Sonhando cancela operações para Cayo Coco e Punta Cana

Por a 16 de Junho de 2021 as 14:32

O operador turístico Sonhando cancelou as suas operações charters para Cayo Coco, em Cuba, e Punta Cana, na República Dominicana, que tinha em parceria com a Solférias.

A operação para Punta Cana estava previsto arrancar a 18 de julho e realizar-se até 5 de setembro, em avião da euroAtlantic à saída do Porto. Já para Cayo Coco, a operação ia ter início a 19 de julho e fim a 6 de setembro, também em avião da euroAtlantic mas à saída de Lisboa.

Em comunicado, o operador turístico justifica que estes cancelamento se devem  ao “muito baixo índice de reservas”, mas também à pandemia da COVID-19 que tem condicionado a operação turística. “Quando perspectivámos o que seria a programação para este verão, tínhamos a esperança que a situação melhorasse a uma velocidade superior à que está a acontecer”, refere a Sonhando.

Contudo, e contrariamente ao verificado nos destinos acima referidos, o operador turístico afirma que a operação charter para o Porto Santo está com um ” assinalável êxito de vendas”.

Porém, “acreditando que com a vacinação a atingir números que permitam a imunidade de grupo, os portugueses readquiram a plena confiança para viajar para destinos intercontinentais”, a Sonhando adianta que está a planear operações para o período de Natal e Fim-de-Ano quer para Varadero, em Cuba, quer para o nordeste brasileiro.

Recorde-se que as restrições de viagens para Cuba ainda são elevadas, com o próprio Ministério dos Negócios Estrangeiros português a desaconselhar as viagens para este destino nas Caraíbas, devido à evolução recente da situação epidemiológica de infeção por COVID-19, em particular na cidade de Havana. No caso das viagens organizadas para o destino, Cuba exige ainda a apresentação de um resultado negativo de teste PCR-RT diagnóstico COVID-19, realizado 72 horas antes da viagem, e certificado por laboratórios do seu país de origem. Os turistas devem ainda possuir uma apólice de seguro que cubra a COVID-19. Também no aeroporto de entrada em Cuba, o país exige a realização de um teste PCR-RT, sendo posteriormente transferido para o seu hotel de alojamento, no qual receberá o resultado do teste em 24 horas. Com um resultado negativo teste PCR, cessa a necessidade de isolamento do turista, informa o Portal das Comunidades Portuguesas.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *