais profissionais, mais detalhados ainda para conseguirmos abraçar este negócio da China”. O responsável também identifica a questão da língua como uma barreira a ser ultrapassada, mas acrescenta ainda um importante elemento chave que contribui para o desenvolvimento de negócios com o mercado chinês: a confiança. “Eles precisam desta ligação de confiança e aqui deu para estabelecer um bocado. É preciso um cara a cara, mostrarmos que estamos ligados e interessados no mercado e criar esta confiança”, refere. No entanto, para melhor estabelecer esta confiança, é necessário apostar num ‘chinese coordinator’, um nativo chinês “que seja um elo de ligação exactamente com este mercado, (…) para que possa estabelecer essa ponte antes do grupo vir, explicar todos os detalhes, aprofundar o conhecimento de quem ao fim ao cabo vai receber o negócio deles”.
Também Luis Tonicha, administrador da Globalybeds, considera que esta iniciativa da APAVT foi “excelente” e que contribuiu para alcançar “negócios interessantes”. Contudo, também o empresário considera que uma das principais preocupações para os negócios com o mercado chinês é “o idioma que é uma situação que temos que resolver”.
Gabriel Gonçalves, da MTS Portugal, explicou também que “o mercado na China implica algum trabalho de preparação, no fundo viemos aqui ver a potencialidade que existe em termos de negócio”, admitindo que em Portugal “temos algumas dificuldades operacionais, primeiro de conhecer o mercado, segundo, em termos operacionais, de guias a falar mandarim”. “É um mercado que para nós é totalmente desconhecido, avançarmos aqui numa de pesquisa de novos clientes sem estarmos preparados não acho que faz bem o nosso modelo de trabalho”, salientou.
Apesar da abertura do voo da Beijing Airlines em Julho deste ano, com operação três vezes por semana, Eduardo Caetano não deixa de referir também que as ligações aéreas ainda são um entrave, ou seja, “o mercado chinês quando vem não vem a Portugal, vem à Europa e quanto muito vem à Península Ibérica e Madrid tem ligações com todas as grandes cidades chinesas”, exemplifica.
Quem também esteve presente no workshop foi a Associação de Promoção da Madeira, que aproveitou para apresentar uma brochura em mandarim “Madeira by Cristiano Ronaldo”. Roberto Santa Clara, director executivo da entidade, explicou que “efectivamente há um potencial enorme do destino Portugal, não preciso de repetir que a questão dos voos de Lisboa é uma porta imensa e a Madeira, nesse aspecto, não só pelo produto que tem, mas pelo capital de notoriedade do Cristiano Ronaldo, tem um potencial para explorar”. Neste âmbito, “queremos explorar um nicho que é importante e estamos certos que vai gerar fluxos muito interessantes a curto prazo”.

.*Em Macau, a convite da APAVT.

Sobre o autorRaquel Relvas Neto

Raquel Relvas Neto

Mais artigos
Artigos relacionados
Turismo do Porto e Norte e CCDR Norte lançam novo produto “Rotas do Norte”
Destinos
A 19.ª edição dos Publituris Portugal Travel Awards em menos de 5 minutos
Eventos Publituris
2.ª Edição do ISCE Tourism PAP Challenge tem nove finalistas
Emprego e Formação
Politécnico de Beja abre candidaturas para pós-graduação em “Turismo Sustentável e Bem-Estar”
Destinos
47% das opiniões sobre companhias aéreas nas redes sociais são negativas
Transportes
Air France-KLM e SAS estabelecem acordos de codeshare e interline
Aviação
Dom Pedro Golf Vilamoura renova Old Course
Destinos
Comboio histórico do Vouga associa-se ao AgitÁgueda – Art Festival
Destinos
Produto “Solo Hotel” da Soltour cresce 25% em reservas no início do verão
Distribuição
Ano turístico vai ser melhor do que em 2023, mesmo com menor procura interna
Destinos
PUB
Distribuição

Produto “Solo Hotel” da Soltour cresce 25% em reservas no início do verão

O produto “Solo Hotel”, do operador turístico Soltour, com ofertas no mundo inteiro, registou um aumento de 25% nas reservas para o mês de julho, em comparação com 2023. Da mesma forma, as vendas cresceram 20,2%, refletindo um aumento de 30,4% nas despesas por passageiro.

A Soltour registou um aumento de 25% nas reservas de hotéis para o mês de julho, em comparação com 2023. Da mesma forma, as vendas cresceram 20,2%, refletindo um aumento de 30,4% nas despesas por passageiro.

O operador turístico continua a reforçar a sua oferta de pacotes de férias, como evidencia a disponibilidade do seu produto exclusivo “Solo Hotel”, com alojamento em hotéis de três e quatro estrelas a preços especiais, num total de 186 mil unidades distribuídas por todo o mundo, em 3.697 destinos.

“Este produto é mais um passo nos nossos esforços para alargar a oferta de viagens às agências, proporcionando uma opção exclusiva de ‘Solo Hotel’ a preços imbatíveis e condições únicas, adaptando-nos às necessidades dos clientes”, explica Luís Santos, diretor Comercial da Soltour para Espanha e Portugal.

Esta nova abordagem sublinha o empenho da Soltour em fornecer soluções flexíveis e personalizadas a todos os viajantes, assegurando que cada cliente encontra a opção perfeita para as suas férias.

Entre os destinos disponíveis, o operador turístico amplia as suas opções para os Estados Unidos e para a Ásia, bem como para as capitais europeias de Roma, Londres, Paris e Berlim. Além disso, o operador oferece preços competitivos para a Grécia e para o Chipre.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias reforça oferta para o Sal com dois voos charter de réveillon

O operador turístico Solférias, em colaboração com os seus parceiros habituais (Soltrópico e Abreu) anuncia o reforço da sua programação para a ilha do Sal (Cabo Verde) com dois voos especiais charter de réveillon, com saídas de Lisboa e do Porto.

Publituris

Para a Solférias, que desde a primeira hora apostou em Cabo Verde e se tornou no grande especialista na programação para este destino, reforça a sua aposta e prepara uma completa oferta para o réveillon 2024/2025, neste caso, na ilha do Sal.

Além da sua programação de inverno 24/25 em voos regulares TAP e Cabo Verde Airlines, o operador turístico lançou esta quinta-feira no mercado, e em colaboração com os seus parceiros habituais (Soltrópico e Abreu) dois voos especiais charter de réveillon, à saída de Lisboa e do Porto.

O voo charter do Porto parte a 26 de dezembro e tem regresso marcado para o dia 2 de janeiro, enquanto o de Lisboa sai a 27 de dezembro, com regresso previsto a 3 de janeiro de 2025. Ambas as operações serão realizadas com a companhia aérea Privilege Style em A321 com 214 lugares em classe económica. Todos os programas já se encontram disponíveis para reserva.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Travelport lança Content Curation Layer para agências de viagens com tecnologia de IA

A Travelport acaba de anunciar o lançamento da Content Curation Layer (CCL), uma curadoria de conteúdo que capacita as agências de viagens com acesso a resultados refinados para bilhões de opções de viagem, consolidando tudo num m só lugar.

Publituris

A empresa global de tecnologia de viagens é a primeira a lançar uma curadoria de conteúdo com IA e o Content Optimizer, um produto novo na plataforma Travelport+, proporcionando às agências de viagem mais controle sobre o conteúdo proveniente de várias fontes

A CCL, a atualização mais recente à inovadora plataforma Travelport+, usa inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina (ML) para entregar rapidamente a variedade adequada de resultados de busca precisa e altamente intuitiva para seus parceiros de agências de viagens em todo o mundo.

A CCL da Travelport é um facilitador tecnológico poderoso que usa IA e ML para filtrar conteúdo agregado proveniente de várias fontes e retorna resultados de busca mais rapidamente do que o tempo médio de resposta de busca das companhias aéreas. Ela identifica as ofertas mais relevantes para cada viajante para criar uma experiência de busca mais rápida e inteligente para o agente. Essa camada de tecnologia simplifica a entrega de conteúdo disponível para o varejo às agências e as ajuda a selecionar as opções mais interessantes para os viajantes.

Um dos principais recursos da CCL é o Content Optimizer, um novo produto da Travelport+ que proporciona aos clientes das agências mais controle sobre todos os tipos de conteúdo, incluindo conteúdo tradicional e NDC. Com capacidade de aplicar regras específicas à sua atuação, as agências de viagens podem usar o Content Optimizer para adaptar as opções e os resultados da busca, aprimorar a otimização da receita e reduzir a sobrecarga de opções de conteúdo.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

APAVT está fora da BTL 2025. “Não vejo como poderemos regressar”, afirma presidente da associação

A Associação Portuguesa da Agências de Viagens e Turismo (APAVT) não participará na próxima BTL, feira que se realiza de 12 a 16 de março de 2025.

Victor Jorge

A Associação Portuguesa da Agências de Viagens e Turismo (APAVT) está, nesta altura, fora da Bolsa de Turismo de Lisboa – BTL 2025.

O Publituris confirmou esta decisão junto do presidente da associação, Pedro Costa Ferreira, que confirmou que “as condições financeiras que a BTL nos exigiu não permitem a continuidade da nossa presença”.

Questionado se esta posição poderá ser revertida, o presidente da APAVT afirma que “face ao histórico do processo, e aos argumentos da BTL, não vejo como poderemos regressar”, admitindo que, no que diz respeito à não participação de operadores e agentes de viagem, “parece-me óbvio que perderemos todos, incluindo a feira e os consumidores”.

Com a BTL a dividir-se entre três dias dedicados ao mercado B2B e dois (fim de semana) ao consumidor final (B2C), e face à possibilidade de os associados da APAVT perderem um ponto importante de venda, Pedro Costa Ferreira considera que “cada associado saberá reagir, de acordo com os seus objetivos e estratégia comercial. Todos eles, como nós, estão habituados a transformar eventuais problemas em soluções”.

Questionado se a APAVT poderá mudar a sua posição, o presidente da associação respondeu: “A APAVT não tomou uma posição, apenas não conseguiu satisfazer as exigências financeiras da BTL”.

Recorde-se que na BTL 2024, o stand da APAVT foi o maior espaço privado, com uma área de 1.200 metros quadrados, contando com a presença de 80 expositores, incluindo nove operadores turísticos, 60 agências de viagens, duas empresas de rent-a-car, companhias aéreas e DMC.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Distribuição

Abreu regressa com os Travel Talks em streaming

As Abreu Travel Talks estão de volta com as conversas descontraídas sobre viagens em que várias figuras públicas nacionais contam as suas experiências.

Publituris

As Abreu Travel Talks estão de regresso às plataformas de streaming e o primeiro episódio conta com a participação de Bruno Nogueira. O humorista e ator aceitou o desafio e juntou-se à Agência Abreu para a gravação, ao vivo, do primeiro episódio desta segunda temporada. A melhor altura para viajar, os destinos preferidos e peripécias vividas são contadas na primeira pessoa por Bruno Nogueira, que recorda experiências em países como o Japão, Argentina, Marrocos, entre outros.

Rodrigo Gomes, Roberta Medina, Ljubomir Stanisic e Mónica Franco, Luís Castro, chef Kiko, Isabela Valadeiro, Pedro Ribeiro, Mariana Monteiro e Joana Marques completam o leque de convidados das restantes Abreu Travel Talks, gravadas em estúdio.

Dirigido a todos os apaixonados por viagens – mas também a quem não o seja e pretenda apenas saber mais sobre a sua figura pública favorita -, estas conversas apresentam-se como um espaço de partilha e primam pelo ambiente descontraído, sem qualquer guião definido ou convenções, onde cada um revela o que mais aprecia quando viaja.

Tal como na primeira temporada, as 10 Abreu Travel Talks desta nova edição, serão disponibilizadas, semanalmente, nas plataformas do Spotify, Apple e Youtube.

“O que move estas pessoas quando viajam? Será a cultura e a história? A gastronomia? A atração pela novidade? Voltamos com esta 2.ª temporada das Abreu Travel Talks para conhecer as experiências únicas que os nossos convidados têm para partilhar”, refere Pedro Quintela, diretor-geral de Vendas e Marketing da Abreu.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral lançam mais um voo charter para o Brasil no Fim de Ano

O novo voo charter, o quarto anunciado pela Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral para o Brasil no Fim de Ano, vai ter destino a Natal e conta com partida do Porto, a 26 de dezembro.

Publituris

A Solférias, a Exoticoonline, a Sonhando e a Alto Astral anunciaram mais um voo charter para o Brasil no Fim do Ano, que vai ter Natal como destino e que conta com partida do Porto no dia 26 de dezembro.

De acordo com os operadores turísticos, este será o quarto voo charter para o Brasil no período do Fim de Ano, o que se deve à “elevada procura existente para esta época do ano”.

“Esta parceria dá não só continuidade ao sucesso das operações recentes, como reforça a posição dos operadores como especialistas na venda do destino Brasil”, lê-se num comunicado conjunto divulgado esta terça-feira, 9 de julho.

O voo charter desde o Porto para Natal vai contar com programas para alojamento de sete noites no destino, cujas informações vão estar disponíveis nos sites dos operadores parceiros nesta operação.

“A Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral (este último com a responsabilidade da venda dos trajetos Brasil/Portugal), numa estreita colaboração com todos os seus parceiros no destino, proporcionam aos agentes de viagem a capacidade de responder à crescente procura por este encantador país, e mais concretamente por esta época emblemática do ano”, lê-se ainda na informação divulgada.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Exoticoonline lança nova plataforma online no seu 15º aniversário

O operador turístico Exoticoonline, que celebra este ano o seu 15º aniversário, acaba de lançar a versão 3.0 do seu website www.exoticoonline.com, que garante às agências de viagens uma plataforma tecnológica, com novo design e funcionalidades, mais rápido e intuitivo.

Publituris

A possibilidade de o agente de viagens criar o seu próprio pacote à medida, adicionando noites ou combinações de hotéis e destinos, a facilidade de pagamento por referência multibanco, e a importação automática, em backoffice, das reservas, são algumas das funcionalidades desta nova plataforma.

Por outro lado, além de manter informação e propostas para os destinos em que desde, há muito, o operador turístico é considerado especialista, casos do Brasil, Emirados Árabes, Madeira, Porto Santo, Ibiza, Formentera, Maiorca e Menorca, assegura que vai expandir o seu portefólio com outros, nos quais está presente com recetivo próprio dentro do Universo MTS Globe.

O diretor geral da Exoticoonline, Miguel Ferreira, considera que, ao celebrar os 15 anos, “mantemos o compromisso de oferecer os melhores recursos e opções aos agentes de viagens, para que possam oferecer com rapidez e eficiência os nossos produtos aos seus clientes”.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Soltrópico faz 34 anos e quem ganha são famílias com crianças

O operador turístico Soltrópico está a assinalar os 34 anos de existência com o lançamento de uma campanha que oferece uma oportunidade imperdível para as agências de viagens e as famílias que são suas clientes.

Publituris

A Soltrópico, que celebra 34 anos, irá durante esta campanha de aniversário, oferecer a viagem à primeira criança, excluindo taxas de aeroporto, turísticas e TSA (se aplicável), em reservas realizadas entre até 12 de julho, para partidas e hotéis selecionados em setembro.

A campanha abrange os destinos Ilha do Sal e Saïdia, com preço a partir de 978 euro por pessoa para famílias com uma criança até 11 anos e com estadia no Hotel Oásis Belorizonte, em regime de tudo incluído, com partida a 14 de setembro de Lisboa. No caso de Saïdia, o preço começa nos 556 euros também para famílias com uma criança até 11 anos e com estadia no Hotel Oásis Saidia Palace, em regime de tudo incluído e com partida a 15 de setembro de Lisboa. Os voos são operados pela SATA Azores Airlines e Smartwings para a Ilha do Sal e pela TAP e Air Horizont para Saïdia, com saídas de Lisboa e Porto.

Sandro Lopes, diretor de Vendas da Soltrópico afirma que esta oferta “é a nossa maneira de agradecer às agências de viagem pela parceria contínua e aos nossos clientes pela confiança e apoio ao longo destes 34 anos”.

Os serviços incluídos na campanha são voos de ida e volta para Sal e Saïdia, de Lisboa ou Porto, em classe económica, com direito a bagagem de cabine e porão, estadia de sete noites em hotel com regime de Tudo Incluído, transferes, seguro de viagem Seguro Multiviagens Essencial, e IVA, bem como todas as taxas.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

SATA Azores Airlines dá a conhecer as novidades operacionais aos agentes de viagens da GEA

A SATA Azores Airlines apresentou as novas rotas entre o Porto e a América do Norte, bem como as novidades operacionais da companhia aérea aos agentes de viagens do grupo GEA, numa ação de formação realizada no Porto.

Publituris

A GEA, em parceria com a SATA Azores Airlines, realizou uma sessão de formação presencial no Porto, seguida de um almoço de networking no Vila Galé Porto.

A ação teve como principais objetivos apresentar as novas rotas entre o Porto e a América do Norte, discutir as novidades operacionais da companhia aérea e partilhar melhores práticas entre os participantes. Além disso, o evento visou reforçar a colaboração entre a GEA, a SATA Azores Airlines e as agências de viagens associadas, proporcionando uma oportunidade de networking e interação entre os representantes das agências e os executivos da companhia aérea.

A GEA considera que a importância das ações de formação presenciais é inegável, pois permitem uma interação direta e imediata entre os participantes, facilitando a troca de conhecimentos e experiências. Essa sessão promoveu um ambiente colaborativo onde as dúvidas puderam ser esclarecidas em tempo real, e novas ideias puderam ser discutidas de forma mais eficaz.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Soltour arranca com as operações para Albânia, Saïdia e Djerba

Até setembro, o operador turístico terá voos charter de Lisboa e do Porto, para Albânia, Saïdia e Djerba. A Soltour apostou num catálogo diversificado de destinos, procurando oferecer às agências de viagens uma maior diferenciação e um maior valor acrescentado.

Publituris

A Soltour marca o início de uma nova temporada de verão com o arranque de três importantes operações do seu catálogo. Os voos inaugurais para a Albânia e Saïdia, a partir de Lisboa e do Porto, e para Djerba, a partir do Porto, representam uma forte aposta do operador turístico, que irá operar até setembro para estes três destinos.

“Este ano, voltámos a apostar numa programação diversificada e abrangente, com o objetivo de disponibilizar às agências de viagens produtos apelativos, confiáveis e que se diferenciem junto dos consumidores”, refere Luís Santos, diretor Comercial da Soltour para Portugal e Espanha”, que destaca que “Albânia, Saïdia e Djerba oferecem experiências diferentes, mas com elementos em comum, como a forte componente de sol e praia. No entanto, há muito mais para descobrir: cultura, natureza, biodiversidade e paisagens únicas”, assegura.

No dia 23 de junho partiram os primeiros voos do operador para a Albânia e para Saïdia, a partir de Lisboa e do Porto, esta quinta-feira começou a operação de Djerba, na Tunísia, à saída do Porto.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.