Turismo do Centro lança plataforma online para trabalhadores remotos

Por a 13 de Setembro de 2021 as 17:54

O Turismo Centro de Portugal lançou uma nova plataforma online para trabalhadores remotos que, segundo comunicado enviado à imprensa pela entidade regional de turismo, pretende funcionar “como um índice de tudo o quanto existe na região, para quem opte por trabalhar de forma remota, a partir da região Centro de Portugal”.

Disponível através do endereço https://workfrom.turismodocentro.pt, a nova plataforma conta com um índice onde é possível  encontrar, por sub-região, os diversos espaços para trabalhar, em diferentes regimes, nomeadamente co-work, incubadora artística, incubadora, centro de negócios, centro empresarial, espaço empresarial, hub criativo, hotel, parque tecnológico, co-living, espaço colaborativo, incubadora de base rural, residências artísticas, e retiro de empresas.

“Tem também um espaço de testemunhos, de histórias na primeira pessoa, sobre “como é trabalhar desde o Centro de Portugal”, em cada uma das oito sub-regiões”, acrescenta o Turismo do Centro.

A nova plataforma é, segundo a entidade regional de turismo, um dos instrumentos do “Work From Centro de Portugal”, projeto que pretende demonstrar que a Região Centro oferece vantagens únicas para quem tem a possibilidade de trabalhar de forma remota ou alternativa aos escritórios tradicionais, nas mais variadas vertentes, como o nomadismo digital ou as residências artísticas, naquela que é uma tendência global amplificada pela pandemia.

“Este projeto é a materialização da estruturação de um novo produto turístico que é o ‘nomadismo digital’, e é construído em estreita parceria com instituições públicas, associações, empresários mas, e sobretudo, com pessoas. As que na região Centro habitam, as que nela trabalham e as que potencialmente pretendam nela viver e trabalhar. É a capacitação deste destino, para acompanhar esta tendência que veio para ficar”, refere Pedro Machado, presidente da Turismo Centro de Portugal.

De acordo com a entidade regional de turismo, este projeto pretende “unir o território do Centro de Portugal em redor deste conceito emergente e com grande potencial de aplicabilidade”, com o objetivo de “qualificar e educar a oferta para as necessidades desta nova forma de trabalhar e, ao mesmo tempo, seduzir a procura, com critério e transparência”.

No âmbito deste projeto, o Turismo Centro de Portugal já criou um Manual de Boas Práticas, que pretende funcionar como um “documento orientador para os agentes locais, públicos e privados, que caracteriza a região, diferencia as vertentes de trabalho remoto, estuda casos de sucesso e orienta, caso a caso, a oferta em função das necessidades da procura”.

Paralelamente, a entidade regional promoveu também workshops dirigidos ao setor público – Câmaras Municipais, Comunidades Intermunicipais, Associações de Desenvolvimento Territorial – e ao setor privado (coworks, alojamentos, animação turística), de forma a apresentar conceitos e casos de estudo, assim como sugerir soluções concretas para cada um dos setores, tendo ainda sido escolhidos embaixadores que, através das suas histórias, mostram como é viver e trabalhar no Centro de Portugal.

Já a próxima iniciativa, acrescenta a informação divulgada, consiste na apresentação um livro que faz a ligação entre o território e o público, através de um design e construção diferenciadores.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *