Tailândia flexibiliza medidas de entrada no país mas impõe quarentena

Por a 12 de Abril de 2021 as 16:44

A Tailândia procedeu a uma flexibilização das medidas de entrada no país, na sequência das restrições adotadas devido à pandemia, mas impõe uma série de requisitos aos cidadãos estrangeiros, que devem apresentar um teste PCR negativo, possuir seguro com cobertura para a COVID-19 e cumprir uma quarentena de sete ou 10 dias, dependendo se já foram ou não vacinados contra o coronavírus.

Numa nota informativa divulgada esta segunda-feira, 12 de abril, a Autoridade de Turismo da Tailândia dá conta que, entre abril e junho, os cidadãos tailandeses não vacinados contra a COVID-19 devem cumprir uma quarentena de pelo menos 10 dias, enquanto os que já tiverem sido vacinados 14 dias antes da partida devem fazer uma quarentena de sete dias e apresentar o cartão de vacinação emitido pela autoridade competente.

Já os cidadãos estrangeiros não vacinados devem apresentar um teste PCR negativo para a COVID-19, realizar uma quarentena de pelo menos 10 dias e possuir ainda seguro de saúde com uma cobertura mínima de 100 mil dólares e que cubra o tratamento à COVID-19 na Tailândia.

Quem já tiver tomado a vacina, pode fazer uma quarentena mais pequena, de sete dias, sendo também necessário  apresentar um teste PCR negativo para a COVID-19 e possuir seguro de saúde, tal como é exigido a quem já esteja vacinado, bem como apresentar um cartão de vacinação emitido pela autoridade competente.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *