AHRESP pede prolongamento do período de carência das linhas de apoio

Por a 3 de Fevereiro de 2021 as 11:46

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) veio esta terça-feira, 2 de fevereiro, defender a “prorrogação urgente do período de carência das linhas de crédito de apoio à economia COVID-19, no mínimo até 30 de junho de 2022”.

De acordo com um comunicado da associação, com o novo confinamento e consequente encerramento das empresas de hotelaria e restauração, “torna-se da maior importância que a amortização dos empréstimos contraídos no decorrer de 2020 seja urgentemente prorrogada”.

“Só assim se poderá evitar o incumprimento de milhares de empresas. O reembolso só deverá ser iniciado no verão do próximo ano (2022), momento em que se espera que a situação pandémica esteja mais controlada e haja um retomar da procura turística”, aponta a AHRESP, na informação divulgada.

 

 

Um comentário

  1. José Barbosa

    4 de Fevereiro de 2021 at 16:21

    Nada de devia pagar , não temos culpa , não nos deixam trabalhar , os restaurantes estão fechados vai para um mês , as infecções continuam a subir e a culpa será do nosso sector , não acredito , e porque estamos a pagar segurança social se as pessoas estão em casa sem trabalhar , injusto .

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *