IATA Travel Pass vai integrar rede mundial de testes da Unilabs

Por a 20 de Abril de 2021 as 11:45

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA, sigla em inglês) e a Unilabs chegaram a acordo para integrar a rede mundial de testagem à COVID-19 da empresa europeia de serviços de diagnóstico no IATA Travel Pass, a ferramenta que pretende facilitar o regresso das viagens aéreas.

“Os testes à COVID-19 vão ter um papel importante no reinício das viagens internacionais. Os viajantes precisam de entender os requisitos de teste, localizar os laboratórios, verificar a sua identidade  no laboratório e transferir os resultados dos seus testes para as partes relevantes – companhias aéreas e governos – conforme necessário. A nossa parceria com a Unilabs dará aos viajantes acesso à extensa rede da Unilabs e vai ajudá-los a gerir com segurança e eficiência os resultados dos testes”, considera Willie Walsh, diretor geral da IATA, citado num comunicado enviado à imprensa.

Com este acordo, a Unilabs torna-se num dos primeiros grandes grupos de laboratórios e serviços de diagnóstico a serem integrados no IATA Travel Pass, que visa tornar as viagens num processo continuo, seguro e fácil, permitindo que os viajantes reúnam numa única aplicação os resultados dos testes à COVID-19 e certificados de vacinação, ao mesmo tempo que recebem informação sobre os requisitos de entrada em cada país.

Ao abrigo do acordo agora estabelecido, os passageiros podem carregar com segurança os resultados dos testes realizados na rede mundial da Unilabs no IATA Travel Pass, que verifica, depois, através do  IATA Timatic se são cumpridos os requisitos  de saúde do destino para produzir um status “OK to Travel”.

“Através desta aplicação, os passageiros podem partilhar o seu status e os certificados de teste digital com as autoridades, aeroportos e companhias aéreas”, acrescenta a IATA, que diz ter já em vigor um projeto-piloto com a Unilabs nos Emirados Árabes Unidos, que deverá vir a ser estendido a outros países.

A IATA recorda ainda que, além dos testes PCR, a Unilabs realiza também testes de antígeno e sorologia, tendo efetuado já, desde o início da pandemia, cerca de 10 milhões de testes à COVID-19 na sua rede mundial, que se estende por 17 países.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *