Brexit: Governo não aumenta taxa aeroportuária do Reino Unido até final de 2021

Por a 30 de Dezembro de 2020 as 17:08

O Governo decidiu congelar por um ano a taxa aeroportuária que é paga pelos passageiros nos voos entre território nacional e o Reino Unido e que deveria quase duplicar a partir de 1 de janeiro de 2021, devido à oficialização do Brexit.

De acordo com o jornal online ECO, os Ministérios das Finanças, da Administração Interna e das Infraestruturas e Habitação explicam, num comunicado conjunto, que que “o Governo português decidiu estender até 31 dezembro de 2021 o período em que vigora a classificação dos passageiros que viajam para o Reino Unido como passageiros de voos intracomunitários fora do espaço Schengen”.

A taxa aeroportuária que é paga atualmente nos voos entre Portugal e o Reino Unido tem um valor de 3,2 euros, mas com a saída do Reino Unido da União Europeia, que se torna efetiva a 1 de janeiro de 2021, esta taxa deveria passar para os 6,21 euros, uma que o Reino Unido passa a ser considerado um país terceiro em termos aéreos.

No entanto, o Governo entendeu que, “tendo em conta a importância do mercado turístico britânico” para Portugal, esta taxa vai ficar congelada ao longo do próximo ano, ainda que a decisão possa ser “reavaliada antes dessa data, em função da eventual conclusão do acordo definitivo sobre a relação futura entre a UE e o Reino Unido”.

“Tendo em conta a importância do mercado turístico britânico para o nosso país, bem como a mitigação de alguma instabilidade na decisão de viagem de todos os viajantes com origem no mercado britânico, justifica-se a manutenção do nível de taxa de segurança no valor atual”, aponta o comunicado.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *