Alteração de Portugal na “lista de viagens” do Reino Unido afetou confiança dos britânicos

Por a 15 de Junho de 2021 as 16:27

A rápida da mudança de Portugal de “verde” para “âmbar” afetou e afetará ainda mais a confiança dos viajantes do Reino Unido, exatamente quando situação estava a começar a melhorar para empresas e consumidores, avança a GlobalData.

Segundo a empresa de dados e análise, a inclusão de Portugal na lista verde do Reino Unido significava “um início significativo de recuperação para as companhias aéreas do Reino Unido e a abertura de férias no sol e praia para os viajantes do Reino Unido”. Mais da metade (53%) dos consumidores do Reino Unido costumam tirar férias de sol e praia, revela a GlobalData, sendo Portugal um destino popular para este tipo de viagem.

Recorde-se que o Reino Unido foi o segundo maior mercado emissor de Portugal em termos de visitas, em 2019, evidenciando a sua popularidade junto dos viajantes britânicos.

Ralph Hollister, analista de Viagens e Turismo da GlobalData, refere que “um mês depois, as companhias aéreas – juntamente com os viajantes – ficaram irritadas com a rápida mudança de Portugal de verde para âmbar”. E adianta: “as empresas de viagens quase não receberam qualquer aviso sobre a mudança que se aproximava e o impacto resultará em muitos clientes insatisfeitos que não poderão receber reembolsos”. Mas mais importante, Hollister admite que esta situação “afetará ainda mais a confiança dos viajantes do Reino Unido, impactando as reservas no curto a médio prazo”.

A consultora refere ainda que a mudança verificada no início de junho “levará muitos viajantes de volta a 2020, onde as constantes revisões das restrições de viagem deixaram muitos a reclamar por reembolsos”, deixando, inclusivamente, “uma marca na confiança dos viajantes do Reino Unido”.

A GlobalData refere que a recente introdução na lista verde teria trazido uma “sensação de segurança” para muitos viajantes que poderiam ter sido afetados por cancelamentos no ano passado, dando-lhes confiança para efetuar reservas este ano. No entanto, a consultora reconhecer que a segurança de um país da lista verde significará, agora, “pouco para muitos viajantes do Reino Unido”, uma vez que a inclusão na lista verde de um destino pode ser revogado a qualquer momento e com pouco aviso.

De referir ainda que, de acordo dados da GlobalData, cerca de 38% dos consumidores do Reino Unido admitem concordar “um pouco” ou “completamente” com o facto do seu orçamento ter sido reduzido, relativamente ao ano passado, enquanto 86% estão “bastante” ou “extremamente” preocupados com a pandemia atual.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *