Conheça os 10 novos navios de cruzeiro que chegam em 2021

Por a 29 de Dezembro de 2020 as 12:45

O próximo ano vai ficar marcado pela entrada ao serviço de vários novos navios de cruzeiro, muitos dos quais deveriam ter sido inaugurados em 2020, mas devido à pandemia viram a data de entrega adiada para 2021.

O jornal britânico Daily Mirror fez um apanhado dos navios que se devem estrear em 2021 e destaca 10 navios de cruzeiro das companhias P&O Cruises, Saga Cruises, Celebrity Cruises, Fred Olsen, TUI River Cruises, Princess Cruises, MSC Cruzeiros, Carnival, Royal Caribbean Internacional e Virgin Voyages.

No caso da P&O Cruise, 2021 vai marcar a entrada ao serviço do navio Iona, originalmente previsto para navegar nos Fiordes Noruegueses a partir maio de 2020, mas que tem agora o início da operação marcado para setembro de 2021. O navio, com capacidade para 5.200 passageiros, será o sexto maior do mundo e o maior já construído para o mercado britânico.

Já a Saga Cruises tem prevista a chegada do Spirit of Adventure para 4 de maio de 2021, navio que deveria ter começado a operar em novembro de 2020 e que tem capacidade para 999 passageiros.

Previsto para 2021 está também o Celebrity Apex, da Celebrity Cruises, que em Portugal é representada pela Melair, e que deveria ter entrado ao serviço em abril de 2020, o que acabou por ser adiado devido à pandemia. O navio foi, no entanto, entregue à companhia e navegou da Florida para Southampton, mas só deverá receber passageiros a partir de março de 2021, conforme o atualmente planeado.

Em 2021, a Fred Olsen vai estrear dois navios de cruzeiros, o Borealis e o Bolette, que deviam ter entrado ao serviço em 2020, mas que foram entregues à companhia de cruzeiros já depois da paragem das operações devido à pandemia e que, por isso, viram as datas de início de operação adiadas para abril e maio de 2021, respetivamente.

A pandemia trocou as voltas também à TUI Cruises, que previa lançar-se este ano também nos cruzeiros fluviais com o lançamento da TUI River Cruises, com uma frota de três navios, concretamente TUI Isla, TUI Maya e TUI Skyla. Com a COVID-19, os navios apenas devem começar a navegar em março e abril de 2021.

Na Princess Cruises, que é representada em Portugal pela Mundomar Cruzeiros, 2021 vai trazer os navios Enchanted Princess e Discovery Princess, o primeiro dos quais com capacidade para 3.660 passageiros e cuja data de inauguração está prevista para 2021, apesar de não ser ainda conhecida, enquanto o segundo, com a mesma capacidade, deve entrar ao serviço em novembro de 2021.

Já a MSC Cruzeiros prepara-se para receber, em 2021, o MSC Virtuosa e o MSC Seashore, o primeiro dos quais é o navio irmão do MSC Grandiosa e deveria ter sido inaugurado em setembro de 2020, mas que viu a inauguração adiada para abril de 2021, enquanto o MSC Seashore deve ser inaugurado em junho de 2021 e será o primeiro navio da classe Seaside Evo da companhia de cruzeiros.

Na Carnival, o próximo ano vai trazer o Mardi Gras, navio que deveria ter sido inaugurado em 2020, mas cuja entrada ao serviço foi adiada para 24 de abril de 2021. O navio vai contar um uma inovadora montanha-russa e espera-se que, em 2022, seja inaugurado o seu navio-irmão, o Carnival Celebration.

Em 2021, Royal Caribbean International, que em Portugal é representada pela Melair, vai inaugurar o Odyssey of the Seas, navio com capacidade para 4.200 passageiros e que deveria ter entrado ao serviço em novembro de 2020, mas que vai agora ser inaugurado em abril do próximo ano.

Por fim, 2021 deverá marcar ainda a entrada em plena operação do Scarlet Lady, primeiro navio da nova companhia de cruzeiros Virgin Voyages, que chegou a ser entregue à companhia em fevereiro de 2020, mas que não chegou a começar a operação devido à pandemia. O cruzeiro inaugural deste navio está agora marcado para 9 de maio de 2021.

Adiados para 2022

O adiamento da inauguração de vários navios para 2021 levou ainda a que muitos dos navios que estavam previstos para 2021 fossem também adiados para o ano seguinte, como é o caso do navio Disney Wish, que deveria entrar em operação no início de 2022, mas cujos cruzeiros foram já adiados para o verão de 2022.

Adiada foi também a entrega do Celebrity Beyond, que deverá demorar mais 10 meses, passando para 2022, assim como deverá acontecer com o Wonder of the Seas, da Royal Caribbean International, e com o Costa Toscana, da Costa Cruzeiros.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *