Edição digital
Assine já
PUB
Distribuição

GEA lança Mediateca para agências

O Grupo GEA acaba de lançar na sua intranet a Mediateca para os agentes de viagens da rede, permitindo a todos os agentes aceder de forma contínua às formações e conteúdos dos webinars organizados pelo grupo.

Publituris
Distribuição

GEA lança Mediateca para agências

O Grupo GEA acaba de lançar na sua intranet a Mediateca para os agentes de viagens da rede, permitindo a todos os agentes aceder de forma contínua às formações e conteúdos dos webinars organizados pelo grupo.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Os Especialistas acreditam num bom 2024 tendo em conta as reservas antecipadas no início do ano
Distribuição
Falta 1 semana para terminarem as votações para os “Portugal Trade Awards by Publituris @BTL 2024”
Prémios
Só metade dos turistas chineses planeia visitar a Europa em 2024
Destinos
DMC indiano SenKay Tours chega a Portugal pelas mãos da TUREP
Distribuição
MSC Cruzeiros volta a ser distinguida com Prémio Cinco Estrelas
Transportes
B&B Hotels abriu mais duas unidades em Portugal
Alojamento
Depois da Alemanha, o destino preferido dos alemães é Espanha
Destinos
Jolidey promove Páscoa nas Caraíbas
Distribuição
Melhor ano de sempre na atividade de cruzeiros no Porto de Leixões
Transportes
Cuba prevê crescimento do turismo em 2024
Destinos

Conforme avançado por Pedro Gordon, diretor-geral do grupo GEA, na última convenção do grupo, realizada a 18 de novembro de 2022, em Coimbra, o Grupo GEA acaba de lançar na sua intranet a Mediateca para os agentes de viagens da rede.

A de agora, todas as agências associadas do Grupo terão acesso a uma Mediateca exclusiva GEA, permitindo a todos os agentes aceder de forma contínua às formações organizadas pelo grupo, assim como aos conteúdos dos webinars organizados pelo grupo em 2023, e outras formações realizadas anteriormente.

Desde 2020 o grupo GEA tem realizado contínua e regularmente webinars, com o propósito de esclarecer, motivar, formar, debater ideias e manter uma comunicação permanente entre o grupo e as agências que nele estão integradas, bem como entre as próprias agências e os parceiros do grupo, tendo realizado mais de 150 webinars.

Incluído na Mediateca podem ser encontrados webinars de várias tipologias: GEA Academy Online Management (como formação em redes sociais e marketing digital realizado em parceria com a empresa Zen Comunicação, Cultura de Serviço com a Speaker Carla Carvalho Dias), assim como webinars das várias ferramentas disponibilizadas pela GEA às agências do Grupo (GEA Academy Tools), para além de webinars de Produto com os vários parceiros (GEA Academy Online Produto).

Com este projeto, pretende-se que as agências GEA “tenham acesso continuo à informação e possam disponibilizar aos seus colaboradores conteúdos de formação de extrema utilidade acessíveis através de um único lugar e a qualquer momento”, refere o grupo, em comunicado.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Os Especialistas acreditam num bom 2024 tendo em conta as reservas antecipadas no início do ano
Distribuição
Falta 1 semana para terminarem as votações para os “Portugal Trade Awards by Publituris @BTL 2024”
Prémios
Só metade dos turistas chineses planeia visitar a Europa em 2024
Destinos
DMC indiano SenKay Tours chega a Portugal pelas mãos da TUREP
Distribuição
MSC Cruzeiros volta a ser distinguida com Prémio Cinco Estrelas
Transportes
B&B Hotels abriu mais duas unidades em Portugal
Alojamento
Depois da Alemanha, o destino preferido dos alemães é Espanha
Destinos
Jolidey promove Páscoa nas Caraíbas
Distribuição
Melhor ano de sempre na atividade de cruzeiros no Porto de Leixões
Transportes
Cuba prevê crescimento do turismo em 2024
Destinos
PUB
Distribuição

Os Especialistas acreditam num bom 2024 tendo em conta as reservas antecipadas no início do ano

Os organizadores de Os Especialistas acreditam que as empresas que constituem este grupo de viagens e turismo vão ter um bom ano, tendo em conta que “estas primeiras semanas do ano revelaram-se, em termos de reservas antecipadas, bastante boas”.

Com “casa cheia”, desde o dia 5 de fevereiro no Porto, tendo depois passado por Braga, Coimbra e Lisboa, para terminar esta sexta-feira em Albufeira (Algarve), Os Especialistas fazem um balanço positivo da edição de 2024 do seu roadshow anual.

Miguel Jesus, um dos organizadores de Os Especialistas, e diretor-geral do operador turístico Image Tours, disse aos jornalistas, à margem da sessão que teve lugar esta quinta-feira, em Lisboa que “nos últimos anos tem sido este o mote, temos tido casa cheia em todos os locais. Em apenas uma semana as inscrições esgotaram tanto no Porto, Braga, Coimbra e Lisboa, exceto o Algarve, que pela sua dimensão, não aconteceu, mas de qualquer forma, temos para esta sexta-feira 62 agências de viagens confirmadas, o que não é mau para a zona que é”.

Segundo a organização, da qual faz também parte Artur Sousa, diretor geral da ATR, o roadshow anual de Os Especialistas “é um evento em que o agente de viagens procura não faltar e segue um pouco o nosso lema que é “Soluções para agentes de viagens”, e vem ao nosso encontro para saber as novidades um pouco em todas as áreas das viagens, querem saber como está o mercado e o que temos de novo para este ano”.

O pulso do mercado começa-se a sentir no início do ano. Assim, Miguel Jesus revelou que, neste momento, as empresas que constituem Os Especialistas “estão bastante otimistas porque, estas primeiras semanas do ano revelaram-se, em termos de reservas antecipadas, bastante boa”, acentuando que “costumo dizer que a 31 de dezembro ninguém quer ouvir falar de férias, mas a partir de 1 de janeiro toda a gente quer marcar as suas viagens, então começam também as campanhas que animam o mercado, e estamos a sentir bastante procura”.

Apesar do também diretor do operador turístico Image Tours, especializado no médio e extremo Oriente sentir alguma retração de vendas neste início do ano para os seus destinos estrelas como a Turquia, o Egito, sem falar da Jordânia ou Israel, mas que, em contrapartida está a crescer em termos da Grécia, e a Turquia está a recuperar nas últimas semanas, “pelo feedback que temos dos nossos parceiros de Os Especialistas, sentimos que toda a gente está a trabalhar bem”, dando como exemplo, as Caraíbas e os circuitos. As operações que a Image Tours tem para a Páscoa, na Turquia já estão quase completas de Lisboa e do Porto, e “isso são bons sinais”.

Assim, no conjunto de parceiros que formam Os Especialistas “há um grande otimismo em relação ao ano de 2024”. Miguel Jesus avançou ainda que “falando com o nosso parceiro, o consolidador Magnet, verificamos um crescimento a nível de emissões, e isso são bons sinais”.

Este ano, Os Especialistas passaram a contar com um novo parceiro, a Amadeus, lembrando que, em tempos, contaram com a Travelport. Para a organização “é isso, no fundo, que queremos, desde seguros a consolidador, passando pelo GDS, operadores turísticos, companhias aéreas e de cruzeiros e destinos internacionais, para que, quando o agente de viagens se desloca ao nosso roadshow saiba que vai encontrar soluções para alguns dos seus problemas”.

Miguel Jesus garantiu que este grupo é para continuar e o modelo do seu contacto com os agentes de viagens em Portugal é para manter, mas “queremos melhorar, inovar e trazer coisas novas, mas aquilo que temos feito nos últimos anos é aquela que funciona para os nossos parceiros”, para avançar que, enquanto expositores, conseguimos passar a mensagem no workshop e, para o agente de viagens, o facto de sermos apenas 15 empresas, há a possibilidade de falar com cada um dos fornecedores”.

Os parceiros de Os Especialistas, para além do roadshow anual, juntam-se várias vezes ao ano em reuniões para discutirem e trocarem opiniões, bem como para analisarem a evolução do mercado. “A organização é nossa, mas não somos nós que decidimos tudo”, apontaram.

A principal regra de Os Especialistas é que não haja concorrência entre os parceiros e, segundo a organização, não aumentar o número porque “queremos dar ao agente de viagens possibilidade e tempo para falar com todos. Se tivermos muitos parceiros isso não vai acontecer e nós não vamos conseguir passar as nossas mensagens”.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Distribuição

DMC indiano SenKay Tours chega a Portugal pelas mãos da TUREP

O operador turístico indiano SenKay Tours, com sede em Nova Deli e escritórios nas maiores cidades da Índia, Nepal, Butão e Sri Lanka, chegou a Portugal e é representada pela TUREP – Turismo Único Representações, dirigida por Luís Pinto.

Segundo informação dirigida ao mercado, a TUREP indica que a SenKay Tours oferece as melhores tarifas negociadas com diversos hotéis incluindo as maiores cadeias hoteleiras internacionais como sejam Marriott & Sheraton Hotels, Hilton Hotels, Hyatt Hotels, Accor Hotels, Radisson & Intercontinental (IHG) Hotels como também com as cadeias hoteleiras indianas como Taj Group of Hotels, ITC Hotels, The Oberoi Hotels & Resorts (The Oberoi & Trident Hotels).

Por outro lado, assegura “o transporte nos melhores veículos visando contribuir de forma decisiva para a valorização das experiências que proporcionamos a todos os nossos clientes”, ao mesmo tempo que destaca que trabalha tanto com clientes individuais, como com grupos e incentivos. Entretanto, uma vez que existem, na Índia, muito poucos guias a falarem português, a SenKay Tours só pode assegurar guias em espanhol ou em alternativa, em inglês.

Este operador turístico DMC disponibiliza uma brochura em que apresenta várias sugestões de programas e experiências na Índia, Nepal, Butão e Sri Lanka, e está disponível para qualquer alteração que os seus clientes – operadores turísticos e agentes de viagens desejem fazer aos programas já previamente construídos.

Tendo como diretor o conhecido profissional do setor das viagens e turismo, Luís Pinto, a TUREP – Turismo Único Representações representa em Portugal operadores turísticos internacionais, DMC, hotéis, centrais de reservas, destinos e organizações turísticas estrangeiras. Relativamente aos operadores turísticos “temos procurado apresentar sempre algo que seja diferente, pela inovação da oferta, e dos destinos que à partida podem não ter muita procura, mas que divulgados tem aceitação por parte dos clientes”.

O objetivo da empresa de representações é ajudar agências de viagens com produtos e mercados pouco conhecidos no nosso país, com foco em nichos. Para poder fazer um trabalho adequado de divulgação e promoção, é condição sine qua non da TUREP não representar empresas concorrentes entre si.

A equipa da empresa tem mais de 35 anos de experiência no sector de turismo, seja em agências de viagens, companhias aéreas, GSA e centrais de reservas hoteleiras, etc. “Essa experiência e o profundo conhecimento do setor turístico em Portugal, permite-nos com êxito, divulgar e promover as nossas representadas e atingir os objetivos a que nos propomos perante elas”, indica Luís Pinto, que dá conta que a TUREP atua sempre como se fosse um escritório ou um departamento comercial das suas representadas no nosso país, e para além de divulgar e promover essas empresas ou organizações, também presta toda a ajuda e informação aos seus clientes – agências de viagens e operadores turísticos – relativamente aos destinos representados.

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Distribuição

Jolidey promove Páscoa nas Caraíbas

O operador turístico Jolidey está a promover a sua programação da Páscoa nas Caraíbas (Punta Cana e Riviera Maya) em voos da Iberojet à saída de Lisboa.

Publituris

Em voos diretos da companhia aérea Iberojet à saída de Lisboa, o operador turístico Jolidey está a promover no mercado a sua programação da Páscoa nas Caraíbas, designadamente, Punta Cana na República Dominicana e Riviera Maya no México.

O pacote para Punta Cana tem partida marcada para o dia 25 de março e custa destes 1.490 euros por pessoa em duplo, enquanto para a Riviera Maya haverá duas saídas, a 24 e 31 de março, com preços por pessoa em alojamento duplo, que começam também nos 1.490 euros.

Os programas incluem voo de ida e volta de Lisboa, sete noites de alojamento em regime do tudo incluído, transferes, seguro básico de viagem, e taxas de aeroporto e governamentais.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Lusanova apresenta programação 2024/25 a 5 e 7 de março no Porto e em Lisboa

O roadshow de apresentação da programação do operador turístico Lusanova para 2024/2025 vai ter lugar no dia 5 de março no Porto e a 7 em Lisboa.

Publituris

O roadshow da Lusanova dedicado à divulgação da oferta do operador turístico junto dos agentes de viagem, realçará as mais-valias e as novidades dos destinos propostos para a nova temporada, na qual celebra o seu 65º aniversário. As sessões terão início às 18h30 e incluirão jantar, animação e atribuição de prémios aos participantes.

Os agentes de viagem interessados em participar nos eventos, cujos locais serão anunciados em breve, podem confirmar a sua presença através do envio de um email para [email protected]

Após semanas de formação com os agentes de viagens portugueses, a Lusanova está prestes a desvendar um leque de novidades e experiências exclusivas que o operador tem reservado para os turistas em Portugal.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias e Viajar Tours duplicam programação partilhada para Saïdia

Considerada uma aposta vencedora na programação partilhada entre a Solférias e a Viajar Tours, os dois operadores turísticos voltam a ser parceiros na operação especial de verão para Saïdia, e até a duplicam para o verão de 2024.

Publituris

A operação partilhada entre a Solférias e a Viajar Tours para a estância balnear marroquina de Saïdia, a apenas 1h30 de voo de Portugal, é composta por dois voos semanais de Lisboa e dois do Porto.

Da capital portuguesa as saídas, em voos TAP, terão lugar às segundas-feiras, de 3 de junho a 9 de setembro (última partida), enquanto com a Air Horizont serão às sextas-feiras, de 7 de junho a 13 de setembro (última partida).

Por sua vez, as partidas do Porto serão com a Air Horizont do Porto às sextas-feiras, de 7 de junho a 13 de setembro (última partida) e aos sábados de 15 de junho a 7 de setembro (última partida).

Os dois operadores turísticos estão convictos que esta oferta alargada vai aumentar ainda mais a capacidade dos agentes de viagem em responder à crescente procura dos viajantes nacionais.

Para assinalar este reforço da oferta para Saïdia, a Solférias terá no ar uma campanha de radio com início na semana de 19 de fevereiro.

A Solférias indica em nota de imprensa que, para além de Saïdia, manterá a sua aposta em Marrocos, este ano, com destaques para lugares nos voos regulares da TAP para Marraquexe e Agadir, além de continuar a promover os habituais circuitos neste destino.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias “mostra” em detalhe a sua programação charter de verão

Numa ação de formação para agentes de viagens levada a cabo esta terça-feira, em Lisboa, mas que será promovida também esta quarta-feira, dia 7 no Vila Galé Coimbra e a 8 no Vila Galé Porto, a Solférias mostrou, em detalhe, a sua programação charter de verão 2024.

Os destinos Boavista e Sal (Cabo Verde), Djerba e Monastir (Tunísia), Saídia (Marrocos), Senegal, Zanzibar (Tanzânia), Hurgada (Egito) e Porto Santo, que constam da programação da Solférias para este verão, em operações charters, foram esmiuçados por Dário Brilha, gestor de produto África (exceto Cabo Verde) e Brasil, e David Marques, gestor de produto Cabo Verde, Açores, Madeira e Porto Santo, Canárias e Baleares, durante uma ação de formação para agentes de viagens que o operador turístico realizou, esta terça-feira, em Lisboa.

Após estas ações que decorrerão também em Coimbra e no Porto, no âmbito da iniciativa “Oficinas de Ideias” – um novo formato de formação para os agentes de viagens, a Solférias promete também mostrar de forma detalhada os destinos em linhas regulares.

O operador turístico, refira-se, desde a sua fundação que sempre apostou no conhecimento profundo dos destinos que fazem parte da sua programação, permitindo, assim, eleger os melhores parceiros e os melhores locais em cada destino, por forma a dar todo o apoio e esclarecer todas as dúvidas dos seus clientes, os agentes de viagens.

A transmissão e partilha desse conhecimento é igualmente uma das características fortes da relação da Solférias com os diferentes intervenientes do setor, traduzidos ao longo dos anos em diferentes ações de formação, roadshows, apresentações, para citar apenas algumas das ações levadas a cabo.

Este ano, a Solférias resolveu aprofundar ainda mais essa partilha de conhecimento, lançando as “Oficinas de Ideias Solférias”, que visam justamente essa troca de conhecimento, de experiências e de desafios, aproximando ainda mais os agentes de viagens à sua programação, principalmente a operada em charters que, queiramos ou não envolvem maiores riscos.

A Boavista terá operações do Porto, às sextas-feiras com a smartwings de 28 de junho a 6 de setembro, enquanto o Sal será operado de Lisboa com a Azores Airlines, de 23 de março a 26 de outubro, aos sábados, de 31 de maio a 4 de outubro, também à sexta-feira, e ainda de 3 de junho a 30 de setembro às segundas-feiras. Esta ilha cabo-verdiana terá ainda pacotes à partida da Invicta com a smartwings, aos sábados, de 23 de março a 26 de outubro, bem como de 1 de junho a 21 de setembro.

A ilha tunisina de Djerba será servida ainda durante a Páscoa com duas operações charter de Lisboa, com a nouvelair, a 23 e 29 de março, passando a haver, no verão, voos aos sábados de 18 de maio a 21 de setembro. Do Porto, a nauvelair voará para Djerba aos sábados de 1 de junho a 21 de setembro, com um reforço às segundas-feiras de 1 de junho a 9 de setembro.

Já Monastir, também na Tunísia, a operação da Solférias, apenas à partida do Porto, será realizada com a nouvelair, às segundas-feiras de 10 de junho a 9 de setembro, bem às quartas-feiras, com a Horizont, de 10 de julho a 11 de setembro.

A Air Horizont levará os clientes da Solférias a Saidia, em Marrocos, entre Lisboa e Oudja às sextas-feiras de 7 de junho a 20 de setembro, enquanto as saídas do Porto serão aos sábados de 15 de junho a 14 de setembro, e 7 de junho a 14 de setembro, todas as sextas-feiras.

O Senegal, que o operador turístico programa no verão pelo terceiro ano consecutivo, como base no Hotel RIU Baobá, será operado pela smartwings tanto de Lisboa como do Porto, às segundas-feiras, de 3 de junho a 30 de setembro. Por sua vez, Zanzibar, que entra no seu segundo ano de operação vai ser servida pela companhia aérea Hifly, de Lisboa, entre 21 de julho a 15 de setembro, com partidas aos domingos.

Hurgada, cujas vendas estiveram um pouco estagnadas no início do conflito armado Israel-Hamas, mas que aos poucos têm vindo a normalizar, terá uma operação de Lisboa às sextas-feiras de 7 de junho a 13 de setembro, e do Porto de 10 de junho a 16 de setembro, às segundas-feiras, com a companhia aérea egypt Fly.

A única ilha portuguesa que o operador turístico servirá em charter volta a ser o Porto Santo, com a smartwings, de Lisboa e do Porto, aos domingos, de 2 de junho a 29 de setembro.

Além das datas das programações, o porquê destes destinos, as suas vantagens e desvantagens, o que se pode fazer em termos de excursões, atividades e experiências opcionais, bem como a hotelaria contratada para os diversos público-alvos (famílias, casais e grupos de amigos), os seus serviços e as suas localizações, e ainda os tempos de transferes dos aeroportos aos hotéis, foram as informações passadas pelos gestores de produto da Solférias, Dário Brilha e David Marques, e que o Publituris publicará de forma detalhada numa das suas próximas edições.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Distribuição

Programação 2024/2025 da Lusanova já está no site do operador turístico

Além do catálogo físico que detalha a programação do operador turístico para a nova temporada e que vai ser distribuído aos agentes de viagens, a Lusanova lançou também seis catálogos online com toda a programação pormenorizada.

Publituris

A Lusanova anunciou que toda a sua programação para 2024/2025 já está disponível para consulta no seu website e, além do catálogo físico que detalha a programação do operador turístico para a nova temporada e que vai ser distribuído aos agentes de viagens, este ano, foram também lançados seis catálogos online com toda a programação pormenorizada.

De acordo com um comunicado da Lusanova, disponíveis estão já os catálogos com as propostas do operador turístico para os Açores e Madeira; Circuitos Ibéricos; Circuitos Europeus; Grandes Destinos; Grécia, Turquia e Chipre; e Praias.

Em breve, acrescenta a Lusanova, o operador turístico vai também lançar o catálogo online dedicado à “Índia, Nepal e Sri Lanka”, assim como outro para os “Circuitos Ibéricos Temáticos”, sendo que este último conta com partidas do Porto.

Na programação de autocarro da Lusanova, o destaque vai para a renovação de alguns circuitos, que foram “enriquecidos com mais serviços incluídos”, como é o caso dos “Grandes Cidades de Espanha”, “Grandes Santuários Ibéricos com Lourdes” ou “Portugal Gourmet”.

Na Europa, a Lusanova destaca ainda os novos itinerários em Itália, Reino Unido e Escócia, Suíça e França, destinos incluídos nos programas “Escócia Romântica”, “Itália – Segredos da Calábria” ou “Suíça Encantada”, que são algumas das novidades do operador em território europeu.

No que diz respeito aos Grandes Destinos, que, segundo o operador turístico, contam com uma “melhor relação qualidade/preço” e opções personalizadas e flexíveis, o destaque vai para as novidades “O melhor de Marrocos”, “Tailândia – Bangkok, Chiang Mai e The Bush Camp”, “Vietname – Xin Chao e templo de Angkor”, “Estados Unidos Triângulo do Oeste” ou “Tanzânia Fantástica”, sendo que todos estes programas contam com reservas online.

O catálogo dos Grandes Destinos da Lusanova recupera ainda as viagens na China, disponibilizando “seis itinerários diferentes, todos disponíveis para reservas online” e conta também com opções para o Brasil, “especialmente destinos para Luas-de-Mel, criteriosamente selecionados para proporcionar a melhor oferta neste país”.

“Abrangendo destinos desde a Ásia até ao Médio Oriente, passando pela América Latina, América do Norte e África, o catálogo “Grandes Destinos” integra ainda uma variedade de propostas de safaris”, acrescenta o operador turístico.

Este ano, a Lusanova introduziu ainda o conceito “Escapadas” para “responder às necessidades dos agentes de viagem”, uma vez que “estes produtos consistem em “city tours” de quatro a seis dias numa cidade específica, incluindo transferes e visitas a vários monumentos, sendo ideais para quem pretende conhecer uma cidade sem a obrigatoriedade de viajar em grupo”.

“As “Escapadas” têm oferta disponível para Atenas, Cracóvia, Helsínquia, Islândia, Istambul, Paris, Praga, Roma e Dubai”, refere ainda a Lusanova, na informação divulgada.

“Grécia, Turquia e Chipre” é outra novidade nos catálogos Lusanova, que disponibiliza itinerários variados pelas principais atrações da Turquia e do Chipre, assim como as diversas ilhas gregas combinadas com cruzeiros no Mar Egeu.

O operador turístico divulga também um catálogo específico para destinos de “Praias”, no qual se evidencia a programação para as Maldivas, Maurícias, Seicheles e Zanzibar com combinações com Dubai ou Istambul.

Já os Açores e Madeira voltam a ter uma oferta destacada, assim como os “City Breaks” para as principais cidades europeias.

“A diversificada programação da Lusanova para a temporada 2024/2025 inclui claramente não só um reforço da operação na Europa, mas também fora do continente europeu, com itinerários meticulosamente planeados e sempre com o objetivo de proporcionar experiências aos clientes que pretendem conhecer outras culturas, respeitando a sua liberdade e sempre com segurança e qualidade da marca Lusanova”, afirma Tiago Encarnação, diretor de operações da Lusanova.

Todos os catálogos do operador turístico estão disponíveis para consulta aqui.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

“O Mundo é Solférias!” é lema do roadshow 2024 do operador

O operador turístico Solférias acaba de anunciar as datas do seu roadshow 2024, que percorrerá, como habitualmente, as cidades do Porto, Coimbra e Lisboa, ao mesmo tempo que revela o mote destes eventos: “O Mundo é Solférias”.

Publituris

A Solférias avança, em nota de imprensa que, se em 2023, pretendeu aproximar todos os viajantes, desafiando-os a descobrirem qual os seu Mundo, este ano reforça a mensagem e o seu conhecimento dos melhores destinos, dos melhores locais e dos melhores parceiros, que permite afirmar que o “Mundo é Solférias”.

É precisamente uma mostra desse Mundo que o operador turístico e mais de 75 parceiros vão levar aos agentes de viagens portugueses, em mais um roadshow imersivo, com eventos que terão lugar no dia 22 de fevereiro, na Alfandega do Porto, no dia seguinte, a 23, no Hotel Vila Galé Coimbra, culminando a 26 de fevereiro, no Pátio da Galé, em Lisboa.

A Solférias assegura que serão mais três oportunidades para fortes momentos de confraternização e trabalho entre agentes de viagens e os parceiros do operador turístico, para além do lançamento da sua programação para 2024.

Estes eventos são também, segundo a Solférias, mais uma etapa nas ações previstas para o ano de 2024, e vão servir para o operador e os seus parceiros “agradecerem uma vez mais a fidelidade e preferência dos agentes de viagens nacionais, e reforçar o seu compromisso de apoio e suporte”.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Agências

Estratégia do Mercado das Viagens é crescer em qualidade, subir as vendas e alcançar mais rentabilidade

O Mercado das Viagens, que se reuniu na sua V Convenção, este fim de semana em Elvas, com o lema “Viajar vale mais”, pretende crescer este ano não só ao nível de entrada de novas agências de viagens, com a incorporação de quatro novas lojas, mas de faturação, pelo menos em dois dígitos, quando em 2023 o volume de negócios gerado pelo grupo de franchising aproximou-se muito dos 12 milhões de euros, um aumento de 7% face ao ano anterior.

Os dois administradores do grupo, Nuno Pereira e Carlos Silva, e o diretor geral, Adriano Portugal, disseram aos jornalistas que o objetivo do Mercado das Viagens é crescer sustentadamente e não em quantidade, até porque “não queremos perder a nossa própria identidade”. O propósito do Mercado das Viagens é incorporar quatro novas agências de viagens a somar às 18 que agrega de norte a sul de Portugal e Terceira nos Açores. O plano aliás, é não ultrapassar as 30/35 agências de viagens nos próximos anos. “Para manter a qualidade de serviço que prestamos sem aumentar a equipa, não vamos angariar agências desmesuradamente”, asseguraram. Gostariam de abrir pelo menos duas agências de viagens no centro do país e uma ou duas nos arredores de Lisboa. Quando à Madeira “tem de ser muito bem estudado, pois a concorrência é fortíssima”.

“Queremos crescer com os pés assentes no chão, em qualidade e não só em quantidade. Temos de ter empresas sustentáveis e queremos dar apoio à nossa rede sempre e cada vez melhor”, realçaram num encontro com jornalistas à margem da sua V Convenção que decorreu este fim de semana em Elvas, com o tema “Viajar vale mais”, que é também o slogan adotado desde o primeiro momento da criação do Mercado das Viagens, até porque acreditam que as pessoas crescem e aprendem com as viagens. “Queremos que faça cada vez mais sentido viajar”. Esta convenção contou com 58 participantes da rede mais os seus parceiros, totalizando cerca de 100 pessoas.

O que o Mercado das Viagens transmitiu aos seus franchisados foi que 2023 foi um ano muito positivo não só para o grupo, mas também para todo o mercado, mas com a mensagem que 2024 é uma incógnita por vários motivos e que os conflitos a nível mundial a que se tem assistido, “não são abonatórios”. Adriano Portugal acrescentaria que “estou em crer que vamos ter um ano muito bom, mas e preciso ter os pés bem assentes no chão e dar os passos certos”.

Já Carlos Silva disse que a mensagem que “queremos passar é que o Mercado das Viagens é uma marca nacional e já estamos em praticamente todas as regiões do país e, ao virmos para o Alentejo também quisemos mostrar ao mercado que não olhamos só para o litoral, mas que queremos posicionar-nos no interior com agências da nossa marca, e já temos contactos para isso”.

A convenção de Elvas, como habitualmente, contou com um dia reservado aos administradores das agências de viagens que compõem o grupo, em que, segundo nos confidenciaram, fez-se um balanço do ano que passou, apontaram-se os objetivos para 2024 e as estratégias que estão a ser lineados e que passam, nomeadamente, por subir as vendas e alcançar mais rentabilidade. “Queremos que as empresas associadas à marca tenham a máxima rentabilidade possível e, para isso, é preciso encontrar os mecanismos certos”, consideraram, recusando a abordagem de “vender por vender”.

O grupo de franchising faturou o ano passado cerca de 12 milhões de euros, um crescimento de 7% face a 2022. O objetivo em 2024 é subir dois dígitos, sem contar com as novas quatro agências que, em 2024, passarão a fazer parte do mundo deste grupo, até porque, para elas, será um ano de arranque e com uma participação muito residual no volume de faturação. A formação às suas agências de viagens tem sido uma das grandes apostas do Mercado das Viagens, com participação de todos os players de mercado, tem promovido ações em duas épocas do ano, após a BTL e pós o verão.

Os destinos mais vendidos o ano passado pelo Mercado de Viagens, que tem no lazer o seu principal core business e destinos em operação charter, foram Cabo Verde, Caraíbas, Maiorca, Menorca e Senegal. Assim, a Solférias, Ávoris e W2M foram os operadores turísticos posicionados no top 3, enquanto no segmento de bed banks, destacaram-se a Tour10, Veturis e W2M.

Sobre a necessidade do mercado apresentar novos destinos, até porque as agências de viagens necessitam de ter mais alternativas para apresentar aos seus clientes, os responsáveis do Mercado das Viagens destacam o Brasil, destino que “mais cedo ou mais tarde vai voltar a dar o clique. Não é por acaso que os operadores turísticos têm vindo a aumentar os seus allotments na TAP. Pensamos que o Brasil está a voltar outra vez a ser acessível por parte do cliente. É o destino que mais nos perguntam nas agências, pois já não está com aquela inflação que tornava incompatível para o turista português, embora não seja o que mais vendemos”, referiu Nuno Pereira.

Para ser agente de viagens do grupo, para além de ser obrigatório alguém do turismo ou que tenha à frente da loja um especialista em viagens, é preciso que o empresário tenha como principal objetivo a valorização da marca que foi, recentemente, objeto de um rebranding, em termos de cor, de imagem, sem mexer na identidade que é o nome.

No que diz ainda respeito à marca, o grupo oferece à rede um departamento de marketing totalmente gratuito. Disseram os três responsáveis que 80% do orçamento do Mercado das Viagens no que se refere ao marketing é virado para o digital e, durante a convenção foi anunciado um embaixador da rede para este ano, que “terá um papel preponderante em tudo o que fazemos, ajudar-nos a divulgar a marca, a nossa imagem e a nossa identidade, e que, por sua vez, se reveja na nossa estratégia”, foi dito. Neste caso, trata-se da influencer Sara Prata.

Em relação aos serviços disponibilizados à sua rede de agências de viagens, os responsáveis do Mercado de Viagens deram conta das diversas plataformas como a Optigest e a GBN, bem como o seu consolidador aéreo próprio, lançado em colaboração com a Amadeus há aproximadamente um ano. Além disso, o grupo está à procura de outras plataformas, e até em negociações, com um agregador de hotéis, com vista a poupar tempo aos seus agentes de viagens em pesquisa e facilitar o trabalho do dia a dia.

Criação de produto próprio não está nas intenções deste grupo de franchising de agências de viagens. No entanto, “estamos a trabalhar com grupos e programas muito específicos só para as nossas agências de viagens, que os operadores não têm publicado no mercado e que o cliente não encontra na net. É isso que faz sentido: dois ou três grupos com produtos muito específicos que nos permita alcançar outro tipo de metas”, evidenciaram.

Neste caso, os olhos estão postos para destinos operados a partir de Istambul com a Turkish Airlines, considerado um grande parceiro do Mercado das Viagens. No entanto, e como no Porto estão a operar cada vez mais companhias aéreas, “faz sentido juntar outros destinos”.

