Assine já
Opinião

O Investimento Inteligente

A manutenção e captação de Investimento é fundamental para o sucesso económico do país. Também o Turismo enfrenta grandes desafios em termos da aposta neste Investimento Inteligente.

Opinião

O Investimento Inteligente

A manutenção e captação de Investimento é fundamental para o sucesso económico do país. Também o Turismo enfrenta grandes desafios em termos da aposta neste Investimento Inteligente.

Sobre o autor
Francisco Jaime Quesado

Portugal terá agora – com o PRR e o novo Portugal 2030 – um novo ciclo de Investimento. O Investimento é a chave central para uma Nova Agenda de Crescimento. Mas tem que ser um Investimento Inteligente. Os tempos mudaram e o paradigma hoje impõe a aposta no reforço de Clusters com Empresas Locais, aposta na Inovação e Desenvolvimento, formação qualificada de muitas pessoas. Vivem-se tempos de profunda crise internacional e no contexto da intensa competição entre regiões e mercados a urgência de um sentido estratégico mais do que se impõe. A manutenção e captação de Investimento é fundamental para o sucesso económico do país. Também o Turismo enfrenta grandes desafios em termos da aposta neste Investimento Inteligente.

O Investimento Inteligente não é só a plataforma de desenvolvimento económico do país, mas é também a base de uma nova aposta na inovação e criatividade, nas competências, nos talentos e novas oportunidades. A dinamização da criação de valor e reforço da inovação tecnológica terá muito a ganhar com este Investimento Inteligente. Por isso, em tempos de crise e de aposta num novo paradigma para o futuro, o Investimento Inteligente deve constituir o verdadeiro centro de uma convergência estratégica entre o Estado, a Empresa e todos os que se relacionam com a sua dinâmica.  O Investimento Inteligente tem que se assumir como a referência da aposta num novo Modelo de Desenvolvimento Estratégico para o país.

O Investimento Inteligente desempenha um papel de alavancagem da mudança único. Portugal precisa de forma clara de conseguir entrar com sucesso no roteiro do Investimento de Inovação associado à captação de Empresas e Centros de I&D identificados com os setores mais dinâmicos da economia – Turismo, Tecnologias de Informação e Comunicação, Biotecnologia, Automóvel e Aeronática, entre outros. Trata-se duma abordagem distinta, protagonizada por redes ativas de atuação nos mercados globais envolvendo os principais protagonistas sectoriais (Empresas Líderes, Universidades, Centros I&D), cabendo às agências públicas um papel importante de contextualização das condições de sucesso de abordagem dos clientes.

Sobre o autorFrancisco Jaime Quesado

Francisco Jaime Quesado

Economista e Gestor
Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.