Assine já
Distribuição

Globalis: Certificação de qualidade traz mais valias à empresa, clientes e parceiros

A Globalis, empresa especializada em viagens e eventos corporativos, viu uma auditoria aprovar, recentemente, a manutenção do seu certificado de gestão de qualidade, “uma vez mais, sem inconformidades”.

Carolina Morgado
Distribuição

Globalis: Certificação de qualidade traz mais valias à empresa, clientes e parceiros

A Globalis, empresa especializada em viagens e eventos corporativos, viu uma auditoria aprovar, recentemente, a manutenção do seu certificado de gestão de qualidade, “uma vez mais, sem inconformidades”.

Sobre o autor
Carolina Morgado
Artigos relacionados
Nova edição do Publituris: Entrevista a Pedro Costa Ferreira e especial Açores
Homepage
Nova edição do Publituris: Alive Travel, Turismo no Interior e Óbidos
Agências
2018 foi o melhor ano de sempre da rede Bestravel
Agências
Gonçalo Salgado deixa Geostar
Homepage

A notícia foi avançada ao Publituris pela CEO da Globalis, Fátima Silva, que reconhece que a certificação de qualidade traz mais valias à empresa, clientes e parceiros.

Isto significa, segundo Fátima Silva, que “para os nossos clientes, podem ter a garantia de um processo limpo de A a Z, e que estamos constantemente à procura da melhoria. É garantia de que o serviço que prestamos é limpo, correto e sempre em prol do cliente”.

Outro benefício “de sermos certificados, é que permite, ainda, em termos comerciais e de imagem de alguns parceiros sermos escolhidos. Além disso, também nos permite ter acesso a práticas e experiências de outras empresas certificadas”, destacou a CEO da Globalis, para apontar que, “não é por causa disso que tenhamos mais clientes, mas confere-nos uma posição de segurança e de confiança junto dos nossos clientes”.

Com esta certificação da certificação do seu sistema de gestão da qualidade segundo os requisitos da NP EN ISO 9001:2015, renovável de dois em dois anos, a Globalis indica, no seu site oficial que “garantimos a qualidade dos serviços tendo como pilares a sistematização dos processos e procedimentos, rotinas bem definidas e monitorizáveis e uma equipa capacitada e focada na melhoria contínua”, continuando “a perseguir os objetivos de qualidade de serviço que nos carateriza”, pode-se ler.

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Artigos relacionados
Distribuição

Quadrante promove formação sobre as Maldivas

A ação de formação é dirigida a agentes de viagens e vai decorrer na sexta-feira, 25 de novembro, no hotel Sana Malhoa, em Lisboa, a partir das 19h30.

O operador turístico Quadrante vai promover na próxima sexta-feira, 25 de novembro, um evento de formação para agentes de viagens sobre as Maldivas, a ter lugar no hotel Sana Malhoa, em Lisboa, a partir das 19h30.

A iniciativa, que decorre sob o tema “Maldivas o paraíso do sol”, é organizada em parceria a Amadeus, Turkish Airlines e com a ilha de Fushifaru, uma das ilhas do arquipélago das Maldivas.

Além da apresentação do destino, o evento da Quadrante vai contar também com um sorteio de prémios, assim como um habitual momento de convívio entre todos os participantes.

Esta ação de formação está limitada a um máximo de três agentes por agência de viagens e as inscrições devem ser realizadas através do e-mail [email protected].

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

TUI Portugal lança campanha Blue Weeks

A TUI Portugal lançou uma nova campanha, denominada Blue Weeks, que conta com “ofertas de produto exclusivo e ainda condições especiais para Agentes de Viagens e cliente final”. As reservas estão disponíveis até 5 de dezembro.

A TUI Portugal lançou uma nova campanha, denominada Blue Weeks, que conta com “ofertas de produto exclusivo e ainda condições especiais para Agentes de Viagens e cliente final”.

Num comunicado enviado à imprensa, o operador turístico explica que esta campanha, que é subordinada ao lema “Há um destino para todos”, vai estar disponível ao longo de duas semanas e inclui “todos os destinos presentes na programação da TUI Portugal”, cujas reservas devem se realizadas até 5 de dezembro.

Destinos como Japão, Argentina, Chile, Nova Zelândia e Indochina (Camboja, Laos e Vietname), que o operador turístico relançou recentemente, estão incluídos nesta campanha, assim como os ‘best-sellers’ Maldivas, Maurícias, Zamzibar e Seychelles.

“Com esta campanha, que terá uma forte dinâmica de comunicação digital, o Operador espera inspirar os clientes a visitarem as Agências de Viagens parceiras em busca das melhores oportunidades para as próximas férias”, indica a TUI Portugal.

A nova campanha promocional da TUI Portugal inclui também um vídeo teaser, que pode ser  visualizado aqui.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Grupo Newtour e PCF Consultores entram no capital da GEA

Apesar da entrada de novos acionistas, Pedro Gordon, atual Sócio-Gerente da GEA, mantém “a sua posição e percentagem como acionista”.

Publituris

O Grupo Newtour e a empresa de Pedro Costa Ferreira, a PCF Consultores, adquiriram parte do capital do Grupo GEA, num negócio que prevê a entrada no capital do agrupamento de agências de viagens através de uma empresa comparticipada, constituída pelo Grupo Newtour e pela PCF Consultores, que vai operar “sob uma equipa de gestão única”.

De acordo com um comunicado enviado à imprensa pelo Grupo Newtour e pela PCF Consultores, Pedro Gordon, atual Sócio-Gerente da GEA, mantém “a sua posição e percentagem como acionista”, com os novos intervenientes a expressarem a “sua plena confiança na atual equipa da GEA e no seu atual Sócio-Gerente”.

Pedro Gordon é, segundo o comunicado divulgado pelos novos acionistas, “o grande pilar na construção do Grupo GEA em Portugal sendo o principal responsável pela dimensão, notoriedade e credibilidade que o agrupamento detém no mercado turístico nacional aos dias de hoje”.

“A aquisição do Grupo GEA integra uma estratégia de negócio que permite o desenvolvimento do nosso portfólio de empresas de forma sustentável, criteriosa e responsável. A nossa visão passa por criar mais-valias nos vetores prioritários para as agências associadas da GEA, apostando nas áreas que lhes permitam consolidar os negócios das agências e os seus resultados”, afirma Tiago Raiano, CEO do Grupo Newtour.

Recorde-se que o Grupo Newtour, detido por Tiago Raiano, conta com várias empresas de referências no setor do turismo nacional, a exemplo do operador turístico Soltrópico ou da empresa de animação turística Picos de Aventura, enquanto a PCF Consultores é a empresa de Pedro Costa Ferreira, atual presidente da Associação Portuguesa de Agências de Viagens e Turismo (APAVT).

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

4Tours abre reservas para circuitos no 1.º semestre de 2023

A 4Tours lançou no seu website um conjunto de mais de 40 circuitos para viagens entre fevereiro e junho de 2023, que já se encontram disponíveis para reservas através das agências de viagens.

Publituris

A 4Tours lançou no seu website um conjunto de mais de 40 circuitos para viagens entre fevereiro e junho de 2023, que já se encontram disponíveis para reservas através das agências de viagens e que abrangem destinos como os Países Baixos, França, Itália, Áustria e Alemanha, Croácia, Eslovénia, Montenegro e as ilhas portuguesas dos Açores e Madeira.

“São mais de 40 circuitos diferentes focados nas experiências culturais que cada destino europeu pode oferecer ao cliente e que contam com o acompanhamento de um guia de língua portuguesa durante toda a viagem”, indica a 4Tours, num comunicado enviado à imprensa.

Entre os circuitos propostos para o primeiro semestre de 2023, a 4Tours destaca as novidades Holanda Florida, cujos preços começam nos 1.150 euros, e Costa Amalfitana e Apúlia Italiana, disponível a partir de 1.825 euros, assim como o circuito França – Champanhe & Alsácia, desde 1.450 euros, e ainda o circuito Austria & Terras da Baviera, com preços a partir de 1.495 euros.

Além destes, a 4Tours propõe ainda “circuitos focados nas festas temáticas”, a exemplo do Carnaval, para o qual estão disponíveis propostas para o Carnaval de Veneza desde 895 euros, mas também para a Festa da Flor, na Madeira, cujos preços começam nos 795 euros.

Opção são também os circuitos especializados na componente cultural, a exemplo da proposta Normandia, Vale do Loire e Versalhes, que apresenta preços desde 1.595 euros, ou do circuito Cote D’Azur & Provence, com valores desde 1.495 euros, ou ainda da proposta Croácia, Eslovénia e Montenegro, desde 1.735 euros.

Disponíveis estão também circuitos nas ilhas portuguesas da Madeira e Açores, cujos preços começam nos 660 euros para um circuito na ilha de São Miguel, nos Açores, ou nos 690 euros para um circuito na Madeira.

“Para além da programação disponível no website, o operador 4Tours oferece circuitos à medida, pensados e desenhados, de acordo com as exigências dos seus clientes”, acrescenta a 4Tours.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Marrocos passa a fazer parte da programação da Icárion

Numa primeira fase, o operador disponibiliza três circuitos regulares disponíveis com guia espanhol e uma duração de 7 noites.

Publituris

A Icárion possui um novo destino na sua programação – Marrocos – disponível no site do operador a partir desta quinta-feira, 17 de novembro.

Em comunicado, a Icárion refere que “o lançamento de novos destinos faz parte da estratégia do operador que procura sempre responder às necessidades do mercado, às tendências dos viajantes e ao mesmo tempo acompanhar de perto os pedidos das agências de viagem para que encontrem uma diversidade de destinos únicos com serviços de qualidade”.

Numa primeira fase, o operador disponibiliza três circuitos regulares disponíveis com guia espanhol e uma duração de 7 noites, fazendo parte da programação as Jóias de Marrocos, Cidades Vermelhas de Marrocos e Caminhando com Berberes e Tuaregues. As apostas do operador têm como base não só os circuitos mais clássicos do destino como também, no caso do programa Caminhando com Berberes e Tuaregues um programa em 4×4 e alojamentos em tendas típicas marroquinas durante o circuito.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias, Sonhando e Viajar Tours lançam charters para a Tunísia na Páscoa e verão de 2023

Operação charter para a Páscoa e verão de 2023 conta com voos para Djerba e Monastir, desde Lisboa e Porto, que já estão disponíveis para reserva.

Publituris

Os operadores turísticos Solférias, Sonhando e Viajar Tours voltaram a unir-se para lançar novas operações charter para a Tunísia na Páscoa e verão de 2023, que vão contar com voos para Djerba e Monastir.

Num comunicado enviado à imprensa, os operadores turísticos explicam o regresso destas operações conjuntas com o “crescente apelo da Tunísia junto dos viajantes portugueses”, o que justifica também a antecipação no lançamento dos voos e na abertura das reservas.

A operação para a Tunísia arranca com duas partidas de Lisboa para a ilha de Djerba durante o período festivo da Páscoa, que acontecem a 1 e a 8 de abril de 2023.

O grosso da operação acontece, no entanto, no verão, que vai contar com um voo de Lisboa e outro do Porto para Djerba, ambos com saída aos sábados, cuja primeira partida decorre a 3 junho 2023 e a última a 9 de setembro de 2023.

A estes voos, junta-se ainda uma ligação extra do Porto para Djerba, com saídas às segundas-feiras, cuja primeira partida está marcada para 17 julho 2023 e a última para 4 setembro 2023.

No caso de Monastir, vai ainda ser disponibilizado um voo desde o Porto às segundas-feiras, com a primeira saída a decorrer a 12 junho 2023 e a última a 4 setembro 2023.

“A Solférias, Sonhando e Viajar Tours, e todos os seus parceiros no destino, mantêm a convicção que a antecipação da oferta vai aumentar ainda mais a capacidade dos agentes de viagem em responder à crescente procura dos viajantes nacionais que preferem reservar as suas férias atempadamente”, concluem os operadores.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

APG aposta na ferrovia com plataforma ‘Railclick’

Com os serviços ferroviários a estabelecerem-se como uma alternativa ao transporte aéreo, a APG Portugal disponibiliza, através da plataforma “Railclick”, uma vasta oferta de soluções na Europa.

Victor Jorge

A APG Portugal passa a disponibilizar a plataforma “Railclick numa associação com a espanhola GRT, através da qual oferecerá os serviços de diversas companhias ferroviárias europeias numa aposta de diversificação de transportes disponíveis para o mercado B2B e B2C.

Na apresentação, realizada esta terça-feira, 15 de novembro, LLuis Martinez, presidente da GRT, criadora da plataforma “Railclick”, teve oportunidade de mostrar a mais-valia desta oferta, salientando a “poupança de tempo e dinheiro que poderá significar para quem utiliza os diversos serviços ferroviários à disposição”.

Com a atual plataforma ficam disponíveis os serviços de diversas companhias europeias – Trenitalia, Renfe, DB, SNCF, OBB, Eurostars, entre outras – numa clara aposta na mobilidade.

Com foco na oferta disponibilizada pela Trenitalia, LLuis Martinez começou por destacar a “grande liberdade de movimentação” que a ferrovia proporciona ao viajante, referindo os vários acordos existentes entre as várias companhias do centro da Europa e que “rapidamente colocam o viajante em qualquer parte da Europa central”.

“Os comboios, hoje, são uma clara vantagem comparativamente ao transporte aéreo, já que nos colocam no centro das cidades, sem a necessidade de diversos custos em dinheiro e tempo que o avião representa”.

Na realidade, a proposta agora disponibilizada pela plataforma “Railclick”, o viajante tem a possibilidade de viajar por todo o centro da Europa de forma cómoda e rápida. Fazendo referência aos serviços disponibilizados, por exemplo, pela Trenitalia, LLuis Martinez destacou os mais de 7.000 comboios/dia oferecidos aos viajantes, apresentando estes serviços aos diversos agentes de viagem que marcaram presença na apresentação da APG Portugal.

Através do hub de Milão, por exemplo, “é possível chegar em duas ou três horas às capitais europeias mais importantes”, existindo ainda a possibilidade de serviços intermodais com autocarros exclusivos e barcos.

Mas não é somente em Itália que estes serviços passam a estar disponíveis. Em Espanha, através da Renfe, também é possível chegar a vários pontos na Europa de forma “menos onerosa e rápida”, referiu LLuis Martinez, salientando, contudo, que “a partir de Portugal essa ligação ainda não será possível”, já que o nosso país ainda não se encontro devidamente interligado à restante rede ferroviária europeia.

Apesar de ainda não estar disponível uma compra única para os agentes e, consequentemente, clientes/viajantes, são, no entanto, diversas as possibilidades “fáceis” que a plataforma “Railclick” disponibiliza, com o acesso oferecido às agências a estar à mão de uma simples solicitação de password para validar a venda que resultar sempre num bilhete eletrónico.

Com a mercado-alvo a dividir-se entre o lazer e o negócio, LLuis Martinez referiu que o comboio é, atualmente, um meio de transporte muito valorizado pelos clientes provenientes de mercados como a Ásia ou América Latina.

“Na realidade, hoje, a não obrigatoriedade da burocracia relacionada com um check-in, as restrições inexistentes referentes à bagagem e, fundamentalmente, o tempo que se pouco, são uma mais-valia para quem utiliza o comboio”.

Mas também as questões relacionadas com a sustentabilidade são apreciadas, embora o presidente da GRT admite que, “neste momento, sabemos que ainda é uma vantagem, já que as companhias aéreas estão a caminhar cada vez mais para soluções com uma menor pegada carbónica”. Contudo, concluiu Martinez, “atualmente, a poupança de tempo, o conforto e o facto de no transporte ferroviário conseguirmos ‘desembarcar’ nos centros das cidades é muito bem recebido por quem viaja”.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Distribuição

eDreams ODIGEO aumenta reservas em 50% no semestre, mas lucro líquido continua negativo

A empresa continua apostada em atingir, no ano fiscal de 2025, um Cash EBITDA superior a 180 milhões de euros e mais de 7,25 milhões de membros ‘Prime’.

Publituris

A eDreams ODIGEO registou no primeiro semestre do exercício fiscal de 2023, findo a 30 de setembro de 2022, 8,6 milhões de reservas, correspondendo a um acréscimo de 50% face a igual período de 2021, representando mais 48% em relação ao período pré-COVID, tendo ganho quase um milhão de novos subscritores apenas nos últimos seis meses.

Este desempenho permite à empresa reconfirmar as suas orientações para março de 2025, que incluem 7,25 milhões de subscritores, uma ARPU de 80 euros (receita média por utilizador) e um Cash EBITDA de 180 milhões de euros.

A empresa refere, em comunicado, que “em outubro e novembro, não obstante os ventos macroeconómicos contrários, as reservas subiram 45% em relação ao período pré-COVID-19.

No que diz respeito ao eDreams Prime, programa de subscrição de viagens, a empresa alcançou 3,6 milhões de subscritores, graças a uma taxa de execução trimestral de 479.000 durante o primeiro semestre do ano fiscal de 2023. Isto representa um crescimento das taxas de execução trimestrais de 8% e 47%, respetivamente, em relação aos anos fiscais de 2022 e 2021.

Quanto ao desempenho financeiro, no primeiro semestre do ano fiscal, a Margem de Receitas e a Margem de Receitas Cash da eDreams ODIGEO permaneceram acima dos níveis pré-COVID em 3% e 12%, respetivamente.

A empresa registou um crescimento na Margem de Receitas Cash, que aumentou 69% em termos homólogos para 316,5 milhões de euros, apesar das opções de viagem estarem limitadas pela incerteza das restrições provocadas pela pandemia de COVID-19. A Margem de Receitas aumentou em 72% para 289 milhões de euros, devido ao aumento de 50% nas reservas e de 15% na Margem de Receitas por Reserva.

O Lucro Marginal Cash, por sua vez, aumentou para 74,4 milhões de euros no período, 51% acima do registado no primeiro semestre do ano fiscal de 2022.

O Cash EBITDA no segundo trimestre ascendeu a 34,5 milhões de euros no primeiro semestre do ano fiscal de 2023 (dos quais 20,5 milhões de euros dizem respeito apenas ao segundo trimestre do ano), um aumento de 78% em relação ao mesmo período do ano passado. Tal como indicado nas orientações do primeiro trimestre do ano fiscal, “o crescimento sólido de membros no primeiro ano de subscrição do Prime atrasa a rentabilidade, que dispara no seu segundo ano de subscrição”, refere a empresa em comunicado.

O Lucro Líquido Ajustado registou um prejuízo de 19 milhões de euros no primeiro semestre do ano fiscal de 2023, em comparação com o prejuízo de 27,7 milhões de euros no mesmo período do ano anterior, acreditando a empresa que é o Lucro Líquido Ajustado que reflete “mais eficazmente o real desempenho operacional contínuo da atividade”.

Conforme a tendência observada no primeiro trimestre, o forte crescimento dos membros “Prime” no seu primeiro ano veio “protelar o aumento da lucratividade, mas esta última aumentou de forma drástica no segundo ano”.

No que diz respeito à força de trabalho global, esta deverá crescer 50% para impulsionar ainda mais o crescimento a longo prazo, com base no modelo de subscrição, referindo a eDreams ODIGEO que “o aumento dos investimentos na força de trabalho, assim como os efeitos das diferenças cambiais, resultaram em custos fixos mais elevados”.  Assim, tal como anunciado no ano passado, a eDO planeia contratar 500 novos colaboradores até março de 2025, e tem aumentado a sua força global em 201 colaboradores numa base anual, com 170 novas contratações apenas no período de março a setembro de 2022, o que significa que atingiu 34% deste objetivo em menos de 15% do tempo.

Dana Dunne, CEO da eDreams ODIGEO, refere que “o sucesso da nossa transição de um modelo de negócios centrado em transações para um essencialmente baseado em subscrições reflete-se, uma vez mais, no crescimento sólido e contínuo da nossa base de subscritores, que ultrapassa atualmente os 3,8 milhões de membros”.

Fazendo referência aos objetivos traçados há um ano – ultrapassar os 7,25 milhões de membros Prime e os 180 milhões de euros de Cash EBITDA até 2025 – a CEO salienta que “nestes últimos 12 meses realizámos excelentes progressos no sentido de cumprir estes objetivos, e o nosso desempenho no primeiro semestre do ano fiscal demonstra que estamos no caminho certo para que a nossa orientação a três anos se concretize, tal como temos vindo a fazer de forma consistente”.

Quanto à generalidade do setor, a CEO conclui que, “atravessando crises económicas, conflitos ou mesmo catástrofes naturais, quem viaja por lazer tem provado o seu desejo de continuar a fazê-lo. Atualmente nada mudou, e esperamos que esta vontade continue a reforçar-se cada vez mais”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Wamos Portugal obtém certificação em qualidade

Marcas como GeoStar, Top Atlântico, Loja de Cruzeiros, Benfica Viagens, CWT e BCD passam a poder utilizar o símbolo de certificação da APCER

Publituris

A Wamos Portugal concluiu, no passado mês de outubro, o processo de certificação do seu Sistema de Gestão de Qualidade de acordo com o referencial normativo NP EN ISO9001:2015.

A obtenção da certificação em Qualidade resulta de uma decisão voluntária e um passo importante para as empresas que constituem o Grupo Wamos que, agora, iniciam um novo processo assente em princípios de organização e de melhoria continua.

Marcas como GeoStar, Top Atlântico, Loja de Cruzeiros, Benfica Viagens, CWT e BCD passam, agora, a poder ostentar um símbolo de certificação credível e de valor reconhecido.

José Martins de Jesus, CEO do Grupo Wamos, refere, em comunicado, que “a obtenção da certificação do Sistema de Gestão da Qualidade por uma entidade certificadora, como a APCER, é um reconhecimento da qualidade que pretendemos garantir na nossa organização”.

Martins de Jesus reconhece que se tratou de “um processo longo, em parte devido aos constrangimentos causados pela pandemia por Covid-19, com auditorias realizadas por Auditores experientes em Portugal Continental, Açores e Madeira e que agora conseguimos concretizar com o apoio e colaboração de todos os nossos colaboradores”.

Para o CEO do grupo, “esta é uma mais-valia que se reflete na qualidade de processos e serviços de todas as nossas empresas em termos nacionais, sendo um fator de relevo sermos única agência de viagens com Sistema de Gestão de Qualidade certificado na Madeira e nos Açores e estamos cientes de que este estatuto nos atribui mais responsabilidade e um aumento do nosso compromisso para com todos os nossos clientes.”

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Icárion lança operação para Páscoa e Verão

Maldivas, Seychelles, Turquia, Bali, Maurícia, Tailândia e Jordânia são as apostas da Icárion para a Páscoa e feriados de junho de 2023.

Publituris

Maldivas, Seychelles, Turquia, Bali, Maurícia, Tailândia e Jordânia são as apostas do operador Icárion para as datas festivas da Páscoa e para os feriados de junho do próximo ano.

A operação de Páscoa tem partidas compreendidas entre 3 e 6 de abril e têm uma duração de 5 a 7 noites.

Os voos para Istambul, Jordânia, Maldivas e Maurícia serão assegurados pela Turkish Airlines. No caso da cidade turca, trata-se de um programa de cinco noites, com partida a 6 de abril. Os restantes destinos têm um programa de sete noites, com partidas a 6, 3 e 4 de abril, respetivamente.

Já Bali (programa de sete noites e partida a 4 de abril) e Tailândia (programa de sete noites e partida a 3 de abril) terão voos assegurados pela Emirates.

Os programas para os feriados de junho terão voos exclusivamente operados pela Turkish Airlines, todos com partida a 8 de junho. Contudo, Istambul terá um programa de cinco noites, enquanto Jordânia, Maldivas e Seychelles terão sete noite e, finalmente, Tailândia de oito noites.

Em comunicado, a Icárion refere que “o lançamento dos voos garantidos faz parte da estratégia do operador de forma a garantir o melhor preço de mercado em datas específicas e que por norma têm tendência a ser bastante procuradas no mercado”.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.