A concluir, os três responsáveis do Mercado das Viagens realçaram que “o que temos tentado encontrar são mecanismos para que as nossas agências de viagens se tornem cada vez mais autónomas no produto que têm que apresentar aos seus clientes e não sejam apenas dependentes dos operadores turísticos”.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Distribuição

Bestravel cresce a 21% neste início de ano

A Bestravel termina 2023 com crescimento de 20% face a 2022, +17% comparativamente a 2019 e até esta data já cresce a 21% em vendas. Por isso, Carlos Baptista, administrador da Bestravel diz-se “otimista” para este ano em que a rede de agência aumentará para 48 pontos de venda.

Victor Jorge

Com o tema “Customer-Centric”, a XIX Convenção da Bestravel, que teve como cenário a cidade algarvia de Lagos, de 1 a 4 de fevereiro, foi palco para a rede de agência de viagens do grupo Newtour dar a conhecer os resultados alcançados em 2023, revelando Carlos Baptista, administrador da Bestravel, que, face a 2022, o crescimento foi de 20%, para, relativamente, a 2019, esse aumento se cifrar nos 17%, admitindo que, “já no ano passado tínhamos atingido, praticamente, a paridade e superámos já largamente aquilo que tinha sido o melhor ano de sempre”.

Estes valores foram atingidos com 44 agências, quando, em 2019, a rede era composta por 54 agências, ou seja, mais 10 pontos de venda, validando, segundo o mesmo, “ainda mais aquilo que é o modelo e aquilo que é o crescimento que tivemos”.

Portanto, “se formos analisar individualmente os nossos franchisados, tivemos crescimentos exponencias, fazendo com que os negócios sejam francamente rentáveis Esse é o nosso objetivo, ter negócios de médio e longo prazo”.

Salientando que “não abrimos franquias, abrimos negócios”, Carlos Baptista frisou que a venda média foi “muito simpática”, revelando que “o crescimento do valor médio por ponto de venda rondou os 30%”.

Quanto a números, foi possível saber que metade (22) da rede Bestravel obteve uma produção superior a um milhão de euros, considerando Carlos Baptista que, “quando falamos de micro e pequenas empresas, uma produção de milhão de euros, já é uma produção satisfatória”, sendo que 13 pontos de venda ficaram acima dos dois milhões e outros dois superaram os três milhões de euros, destacando o administrador da Bestravel que “estamos abertos a quem quer ter um negócio rentável”.

Para o presente exercício, Carlos Baptista está “otimista”, até porque, assinalou, “até esta data as vendas estão 21% acima do mesmo período de 2023”, frisando ainda que “parte do crescimento deve-se à inflação”, admitindo que o incremento de preço “rondará os 7%. Por isso, estamos com um crescimento efetivo para este arranque de ano”.

Além da inflação, também o “aumento dos custos de estrutura por causa dos recursos humanos”, foi destacado por Carlos Baptista, considerando que, olhando para o panorama nacional, “estamos à beira do pleno emprego, o que dificulta o recrutamento e aumento o salário médio”.

Assim, “por toda a dinâmica que estamos a criar como marca, como ponto de venda em termos de franquias e o posicionamento que a rede Bestravel temos vindo, paulatinamente, e ano após ano a incrementar a posição no mercado”, assinalou Carlos Baptista.

O administrador da Bestravel admitiu ainda que, “depois da pandemia – altura realmente complicada – estamos muito satisfeitos com aquilo que atingimos, não só do ponto de vista de vendas como do ponto de rentabilidade e isso é o que valida o nosso modelo. No pós-pandemia tomámos uma decisão estratégica que foi investir na atividade e estamos muito satisfeitos com o objetivo que atingimos”.

“Do ponto de vista financeiro, o master franchise perdeu dinheiro nestes dois anos, ou seja, investiu na atividade para pôr o projeto para cima”, salientando que “estamos a atingir o ponto de maturação e esperamos, já a partir do próximo ano, que as coisas estejam equilibradas”, frisou.

Quanto ao futuro, partindo do princípio “de que, nem todos os pontos de venda crescem ao mesmo ritmo”, Carlos Baptista destacou que “é para isso que o master franchise cá está, para apoiar esses e todos os pontos de venda”.

De referir que até ao final de 2024, a rede de agências Bestravel irá crescer para 48 pontos de venda. A primeira abertura aconteceu em Belas, com a segundo a estar programada para Vila Real, pertencendo a um franchisado que já detém um ponto de venda na Lousada, e as restantes a acontecerem em Lisboa (Lumiar) e Graciosa, tratando-se esta última de uma reconversão, concluindo Carlos Baptista que “90% das agências pertencem a pessoas que vieram de fora do trade”.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.