Assine já
Tecnologia

NEST apoia empresas de turismo através do projeto Tourbit

O NEST – Centro de Inovação do Turismo participa em mais um projeto europeu para apoiar as empresas do turismo em Portugal, através do Tourbit.

Publituris
Tecnologia

NEST apoia empresas de turismo através do projeto Tourbit

O NEST – Centro de Inovação do Turismo participa em mais um projeto europeu para apoiar as empresas do turismo em Portugal, através do Tourbit.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
NEST quer tornar Portugal “num exemplo a nível internacional”
Homepage
AR aprova novo apoio a micro e PME e salários a 100% em lay-off
Homepage
Governo reforça em mais 20 milhões ajudas ao turismo
Análise
NEST reconhecido como polo de Inovação Digital e ‘European Digital Innovation Hub’
Homepage

Trata-se de um projeto europeu que tem como objetivo apoiar a competitividade das PME de turismo que desejam iniciar a sua jornada de transformação digital e adotar novas soluções tecnológicas para uma indústria mais verde.

No âmbito do projeto, o NEST irá lançar um convite à apresentação de propostas que dará um apoio financeiro de 8.000€ a nove PME portuguesas do setor do turismo.

O Tourbit foi oficialmente apresentado na Lapónia, Finlândia, numa conferência de abertura, organizada pelo Conselho de Turismo da Catalunha, coordenador do projeto. Trata-se de um consórcio de mais de 150 empresas, especialistas e organizações, cofinanciado pelo programa COSME da União Europeia, que visa fomentar competências e a adoção da digitalização e inovação para a promoção de PME de turismo resilientes e competitivas.

“No contexto desta parceria, o NEST adiciona mais um caminho de incentivo às PMEs para a promoção da sua transformação digital e adoção de novas soluções tecnológicas. Ao beneficiar de um network europeu através de uma comunidade online de turismo, as PME, startups e outras entidades de turismo poderão trocar ideias e experiências, contribuindo para a sua robustez e competitividade.”, explica Roberto Antunes, diretor executivo do NEST.

Até junho de 2024, e no âmbito deste consórcio, o NEST irá trabalhar em conjunto com sete parceiros para impulsionar a transição verde e a digitalização do setor do turismo europeu.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Tecnologia

App “WeDoVisit” sugere propostas personalizadas para visitar o Norte

A app “WeDoVisit” sugere um conjunto de propostas personalizadas que permitam aos turistas partir à descoberta da região Norte, de acordo com o seu ideal de férias.

Publituris

Através de um breve questionário, esta aplicação consegue traçar um perfil dos seus utilizadores e apresentar um conjunto de sugestões feitas à medida dos planos de viagem de cada um. As propostas têm em linha de conta não só as preferências de cada turista, mas também outros indicadores como a estação do ano em que visita a região, o tipo de companhia que terá consigo na viagem ou o estilo de férias que tem em mente.

Se, por um lado, dá resposta a um turista mais autónomo, que gosta de definir os seus planos de passeio e de conhecer o destino ao seu ritmo, privilegiando as ofertas que mais se adequam às suas motivações e interesses, por outro lado, a “WeDoVisit” posiciona-se como uma ferramenta útil para as empresas, proporcionando-lhes uma série de novas oportunidades que podem ser exploradas.

Lançada em março deste ano, a WeDoVisit conquistou a chancela do Turismo do Porto e Norte de Portugal e conta já com cerca de 700 utilizadores, provenientes de países como Portugal, Brasil, França, Espanha, EUA e Países Baixos. A relevância e a inovação desta ferramenta têm vindo a ser reconhecidas de forma crescente, estando a WeDoVisit entre os candidatos para a edição deste ano do Prémio Nacional de Turismo, na categoria de Turismo Inovador.

Numa altura em que o Porto e Norte ganha força entre os destinos mais procurados por turistas nacionais e internacionais, e em que os indicadores apontam para um verão promissor, a aplicação está também a despertar o interesse junto das empresas de turismo da região, que vêem na aplicação não só uma montra eficaz para promoverem as suas ofertas, mas também um canal estratégico para chegarem aos turistas de uma forma mais direcionada.

Neste contexto, a WeDoVisit tem vindo a estabelecer uma série de parcerias e de iniciativas de cross-selling com vários agentes do setor, de forma a potenciar a divulgação crescente da app junto de turistas nacionais e internacionais e uma maior diversidade no tipo de experiências apresentadas.

A expectativa é a de que a aplicação permita também gerar oportunidades de captação de turistas para locais menos convencionais e tradicionalmente menos visitados como, por exemplo, as zonas do interior.

O projeto está, nesta fase, focado em implementar-se junto do mercado nacional, prevendo, a médio prazo, poder chegar aos mercados internacionais. A extensão da sua área de ação a novas regiões é outra das possibilidades que também está em cima da mesa.

A WeDoVisit é uma app gratuita, com conteúdos em português e em inglês, e está disponível para sistemas Android e iOS através do site: www.wedovisit.com.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

GuestCentric apoia Wotels Hub no aumento de vendas diretas

A GuestCentric Systems anuncia o seu apoio à Wotels Hub, cadeia híbrida de alojamento, na sua estratégia de aumento de vendas diretas, através da criação do novo website do grupo.

Publituris

A Wotels Hub, de acordo com a empresa de desenvolvimento de websites hoteleiros “é reconhecidamente a maior cadeia de hostels portuguesa, mas o grupo tem crescido e diversificado em termos de tipos de alojamento, oferendo atualmente nove unidades, entre guesthouses, hotéis e hostels”, com presença em Lisboa, Costa da Caparica, Ericeira, Peniche e Lagos.

O novo website da cadeia Wotels Hub, com o seu motor de reservas integrado, que comercializa as nove unidades, permitirá à empresa melhorar os seus processos interunidades, aumentar as vendas diretas e comunicar melhor a sua oferta diversificada – seja para casais, viajantes solo, famílias, ou grupos de amigos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Hotelaria

GuestCentric deixa dicas para hotéis aumentarem reservas diretas este verão

À medida que os negócios se recompõem no verão de 2022, a Guestcentric Systems considera importante que os hoteleiros continuem a investir nos seus canais diretos e, neste sentido, deixa algumas sugestões para os hotéis aumentarem as suas reservas diretas.

Embora as OTAs (online travel agencies) possam dominar em termos de visibilidade online, os hotéis independentes têm a vantagem de conhecer os seus hóspedes e saber exatamente aquilo que estes gostam de fazer durante as suas estadias, indica este fornecedor de websites hoteleiros.

A GuestCentric desafia os hoteleiros a reavaliarem o seu principal canal de reservas diretas – o website do seu hotel – analisando como é que o site comunica a unidade hoteleira, como é que inspira os seus clientes com a história da sua marca, em que medida os conduz até à reserva efetiva. E deixa algumas dicas para ajudar o setor a obter mais reservas diretas neste verão.

Tendo em conta que o website do hotel é o primeiro ponto de contacto para os hóspedes compreenderem mais sobre o que podem esperar da unidade e do destino, será necessário, segundo a GuestCentric, assegurar que as visitas podem ser convertidas em reservas de estadias, para gerar mais negócio direto.  O primeiro passo é usar o poder visual do website para fazer com que os hóspedes sonhem em visitar o hotel.

Refira-se que um inquérito da Hospitality Net concluiu que a decisão de reservar é 60% emocional e 40% racional. As imagens não só valem mil palavras, como inspiram uma reação emocional nos hóspedes – que os levará a reservar ou a abandonar o website do hotel. Assim, a empresa diz que, usando o poder de fotografias e vídeos, durante a tomada de decisão dos hóspedes, o hotel consegue converter visitas em reservas.

Além disso, é importante saber o que os visitantes querem e orientar as suas decisões de reserva.

“Quando se trata de saber aquilo de que os hóspedes gostam, os hotéis têm uma grande vantagem sobre as OTAs porque observam, em primeira mão, as preferências dos clientes durante a sua estadia”, considera a Guestcentric Systems, para acrescentar que “o hotel deve assumir a liderança no processo de compreender bem os seus hóspedes. Caso contrário, é bem possível que deixe de beneficiar desta posição privilegiada”.

Depois de observar os hóspedes e compreender as suas preferências (ou aversões), há quatro passos que devem ser implementados pelo hotel no seu website: Criar ofertas e serviços em torno do que os hóspedes querem e incentivá-los a reservarem diretamente; Comunicar informações precisas e atualizadas sobre o hotel e destino; Manter e comunicar políticas flexíveis; Falar a mesma língua que os hóspedes.

Finalmente, a empresa destaca que, tal como no website do hotel, o motor de reservas deve encorajar todos os comportamentos ligados à compra em si. Assim, o melhor preço garantido, as ofertas especiais, promoções e alertas de ativação/recuperação de compras irão criar um sentido de urgência e inspirar os visitantes a reservar.

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Tecnologia

Amadeus e a IE University expandem rede Travel4Impact para PME turísticas

A Amadeus e a IE University acabam de lançar a segunda edição do Travel4Impact em toda a Europa, apoiando as PME no papel crítico que desempenham na renovação em curso das viagens e do turismo.

Publituris

Trata-se de um projeto de colaboração concebido para apoiar a indústria das viagens e turismo, melhorando a competitividade e o impacto positivo das pequenas e médias empresas.

A rede Travel4Impact apoia as PME que se concentram na digitalização e sustentabilidade como parte da sua estratégia. Esta iniciativa, que faz parte da estratégia de Responsabilidade Social Empresarial do Amadeus, é 100% subsidiada para as PME e inclui formação, tutoria e oportunidades de trabalho em rede.

Mais de 20 PME europeias do turismo serão selecionadas e convidadas a participar na fase de plataforma de lançamento. As pequenas e médias empresas interessadas em aderir ao projeto Travel4Impact devem preencher um formulário antes de 31 de julho, que pode ser encontrado na página web do Travel4Impact. Além disso, nos dias 05 e 13 de julho, pelas 17 de Portugal haverá sessões de informação à qual as PME podem aderir.

O objetivo a longo prazo desta iniciativa é a criação de uma rede global. O projeto teve início em 2021 em Espanha e foi concebido para evoluir para uma comunidade internacional.

Segundo Esther Villena, Head of Corporate Social Responsibility da Amadeus, 85% dos participantes na plataforma de lançamento consideram que os seus negócios têm melhores expectativas futuras graças à participação nesta iniciativa, em comparação com quando se iniciou o programa em 2021.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Sem categoria

HiJiffy lança sistema operativo “Aplysia OS” para facilitar interações entre hóspedes e hotéis

A tecnologia utiliza inteligência artificial para acompanhar todas as fases da jornada do hóspede no hotel, desde a pré reserva até ao pós-estadia. O objetivo passa por facilitar ações como “o processo de reserva, o check-in antecipado ou a reserva de uma mesa no restaurante”, de acordo com a HiJiffy.

Carla_Nunes

A HiJiffy acaba de lançar um novo sistema operativo de comunicação com hóspedes, o Aplysia OS.

Esta tecnologia utiliza Inteligência Artificial (IA) para criar interações entre os hotéis e os clientes em todas as fases da jornada do hóspede, desde a pré reserva até ao pós-estadia, de acordo com informação enviada em comunicado pela empresa.

Desta forma, a Aplysia permite conectar os hóspedes e hotéis “24 horas por dia, sete dias por semana”, sem a necessidade de interação humana”.

O objetivo passa por facilitar ações como “o processo de reserva, o check-in antecipado ou a reserva de uma mesa no restaurante”, de acordo com a HiJiffy.

A empresa explica que este sistema foi treinado nos últimos seis anos “com milhões de questões exclusivamente relacionadas com a indústria hoteleira”, pelo que possui recursos de autoaprendizagem para analisar dados em bruto e não etiquetados e classificá-los por si só.

Isto permite que a IA “aprenda de forma quase autónoma, tornando o processo de aprendizagem mais rápido face às soluções treinadas manualmente por humanos”.

Para além disso, a Aplysia consegue “entender as emoções por detrás das conversas”, através da análise semântica e de sintaxe.

O sistema consegue reconhecer se a conversa é negativa, neutra ou positiva, reagindo de acordo com esta análise – ou seja, dá prioridade e encaminha automaticamente as mensagens para o departamento certo.

Por exemplo, se a conversa for classificada pelo sistema como positiva, “o hóspede poderá seguir um fluxo de atendimento normal, eventualmente até sem qualquer interação com um agente humano”, tal como explica Tiago Araújo, CEO da HiJiffy, à Publituris Hotelaria.

Se, por outro lado, o tom da conversa for negativo, o “hóspede poderá ser imediatamente redirecionado para a equipa do front-office, por exemplo, ou então diretamente para o diretor do hotel”.

A Aplysia OS é baseada na cloud e possui uma consola acessível através de desktop, browser e aplicações para Android e iOS.

Esta solução funciona apenas para os produtos da HiJiffy e não poderá ser comprada para ser usada para outros fins, tal como indica a empresa.

De momento, a tecnologia já está disponível “para todos os clientes da HiJiffy com muitos recursos já totalmente funcionais”, como adianta a empresa.

Funcionalidades em beta testing, que de momento só estão disponíveis para um número restrito de hotéis, serão alargadas a todos os clientes “em breve”.

Sobre o autorCarla_Nunes

Carla_Nunes

Mais artigos
Alojamento

SiteMinder lança nova plataforma

A SiteMinder acaba de lançar uma nova plataforma, que permite aos hotéis comercializar os seus quartos e serviços, gerir e aumentar o crescimento de uma forma mais simples e intuitiva.

Publituris

Esta nova plataforma da SiteMinder foi desenhada para levar os hotéis a uma nova era do comércio hoteleiro, colocando o sucesso do negócio e os resultados comerciais, em primeiro lugar.

André Gois, Country Manager da SiteMinder em Portugal, referiu que, no mundo do comércio eletrónico Omnicanal, nos dias de hoje, em Portugal, os hotéis têm um enorme desafio com hóspedes que exigem uma interação consistente, sem atrito e personalizada até ao momento de check out. Assim, “de forma a satisfazer estas expectativas e tirar partido das oportunidades num mercado a crescer mas extremamente competitivo, os hotéis precisam de tecnologia que espelhe as expectativas dos hóspedes”.

O novo instrumento, que permite integrar mais de 1500 aplicações, é a resposta a esta necessidade permitindo que os hotéis estejam confiantes com uma plataforma que desenha, implementa e gere uma estratégia de comércio hoteleiro global, tornando a tecnologia simples e moderna, prontamente disponível para os hotéis em todo o mundo – uma transição que permite a liderança no comércio global a uma das indústrias menos digitalizadas e mais fragmentadas, que consomem produto a produto.

Mais do que reunir produtos díspares, trata-se de permitir que a indústria hoteleira global colha os benefícios da união de plataformas e ecossistemas inteiros.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

World map Africa vector isolated on background. Flat Earth template for pattern, report, inphographics, banner, backdrop. World map templates, patterns. Global worldwide travel trip.

Tecnologia

WiTH Africa da Nova SBE vai permitir estudar o turismo no continente

A Nova SBE acaba de lançar uma plataforma de dados sobre o turismo em África com o objetivo de promover uma comunidade de conhecimento que permita apoiar o planeamento e a tomada de decisão sobre o setor naquele continente.

A plataforma WiTH Africa, que conta com o apoio do Westmont Institute for Tourism and Hospitality e do Data Science Knowledge Center, vai permitir partilhar um conjunto abrangente de dados com vista a estudar a dinâmica do turismo em África e apoiar o desenvolvimento sustentável desta indústria, bem como desenvolver ferramentas para monitorizar a evolução do setor naquele continente, divulgar o conhecimento para que este possa ser utilizado para aconselhar as políticas e estratégias empresariais, e dinamizar um espaço de colaboração ativa entre organizações.

Nova SBE constatou que a informação sobre o turismo em África encontra-se dispersa, ou incompleta, o que dificulta o acesso a dados consistentes e que informem a tomada de decisões estratégicas pelos stakeholders do setor.

Assim, destinada aos decisores da área do turismo nos setores público e privado e à Academia, a plataforma WiTH Africa virá a funcionar como um agregador de fontes de dados relevantes para o desenvolvimento turístico em África, centralizando, num único espaço, informação relevante neste domínio.

Disponibiliza ainda as últimas tendências no setor do turismo em África, bem como indicadores que permitam acompanhar o desempenho dos diversos países em matéria de turismo.

A WiTH Africa procurará também estimular a criação e a dinamização de uma comunidade de conhecimento que associará stakeholders relevantes neste domínio, aponta a instituição de ensino.

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Tecnologia

eDreams ODIGEO adere a nova tecnologia

A eDreams ODIGEO disponibiliza propostas de viagens cada vez mais personalizadas com a nova tecnologia alimentada por Inteligência Artificial (IA).

Publituris

A eDreams ODIGEO oferece agora uma maior personalização aos seus utilizadores, após implementar uma nova iteração da tecnologia de Inteligência Artificial (IA) que alimenta o seu motor de busca.

Como resultado, quase três quartos dos utilizadores (72%) que fizeram alguma pesquisa na plataforma anteriormente passaram a escolher a primeira opção de viagem recomendada na sua pesquisa, representando um aumento de 17% desde que a tecnologia foi introduzida.

A plataforma de reserva de viagens exclusiva da empresa é suportada por um conjunto de algoritmos que executam mais de 452 milhões de previsões diárias sobre as propostas de viagens que melhor se adequam a cada utilizador, considerando as suas seleções anteriores e dezenas de critérios e pontos de dados adicionais, bem como dados agregados de 1.7 mil milhões de pesquisas mensais de utilizadores.

Este upgrade torna mais fácil e mais rápido para os utilizadores reservar a opção de viagem mais conveniente e adequada às suas necessidades e preferências individuais, o que, em última análise, se traduz na economia de custos, esforço e tempo para os viajantes.

A precisão desta tecnologia, também com vantagens para a empresa, reduz a necessidade de utilizar filtros manualmente, e de passar tempo a fazer pesquisas e comparações e a definir diferentes itinerários sem ajuda, uma vez que a plataforma faz todas as combinações e cálculos necessários aos utilizadores numa questão de segundos.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Alojamento

PHC Hotels lança novo site

O grupo PHC Hotels lança o seu novo site e, para assinalar a ocasião, preparou uma oferta especial para reservas diretas
no website efetuadas até final de Janeiro.

Publituris

Agora é possível reservar a estadia em qualquer uma das unidades PHC Hotels (Portuguese Hospitality Collection) – Hotel Mundial, Portugal Boutique Hotel e My Suite Lisbon – através do novo site do grupo.

Para assinalar o lançamento deste novo website, o PHC Hotels preparou uma oferta especial para reservas diretas na plataforma até final de janeiro. Para além de uma redução de 5% em qualquer uma das unidades hoteleiras (acumulável com outras ofertas), a campanha inclui ainda um almoço para duas pessoas no restaurante panorâmico Varanda de Lisboa, com menu sugestão do dia by chef Vitor Sobral e Slow Coffee Experience.

O grupo pretende, assim, marcar uma presença online efetiva cujo foco é potenciar o cross-selling ativo entre todas as suas unidades e otimizar as vendas diretas no seu website.

Para além de possibilitar a reserva em qualquer unidade do grupo num só local, o novo website dispõe de todas as funcionalidades que maximizam a experiência do cliente, com especial atenção à vertente mobile, permitindo-lhe ainda o registo como PHC Hotels Premium Guest – o novo programa de fidelização do grupo, que promete trazer inúmeros benefícios aos clientes.

Com uma presença de destaque no novo website encontra-se também a oferta de Dinning & Entertainment da PHC Hotels, onde se incluem o restaurante Varanda de Lisboa e o Rooftop Bar.

A área destinada ao Meetings & Events ganha também uma nova vida neste site, permitindo obter todas as informações e efetuar pedidos de consulta.

Os Gift Vouchers aparecem como uma funcionalidade ainda em desenvolvimento, que em breve permitirá a aquisição de experiências diretamente no website PHC Hotels, em forma de voucher de oferta.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Tecnologia

Inaugurada nova sala de operações do CCO de Santa Maria

A NAV Portugal investe 5,2 milhões de euros na nova sala de operações do Centro de Controlo Oceânico (CCO) de Santa Maria (Açores) inaugurada esta quarta-feira.

Publituris

Custou 5,2 milhões de euros à NAV Portugal a nova sala de operações do Centro de Controlo Oceânico (CCO) de Santa Maria (Açores) inaugurada esta quarta-feira.

Além dos investimentos na Região Autónoma dos Açores, a NAV Portugal tem atualmente em curso várias intervenções, destacando-se a remodelação do Centro de Controlo de Tráfego Aéreo de Lisboa, já em fase avançada.

A remodelação e modernização da sala de operações do CCO, que controla 5,18 milhões de km2 de céu a partir da ilha de Santa Maria, onde NAV Portugal já investiu mais de 70 milhões de euros desde 2004, incluiu a substituição integral da plataforma tecnológica do sistema de gestão de tráfego aéreo, a instalação de uma nova infraestrutura de rede de dados e de um novo sistema de comunicações por voz, bem como a instalação de 15 novas bancadas de operação.

O investimento passou ainda pela renovação de toda a cablagem elétrica e de telecomunicações, e por um conjunto de alterações arquitetónicas tanto para uma melhor gestão da iluminação e do ruído, bem como de redesenho da sala, criando-se zonas para a prestação de briefings operacionais e realização de reuniões, separadas da parte operacional.

Mas além dos valores já investidos, a NAV Portugal tem já programados mais 25,8 milhões de euros em investimentos para os próximos cinco anos em Santa Maria, somando-se vários outros que todos os anos são realizados por esta entidade na Região Autónoma dos Açores, como a recente introdução de novos sistemas de comunicação nas Flores e Ponta Delgada.

Todos estes investimentos refletem a forte aposta da empresa na importante operação que desempenha a partir dos Açores, onde detém ainda as Torres de Controlo de Santa Maria, São Miguel, Horta e Flores, bem como vários equipamentos de assistência à navegação.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.