Assine já
Distribuição

Ricardo Figueiredo promovido a diretor executivo da APAVT

Com a promoção a diretor executivo da APAVT, Ricardo Figueiredo ganha “maior responsabilidade na gestão” da associação.

Publituris
Distribuição

Ricardo Figueiredo promovido a diretor executivo da APAVT

Com a promoção a diretor executivo da APAVT, Ricardo Figueiredo ganha “maior responsabilidade na gestão” da associação.

Publituris
Sobre o autor
Publituris
Artigos relacionados
Congresso da APAVT 2010 em Havana
Distribuição
Uma cimeira para “acerto de posições a nível ibérico e europeu”, diz APAVT
Distribuição
APAVT alerta para necessidade de novos apoios ao Turismo para que “não se morra na praia”
Distribuição
APAVT e CEAV exigem devolução de verbas às companhias aéreas
Distribuição

A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) promoveu Ricardo Figueiredo a diretor executivo com efeitos imediatos, responsável que desempenha funções na associação há mais de 20 anos e que ganha, desta forma, “maior responsabilidade na gestão” da instituição.

“Trata-se do desfecho natural, esperado e desejado por todos – pelo comportamento exemplar, pelo trabalho desenvolvido e pela relação com os associados”, comenta Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, a propósito da promoção de Ricardo Figueiredo a diretor executivo.

De acordo com a informação divulgada pela APAVT, Ricardo Figueiredo é formado em gestão de marketing pelo IPAM e conta com uma pós-graduação em Marketing Digital pela mesma instituição, tendo iniciado a sua carreira profissional na Ogilvy & Mather Direct.

Ricardo Figueiredo passou ainda pela MundoRep, onde desempenhou funções de diretor de marketing e vendas, com responsabilidades sobre o desenvolvimento do negócio da Air New Zealand e Air Afrique, antes de ingressar na APAVT, como responsável pelo marketing da associação.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Artigos relacionados
Distribuição

TOUR10 reforça equipa de contratação em Portugal

A TOUR10 indica que está a reforçar a sua equipa para “estreitar a relação comercial com os hoteleiros e obter mais contratos diretos”.

Publituris

A central de reservas de hotelaria TOUR10 Travel reforçou a sua equipa de contratação em Portugal, com a entrada de João Cruz para o departamento de contratação e de Ana Cassiano para Area Revenue.

Numa nota enviada à imprensa, a central de reservas indica que está a reforçar a sua equipa para “estreitar a relação comercial com os hoteleiros e obter mais contratos diretos”, de forma a dar manter a qualidade do serviço disponibilizado às agências de viagens.

João Cruz conta com uma vasta experiência na área da contratação e vendas e, ultimamente, desempenhava funções na MGM Hotels & Resorts, do M.G. Muthu Group, enquanto Ana Cassiano, que dedicou toda a sua carreira profissional à hotelaria, transita do operador MTS GLOBE, onde desempenhava funções de stock Management, Key Account Manager, Revenue & Yield.

Além de João Cruz e Ana Cassiano, a equipa da TOUR10 em Portugal conta com mais cinco elementos e a plataforma indica que pretende recrutar mais um colaborador para a área comercial para a zona sul e ilhas, até ao final do ano.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

ACTEP considera este um “bom momento” para agências de viagens de Portugal apostarem no turismo ‘outbound’ chinês

Para Yong Liang, presidente da Associação do Turismo Chinês em Portugal (ACTEP), esta é a “oportunidade certa” para aposta no turismo ‘outbound’ chinês.

Publituris

A poucos dias da realização do 20.º Congresso Nacional do Partido Comunista da China (CPC), a partir do dia 16 deste mês, Yong Liang, presidente da Associação do Turismo Chinês em Portugal (ACTEP), salienta que a China “abre portas à entrada de agências de viagens portuguesas no seu importante mercado turístico de ‘outbound’”. A associação afirma ainda, em comunicado, que “o ajustamento político das agências de viagens estrangeiras na China é um sinal positivo de que a China está disposta a abrir ainda mais o mercado turístico de ‘outbound’ e reforçar as ligações com o resto do mundo, incluindo Europa e Portugal”, destacando a “oportunidade que será para as agências de viagens portuguesas”.

De acordo com o responsável da associação, as agências de viagens com investimento estrangeiro, que estejam já estabelecidas ou venham a estabelecer-se em Pequim, Xangai ou Chongqing, estão agora autorizadas a organizar operações turísticas para chineses viajarem para fora.

Esta decisão advém de uma decisão que o Conselho de Estado da China aprovou no dia 8 de outubro, relativa ao ajuste provisório de certas disposições do regulamento sobre a atividade das agências de viagens, que se manterão em vigor até 8 de abril de 2024.

Embora o turismo ‘outbound’ da China ainda esteja suspenso, Yong Liang considera que esta abertura é um sinal “muito positivo”, indicando que a China irá expandir ainda mais o seu mercado de ‘outbound’ e está disposta a “fortalecer ainda mais as ligações com o resto do mundo, incluindo a Europa e Portugal”, refere o presidente da ACTEP.

As agências de viagens com capital estrangeiro vão poder implementar o sistema de licenciamento para os turistas chineses viajarem para o estrangeiro, embora para obter as necessárias qualificações empresariais precisem de cumprir determinadas condições, designadamente a necessidade de um período prévio de dois anos de operação no país.

Por isso, Yong Liang admite que “este é um bom momento para as agências de viagens de Portugal com forte vontade de se expandir para o enorme mercado turístico chinês”, frisando que a criação de agências de viagens na China “não só pode proporcionar oportunidades para as empresas de turismo portuguesas organizarem turistas chineses para viajarem em Portugal e noutros países da Europa, mas também expandir-se mais na área do recetivo, quando turistas portugueses e de países de língua portuguesa forem à China para turismo”.

Contudo, e uma vez que o turismo de ‘outbound’ da China ainda não está aberto, o impacto direto deste ajustamento “não será imediato”, salienta o presidente da ACTEP. Mas, conclui, “agora é a oportunidade certa, depois, pode ser demasiado tarde para entrar, quando a epidemia diminuir”, manifestando a disponibilidade da ACTEP para ajudar as agências portuguesas nestes processos.

De resto, Yong Liang recorda que a China foi, antes da pandemia, “o maior mercado turístico do mundo e voltará a sê-lo em poucos anos”. “Todo o esforço promocional que a ACTEP agora fez será muito útil para garantir que Portugal está bem posicionado para esta recuperação, razão pela qual queremos envolver as autoridades turísticas portuguesas, nacionais e regionais e as agências de viagens portuguesas neste esforço”, conclui Yong Liang.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Magnet promoveu encontro entre agentes de viagens e a TAP

Com o lema “Porque é a conversar que a vida e os negócios acontecem”, o consolidador Magnet promoveu, quinta-feira, em Lisboa, o seu primeiro “Magnet Air Talks”, encontro entre agentes de viagens, seus parceiros, desta vez com a TAP.

Publituris

Tratou-se, segundo a nota de imprensa do consolidador, enviada sexta-feira, de um evento de informação e formação exclusivo para clientes Magnet, onde estes ficaram a conhecer as novas ferramentas e as novidades da companhia aérea nacional TAP, importantes para o seu negócio:  Rotas, a importância e funcionamento do site TAP Agents e a informação, em primeira mão, sobre o novo tarifário da transportadora,  a ser lançado já esta terça-feira, dia 11 de outubro.

O evento teve lugar no Lisbon Golf Club em Belas, mas permitiu a quem não pode estar presente, participar também por via digital.

A Magnet diz ainda, na sua nota, que quer apostar neste modelo de reuniões híbridas que permitem de forma simples aproximar os seus clientes das companhias aéreas.

Nuno Vargas, Managing Director & Founder da Magnet assegura que “estamos já a preparar mais eventos para os próximos tempos”, pois “queremos que este seja um evento de referência no mercado, que garanta acima de tudo o desenvolvimento dos conhecimentos técnicos dos nossos clientes”.

O responsável destacou ainda que “as pequenas e médias agências que não são IATA, nem sempre têm oportunidade de falar diretamente com as companhias aéreas e estes  eventos servem precisamente para estreitar relações, criar contactos diretos e atualizar informação que no dia a dia de uma agência pode significar mais vantagem competitiva e soluções adequadas nas alturas certas.”

Refira-se que o consolidador Magnet comemora. este ano, 10 anos com o lançamento de uma nova ferramenta de reservas e emissões que permite aos seus clientes, agências de viagens não IATA, acesso às melhores tarifas do mercado através dos principais NDC e GDS.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Citur Global acrescenta denominação DMC e apresenta nova identidade visual

A Citur Global, empresa fundada em maio de 2019, acaba de apresentar a sua nova denominação e identidade visual. Acrescenta a denominação DMC e passa a englobar a área de M&I (Meeting Industry).

Publituris

A empresa, que assinala três anos de existência e entra numa nova fase, apresenta-se ao mercado com design renovado, que para além do trabalho que tem vindo a realizar nos FIT (Free Independent Tourist) passa agora a englobar também uma nova área de M&I (Meeting Industry), transmitindo o DNA da marca.

Em nota de imprensa, a Citur Global (CIT), indica que “a nossa nova imagem é moderna, inovadora e progressista”.

Por outro lado, e “aproveitando a nossa reputação internacional”, a empresa alterou a sua denominação e adicionou ao naming a descrição “DMC”, que “referencia de imediato a nossa área de atuação”.

O conceito da nova marca é, de acordo com a DMC, “manifestar todo o movimento gerado pelos fluxos de turistas que nos visitam, “From There to Portugal”, ligando clientes a serviços, bem como as novas ideias e programações produzidas pela equipa”, para destacar que “modernizar a marca e celebrar as conquistas já alcançadas é o nosso objetivo”.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Picos de Aventura celebra 20 anos dia 17 de outubro

A empresa de animação turística dos Açores, Picos de Aventura, assinada, no próximo dia 17 deste mês de outubro, 20 anos de existência, e vai assinalar a data com clientes e parceiros, em ambiente de festa.

Sobre este marco, considerado histórico para a empresa, Tiago Botelho, coordenador Comercial e de Atividades em Terra, declarou ao Publituris que “é um ano muito especial para a Picos de Aventura. Vinte anos são um marco especial de longevidade, qualidade e de excelência de serviço”.

O responsável adiantou que “estamos a preparar um conjunto de ações para celebrar de forma continua com diversas iniciativas para uma multiplicidade de públicos, de parceiros a clientes, comunidade local e pedagógica”.

 

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Distribuição

Presidente da APAVT admite um 2023 “menos robusto” no outgoing e em algum incoming europeu

“Prevemos um 2023, ao nível do mercado português, e de outros mercados emissores europeus, menos robusto que em 2022. Diria que a nossa operação de verão em 2023 é bem espectável que seja menos robusta”, alertou o presidente da APAVT.

Num encontro com jornalistas, sexta-feira em Lisboa, e respondendo a uma questão colocada pelo Publituris, Pedro Costa Ferreira apontou que, no verão do próximo ano “teremos, por um lado, a poupança forçada já gasta, e por outro lado, menor rendimento disponível decorrente da inflação e, sobretudo, do peso que tem as prestações para habitação própria da classe média portuguesa”.

Assim, o dirigente admite que os destinos de proximidade tenhas oportunidades nesta conjuntura. Neste caso apontou a Madeira e os Açores “podem ter uma oportunidade acrescida, pois como se sabe, durante a pandemia também a tiveram. Isto também pode voltar a incluir destinos do continente”.

Preocupado está também com os principais mercados emissores europeus para Portugal. “Já há notícias muito desagradáveis do Reino Unido no que diz respeito à desvalorização da libra, que é uma da espécie de inflação ainda maior. E temos do ponto de vista do mercado alemão um histórico, é que, assim que há uma perspetiva de menor rendimento disponível, há menor consumo. Aliás, a Alemanha já está a entrar em recessão. Estou a falar de dois mercados fortíssimos para Portugal, mas teremos que olhar também para outros mercados europeus”.

Por outro lado, acrescentou, “se olharmos para o olharmos para o mercado norte-americano e para a valorização do dólar, teremos uma oportunidade espetacular, e sabendo que este mercado, e todos os mercados de longo curso são estratégicos do ponto de vista do turismo português, quem sabe. não teremos aqui, nas dificuldades. Uma oportunidade para acelerarmos alguns aspetos”.

Costa Ferreira sublinha, no entanto, que a “incerteza é total”, referindo que estamos a dar respostas como o mundo é atualmente “com a inflação, com a guerra como está, mas nada está garantido. A incerteza é total”.

Em relação a este ano, o presidente da APAVT sublinha que “já está tudo praticamente gasto. Foi um dos componentes da expressão inflacionária em que vivemos e não nos apanhou de surpresa.

Indica que, em 2020 “dizíamos que ia haver uma poupança forçada e que o retorno ia ser off/on e foi, e dissemo-lo, contra a maioria de estudos de consultores e outros analistas que indicavam regressos mais atenuados no tempo. Nós sempre dissemos que se houvesse condições do ponto de vista pandémico que a procura voltaria num dia, e voltaria mais forte do que nunca, e foi oque aconteceu” salientou Pedro Costa Ferreira no encontro com jornalistas.

Sobre o autorCarolina Morgado

Carolina Morgado

Mais artigos
Alojamento

Nova edição: merytu, sustentabilidade, Quadrante e Animação Turística

A nova edição do Publituris, a última do mês de setembro, faz capa com a nova plataforma merytu, que pretende dar resposta a uma problemática do setor do turismo: os Recursos Humanos.

Publituris

A nova edição do Publituris, a última do mês de setembro, faz capa com a nova plataforma merytu, que pretende dar resposta a uma problemática do setor do turismo: os Recursos Humanos.

Pensada em 2020 e lançada no ano passado, esta plataforma pretende facilitar o contacto entre quem emprega e quem procura emprego liberal e flexível. Apesar de ter uma especial incidência na hospitalidade, a merytu pretende abranger todo o turismo a nível nacional, entre outros setores de atividade já em vista.

Nesta edição, saiba também o que está a fazer o operador turístico Quadrante, que decidiu mudar alguns paradigmas para estar mais próximo dos agentes de viagens, e conheça as conclusões a que chegou Cláudia Seabra, investigadora da Universidade de Coimbra, que foi estudar o impacto da COVID-19 na sustentabilidade no turismo.

Os Publituris Portugal Travel Awards 2022 estão a chegar e, por isso, os nomeados voltam a integrar esta edição, até porque a votação para eleger os vencedores termina já a 7 de outubro.

Até lá, ainda é possível votar nos 104 nomeados em 15 categorias que concorrem na edição deste ano e que serão conhecidos no dia 18 de outubro, a partir das 19h00, na Quinta da Pimenteira, em Lisboa. A votação está disponível aqui.

Nesta edição, publicamos ainda um dossier sobre animação turística, segmento que continua a encontrar vários constrangimentos e cuja recuperação ainda é tímida. Integrada neste trabalho, está também uma entrevista ao presidente da APECATE, associação que representa a animação turística, congressos e eventos, que se queixa dos parcos apoios destinados a este setor.

Além do Check-in, as opiniões desta edição são de Francisco Jaime Quesado (economista), Mafalda Almeida (professora do ISCE), António Paquete (economista) e Luiz S. Marques (investigador).

Boas leituras!

A versão completa desta edição é exclusiva para subscritores do Publituris. Pode comprar apenas esta edição ou efetuar uma assinatura do Publituris aqui obtendo o acesso imediato.

Para mais informações contacte: Carmo David | [email protected] | 215 825 43

Nota: Se já é subscritor do Publituris entre no site com o seu Login de assinante, dirija-se à secção Premium – Edição Digital e escolha a edição que deseja ler, abra o epaper com os dados de acesso indicados no final do resumo de cada edição.

 

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Destinos

Edição Digital: merytu, sustentabilidade, Quadrante e Animação Turística

A nova edição do Publituris, a última do mês de setembro, faz capa com a nova plataforma merytu, que pretende dar resposta a uma problemática do setor do turismo: os Recursos Humanos.

Publituris

A nova edição do Publituris, a última do mês de setembro, faz capa com a nova plataforma merytu, que pretende dar resposta a uma problemática do setor do turismo: os Recursos Humanos.

Pensada em 2020 e lançada no ano passado, esta plataforma pretende facilitar o contacto entre quem emprega e quem procura emprego liberal e flexível. Apesar de ter uma especial incidência na hospitalidade, a merytu pretende abranger todo o turismo a nível nacional, entre outros setores de atividade em vista.

Nesta edição, saiba também o que está a fazer o operador turístico Quadrante, que decidiu mudar alguns paradigmas para estar mais próximo dos agentes de viagens, e conheça as conclusões a que chegou Cláudia Seabra, investigadora da Universidade de Coimbra, que foi estudar o impacto da COVID-19 na sustentabilidade no turismo.

Os Publituris Portugal Travel Awards estão a chegar e, por isso, os nomeados voltam a integrar esta edição, até porque a votação para eleger os vencedores termina já a 7 de outubro.

Até lá, ainda é possível votar nos 104 nomeados em 15 categorias que concorrem na edição deste ano e que serão conhecidos no dia 18 de outubro, a partir das 19h00, na Quinta da Pimenteira, em Lisboa. A votação está disponível aqui.

Nesta edição, publicamos ainda um dossier sobre animação turística, segmento que continua a encontrar vários constrangimentos e cuja recuperação continua a ser tímida. Integrada neste trabalho, está também uma entrevista ao presidente da APECATE, associação que representa o setor da animação turística, congressos e eventos, que se queixa dos parcos apoios destinados ao setor.

Além do Check-in, as opiniões desta edição são de Francisco Jaime Quesado (economista), Mafalda Almeida (professora do ISCE), António Paquete (economista) e Luiz S. Marques (investigador).

Leia a edição aqui.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Viagens El Corte Inglés renova estrutura em Portugal

O Grupo Viagens El Corte Inglés acaba de anunciar a renovação da sua estrutura em Portugal. Nuno Brás Francisco, que nos últimos 22 anos no grupo desempenhou funções na área Financeira e Direção de Pessoas & Talento, assumirá o cargo de subdiretor de toda a operação no nosso país.

Publituris

Na nova equipa diretiva, António Alexandre Pereira irá liderar a área de Business Travel e respetiva equipa do segmento corporate em Portugal, enquanto na área do Leisure, Dora Pinto será responsável pela rede de lazer, potenciando sinergias entre a mesma e serviços transversais. Estes dois profissionais contam com mais de 20 anos ao serviço da empresa, e com vasta experiência no modelo de negócio das Viagens El Corte Inglés.

No aproveitamento de sinergias, a reorganização a empresa unifica os Departamentos de Produto e Marketing sob a direção de Pedro Pereira, que integra ainda, como novidade, uma área

exclusivamente dedicada ao seu produto estrela: cruzeiros, com João Pereira como key account.

Como product manager da aviação e 18 anos no grupo, Vanessa Rosa estará encarregue da gestão das companhias aéreas e apoio à rede de vendas.

A nova estrutura contará também com um novo Departamento de Organização, liderado por Filipa Aldeia, também ela com 20 anos no grupo, que irá implementar novos procedimentos na melhoria do fluxo de comunicação, assegurar processos que visam garantir padrões qualidade da empresa de viagens, e apoio na expansão da rede de venda.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

W2M reorganiza estrutura diretiva em Espanha

A divisão de viagens do Grupo Iberostar reformulou a sua estrutura diretiva em Espanha, numa reorganização que afeta tanto a distribuição como a gestão hoteleira e que visa contribuir para o “reforço do projeto”.

Publituris

A World2Meet (W2M), a divisão de viagens do Grupo Iberostar, reformulou a sua estrutura diretiva em Espanha, reorganização que afeta tanto a distribuição como a gestão hoteleira e que visa contribuir para o “reforço do projeto”.

De acordo com o jornal espanhol Hosteltur,  na distribuição, Enric Riera, que liderou a distribuição da W2M nos últimos dois anos, passa a ter funções mais abrangentes, enquanto diretor-geral da W2M Clients.

Segundo a informação divulgada pela W2M, Enric Riera passa a ser responsável pela estratégia de relacionamento com os clientes, bem como pela redefinição do papel da rede de retalho do grupo e ainda pelo desenvolvimento de novos canais de venda.

Já Guillermo González Vallina passa a director-geral de Distribuição da W2M, substituindo Enric Riera no cargo que este desempenhava até à indicação para as novas funções.

Guillermo González Vallina conta com uma carreira de quase 20 anos em cargos de máxima responsabilidade em grandes empresas do setor do turismo e anteriormente desempenhava funções de diretor de Vendas para Espanha, Portugal e Norte de África na W2M.

A reestruturação levada a cabo abrange também a Azul Marino, a marca de agências de viagens da W2M, que passa a contar com Inma Fernández na administração, profissional que transita do grupo Ávoris.

Inma Fernández é acompanhada por Ana Sáinz, que vai assumir a direção de Desenvolvimento de Negócios para Grupos Estratégicos, assim como por Alicia Blanes, que passa a ser responsável pela direção Comercial da rede de agências.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.