Termas Porto e Norte de Portugal é a nova marca que une 21 estâncias termais na região Norte

Por a 22 de Dezembro de 2020 as 19:16

O Turismo do Porto e Norte de Portugal (TPNP) e a Associação das Termas de Portugal (ATP) lançaram esta terça-feira, 22 de dezembro, a nova marca Termas Porto e Norte de Portugal, que une 21 estâncias termais na região Norte e através da qual vão ser promovidas ações de estruturação e promoção estâncias.

“Esta parceria com a ATP direciona-se no sentido de unirmos esforços visando desenvolver um programa de ações de estruturação e promoção das termas, assente numa oferta renovada do termalismo, no enorme potencial e decorrente destas alterações no usufruto dos equipamentos emanadas dos impactos da pandemia”, explicou Luís Pedro Martins, presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal, durante o webinar de apresentação da nova marca.

De acordo com o responsável, “é no termalismo que o Porto e Norte detém o seu elemento diferenciador”, já que a região possui uma “quota muito significativa” da oferta termal do país, o que justifica a criação desta nova marca, que vai contribuir para afirmar a região como um “destino de excelência no turismo de saúde e bem-estar”.

Já Vítor Leal, presidente da ATP, saudou a parceria e sublinhou a importância do lançamento desta marca para as termas assim como para toda a região Norte, considerando que o termalismo é um produto “de altíssima qualidade, que pode trazer mais e novos turistas ao Norte de Portugal”.

“As termas do Norte são das melhores que existem em Portugal e na Europa. Se as ligarmos ao turismo sustentável e as colocarmos na agenda, será uma oportunidade diferenciadora. O início do caminho vai ser longo, mas estamos todos unidos na divulgação”, afirmou o responsável da ATP.

Durante o webinar, foi apresentada a imagem gráfica que acompanha a nova marca, assim como o plano de estruturação e promoção da nova marca, que arranca já este ano e vai manter-se em 2021 e 2022, e que foi elaborado de forma próxima ao plano de marketing e estratégico do TPNP.

De acordo com o plano apresentado, a nova marca visa desenvolver a atratividade dos destinos termais, criar valor e reativar a procura no pós-COVID-19, apontando essencialmente aos mercados doméstico e espanhol, assim como ao mercado étnico, nomeadamente França, Suíça, Luxemburgo e Alemanha.

A nova marca vai ser promovida através de meios digitais, agências de viagens e operadores, imprensa especializada, assim como através das ações de promoção promovidas pela Associação de Turismo do Porto (ATP) e outros parceiros, com o objetivo de atrair casais jovens, famílias jovens, adultos individuais e maiores de 55 anos de idade.

No total, plano de estruturação e promoção da nova marca prevê um investimento de 280 mil euros, que vão ser comparticipados por fundos europeus e contrapartidas nacionais e/ou privadas.

 

Um comentário

  1. João Campos

    23 de Dezembro de 2020 at 13:56

    O Porto sempre a dominar a região Norte.
    Mesmo nas termas onde não tem relevo não aceitou perder o domínio.
    Os representantes da cidade do Porto são ainda mais dominadores do que a Lisboa em relação ao país.
    É como se a secretaria do estado do turismo se chamasse “SET de Lisboa e de Portugal”.
    Bem prega Frei Tomás…

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *