Barcelona pode voltar a receber cruzeiros em junho

Por a 12 de Abril de 2021 as 11:18
Cathay Pacific

A Autoridade Portuária de Barcelona está a trabalhar num plano  que permita o regresso dos cruzeiros à capital catalã já em junho, depois  da paragem da atividade devido à pandemia da COVID-19, avança o jornal espanhol Hosteltur.

De acordo com o jornal espanhol, as negociações entre o Porto de Barcelona, as companhias de cruzeiros e as autoridades locais para a elaboração de um plano que permita o regresso dos navios à cidade em junho foram confirmadas este domingo, 11 de abril, pela presidente da infraestrutura portuária catalã, em entrevista ao canal 3/24.

Segundo Mercè Conesa, presidente do Porto de Barcelona, o plano que está a ser desenhado pretende garantir a segurança dos turistas, mas também dos habitantes de Barcelona e visa ainda promover um turismo “menos invasivo” na cidade.

“Assim que tivermos esses protocolos rigorosos e sérios, examinados por equipas médicas, eles devem ser aprovados pelo Governo do Estado”, afirmou Mercè Conesa, que se mostra confiante na aprovação do plano por parte das autoridades de saúde espanholas já em abril.

A presidente do Porto de Barcelona explicou ainda que este plano prevê um rigoroso protocolo de saúde e segurança, com a realização de testes PCR na chegada dos navios e também durante a sua permanência em Barcelona, de forma a garantir um ambiente de ‘bolha’ a bordo, que será mantido também nas excursões e visitas pela cidade.

De acordo com a responsável, o plano tem vindo a ser desenhado em colaboração com as companhias de cruzeiros e o objetivo é realizar testes com algumas dessas companhias, assim como em conjunto com a população local, de forma a comprovar a segurança do plano e “restabelecer a normalidade”.

Mercè Conesa considera que a cidade de Barcelona tem sido “prudente” na forma como tem vindo a trabalhar para retomar a atividade de cruzeiros e defende que esta é também uma oportunidade para a cidade garantir um turismo “menos invasivo”.

“Barcelona continua a ser muito atrativa para os cruzeiros no Mediterrâneo. Já dissemos que não queremos crescer mais e achamos que temos de aproveitar esta paragem para retomar a atividade de uma forma mais inteligente, com visitas menos invasivas. Teremos mais controlo e os grupos que visitam a cidade serão distribuídos”, afirmou.

Segundo a presidente do Porto de Barcelona, o objetivo é garantir que  “a actividade é retomada mas as visitas à cidade são mais regulamentadas e têm menos impacto”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *