Oferta alternativa e complementar despertam interesse de imprensa e operadores turísticos internacionais no Algarve

Por a 14 de Setembro de 2021 as 15:35

A estratégia do Turismo do Algarve, de promover a região como um destino versátil, com uma oferta autêntica, diversificada, de qualidade e apelativa ao longo de todo o ano, está a ter resultados. A curiosidade pelo interior algarvio é crescente e produtos como o enoturismo, as experiências gastronómicas e o turismo de natureza têm vindo a despertar o interesse junto de operadores turísticos e de jornalistas internacionais, que se mostram “entusiasmados perante as novas perspetivas que o destino lhes oferece”, admite o Turismo do Algarve, em comunicado.

Só no início deste mês de setembro, foram já realizadas duas visitas de imprensa internacionais, com a presença de oito jornalistas do Reino Unido e da Irlanda, especificamente organizadas com o intuito de revelar o caráter multifacetado da região, encontrando-se em preparação outras iniciativas semelhantes, revela a entidade.

“É com muita satisfação que registamos este entusiasmo crescente em torno da descoberta de novas valências do Algarve, para além do sol e mar. Este interesse reforça a procura e dá um sinal positivo aos empresários da região para a necessidade de investir, cada vez mais, em experiências autênticas e diferenciadoras e de criar ofertas estruturadas para além dos tradicionais circuitos turísticos”, refere João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve, no comunicado.

Para o responsável, produtos como o enoturismo, as experiências gastronómicas ou as atividades de contacto com a natureza “não só permitem reforçar o caráter único e autêntico da região, como também contribuem para um desenvolvimento mais sustentável do turismo no Algarve, na medida em que nos permitem trabalhar uma maior coesão territorial, uma procura regular ao longo de todo o ano e uma maior diversificação de mercados”, explica.

A primeira press trip teve na promoção dos vinhos, gastronomia local, degustação de produtos típicos da região como as ostras, apanhadas pelos próprios na Ria Formosa, ou o medronho e a melosa, entre outros, os principais motivos.

Já a segunda, deu ênfase ao turismo de natureza, com destaque para a diversidade das paisagens que vão desde a Via Algarviana à Rota Vicentina, combinando passeios à beira-mar com percursos no interior.

Além disso, o Turismo do Algarve marcou presença na 5.ª UNWTO Global Conference on Wine Tourism, iniciativa recentemente promovida no nosso país pela Organização Mundial do Turismo (OMT), dedicada ao enoturismo como fator essencial para o desenvolvimento de zonas rurais.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *