APHORT pede ao governo equidade nas medidas de apoio à restauração e hotelaria

Por a 27 de Novembro de 2020 as 10:45

A Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo (APHORT)  quer que o governo estenda as medidas de apoio já aplicadas à restauração à hotelaria com a criação do programa ‘Apoiar Hotelaria’, iniciativa que deverá ser semelhante ao ‘Apoiar Restauração’.

“As medidas restritivas à circulação dos portugueses, definidas para os dois próximos fins de semana e que impedem a deslocação entre concelhos, bloquearam o mercado interno e levaram ao cancelamento de reservas existentes nos hotéis que ainda se mantêm abertos. Neste contexto, na medida em que, tal como acontece com os restaurantes, também o normal funcionamento dos hotéis sofrerá graves limitações nesse período, a Associação defende a necessidade do Governo aplicar um princípio de equidade, tratando, de igual modo, setores que pertencem à mesma área – o turismo”, defende a associação.

A APHORT explica que a criação do ‘Apoiar Hotelaria’ deverá contar com os mesmos fundamentos do ‘Apoiar Restauração’ e sublinha que esta é uma medida ”extremamente necessária e urgente”.

“O primeiro-ministro afirmou que uma das razões que justificam o programa “Apoiar Restauração” é o facto de uma refeição que não seja vendida hoje, não poder ser vendida amanhã. Ora, esta frase é ainda mais verdadeira quando nos referimos aos quartos dos hotéis. Acresce aqui que, ao contrário dos restaurantes, os hotéis não podem fazer take-away nem delivery dos seus serviços de alojamento”, explica António Condé Pinto, presidente executivo da APHORT.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *