Casinos portugueses com quebras de 50% em 2020 e mantêm pessimismo

Por a 14 de Janeiro de 2021 as 14:59

Os casinos portugueses encaram 2021 com pessimismo, após uma quebra histórica de quase 50% das receitas em 2020, dado o novo período de encerramento e a alteração de hábitos dos frequentadores para outras ofertas de jogo.

“Relativamente ao ano que agora se inicia, não podemos encará-lo com otimismo. A pandemia está longe de se encontrar debelada, prevê-se novo confinamento, não sendo de excluir outros períodos de encerramento ao longo do ano, e é previsível a continuação de restrições aos horários de funcionamento, com novas diminuições da frequência e continuação da erosão das receitas”, sustenta a Associação Portuguesa de Casinos.

Segundo destaca a associação, “acresce que um controlo da pandemia, mesmo que acontecesse, teria efeitos muito lentos no restabelecimento da frequência dos casinos físicos, dada a alteração de hábitos dos frequentadores que inevitavelmente se está a verificar”.

É que, explica, se os casinos físicos “já se defrontavam com uma concorrência crescentemente agressiva, quer por parte do jogo de Casino ‘online’, quer dos jogos físicos e ‘online’ da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (com destaque para o Placard, a Raspadinha e o Euromilhões)”, em ambiente de pandemia “esta concorrência intensificou-se”.

Isto porque os casinos físicos estiveram fechados “durante quase 30% do ano”, mas também porque, “mesmo com eles abertos, muitos clientes, por razões sanitaristas, passaram a preferir ofertas de jogo que não impliquem a sua presença em público”.

De acordo com a associação, toda esta situação levou já a um “decréscimo abrupto” para metade das receitas dos casinos nacionais no ano passado, que (considerando os proveitos de exploração de máquinas automáticas e de jogos bancados, como o póquer ou a roleta) terminaram com uma quebra de 49,9% relativamente a 2019, num total próximo dos 157,9 milhões de euros, contra 315,2 milhões em 2019.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *