Tendências vegan ganham espaço no turismo

Por a 4 de Março de 2021 as 17:07

O veganismo, que tem sido tradicionalmente associado aos setores de consumo e retalho, tem vindo a aumentar a sua influência no espaço turístico. De acordo  com a GlobalData, empresa de análise de dados, as excursões e passeios vegans e aplicações digitais de viagens  estão a surgir como uma ferramenta para as empresas de viagens atraírem pessoas com foco no meio ambiente.

Segundo o estudo, à medida que as empresas em todo o espectro das viagens e turismo procuram recuperar-se do impacto prejudicial da COVID-19, a personalização é vista cada vez mais como fundamental nessa recuperação. A personalização “ajuda a garantir a satisfação e, consequentemente, a acomodar cada tipo de viajante – vegan incluído -, fundamental no futuro das viagens”.

Para Johanna Bonhill-Smith, analista de viagens e turismo da GlobalData, existe o objetivo comum em todo o setor de viagens e turismo que é oferecer uma experiência adequada a cada viajante nos vários pontos da sua viagem. Neste sentido, os “viajantes vegans podem encontrar frequentemente problemas que vão desde onde se podem  hospedar até a falta de opções de refeições adequadas”, o que pode ser uma oportunidade a quem optar por se diferenciar e responder às necessidades dos vegans.

Este tipo de cliente tem já ao seu dispor aplicações próprias para o auxiliar nas suas férias, concretamente a  Veg Visits e Air Vegan. AVeg Visits, por exemplo, é uma plataforma de partilha de casas vegans que oferecem aos indivíduos “anfitriões vegans” em 80 países diferentes. O Air Vegan avalia o quão vegan é um aeroporto, dando aos utulizadores sugestões de locais de comida vegan podem ali encontrar.

Alguns estabelecimentos de  alojamento turístico também já procuram responder ao tuista vegan, como é o caso da Hilton que abriu a sua primeira suite de hotel vegan em 2019. Também os operadores turísticos também já despertaram para este mercado, como a Responsible Travel, que promove 34 férias Vegan em destinos em todo o mundo, incluindo Grécia, Etiópia, Índia e Costa Rica.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *