OMT e MUST assinam acordo para revitalizar turismo através de ferramentas digitais

Por a 12 de Julho de 2021 as 10:22

Foi durante o “Mayors Forum on Tourism and the Future of Cities”, organizada pela Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas (OMT), Governo de Portugal, Turismo de Portugal (TP) e pela Câmara Municipal do Porto (CMP), que a OMT assinou um acordo com a MUST Travel & Tech para colocar uma ferramenta digital ao serviço do turismo, permitindo aos utilizadores partilhar as suas experiências para promover a reativação do setor numa perspetiva de sustentabilidade, indo, assim, ao encontro do desígnio da OMT em “dinamizar o reinício do turismo com base na sustentabilidade e na inovação”.

Apresentada durante o Fórum de Autarcas da OMT, no Porto, a ferramenta é uma oportunidade para o avanço das cidades inteligentes, bem como de destinos que incorporam tecnologia e inovação no seu desenvolvimento.

A operar já em 60 países, a MUST agrega todas as informações de interesse dos viajantes num só lugar e ao integrar também as principais informações e análises da OMT, pretende-se tornar “uma aplicação de turismo líder e gerar oportunidades para destinos”, afirma a OMT.

“Acolhemos ideias e tecnologias inovadoras que permitem a criação de ecossistemas de inovação globais e regionais destinados a acelerar a recuperação do turismo para o desenvolvimento”, revela a organização liderada por Zurab Pololikashvili.

O secretário-geral da OMT afirma, ainda que, “a visibilidade proporcionada por ferramentas tecnológicas é uma oportunidade para quem, ao longo de toda a cadeia de valor do setor, necessita de apoio para reiniciar a sua atividade, desde novos destinos nas comunidades rurais, até destinos com elevado grau de desenvolvimento de infraestruturas”.

Por sua vez, o CEO da MUST, Pablo López, destacou que “a tecnologia aumenta a produtividade e a resiliência das empresas. A implementação de soluções digitais alinhadas com as novas tendências do sector turístico permite-nos desenvolver um produto turístico diferenciado, personalizado e seguro, mais focado nos padrões de comportamento e na gestão de espaços que irão sem dúvida contribuir para a recuperação de uma atividade chave para a economia em geral”.

Um elemento distintivo será a contribuição da inteligência turística da OMT para os utilizadores da ferramenta. Desta forma, o conteúdo relevante e verificado é combinado com dados para a tomada de decisões informadas e baseadas em evidências.

Com o acordo entre a OMT e a MUST em vigor até o final de 2024, este prevê a cooperação na execução de projetos que incluam, o apoio na transformação digital de prestadores de serviços turísticos; fomentar o desenvolvimento e a promoção do turismo de forma sustentável e inclusiva; impulsionar a inovação nas práticas de reserva e consumo de experiências e atividades turísticas; incentivar a criação de conteúdos de qualidade com foco no patrimônio cultural e na autenticidade do destino a ser promovido; promover e divulgar o programa “Best Tourism Villages” da OMT na plataforma MUST, bem como outros programas ou eventos da Organização; e promover programas relacionados à inovação, educação e investimentos que sejam úteis para destinos turísticos de interesse mútuo, entre outros.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *