Edição digital
Assine já
PUB
Distribuição

Operadores turísticos satisfeitos com procura para fim de ano

Os operadores turísticos, embora prudentes porque a pandemia não dá sinais de abrandamento em todo o mundo, estão satisfeitos com o nível de reservas para o fim de ano, quer para viagens internacionais, quer para as ilhas portuguesas, com o Funchal à cabeça. Mas também há procura para destinos no continente.

Carolina Morgado
Distribuição

Operadores turísticos satisfeitos com procura para fim de ano

Os operadores turísticos, embora prudentes porque a pandemia não dá sinais de abrandamento em todo o mundo, estão satisfeitos com o nível de reservas para o fim de ano, quer para viagens internacionais, quer para as ilhas portuguesas, com o Funchal à cabeça. Mas também há procura para destinos no continente.

Sobre o autor
Carolina Morgado
Artigos relacionados
Conselho Municipal do Turismo de Sesimbra toma posse
Destinos
Turismo europeu com novos máximos, com Portugal em destaque
Destinos
Candidaturas aos “Best of Wine Tourism 2025” decorrem até 17 de julho
Enoturismo
Solférias reforça oferta para o Sal com dois voos charter de réveillon
Distribuição
“A BTL 2025 será a edição com a maior oferta de empresas e postos de venda por parte da distribuição”, revela organização da feira
Meeting Industry
GuestReady revela que preços do AL sobem e ocupação chega aos 90% no início do verão
AL
Delta Air Lines anuncia parceria com a Riyadh Air e quer abrir voos para a Arábia Saudita
Aviação
Travelport lança Content Curation Layer para agências de viagens com tecnologia de IA
Distribuição
Azul lança concurso fotográfico para assinalar 15.º aniversário
Aviação
TAAG apresenta novo visual com chegada do novo A220
Aviação

Ao contrário do ano anterior, em 2021 os principais operadores turísticos em Portugal uniram-se e decidiram oferecer ao mercado uma série de programas de viagem de fim de ano. O mercado respondeu de forma positiva e as reservas chegaram às agências de viagens, levando mesmo a que muitas partidas estivessem já esgotadas.

O próprio presidente da Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT), Pedro Costa Ferreira, referiu, recentemente, que os portugueses têm mantido as reservas das viagens para o fim de ano, apesar das dúvidas em relação ao que poderá acontecer num ou noutro destino, ao nível das restrições.

Alguns operadores turísticos com quem o Publituris falou – Exoticoonline, Solférias e Sonhando – mantiveram a tradicional operação charter que realizam nesta altura do ano, nomeadamente para Cabo Verde, Brasil, Funchal e Porto Santo, a Viajar Tours preferiu apenas bloquear lugares em voos regulares para destinos como o Dubai, Caraíbas ou Maldivas.

De um modo geral não há motivos para alarme, apesar das medidas recentemente impostas pelo Governo, apertando o controlo das entradas e saídas do país. Mas também é importante referir que o mercado ajustou a oferta aos níveis da procura, ou seja, não há operações loucas.

“Desmistificação” do Brasil
Segundo o CEO da Exoticoonline/ Destinos, em parceria com a Solférias e a Sonhando, o operador oferece para o fim de ano dois voos para o Brasil, Porto-Salvador e outro Lisboa-Natal-Salvador, ambos com partida a 26 de dezembro, com as vendas a correrem muito bem.

“Foi preciso que no congresso da APAVT um ex-vice-Primeiro Ministro viesse explicar que o Brasil não está tão mal”, Miguel Ferreira, Exoticoonline/Destinos

 

Miguel Ferreira considerou que a melhoria da situação pandémica no Brasil fez com que as vendas para o destino aumentassem. “Mas foi preciso que no congresso da APAVT um ex-vice-Primeiro Ministro viesse explicar que o Brasil não está tão mal como dizem as televisões portuguesas.

Desmistificou-se que o Brasil está, neste momento, com um nível de vacinação muito superior por exemplo aos Estados Unidos, inclusive acima da média da União Europeia, ou seja, as pessoas estão a perceber que o Brasil não é aquele país que se fala, como tivemos a oportunidade de comprovar por dados reais estatísticos. Ou seja, neste momento é um país seguro. Infelizmente, os casos vão sempre surgir.

Não conseguimos controlar uma pandemia, temos é que nos habituar viver comedidamente nesta fase”. O executivo lembrou ainda a operação para a Madeira, tanto de Lisboa como do Porto, também “com bom ritmo de venda”. Em voos regulares as atenções do operador vão para o Dubai e as Maldivas, destino agora comercializado num valor mais elevado em relação ao verão.

Por outro lado, a Destinos está com largas dezenas de ofertas de passagem de ano para o território continental.

Apesar de não estar ainda na posse de números finais, Miguel Ferreira considera que, de uma forma geral “estamos muito abaixo de 2017”. Em sua opinião, há dois fatores que ainda fazem as pessoas retraírem-se, um é a questão da segurança, e o outro é a mudança constante de regras que leva a uma falta de confiança por parte do consumidor”.

Com o fim de ano já arrumado, a Exoticoonline já está a olhar para as próximas temporadas, ou seja, a páscoa e verão. “Estou expectante. A Páscoa ainda vamos ver o caminho para depois definirmos o trajeto, e o verão espero que já haja alguma normalidade. É bom não esquecer que começámos a 13 de março de 2020 a pensar que íamos perder a Páscoa, mas que o verão seria bom, e acabámos por perder a Páscoa, o verão e o réveillon, ou seja, perdemos o ano. Achámos que era a Páscoa deste ano, não foi, o verão já estabilizou um pouco, o inverno agora está a subir, e o réveillon está nos níveis expectáveis, mas também o mercado ajustou a oferta aos níveis da procura”, sublinhou o CEO do operador.

Miguel Ferreira deu conta que se notam pedidos já para o primeiro semestre, não dentro dos volumes dos anos anteriores à pandemia. No entanto, uma coisa são os ‘bookings’, outra são as concretizações posterirores. Isto em relação aos destinos internacionais, porque o mercado doméstico já está a mexer bastante bem para o próximo verão”.

O sucesso de Cabo Verde …
Sónia Regateiro, COO da Solférias, está satisfeita com o desenrolar da procura da programação do operador turístico para a passagem de ano. “Apostámos em operações charter com outros parceiros, ou seja, quatro voos para o Funchal, dois de Lisboa e dois do Porto, Lisboa-Porto Santo, estamos envolvidos em seis voos para Cabo Verde, três de Lisboa e três do Porto, e dois para o Brasil – um Porto-Salvador e o Lisboa-Natal-Salvador”, esclareceu.

Além disso, para o fim de ano, a Solférias disponibiliza programação em voos regulares, através de bloqueios com a Emirates para o Dubai e as Maldivas, e allotments com a TAP para vários destinos.

Quando às reservas, Sónia Regateiro disse que já há “algumas operações esgotadas há bastante tempo, e outras com disponibilidade muito reduzida. Podemos dizer que as operações estão a ser um sucesso”.

“Se compararmos com 2019, nunca conseguimos programar tantos voos para Cabo Verde no réveillon como este ano, porque tivemos a vantagem de os outros mercados como a Alemanha e o Reino Unido não estarem a ocupar tantos quartos naquele país. Assim, conseguimos triplicar a operação habitual para aquele destino, passando de dois voos em 2019, para seis em 2021” destacou a COO da Solférias.

O operador turístico começou, no entanto, a preparar já a operação de verão. “Já lançámos a maior parte da programação. Está a faltar o Egito, destino onde vamos apostar no verão, tanto de Lisboa como do Porto para Hurghada. Ainda estamos pendentes em relação ao que vamos fazer com Saiidia, isto porque Marrocos é um destino que nos deixa com alguma ansiedade porque já vimos que são muito protecionistas e tomam atitude de fecho de fronteiras de um dia para o outro”.

Sónia Regateiro lembrou que “neste momento, o risco que está em cima dos operadores quando tomam a decisão de colocar uma operação charter é enorme, porque as companhias de seguros não assumem qualquer risco por fecho de fronteiras devido à pandemia. Por isso, se houver algum azar de fecho de fronteiras, quem tem que assumir o risco de reembolso e de repatriamento de todos os passageiros é o operador turístico, ou seja, todas as decisões têm que ser muito bem ponderadas”.

… e Timor-Leste
“A nossa oferta para o fim de ano é bastante vasta, temos quatro charters para a Madeira, dois de Lisboa e dois do Porto, um para o Porto Santo, dois para o Brasil, bem como com a TAP para Punta Cana e Cancun em que também tivemos vendas razoáveis”, disse José Manuel Antunes, diretor-geral da Sonhando, para realçar que “é uma oferta muito similar à que tivemos em 2019”.

O responsável garantiu que as reservas decorrem a bom ritmo, como apenas algumas disponibilidades neste momento.

“O Brasil está mais estabilizado e ajudou que o volume de reservas crescesse” sublinhou José Manuel Antunes, para realçar que “no Brasil temos um grande aliado que se chama Vila Galé, dai que 85% das nossas vendas sejam para as suas unidades de Touros, Salvador e Guarajuba. Portanto, essa parceria com o grupo hoteleiro é muito importante e leva-nos a ter uma grande confiança no produto”.

Apesar de não estar inserido na sua programação de fim de ano, o diretor-geral da Sonhando fez questão de destacar que os seus voos no dia 12 e 14 de dezembro entre Lisboa e Dili (Timor-Leste) foi um sucesso, tendo ultrapassado no dia 01 os 200 passageiros, mesmo “sem o apoio dos professores que foi fator essencial no início das operações. Isto quer dizer que já nos impusemos no mercado sem esse trampolim. E acrescentou que, “com estes números claro que vamos prosseguir no próximo ano com quatro operações, designadamente, em fevereiro, julho, setembro e dezembro”.

Sem charter, mas com ‘commitment’
A Viajar Tours centrou a sua oferta de passagem de ano “mais no Dubai e nas Caraíbas, basicamente com a Emirates, e alguns voos da TAP não só para as Caraíbas, mas também para o Funchal e Ponta Delgada, não entrando no produto charter, mas em commitments com companhias aéreas onde pudemos criar alguma diferenciação no mercado e onde tivemos um bom volume de reservas”, explicou o diretor comercial do operador turístico, Nuno Anjos.

Em relação a 2019, o responsável do operador turístico considerou que “é totalmente diferente em volume de passageiros, e também em operações charters em que tínhamos alavancado muita da nossa oferta. Este ano, por todas as circunstâncias existentes, não apostámos nesse tipo de operações”.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Artigos relacionados
Conselho Municipal do Turismo de Sesimbra toma posse
Destinos
Turismo europeu com novos máximos, com Portugal em destaque
Destinos
Candidaturas aos “Best of Wine Tourism 2025” decorrem até 17 de julho
Enoturismo
Solférias reforça oferta para o Sal com dois voos charter de réveillon
Distribuição
“A BTL 2025 será a edição com a maior oferta de empresas e postos de venda por parte da distribuição”, revela organização da feira
Meeting Industry
GuestReady revela que preços do AL sobem e ocupação chega aos 90% no início do verão
AL
Delta Air Lines anuncia parceria com a Riyadh Air e quer abrir voos para a Arábia Saudita
Aviação
Travelport lança Content Curation Layer para agências de viagens com tecnologia de IA
Distribuição
Azul lança concurso fotográfico para assinalar 15.º aniversário
Aviação
TAAG apresenta novo visual com chegada do novo A220
Aviação
PUB
Distribuição

Solférias reforça oferta para o Sal com dois voos charter de réveillon

O operador turístico Solférias, em colaboração com os seus parceiros habituais (Soltrópico e Abreu) anuncia o reforço da sua programação para a ilha do Sal (Cabo Verde) com dois voos especiais charter de réveillon, com saídas de Lisboa e do Porto.

Para a Solférias, que desde a primeira hora apostou em Cabo Verde e se tornou no grande especialista na programação para este destino, reforça a sua aposta e prepara uma completa oferta para o réveillon 2024/2025, neste caso, na ilha do Sal.

Além da sua programação de inverno 24/25 em voos regulares TAP e Cabo Verde Airlines, o operador turístico lançou esta quinta-feira no mercado, e em colaboração com os seus parceiros habituais (Soltrópico e Abreu) dois voos especiais charter de réveillon, à saída de Lisboa e do Porto.

O voo charter do Porto parte a 26 de dezembro e tem regresso marcado para o dia 2 de janeiro, enquanto o de Lisboa sai a 27 de dezembro, com regresso previsto a 3 de janeiro de 2025. Ambas as operações serão realizadas com a companhia aérea Privilege Style em A321 com 214 lugares em classe económica. Todos os programas já se encontram disponíveis para reserva.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Travelport lança Content Curation Layer para agências de viagens com tecnologia de IA

A Travelport acaba de anunciar o lançamento da Content Curation Layer (CCL), uma curadoria de conteúdo que capacita as agências de viagens com acesso a resultados refinados para bilhões de opções de viagem, consolidando tudo num m só lugar.

A empresa global de tecnologia de viagens é a primeira a lançar uma curadoria de conteúdo com IA e o Content Optimizer, um produto novo na plataforma Travelport+, proporcionando às agências de viagem mais controle sobre o conteúdo proveniente de várias fontes

A CCL, a atualização mais recente à inovadora plataforma Travelport+, usa inteligência artificial (IA) e aprendizado de máquina (ML) para entregar rapidamente a variedade adequada de resultados de busca precisa e altamente intuitiva para seus parceiros de agências de viagens em todo o mundo.

A CCL da Travelport é um facilitador tecnológico poderoso que usa IA e ML para filtrar conteúdo agregado proveniente de várias fontes e retorna resultados de busca mais rapidamente do que o tempo médio de resposta de busca das companhias aéreas. Ela identifica as ofertas mais relevantes para cada viajante para criar uma experiência de busca mais rápida e inteligente para o agente. Essa camada de tecnologia simplifica a entrega de conteúdo disponível para o varejo às agências e as ajuda a selecionar as opções mais interessantes para os viajantes.

Um dos principais recursos da CCL é o Content Optimizer, um novo produto da Travelport+ que proporciona aos clientes das agências mais controle sobre todos os tipos de conteúdo, incluindo conteúdo tradicional e NDC. Com capacidade de aplicar regras específicas à sua atuação, as agências de viagens podem usar o Content Optimizer para adaptar as opções e os resultados da busca, aprimorar a otimização da receita e reduzir a sobrecarga de opções de conteúdo.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

APAVT está fora da BTL 2025. “Não vejo como poderemos regressar”, afirma presidente da associação

A Associação Portuguesa da Agências de Viagens e Turismo (APAVT) não participará na próxima BTL, feira que se realiza de 12 a 16 de março de 2025.

Victor Jorge

A Associação Portuguesa da Agências de Viagens e Turismo (APAVT) está, nesta altura, fora da Bolsa de Turismo de Lisboa – BTL 2025.

O Publituris confirmou esta decisão junto do presidente da associação, Pedro Costa Ferreira, que confirmou que “as condições financeiras que a BTL nos exigiu não permitem a continuidade da nossa presença”.

Questionado se esta posição poderá ser revertida, o presidente da APAVT afirma que “face ao histórico do processo, e aos argumentos da BTL, não vejo como poderemos regressar”, admitindo que, no que diz respeito à não participação de operadores e agentes de viagem, “parece-me óbvio que perderemos todos, incluindo a feira e os consumidores”.

Com a BTL a dividir-se entre três dias dedicados ao mercado B2B e dois (fim de semana) ao consumidor final (B2C), e face à possibilidade de os associados da APAVT perderem um ponto importante de venda, Pedro Costa Ferreira considera que “cada associado saberá reagir, de acordo com os seus objetivos e estratégia comercial. Todos eles, como nós, estão habituados a transformar eventuais problemas em soluções”.

Questionado se a APAVT poderá mudar a sua posição, o presidente da associação respondeu: “A APAVT não tomou uma posição, apenas não conseguiu satisfazer as exigências financeiras da BTL”.

Recorde-se que na BTL 2024, o stand da APAVT foi o maior espaço privado, com uma área de 1.200 metros quadrados, contando com a presença de 80 expositores, incluindo nove operadores turísticos, 60 agências de viagens, duas empresas de rent-a-car, companhias aéreas e DMC.

Sobre o autorVictor Jorge

Victor Jorge

Mais artigos
Distribuição

Abreu regressa com os Travel Talks em streaming

As Abreu Travel Talks estão de volta com as conversas descontraídas sobre viagens em que várias figuras públicas nacionais contam as suas experiências.

Publituris

As Abreu Travel Talks estão de regresso às plataformas de streaming e o primeiro episódio conta com a participação de Bruno Nogueira. O humorista e ator aceitou o desafio e juntou-se à Agência Abreu para a gravação, ao vivo, do primeiro episódio desta segunda temporada. A melhor altura para viajar, os destinos preferidos e peripécias vividas são contadas na primeira pessoa por Bruno Nogueira, que recorda experiências em países como o Japão, Argentina, Marrocos, entre outros.

Rodrigo Gomes, Roberta Medina, Ljubomir Stanisic e Mónica Franco, Luís Castro, chef Kiko, Isabela Valadeiro, Pedro Ribeiro, Mariana Monteiro e Joana Marques completam o leque de convidados das restantes Abreu Travel Talks, gravadas em estúdio.

Dirigido a todos os apaixonados por viagens – mas também a quem não o seja e pretenda apenas saber mais sobre a sua figura pública favorita -, estas conversas apresentam-se como um espaço de partilha e primam pelo ambiente descontraído, sem qualquer guião definido ou convenções, onde cada um revela o que mais aprecia quando viaja.

Tal como na primeira temporada, as 10 Abreu Travel Talks desta nova edição, serão disponibilizadas, semanalmente, nas plataformas do Spotify, Apple e Youtube.

“O que move estas pessoas quando viajam? Será a cultura e a história? A gastronomia? A atração pela novidade? Voltamos com esta 2.ª temporada das Abreu Travel Talks para conhecer as experiências únicas que os nossos convidados têm para partilhar”, refere Pedro Quintela, diretor-geral de Vendas e Marketing da Abreu.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral lançam mais um voo charter para o Brasil no Fim de Ano

O novo voo charter, o quarto anunciado pela Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral para o Brasil no Fim de Ano, vai ter destino a Natal e conta com partida do Porto, a 26 de dezembro.

Publituris

A Solférias, a Exoticoonline, a Sonhando e a Alto Astral anunciaram mais um voo charter para o Brasil no Fim do Ano, que vai ter Natal como destino e que conta com partida do Porto no dia 26 de dezembro.

De acordo com os operadores turísticos, este será o quarto voo charter para o Brasil no período do Fim de Ano, o que se deve à “elevada procura existente para esta época do ano”.

“Esta parceria dá não só continuidade ao sucesso das operações recentes, como reforça a posição dos operadores como especialistas na venda do destino Brasil”, lê-se num comunicado conjunto divulgado esta terça-feira, 9 de julho.

O voo charter desde o Porto para Natal vai contar com programas para alojamento de sete noites no destino, cujas informações vão estar disponíveis nos sites dos operadores parceiros nesta operação.

“A Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral (este último com a responsabilidade da venda dos trajetos Brasil/Portugal), numa estreita colaboração com todos os seus parceiros no destino, proporcionam aos agentes de viagem a capacidade de responder à crescente procura por este encantador país, e mais concretamente por esta época emblemática do ano”, lê-se ainda na informação divulgada.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Exoticoonline lança nova plataforma online no seu 15º aniversário

O operador turístico Exoticoonline, que celebra este ano o seu 15º aniversário, acaba de lançar a versão 3.0 do seu website www.exoticoonline.com, que garante às agências de viagens uma plataforma tecnológica, com novo design e funcionalidades, mais rápido e intuitivo.

Publituris

A possibilidade de o agente de viagens criar o seu próprio pacote à medida, adicionando noites ou combinações de hotéis e destinos, a facilidade de pagamento por referência multibanco, e a importação automática, em backoffice, das reservas, são algumas das funcionalidades desta nova plataforma.

Por outro lado, além de manter informação e propostas para os destinos em que desde, há muito, o operador turístico é considerado especialista, casos do Brasil, Emirados Árabes, Madeira, Porto Santo, Ibiza, Formentera, Maiorca e Menorca, assegura que vai expandir o seu portefólio com outros, nos quais está presente com recetivo próprio dentro do Universo MTS Globe.

O diretor geral da Exoticoonline, Miguel Ferreira, considera que, ao celebrar os 15 anos, “mantemos o compromisso de oferecer os melhores recursos e opções aos agentes de viagens, para que possam oferecer com rapidez e eficiência os nossos produtos aos seus clientes”.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Soltrópico faz 34 anos e quem ganha são famílias com crianças

O operador turístico Soltrópico está a assinalar os 34 anos de existência com o lançamento de uma campanha que oferece uma oportunidade imperdível para as agências de viagens e as famílias que são suas clientes.

Publituris

A Soltrópico, que celebra 34 anos, irá durante esta campanha de aniversário, oferecer a viagem à primeira criança, excluindo taxas de aeroporto, turísticas e TSA (se aplicável), em reservas realizadas entre até 12 de julho, para partidas e hotéis selecionados em setembro.

A campanha abrange os destinos Ilha do Sal e Saïdia, com preço a partir de 978 euro por pessoa para famílias com uma criança até 11 anos e com estadia no Hotel Oásis Belorizonte, em regime de tudo incluído, com partida a 14 de setembro de Lisboa. No caso de Saïdia, o preço começa nos 556 euros também para famílias com uma criança até 11 anos e com estadia no Hotel Oásis Saidia Palace, em regime de tudo incluído e com partida a 15 de setembro de Lisboa. Os voos são operados pela SATA Azores Airlines e Smartwings para a Ilha do Sal e pela TAP e Air Horizont para Saïdia, com saídas de Lisboa e Porto.

Sandro Lopes, diretor de Vendas da Soltrópico afirma que esta oferta “é a nossa maneira de agradecer às agências de viagem pela parceria contínua e aos nossos clientes pela confiança e apoio ao longo destes 34 anos”.

Os serviços incluídos na campanha são voos de ida e volta para Sal e Saïdia, de Lisboa ou Porto, em classe económica, com direito a bagagem de cabine e porão, estadia de sete noites em hotel com regime de Tudo Incluído, transferes, seguro de viagem Seguro Multiviagens Essencial, e IVA, bem como todas as taxas.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

SATA Azores Airlines dá a conhecer as novidades operacionais aos agentes de viagens da GEA

A SATA Azores Airlines apresentou as novas rotas entre o Porto e a América do Norte, bem como as novidades operacionais da companhia aérea aos agentes de viagens do grupo GEA, numa ação de formação realizada no Porto.

Publituris

A GEA, em parceria com a SATA Azores Airlines, realizou uma sessão de formação presencial no Porto, seguida de um almoço de networking no Vila Galé Porto.

A ação teve como principais objetivos apresentar as novas rotas entre o Porto e a América do Norte, discutir as novidades operacionais da companhia aérea e partilhar melhores práticas entre os participantes. Além disso, o evento visou reforçar a colaboração entre a GEA, a SATA Azores Airlines e as agências de viagens associadas, proporcionando uma oportunidade de networking e interação entre os representantes das agências e os executivos da companhia aérea.

A GEA considera que a importância das ações de formação presenciais é inegável, pois permitem uma interação direta e imediata entre os participantes, facilitando a troca de conhecimentos e experiências. Essa sessão promoveu um ambiente colaborativo onde as dúvidas puderam ser esclarecidas em tempo real, e novas ideias puderam ser discutidas de forma mais eficaz.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Soltour arranca com as operações para Albânia, Saïdia e Djerba

Até setembro, o operador turístico terá voos charter de Lisboa e do Porto, para Albânia, Saïdia e Djerba. A Soltour apostou num catálogo diversificado de destinos, procurando oferecer às agências de viagens uma maior diferenciação e um maior valor acrescentado.

Publituris

A Soltour marca o início de uma nova temporada de verão com o arranque de três importantes operações do seu catálogo. Os voos inaugurais para a Albânia e Saïdia, a partir de Lisboa e do Porto, e para Djerba, a partir do Porto, representam uma forte aposta do operador turístico, que irá operar até setembro para estes três destinos.

“Este ano, voltámos a apostar numa programação diversificada e abrangente, com o objetivo de disponibilizar às agências de viagens produtos apelativos, confiáveis e que se diferenciem junto dos consumidores”, refere Luís Santos, diretor Comercial da Soltour para Portugal e Espanha”, que destaca que “Albânia, Saïdia e Djerba oferecem experiências diferentes, mas com elementos em comum, como a forte componente de sol e praia. No entanto, há muito mais para descobrir: cultura, natureza, biodiversidade e paisagens únicas”, assegura.

No dia 23 de junho partiram os primeiros voos do operador para a Albânia e para Saïdia, a partir de Lisboa e do Porto, esta quinta-feira começou a operação de Djerba, na Tunísia, à saída do Porto.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Em setembro e outubro o verão continua nas Caraíbas com a Jolidey

O operador turístico Jolidey está a promover reservas até 21 de julho para viajar em setembro e outubro para as Caraíbas, na sua operação à saída de Lisboa, em voo direto com a companhia aérea Iberojet.

Publituris

Para Punta Cana há partidas às segundas, com preços desde 990 euros por pessoa em alojamento duplo,enquanto os voos com direção ao aeroporto de La Romana são às quartas-feiras, a partir de 1.190 euros por pessoa.

O operador turístico do grupo Ávoris programa igualmente Cancún, com preços que começam nos 1.090 euros por pessoa em alojamento duplo, com saídas de Lisboa aos domingos, bem como Cuba, oferecendo Varadero com partidas aos sábados, desde 950 euros por pessoa, e Cayo Santa María: (aeroporto Santa Clara) às terças-feiras, cujos valores são desde 1.250 euros por pessoa.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB
PUB

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se informado

©2024 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.