Plano de reestruturação da TAP já seguiu para Bruxelas e prevê ajudas de 970M€ em 2021

Por a 11 de Dezembro de 2020 as 10:29

O Governo já entregou à Comissão Europeia o plano de reestruturação da TAP, que prevê para o próximo ano um auxílio do Estado de 970 milhões de euros, avança a Lusa, que cita um comunicado conjunto dos ministérios das Infraestruturas e da Habitação e das Finanças.

No comunicado divulgado, o Governo dá conta que o plano “incorpora uma transformação significativa da operação” da companhia aérea, de forma a “garantir a viabilidade e sustentabilidade” da TAP a “médio prazo”, e prevê “que em 2021 a TAP venha a necessitar de um apoio de Estado de 970 milhões de euros”.

Recorde-se que o plano de reestruturação foi imposto por Bruxelas como condição para aprovar o auxílio estatal de até 1.200 milhões de euros à companhia aérea portuguesa, que foi aprovado pela Comissão Europeia, a 10 de junho.

Bruxelas entendeu que a situação financeira da TAP já era difícil antes da pandemia, motivo pelo qual não a considerou elegível para apoios específicos para empresas que estejam a sofrer os impactos da crise sanitária.

O plano prevê o despedimento de 500 pilotos, 750 tripulantes de cabine e 750 trabalhadores de terra, a redução de 25% da massa salarial do grupo e do número de aviões que compõem a frota da companhia, divulgaram os sindicatos que os representam.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *